ATIVIDADE INDUSTRIAL
(O ESPAÇO DA GEOGRAFIA)
http://profalexandregangorra.blogspot.com.br/
01 - (UFG GO/1ª Fase/2006)
Nas ...
Estão representadas no mapa:
a) regiões industriais.
b) áreas de exploração petrolífera.
c) regiões com grande produção ag...
de informática de ponta que coordena a
produção e a venda [...] isso significa que a
fábrica produz carros „já comprados‟,...
O processo de transformação da matéria-prima
em produto industrializado apresentou, em linhas
gerais, as seguintes etapas ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atividade industrial

1.963 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.963
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
90
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atividade industrial

  1. 1. ATIVIDADE INDUSTRIAL (O ESPAÇO DA GEOGRAFIA) http://profalexandregangorra.blogspot.com.br/ 01 - (UFG GO/1ª Fase/2006) Nas últimas décadas do século XX, a intensificação do uso de alta tecnologia induziu uma nova lógica de localização industrial. Os atuais espaços industriais caracterizam-se pela capacidade organizacional e tecnológica de distribuir o processo produtivo em diferentes localidades. A espacialização do processo produtivo revela que: a) os atuais espaços industriais, espalhados pelo globo, utilizam muita força de trabalho qualificada e poucos trabalhadores semiqualificados. b) as novas indústrias foram instaladas considerandose a abundância de mão-de- obra e a proximidade do mercado consumidor. c) as empresas instalaram unidades produtivas em alguns países de industrialização tardia, incentivadas pela política de substituição de importações. d) a criação de espaços industriais, nos países do Terceiro Mundo, foi promovida pelas políticas estatais de incentivo ao consumo dos países centrais. e) os novos espaços industriais organizam-se em torno de fluxos de informação que reúnem e distribuem, ao mesmo tempo, as fases da produção. 02 - (Mackenzie SP/Janeiro/2006) (...) a cena econômica mundial foi atingida por um processo de redistribuição global da produção que criou novas prioridades na indústria; conturbou radicalmente a hierarquia entre os sistemas econômicos nacionais, tornando obsoleta a distinção entre países produtores e países consumidores; impôs novos modelos de integração econômica. Domenico De Masi, A sociedade pós-Industrial O texto refere-se a) divisão Internacional do Trabalho clássica, que estabelece padrões comerciais entre países desenvolvidos e subdesenvolvidos. b) nova Divisão Internacional do Trabalho, com transferência de indústrias de média e baixa tecnologia para países em processo de industrialização. c) o intenso processo de fusão ocorrido no início de capitalismo financeiro, que irá formar grandes conglomerados. d) crise de 1929, em que a superprodução implodiu a economia americana e afetou a economia global. e) grande oportunidade dos países pobres se industrializarem e superarem o atraso econômico contraído durante décadas de exploração. 03 - (Mackenzie SP/Janeiro/2006) Brasil, México e Argentina sofreram um processo de industrialização diferente, depois da Segunda Guerra Mundial, se comparados aos países industriais pioneiros. Sobre esse processo de industrialização tardia, é correto afirmar que: I. Não houve participação predominante de capital nacional e sim de capital estrangeiro. II. O objetivo foi desenvolver predominantemente a indústria de bens de consumo e não as indústrias de base. III. As tecnologias de ponta para a época foram importadas e não criadas internamente de acordo com a realidade e as necessidades específicas dos países. Assinale: a) se I e III estiverem corretas. b) se II e III estiverem corretas. c) se apenas I estiver correta. d) se apenas III estiver correta. e) se I, II e III estiverem corretas. 04 - (PUC PR/2006) As alternativas a seguir trazem conjuntos de países classificados a partir de algum dos conceitos mais utilizados em geografia econômica. Assinale a afirmativa na qual TODOS os países listados NÃO condizem com a classificação sugerida. a) Brasil, Coréia do Sul e Argentina são países periféricos emergentes. b) EUA, Alemanha e Japão são países detentores de tecnologia de ponta. c) Bolívia, Cuba e Angola são países cujas economias apóiam-se principalmente no setor secundário. d) Iraque, Egito e Guatemala são países considerados dependentes tecnológicos. e) Hungria, Polônia e Coréia do Norte industrializaram-se durante o período em que adotaram o sistema de economia planificada. 05 - (Mackenzie SP/Janeiro/2006)
  2. 2. Estão representadas no mapa: a) regiões industriais. b) áreas de exploração petrolífera. c) regiões com grande produção agrícola. d) jazidas de carvão. e) Mezzogiorno. 06 - (Unifesp SP/2006) O processo de industrialização tardia verificado após a Segunda Guerra Mundial promoveu: a) uma divisão territorial do trabalho baseada na troca desigual de commodities. b) a reunião de líderes de países pobres contra o capital internacional. c) uma articulação produtiva entre núcleos de países centrais e de países pobres. d) a atuação decisiva de países periféricos no Conselho de Segurança da ONU. e) uma frente de países ricos que atuou pela libertação colonial dos povos. 07 - (Uni-Rio/RJ/2005) Observe a figura a seguir. Destino dos viajantes - dentro de sua região e para outros continentes Fonte: Aperçu mondial et actualité touristique, Organización Mundial del Turismo (OMT), Madrid, 2001. Com base na figura acima, podemos afirmar que: a) Os turistas dos países ricos viajam, sobretudo, dentro de sua própria região. b) Os turistas europeus deslocam-se, principalmente, para lugares exóticos em outros continentes. c) Os movimentos turísticos dos países do Golfo são, predominantemente, intra- regionais. d) Os viajantes da América optam, em sua maioria, por fazer turismo na Europa. e) Os asiáticos do Pacífico fazem turismo, preferencialmente, na África. 08 - (Efoa MG/2005) Observe a tira abaixo: (O Globo, Rio de Janeiro, 05 maio 2004.) A tira revela uma grande transformação que vem ocorrendo na sociedade contemporânea. Essa transformação tem como eixo central o uso da informática, e vem sendo denominada por alguns autores como terceira revolução industrial. Com relação às características da terceira revolução industrial, assinale a afirmativa INCORRETA: a) Ocorreu a intensificação do uso de microprocessadores em máquinas e equipamentos, tornando-os mais potentes, flexíveis e poupadores de mão-de-obra. b) Os processos produtivos passaram a privilegiar a pesquisa e a informação no desenvolvimento de novos produtos, tornando-os cada vez mais sofisticados. c) A utilização de modernas tecnologias de informação promoveu o aumento da produtividade econômica e, conseqüentemente, uma melhor distribuição da renda nos países pobres. d) Surgiram espaços produtivos especializados na produção de alta tecnologia, chamados de tecnopolos, como é o caso do Vale do Silício nos E.U.A. e) Ocorreu a descentralização espacial da produção, distanciando a fábrica da unidade de pesquisa e desenvolvimento (P&D) dos produtos, modificando a Divisão Internacional do Trabalho. 09 - (UEPB PB/2005) “A NISSAN INVENTA O AUTOMÓVEL Á LA CARTE” “ O sistema Answer, [...] é um sistema
  3. 3. de informática de ponta que coordena a produção e a venda [...] isso significa que a fábrica produz carros „já comprados‟, e que a fabricação se aproxima de uma produção segundo a demanda”. La Courrier Internacional apud Becouche, 1995. O texto sugere que: a) o modelo fordista trabalha sem estoques e com defeito zero. b) o nosso modelo industrial está centrado nas indústrias petroquímicas e automobilísticas. c) entramos na terceira revolução industrial, centrada na produção flexível, viabilizada pela ciência, a tecnologia e a informação. d) a produção de carros nos países desenvolvidos se faz por encomendas. e) a indústria automobilista japonesa baseada no just in time conquistou os mercados mundiais. 10 - (UEPB PB/2005) Atualmente, no Brasil, uma nova forma de atração das atividades industriais pode suplantar os demais fatores de produção. Tal modalidade vem contribuindo para o deslocamento de empresas de grandes setores industriais para outras áreas do país. Essa nova forma está relacionada: a) à formação de um poderoso mercado consumidor, de alta renda surgido após o Plano Real. b) à concessão de benefícios fiscais, com a isenção de impostos e investimentos em infra-estrutura. c) à descoberta , no sul do Brasil, de grandes jazidas de ferro, que atraem novas usinas siderúrgicas. d) a uma política de baixos juros que alimenta a produção de bens de consumo e a criação de empregos. e) à existência de abundante oferta de energia bem distribuída por todo o Brasil. 11 - (UFRN RN/2005) A história da incorporação das técnicas no espaço geográfico passou por três etapas distintas: o meio natural, o meio técnico e o meio técnico-científico-informacional. Este é um meio geográfico onde o território inclui necessariamente ciência, tecnologia e informação. Ainda sobre o meio técnico-científico- informacional, pode-se afirmar: a) inicia-se antes da Segunda Guerra Mundial e apresenta uma divisão técnica e social do trabalho baseada na utilização intensiva de energia e de matéria-prima. b) começa após a Segunda Guerra Mundial e organiza o espaço sob a estruturação de redes, integradas virtualmente por meio das tecnologias da informação. c) surge no início do século XX e apresenta uma produção de objetos técnicos e culturais por meio de uma interação no espaço da ciência e da técnica. d) emerge nas últimas décadas do século XX e considera o espaço como produto exclusivo de reprodução da técnica e do uso de tecnologias de bases virtuais e digitais. 12 - (UFSCar SP/2005) O que chamo de a mais nova divisão internacional do trabalho está disposta em quatro posições diferentes na economia informacional/global: produtores de alto valor com base no trabalho informacional; produtores de grande volume baseado no trabalho de mais baixo custo; produtores de matérias-primas que se baseiam em recursos naturais; e os produtores redundantes, reduzidos ao trabalho desvalorizado (...) A questão crucial é que estas posições diferentes não coincidem com os países. São organizadas em redes e fluxos, utilizando a infra-estrutura tecnológica da economia informacional (...) (Manuel Castells, A sociedade em rede.) Considerando as informações contidas no trecho e as alterações no espaço geográfico a partir da Revolução Informacional, é correto afirmar que: a) a nova divisão internacional do trabalho é uma reprodução da clássica divisão, pois há espaços geográficos de alto valor informacional (países centrais) e outros de trabalho desvalorizado (países da periferia). b) o desenvolvimento tecnológico na área de informação, ao reorganizar os fluxos de capital e de pessoas, criou uma rede hierarquizada e cristalizada de novos países informatizados. c) as “cidades globais” Nova Iorque, Otawa e Rio de Janeiro são espaços geográficos exclusivos dos produtores de alto valor do trabalho informacional, representando, portanto, os ícones da nova divisão internacional do trabalho. d) as quatro posições descritas podem ocorrer simultaneamente num mesmo país, visto que a nova divisão internacional do trabalho não ocorre entre países, mas entre agentes econômicos organizados em sistemas de redes e fluxos. e) estão excluídos da nova divisão internacional do trabalho os países de economia dependente, porque não são capazes de produzir tecnologia de ponta, o que os impede de participar do sistema de redes e fluxos. 13 - (Unesp SP/2005)
  4. 4. O processo de transformação da matéria-prima em produto industrializado apresentou, em linhas gerais, as seguintes etapas evolutivas: artesanato / manufatura / indústria /revolução técnico-científica. As principais características dessas etapas são, respectivamente: a) não utilização de máquinas e ausência de produção em série / trabalho manual e uso de máquinas sofisticadas / uso de máquinas informatizadas e produção em série / utilização da informática e busca de novas fontes energéticas. b) uso de máquinas simples e inexistência da divisão do trabalho / utilização da informática e da internet / trabalho manual e uso de máquinas sofisticadas / uso de máquinas informatizadas e produção em série. c) divisão do trabalho e não utilização de máquinas / trabalho artesanal e emprego de máquinas sofisticadas / uso de maquinário simples, produção em série e divisão do trabalho / utilização da informática e da internet. d) utilização de máquinas e inexistência da divisão do trabalho / trabalho artesanal e emprego de máquinas sofisticadas / uso de maquinário simples, produção em série e divisão do trabalho / utilização da internet e busca de novas fontes energéticas. e) não utilização de máquinas e ausência de produção em série / trabalho manual e uso de maquinário simples / uso de máquinas, divisão do trabalho e produção em série / emprego da informática e busca de novas fontes energéticas. 14 - (UFRRJ RJ/2005) O texto abaixo se refere à organização do espaço mundial, voltado para os processos de desenvolvimento e subdesenvolvimento. A economia mundial passou por um rápido crescimento do final da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) ao início da década de 1970, principalmente nas regiões centrais do sistema capitalista. Nas últimas décadas do século XX, com a chamada Revolução Técnico-científica informacional, foram desenvolvidos novos ramos industriais e de serviços. Embora a sua difusão ocorra de forma desigual nos países, esses rápidos avanços técnicos e científicos causaram fortes impactos na produção e circulação de mercadorias,nos transportes e na cultura. Adap. MOREIRA, J. C. e SENE, E. Geografia para o ensino médio: geografia geral e do Brasil. São Paulo: Scipione, 2002. p. 279. A opção que contém os novos ramos industriais e de serviços, que cresceram com a Revolução Técnico-científica informacional é a) Mecanização e Informática. b) Mecanização e Telecomunicações. c) Robótica e Mecanização. d) Robótica e Biotecnologia. e) Internet e Mecanização.

×