A origem do pecado

809 visualizações

Publicada em

Pecado, a origem

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
809
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A origem do pecado

  1. 1. A ORIGEM DO PECADO Assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. Rm.5.12.
  2. 2. DEPRAVAÇÃO TOTAL • A TRANSMISSÃO DO PECADO ORIGINAL • A Bíblia ensina que em Adão, o ancestral comum, todo gênero humano pecou, Rm. 5.12 ele foi cabeça de toda raça, que recebeu a natureza pecaminosa por Imputação Imediata. • A doutrina do traducionismo afirma que o homem peca por Hereditarismo - ativismo e apresenta à luz das escrituras a existência de traços naturais, característicos, hereditários na constituição mental e moral da personalidade humana, depravada em potencial e número.
  3. 3. • I. Adão foi criado completo, corpo, alma, Espírito. • a) Um ser capaz de relacionar-se com o mundo e tudo a sua volta em todos os aspectos. • 1. Possuía corpo e alma, ou seja, unidade orgânica com faculdades psíquicas, intelectuais e morais, necessárias para o relacionamento com o mundo físico. • 2. Possuía essência moral e mental concedida para relação e comunhão com Deus. • Obs. Esta essência atrevo-me a chamá-la Espírito, algo vindo da parte do Pai e não do ser homem. É isso que os reformadores denominam depravação total, ou morte espiritual.
  4. 4. • Ao pecar Adão perdeu este espírito de relação e comunhão com Deus. Gn. 3. 23. • Ao pecar Adão passou a todos nós, a semente do pecado e todos se tornaram participantes do pecado original e morte espiritual. Rm 5. 12; Ef. 2. 1-5; Cl. 2.13. • Nota: Após Adão, todos nascem mortos espiritualmente, escravos do pecado, diabo, da carne e deste sistema corrupto que rege o mundo. 2 Tm; 2:24-26; Ef. 2:1-5; Sl. 58:1-5; 1 Cr. 15.21-22- 45-49.
  5. 5. • II – Depravação total ou corrupção geral. Significa vida pecaminosa. Um pecador em reprodução. Gn. 6:5. • A) ESTA DEPRAVAÇÃO TEM CARÁTER EXTENSIVO. • 1- O pecado contaminou todos os homens e toda sua essência. Rm. 3: 10-13-23. • 2- O pecado nos trouxe o que Paulo descreve em Romanos e o que denomino de principio do extravio e inutilidade para relação e serviço diante de Deus. • B – ESTA DEPRAVAÇÃO NÃO É ABSOLUTA. • Em MT. 7. 11- Jesus diz que o homem é mau, diante de Deus devido ao pecado, mais também faz coisas boas para os seres humanos. (Obras não significam nada.) • Nota: Hitler certa vez poupou uma vila inteira a pedido de um padre. • Somente Satanás e os demônios são 100% depravados corruptos e maus.
  6. 6. • CONCLUSÃO • Há uma consciência inata de pecado do homem, e essa consciência, bem como a prática do pecado são ambas universais (segundo Paul Sartre: Se não existe Deus quem nos perdoará?) a única explicação desse fato se encontra na corrupção do gênero humano em Adão. • Todo gênero humano em sua queda perdeu a comunhão com Deus, logo, ficando debaixo de sua ira e maldição, e assim, sujeito a todas as misérias da vida, a morte física e eterna como resultado do pecado. • Esta doutrina dá-nos uma melhor compreensão do nosso caráter e da universalidade do pecado entre os homens.
  7. 7. • A confissão da fé Batista de 1689 diz que da corrupção natural do homem procedem todas as nossas transgressões, por que elas nos torna completamente indispostos, incapacitados, contrários a todo bem espiritual, e totalmente inclinados para todo mal. Tg. 1. 14,15; MT. 15. 19; Cl. 1. 21. • Durante esta vida, a corrupção da natureza permanece, mesmo naqueles que são regenerados e embora ela seja perdoada e mortificada mediante Cristo, a corrupção em si, as suas inclinações, e o que dela procede, tudo é verdadeiramente pecado. Rm 7. 18-25; Ec. 7. 20; Gl. 5. 17.

×