Iseg 75 80 tema 2015

286 visualizações

Publicada em

Comer e calar ou Democracia Directa Digital ?

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
286
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Iseg 75 80 tema 2015

  1. 1. Caros colegas ISEG 1975-80 O tema do nosso encontro 2015 é COMER E CALAR Podia ser PASSAR FOME E AGRADECER Proponho Olhar largo e sonhar um outro regime Aviso: os próximos quadros podem conter material ainda mais chocante e são escritos em ortografia mista (nova, antiga e ignorante)
  2. 2. A Democracia nasce DIRECTA na gestão da ‘polis’ grega O ideal de repartição de poder até consegue escrever Magnas Carta face ao monarca de poder Absoluto e ‘divino’. Quando a Democracia quer voltar, num território extenso, sem comunicação fácil e rápida, inventa-se o contrato social, fica REPRESENTATIVA. Quando a comunicação passa a ser fácil e rápida, com cidadãos alfabetizados e a usar habitualmente a internet, a Democracia só pode voltar a ser DIRECTA
  3. 3. O nosso professor Luís Nandim de Carvalho classificou o regime como ‘corporativismo multipartidário’ (final 70’s) Helena Sanches Osório (90’s) em ‘A Capital’ caracteriza o regime como orientado pela venda do Poder, conseguindo gerar corrupção mesmo onde os agentes privados a não suscitariam. Durão Barroso, líder do PSD na governação de António Guterres, faz uma comunicação televisionada em que denuncia a quebra, pelo partido no poder, PS, do entendimento que cada partido recebe as rendas dos contratos que originou.
  4. 4. A nossa tarefa: preparar um novo regime de DEMOCRACIA DIRECTA DIGITAL
  5. 5. Porquê nós ? Não seremos os únicos, mas podemos ser os pioneiros, porque experienciámos • a ditadura cruel, mas que fez uma ponte entre Lisboa e Almada sem custos para os contribuintes • a revolução em que se procurava um ‘caminho original’ para uma democracia participativa (a palavra usada era socialismo, mas entendida mais como igual voz e não tanto como igual carteira) • o regime representativo e as suas duas bancarrotas, por desrespeito das leis que estudámos (Economia e Gestão)
  6. 6. A tarefa é, de modo colectivo e em plataforma digital, criar as bases para o sucesso da Democracia Directa Digital (DDD). Caracterizar a definição do partido de DDD, de tal modo que, para além de seguir as decisões dos seus associados: • se conforme ao respeito dos direitos humanos • inclua o direito a uma vida natural [obstáculo: a apropriação particular dos recursos] • se furte aos efeitos negativos da ditadura do voto • promova a Liberdade efectiva que só existe assente numa sustentável autonomia (água, energia, alimento, informação e conhecimento) [obstáculo: globalizações] • siga uma estratégia coerente, que seja entendível • se limite a uma esfera de Poder, o LEGISLATIVO • se limite a um contexto geográfico (regional, nacional)
  7. 7. Esta incubadora de partidos DDD proporciona ainda uma plataforma de ciência discutida para apresentar aos cidadãos uma análise crítica, com uma ou várias valorizações, sobre as estratégias, programas e medidas de cada partido DDD, bem como da realidade do momento e da utilidade de projectos financiados publicamente.
  8. 8. Este é um caminho para os próximos 15 ou 20 anos. Já existe alguma experiência local em países escandinavos e no Brasil. No próprio palco da grande política, em eleições regionais, nacionais e europeias já apresentam bons resultados eleitorais em países desenvolvidos mas altamente corruptos como a Itália e a Espanha, com o 5 Estrelas e o Podemos, respectivamente A pugnar pela DDD desde 2000, gosto de ver estes resultados, mas estas experiências podem cair e descredibilizar o conceito.
  9. 9. Fica o desafio. Quem participar ganha a possibilidade de não ficar envergonhado quando um neto ou bisneto lhe perguntar: • Que fizeste para derrubar o regime corrupto de 1976? Ou • Porque é que os meus pais emigraram? Ou • É verdade que seriamos tão ricos como os finlandeses se não fosse a corrupção?
  10. 10. VISÃO • Partidos DDD, caracterizados por estratégias e não por ideologias, apresentam-se em eleições legislativas • O Parlamento harmoniza uma estratégia • Quando a comunidade sabe o caminho a seguir, convocam-se eleições para o Executivo • Os partidos (não DDD) de executivo que se sintam confortáveis com a estratégia escolhida, apresentam-se nas eleições para o Executivo • O Poder Judicial pode escrutinar todo o tipo de vínculo com relevância social. Todos os contratos com agentes públicos poderão ser sujeitos à apreciação judicial, obrigatoriamente com a apreciação de jurados. • Toda a esfera pública é transparente (fisco, contratos, negociações) só as operações policiais e a investigação criminal tem sigilo

×