ANTÔNIO GAUDÉRIOO fotógrafo da realidade.
UMA BREVE HISTÓRIA DE GAUDÉRIO   Antônio Gaudério, nascido na fronteira do Rio    Grande do Sul com a Argentina em 1959, ...
Piscos e Antônio Gaudério (foto por Ken Seylah)
O TRABALHO DE GAUDÉRIO   Considerado um mestre por conhecedores da    fotografia, Gaudério consagrou-se como premiado    ...
GaudérioCRISTO REDENTOR                  sempre utilizou                  recursos como a                  névoa e nuvens ...
Numa fotoCRISTO REDENTOR                  semelhante à                  anterior, vemos o                  mesmo Cristo,  ...
Como fotógrafoMIRAGEM          da folha,          Gaudério          fotografou desde          cenas cotidianas          de...
Em “Síndico do Edifício São Vito”, vemos uma cena cotidiana de umapassista de carnaval. Algo que Gaudério adora fotografar...
PROSTITUIÇÃO INFANTIL
SemprePATINS ON LINE NO PARQUE DO IBIRAPUERA                                         utilizando os                        ...
SENHORANO CAMINHO DA FESTA DO REINADO DE NOSSA SENHORA                                                  Nesta foto de     ...
NADAM NO RIO CAIAPÓSTROMAK E POTJAWA- OS ÚLTIMOS ÍNDIOS AVÁ-CANOEIROS                                                    A...
Sempre cobrindoFUGA DO HOSPITAL TATUAPÉ                           momentos                           impactantes na sua   ...
SANTA LUZIA BAIXA
“Viagem ao País do Futebol (livro de 1998 feito com textode Mário Magalhães)”: uma de suas favoritas.
Fotos sobre “Os garimpeiros infantis de Bom Futuro”; uma desuas exposições solo vencedora de vários prêmios.
Se não fosse pra fazer isso, eurealmente não sei o que faria. É issoque eu sei fazer (...) Eu aprendi eaprendo muito olhan...
Fotografia: Breve Histórico de Antônio Gaudério
Fotografia: Breve Histórico de Antônio Gaudério
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fotografia: Breve Histórico de Antônio Gaudério

859 visualizações

Publicada em

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fotografia: Breve Histórico de Antônio Gaudério

  1. 1. ANTÔNIO GAUDÉRIOO fotógrafo da realidade.
  2. 2. UMA BREVE HISTÓRIA DE GAUDÉRIO Antônio Gaudério, nascido na fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina em 1959, começou a fotografar as manifestações ocorridas em Porto Alegre –cidade em que residia- organizadas por estudantes. Cursando nesse período a faculdade de arquitetura, Gaudério decidiu deixar tudo de lado para seguir sua carreira de fotojornalista, que logo ganharia notoriedade, graças às suas imagens que possuíam uma maneira única de expressar momentos e sentimentos. Seu primeiro trabalho foi no Correio Catarinense, mas já passou pela Veja, Istoé e hoje está na Folha.
  3. 3. Piscos e Antônio Gaudério (foto por Ken Seylah)
  4. 4. O TRABALHO DE GAUDÉRIO Considerado um mestre por conhecedores da fotografia, Gaudério consagrou-se como premiado fotojornalista, mostrando, por exemplo, imagens chocantes de prostituição infantil. Destaca-se também por suas maravilhosas fotografias em que o uso de recursos da luminosidade natural são explorados de maneira única em uma técnica em que névoa, nuvens e raios de luz se fundem, formando imagens únicas e emocionantes. Seu trabalho teve uma decaída em 2008 devido a um acidente sofrido por ele, que o impediu de fotografar por um tempo. É ganhador de prêmios importantes
  5. 5. GaudérioCRISTO REDENTOR sempre utilizou recursos como a névoa e nuvens para que suas fotos tivessem um a exclusividade e uma espécie de marca sua. Nessa foto de 2003, intitulada simplesmente de “Cristo Redentor”, é possível ver a estátua símbolo do Rio de Janeiro com a lua em suas costas., e permeada de neblina.
  6. 6. Numa fotoCRISTO REDENTOR semelhante à anterior, vemos o mesmo Cristo, porém com outras circunstâncias, embora a a situação seja semelhante. (Essa foto não possui data)
  7. 7. Como fotógrafoMIRAGEM da folha, Gaudério fotografou desde cenas cotidianas de trânsito, até mesmo importantes ocorrências. Nessa foto intitulada “Miragem”, podemos ver o que o fotógrafo achava ser o sonho de todos os motoristas presos no caótico trânsito da capital paulista. (31/12/1998)
  8. 8. Em “Síndico do Edifício São Vito”, vemos uma cena cotidiana de umapassista de carnaval. Algo que Gaudério adora fotografar. (1992)
  9. 9. PROSTITUIÇÃO INFANTIL
  10. 10. SemprePATINS ON LINE NO PARQUE DO IBIRAPUERA utilizando os recursos da luz, Gaudério fez uma foto para a mania dos patins, e a fez no entardecer, dando um ar diferente a diversão considerada “vespertina” para os jovens. Cheia de movimentos e elementos, a foto enche os olhos (1996)
  11. 11. SENHORANO CAMINHO DA FESTA DO REINADO DE NOSSA SENHORA Nesta foto de 1995, é possível ver outro fator importante na foto de Gaudério; um fator determinante que move sua paixão pela fotografia: as pessoas e seu comportament o, afinal como ele diz, “(...) é para elas que ele fotografa (...)”
  12. 12. NADAM NO RIO CAIAPÓSTROMAK E POTJAWA- OS ÚLTIMOS ÍNDIOS AVÁ-CANOEIROS A vida indígena e de povos menos favorecidos também foram alvo das lentes de Gaudério, que ganhou prêmios importantes com suas fotos retratando o sofrimento e a realidade desses povos.
  13. 13. Sempre cobrindoFUGA DO HOSPITAL TATUAPÉ momentos impactantes na sua vida de fotornalista, Gaudério sabe como dar um ar cinematográfico e único à suas obras, que sempre contam com detalhes de luz e bom enquadramento de todos os elementos.
  14. 14. SANTA LUZIA BAIXA
  15. 15. “Viagem ao País do Futebol (livro de 1998 feito com textode Mário Magalhães)”: uma de suas favoritas.
  16. 16. Fotos sobre “Os garimpeiros infantis de Bom Futuro”; uma desuas exposições solo vencedora de vários prêmios.
  17. 17. Se não fosse pra fazer isso, eurealmente não sei o que faria. É issoque eu sei fazer (...) Eu aprendi eaprendo muito olhando as pessoas; éassim que eu aprendo (...)” Antônio Gaudérioem “Segunda primeira vez”

×