Congresso das APAEs do      Maranhão  Tenho um Filho com      Deficiência    Rodolpho Luiz Dalla Bernardina
O Momento da Notícia  A notícia de um filho comdeficiência provoca rupturas nocurso da vida familiar e abala o       equil...
news cb-globo ISO-8859 RioCRIANÇA COM SÍNDROME DE DOWN E ABANDONADA EM CLÍNICA NO RIORIO - Ele nasceu há pouco mais de uma...
O Filho Idealizado e o Filho Real          Momento de luto;    Renúncia do filho idealizado;     Desejo fantasioso de cura...
Aceitação      Tratamentos para      diminuir as      limitações das      deficiências;      Busca por      especialistas,...
Participação da Família na        Estimulação   Exibir vídeo entre 7:30 e 9:03
Inclusão EscolarEspecial – Regular - AEE
Reações da Família em   Relação à Escola Pensar que a escola pode devolver o      filho livre de seus problemas;   Atitude...
Inclusão social – Adolescência – namoro - casamento
A Difícil Relação com a          SociedadeUma pessoa que é diferente porque tem   uma deficiência e, portanto, não se     ...
A única resposta para esta situação é       enfrentar a dificuldade
Atividades Esportivas
Sexualidade   GravidezEnvelhecimento
Direito a uma Vida CidadãJovem Down, com filho sem deficiência-Apae S.Paulo
Inclusão no mercado de trabalho                Lei de Cotas                Lei 8.213/91 que regula os                    b...
O Papel das Instituições        Especializadas        APAE              Associação Pestalozzi    Criada em 1954           ...
Um Exemplo desta Relação
Pessoas com deficiência   O incentivo ao assistencialismo, por décadas,   foi determinante na rotulação da pessoa com   de...
Como tratar a pessoa com deficiência?   Deficiência          Potencialidade   Resultado              Resultado  Dependênci...
ContatoRodolpho Luiz Dalla BernardinaFone : 27 – 8135.8196presidente@apaees.org.brdallabernardina@hotmail.com
Eu enho um filho deficiente
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Eu enho um filho deficiente

1.028 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.028
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eu enho um filho deficiente

  1. 1. Congresso das APAEs do Maranhão Tenho um Filho com Deficiência Rodolpho Luiz Dalla Bernardina
  2. 2. O Momento da Notícia A notícia de um filho comdeficiência provoca rupturas nocurso da vida familiar e abala o equilíbrio existente Projeto Momento da Notícia
  3. 3. news cb-globo ISO-8859 RioCRIANÇA COM SÍNDROME DE DOWN E ABANDONADA EM CLÍNICA NO RIORIO - Ele nasceu há pouco mais de uma semana, na Clínica São José, no Humaitá, e passou o Dia dasCrianças sozinho, numa UTI neonatal. Portador da Síndrome de Down, o bebê tem complicações cardíacas e lutapara sobreviver. Seu drama, que vem comovendo médicos e enfermeiros do hospital, tem ainda um ingredientefamiliar.Semelhante à história contada por Manoel Carlos na novela "Páginas da vida", o bebê foi deixado pelos pais logoapós o nascimento. Na clínica, o caso tem sido tratado com discrição, já que corre em segredo de Justiça, na 1ª Vara da Infância." A meu ver, já houve um crime. Está consumado.A Justiça não costuma considerar um possível arrependimento dos pais " O futuro dele está agora nas mãos da equipe médica que o acompanha e da juíza Ivone Caetano, titular da 1ª Vara. Em situações como essa, a Justiça pode encaminhar a criança para adoção, e os pais poderão responder por abandono de incapaz, crime cuja pena pode ser de até seis anos de prisão. Para o advogado Antônio Sérgio Pereira Gonçalves, especialista em direto de família, é pouco provável que os pais consigam ter de volta o bebê, caso se arrependam: . Jornal O Globo, 11/10/2011
  4. 4. O Filho Idealizado e o Filho Real Momento de luto; Renúncia do filho idealizado; Desejo fantasioso de cura; Busca de outros diagnósticos;
  5. 5. Aceitação Tratamentos para diminuir as limitações das deficiências; Busca por especialistas, instituições, grupos de pais.
  6. 6. Participação da Família na Estimulação Exibir vídeo entre 7:30 e 9:03
  7. 7. Inclusão EscolarEspecial – Regular - AEE
  8. 8. Reações da Família em Relação à Escola Pensar que a escola pode devolver o filho livre de seus problemas; Atitude de desconfiança diante da escola e do professor; Atitude de desesperança quanto ao progresso do filho;Falta de comprometimento com relação às tarefas propostas para o filho.
  9. 9. Inclusão social – Adolescência – namoro - casamento
  10. 10. A Difícil Relação com a SociedadeUma pessoa que é diferente porque tem uma deficiência e, portanto, não se ajusta aos padrões sociais, pode significar um incômodo e até mesmo um entrave para a sociedadeSerá que essa sociedade é uma boa referência
  11. 11. A única resposta para esta situação é enfrentar a dificuldade
  12. 12. Atividades Esportivas
  13. 13. Sexualidade GravidezEnvelhecimento
  14. 14. Direito a uma Vida CidadãJovem Down, com filho sem deficiência-Apae S.Paulo
  15. 15. Inclusão no mercado de trabalho Lei de Cotas Lei 8.213/91 que regula os benefícios da Previdência Social, bem como o artigo 201 do Decreto número 2.172/97 que determina: I até 200 empregados : - 2% de vagas II 201 a 500 empregados: - 3% de vagas III 501 a 1000 empregados: - 4% de vagas IV acima de 1000 empregados: - 5% de vagas treinamentoencaminhamento
  16. 16. O Papel das Instituições Especializadas APAE Associação Pestalozzi Criada em 1954 Criada em 1932Importância da instituição na vida da familiavideo
  17. 17. Um Exemplo desta Relação
  18. 18. Pessoas com deficiência O incentivo ao assistencialismo, por décadas, foi determinante na rotulação da pessoa com deficiência. Consideradas apenas pela limitação e não pelo potencial.O que fizemos com “nossos filhos” deficientes?
  19. 19. Como tratar a pessoa com deficiência? Deficiência Potencialidade Resultado Resultado Dependência Autonomia Assistencialismo Inclusão Econômica Caridade Trabalho Tolerância Oportunidade Respeito Paternalismo
  20. 20. ContatoRodolpho Luiz Dalla BernardinaFone : 27 – 8135.8196presidente@apaees.org.brdallabernardina@hotmail.com

×