GESTÃO &GESTÃO &
EMPREENDEDORISMOEMPREENDEDORISMO
WILSONWILSON
ROBERTOROBERTO
MARTINSMARTINS
VOCÊ S/AVOCÊ S/A
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
““O Brasil é o país com maior número deO Brasil é o país com maior número de
pessoas com ...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
Pesquisa recente realizada em 21 paisesPesquisa recente realizada em 21 paises
pelo Globa...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
O conceito de empreendedorismo vaiO conceito de empreendedorismo vai
além do tão sonhado ...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIO:EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIO:
Formado por profissionais que at...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
EMPREENDEDORISMO SOCIAL:EMPREENDEDORISMO SOCIAL:
Formado por profissionais que buscamForm...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
INTRA-EMPREENDEDORISMO:INTRA-EMPREENDEDORISMO:
Formado por profissionais criativos eForma...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
As categorias têm em comumAs categorias têm em comum
profissionais que assumem riscos epr...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
Profissionais com essasProfissionais com essas
características surgem pelacaracterísticas...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
Esse, talvez, seja o principal motivoEsse, talvez, seja o principal motivo
para o Brasil ...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
Ter iniciativa, utilizar os recursosTer iniciativa, utilizar os recursos
disponíveis e as...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
O
PROCESSO
VISIONÁRIO
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
PLANEJANDOPLANEJANDO
IMAGINANDO E DEFININDO CONTEXTOSIMAGINANDO E DEFININDO CONTEXTOS
ORG...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
OO
PROCESSOPROCESSO
GERENCIALGERENCIAL
DOSDOS
EMPREEENDEDOREMPREEENDEDOR
ESES
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
APRENDERAPRENDER
MONITORARMONITORAR
ANIMAR/DAR VIDAANIMAR/DAR VIDA
CRIARCRIAR
VISUALIZARV...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
VV
II
SS
UU
AA
LL
II
ZZ
AA
RR
ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES
 Identificar um...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
CRIARCRIAR
UMAUMA
ARQUITETURARQUITETUR
AA
DEDE
NEGÓCIOSNEGÓCIOS
ELEMENTOS COMPONENTESELEM...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
ANIMARANIMAR
DARDAR
VIDAVIDA
ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES
 Ligar as tarefa...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
MM
OO
NN
II
TT
OO
RR
AA
RR
ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES
 Monitorar as real...
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO
AA
PP
RR
EE
NN
DD
EE
RR
ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES
 Em qualquer nível, q...
CCRRIIAATTIIVVIIDDAADDEE
IINNOOVVAAÇÇÃÃOO
EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMM
OO
GGEESSTTÃÃOO
GGEESSTTÃÃOO
DIFERENTES CONCEITOS EMDIFERENTES CONCEITOS EM
ESTRATÉGIAESTRATÉGIA
Planejamento EstratégicoPlanejamento Estr...
GGEESSTTÃÃOO
Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas?
Primeiro: Incapacidade de livrar-sePrimeiro: Incap...
GGEESSTTÃÃOO
Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas?
Primeiro: Incapacidade de livrar-sePrimeiro: Incap...
GGEESSTTÃÃOO
Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas?
Segundo: Incapacidade de Inventar oSegundo: Incapa...
GGEESSTTÃÃOO
Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas?
Segundo: Incapacidade de Inventar oSegundo: Incapa...
GGEESSTTÃÃOO
MISSÃOMISSÃO
O QUE SOMOSO QUE SOMOS
VISÃOVISÃO
O QUE ASPIRAMOS SERO QUE ASPIRAMOS SER
VALORVALOR
RELAÇÃ...
GGEESSTTÃÃOO
A MISSÃO DA ORGANIZAÇÃOA MISSÃO DA ORGANIZAÇÃO
 A razão, o propósito da existência de umaA razão, o propósit...
GGEESSTTÃÃOO
MISSÃOMISSÃO
 Define o produto, o mercado, os canaisDefine o produto, o mercado, os canais
 Define o client...
GGEESSTTÃÃOO
EXEMPLOS DE VISÕESEXEMPLOS DE VISÕES
 3M3M
 Criar uma atmosfera de inovaçãoCriar uma atmosfera de inovação
...
GGEESSTTÃÃOO
EXEMPLOS DE VISÕESEXEMPLOS DE VISÕES
 SASSAS
 Queremos ser a melhor empresa aérea doQueremos ser a melhor e...
GGEESSTTÃÃOO
O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?
INICIADA PELO LÍDERINICIADA PELO LÍDER
COMPARTILHADA E...
GGEESSTTÃÃOO
O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?
 Trata-se de um conceito claro e objetivoTrata-se de ...
GGEESSTTÃÃOO
O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?
 É motivadora, pois reflete um senso deÉ motivadora, ...
GGEESSTTÃÃOO
ATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTEATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTE
INTANGÍVEISINTANGÍVEIS TANGÍVEISTANGÍVEIS
...
GGEESSTTÃÃOO
ATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTEATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTE
FUNDAMENTOSFUNDAMENTOS ACESSOACESSO
Tecnol...
GGEESSTTÃÃOO
TENDÊNCIAS / ESTRATÉGIASTENDÊNCIAS / ESTRATÉGIAS
 Marketing 1X1Marketing 1X1
 InfonegóciosInfonegócios
 Ca...
GGEESSTTÃÃOO
FATORESFATORES
 GerenciaisGerenciais
 ConcorrenciaisConcorrenciais
 FinanceirosFinanceiros
 TecnológicosT...
GGEESSTTÃÃOO
AA
GRANDEGRANDE
SINTESESINTESE
DODO
CENÁRIOCENÁRIO
ATUALATUAL
GGEESSTTÃÃOO
DESAFIOS DOS NOVOS TEMPOSDESAFIOS DOS NOVOS TEMPOS
 Maior globalização dos mercadosMaior globalização dos me...
GGEESSTTÃÃOO
DESAFIOS DOS NOVOS TEMPOSDESAFIOS DOS NOVOS TEMPOS
 Desenvolvimento acelerado e maiorDesenvolvimento acelera...
Organizações InovativasOrganizações Inovativas
(Hoje) (Ontem)(Hoje) (Ontem)
 Voltada para o ambienteVoltada para o ambien...
GGEESSTTÃÃOO
Organizações Inovativas – VirtuaisOrganizações Inovativas – Virtuais
É uma rede de organizações independentes...
GGEESSTTÃÃOO
Organizações InovativasOrganizações Inovativas
Desenhando a Organização VirtualDesenhando a Organização Virtu...
A Globalização
Financeirizaçã
o da economia
Infraestrutura
Global
Explosão
Tecnológica
Ciberespaço
Concentração das
Empres...
MUITO OBRIGADO!MUITO OBRIGADO!
 Professor Wilson Roberto MartinsProfessor Wilson Roberto Martins
 Você S/A Capacitação P...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gestão wm

201 visualizações

Publicada em

Palestra com dicas e informações sobre gestão e empreendedorismo

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
201
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão wm

  1. 1. GESTÃO &GESTÃO & EMPREENDEDORISMOEMPREENDEDORISMO WILSONWILSON ROBERTOROBERTO MARTINSMARTINS VOCÊ S/AVOCÊ S/A
  2. 2. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO ““O Brasil é o país com maior número deO Brasil é o país com maior número de pessoas com espírito empreendedor”pessoas com espírito empreendedor”  EU EMPREENDEDOREU EMPREENDEDOR  SONHOSSONHOS  HABILIDADESHABILIDADES  AÇÃOAÇÃO  ATITUDESATITUDES TECNOLOGIASTECNOLOGIAS  COMPETÊNCIASCOMPETÊNCIAS
  3. 3. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO Pesquisa recente realizada em 21 paisesPesquisa recente realizada em 21 paises pelo Globalpelo Global EntrepreneurshipEntrepreneurship MonitorMonitor (GEM), em parceria com a(GEM), em parceria com a LondonLondon Business SchoolBusiness School (Inglaterra) e a(Inglaterra) e a Babson College de BostonBabson College de Boston (EUA),(EUA), constatou que o Brasil é o país comconstatou que o Brasil é o país com maior número de pessoas com espíritomaior número de pessoas com espírito empreendedor no mundo.empreendedor no mundo.
  4. 4. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO O conceito de empreendedorismo vaiO conceito de empreendedorismo vai além do tão sonhado “negócioalém do tão sonhado “negócio próprio”. Pensar diferentemente epróprio”. Pensar diferentemente e desenvolver atitudes pró-ativas sãodesenvolver atitudes pró-ativas são algumas das características dessealgumas das características desse novo profissional, que pode estarnovo profissional, que pode estar entre um dos três tipos básicos.entre um dos três tipos básicos.
  5. 5. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIO:EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIO: Formado por profissionais que atendem àsFormado por profissionais que atendem às demandas de mercado, abrindo seusdemandas de mercado, abrindo seus próprios negócios.próprios negócios.
  6. 6. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO EMPREENDEDORISMO SOCIAL:EMPREENDEDORISMO SOCIAL: Formado por profissionais que buscamFormado por profissionais que buscam desenvolver projetos e viabilizardesenvolver projetos e viabilizar novas idéias para o terceiro setor,novas idéias para o terceiro setor, atendendo às necessidades sociais.atendendo às necessidades sociais.
  7. 7. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO INTRA-EMPREENDEDORISMO:INTRA-EMPREENDEDORISMO: Formado por profissionais criativos eFormado por profissionais criativos e empreendedores, mesmo sendoempreendedores, mesmo sendo funcionários de empresas, quefuncionários de empresas, que reinventam soluções, recriamreinventam soluções, recriam processos internos e agregam valorprocessos internos e agregam valor ao seu talento e à sua competência.ao seu talento e à sua competência.
  8. 8. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO As categorias têm em comumAs categorias têm em comum profissionais que assumem riscos eprofissionais que assumem riscos e começam novos projetos – o que,começam novos projetos – o que, aliás, define o conceito dealiás, define o conceito de empreendedor, palavra de origemempreendedor, palavra de origem francesa (francesa (entrepreneurentrepreneur).).
  9. 9. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO Profissionais com essasProfissionais com essas características surgem pelacaracterísticas surgem pela necessidade de se enfrentarnecessidade de se enfrentar crises e superar metas.crises e superar metas. DIVERSIDADEDIVERSIDADE TALENTOSTALENTOS
  10. 10. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO Esse, talvez, seja o principal motivoEsse, talvez, seja o principal motivo para o Brasil ser considerado um paíspara o Brasil ser considerado um país com elevado nível decom elevado nível de empreendedorismo, pelo significativoempreendedorismo, pelo significativo número de pessoas com grandenúmero de pessoas com grande potencial diante da baixa oferta depotencial diante da baixa oferta de empregos.empregos.
  11. 11. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO Ter iniciativa, utilizar os recursosTer iniciativa, utilizar os recursos disponíveis e assumir riscos sãodisponíveis e assumir riscos são aspectos importantes dessa novaaspectos importantes dessa nova geração de profissionais.geração de profissionais.
  12. 12. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO O PROCESSO VISIONÁRIO
  13. 13. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO PLANEJANDOPLANEJANDO IMAGINANDO E DEFININDO CONTEXTOSIMAGINANDO E DEFININDO CONTEXTOS ORGANIZACIONAISORGANIZACIONAIS FOCALIZANDO UM NICHO DE UMA FORMA DIFERENTEFOCALIZANDO UM NICHO DE UMA FORMA DIFERENTE PERCEBENDO UMA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIOSPERCEBENDO UMA OPORTUNIDADE DE NEGÓCIOS ENTENDENDO UM SETOR DE NEGÓCIOSENTENDENDO UM SETOR DE NEGÓCIOS IDENTIFICANDO UM INTERESSE EM UM SETOR DEIDENTIFICANDO UM INTERESSE EM UM SETOR DE NEGÓCIOSNEGÓCIOS
  14. 14. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO OO PROCESSOPROCESSO GERENCIALGERENCIAL DOSDOS EMPREEENDEDOREMPREEENDEDOR ESES
  15. 15. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO APRENDERAPRENDER MONITORARMONITORAR ANIMAR/DAR VIDAANIMAR/DAR VIDA CRIARCRIAR VISUALIZARVISUALIZAR APRENDERAPRENDER
  16. 16. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO VV II SS UU AA LL II ZZ AA RR ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES  Identificar um interesse num setor deIdentificar um interesse num setor de negóciosnegócios  Entender um setor de negóciosEntender um setor de negócios  Detectar uma oportunidade de negóciosDetectar uma oportunidade de negócios  Imaginar e definir um contextoImaginar e definir um contexto organizacionalorganizacional  PlanejarPlanejar
  17. 17. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO CRIARCRIAR UMAUMA ARQUITETURARQUITETUR AA DEDE NEGÓCIOSNEGÓCIOS ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES  Formular visões complementares,Formular visões complementares, atividades e tarefas gerenciais aatividades e tarefas gerenciais a serem desempenhadasserem desempenhadas  Estruturar o sistema de atividadesEstruturar o sistema de atividades  OrganizarOrganizar
  18. 18. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO ANIMARANIMAR DARDAR VIDAVIDA ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES  Ligar as tarefas ao RHLigar as tarefas ao RH  Recrutar, selecionar e contratar RHRecrutar, selecionar e contratar RH  Dirigir o RH para a realização dasDirigir o RH para a realização das visões complementaresvisões complementares  Comunicar, motivarComunicar, motivar  LiderarLiderar
  19. 19. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO MM OO NN II TT OO RR AA RR ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES  Monitorar as realizações e os recursosMonitorar as realizações e os recursos usados, incluindo tempousados, incluindo tempo  Comparar com as previsões e analisarComparar com as previsões e analisar diferençasdiferenças  Corrigir, ajustar, melhorarCorrigir, ajustar, melhorar
  20. 20. EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMMOO AA PP RR EE NN DD EE RR ELEMENTOS COMPONENTESELEMENTOS COMPONENTES  Em qualquer nível, questionar o que foiEm qualquer nível, questionar o que foi feito e como foi feitofeito e como foi feito  Considerar as alternativasConsiderar as alternativas  Buscar elementos de consistênciaBuscar elementos de consistência  RaciocinarRaciocinar  ImaginarImaginar  Definir e redefinir a visão central e asDefinir e redefinir a visão central e as visões complementaresvisões complementares
  21. 21. CCRRIIAATTIIVVIIDDAADDEE IINNOOVVAAÇÇÃÃOO EEMMPPRREEEENNDDEEDDOORRIISSMM OO GGEESSTTÃÃOO
  22. 22. GGEESSTTÃÃOO DIFERENTES CONCEITOS EMDIFERENTES CONCEITOS EM ESTRATÉGIAESTRATÉGIA Planejamento EstratégicoPlanejamento Estratégico Gerenciamento EstratégicoGerenciamento Estratégico Liderança EstratégicaLiderança Estratégica
  23. 23. GGEESSTTÃÃOO Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas? Primeiro: Incapacidade de livrar-sePrimeiro: Incapacidade de livrar-se do passado!do passado!  Trajetória de sucesso sem paraleloTrajetória de sucesso sem paralelo  Nenhuma defasagem entre expectativas eNenhuma defasagem entre expectativas e desempenhodesempenho  Satisfação com o desempenho atualSatisfação com o desempenho atual
  24. 24. GGEESSTTÃÃOO Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas? Primeiro: Incapacidade de livrar-sePrimeiro: Incapacidade de livrar-se do passado!do passado!  Acúmulo de recursos abundantesAcúmulo de recursos abundantes  Percepção de que os recursos, por si sós,Percepção de que os recursos, por si sós, vencerãovencerão  Prevalecimento do impulso do passadoPrevalecimento do impulso do passado
  25. 25. GGEESSTTÃÃOO Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas? Segundo: Incapacidade de Inventar oSegundo: Incapacidade de Inventar o Futuro!Futuro!  Sistemas de negócios parece otimizadoSistemas de negócios parece otimizado  O sucesso reafirma a estratégiaO sucesso reafirma a estratégia  As receitas continuam fluindoAs receitas continuam fluindo
  26. 26. GGEESSTTÃÃOO Porque Fracassam as Empresas?Porque Fracassam as Empresas? Segundo: Incapacidade de Inventar oSegundo: Incapacidade de Inventar o Futuro!Futuro!  Impulso do passado neutraliza novasImpulso do passado neutraliza novas liderançaslideranças  Incapacidade de se “reinventar”Incapacidade de se “reinventar”  Vulnerabilidade total às novas regrasVulnerabilidade total às novas regras competitivascompetitivas
  27. 27. GGEESSTTÃÃOO MISSÃOMISSÃO O QUE SOMOSO QUE SOMOS VISÃOVISÃO O QUE ASPIRAMOS SERO QUE ASPIRAMOS SER VALORVALOR RELAÇÃO CUSTO / BENEFÍCIORELAÇÃO CUSTO / BENEFÍCIO DO PRODUTO OU SERVIÇODO PRODUTO OU SERVIÇO
  28. 28. GGEESSTTÃÃOO A MISSÃO DA ORGANIZAÇÃOA MISSÃO DA ORGANIZAÇÃO  A razão, o propósito da existência de umaA razão, o propósito da existência de uma organizaçãoorganização  Genérico e duradouroGenérico e duradouro  A grande síntese do modelo do negócioA grande síntese do modelo do negócio
  29. 29. GGEESSTTÃÃOO MISSÃOMISSÃO  Define o produto, o mercado, os canaisDefine o produto, o mercado, os canais  Define o cliente, sua necessidade, a formaDefine o cliente, sua necessidade, a forma de fazermos as coisasde fazermos as coisas  Curta e inspiradora: dá uma clara noçãoCurta e inspiradora: dá uma clara noção dos procedimentos e dos resultadosdos procedimentos e dos resultados esperadosesperados
  30. 30. GGEESSTTÃÃOO EXEMPLOS DE VISÕESEXEMPLOS DE VISÕES  3M3M  Criar uma atmosfera de inovaçãoCriar uma atmosfera de inovação disciplinada que resultará em mais dedisciplinada que resultará em mais de 50% de nossos ganhos e lucros50% de nossos ganhos e lucros provenientes de produtos que nãoprovenientes de produtos que não tínhamos há cinco anos.tínhamos há cinco anos.
  31. 31. GGEESSTTÃÃOO EXEMPLOS DE VISÕESEXEMPLOS DE VISÕES  SASSAS  Queremos ser a melhor empresa aérea doQueremos ser a melhor empresa aérea do mundo para viajantes a negócios.mundo para viajantes a negócios.
  32. 32. GGEESSTTÃÃOO O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO? INICIADA PELO LÍDERINICIADA PELO LÍDER COMPARTILHADA E APOIADACOMPARTILHADA E APOIADA ABRANGENTE E DETALHADAABRANGENTE E DETALHADA POSITIVA E INSPIRADORAPOSITIVA E INSPIRADORA
  33. 33. GGEESSTTÃÃOO O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?  Trata-se de um conceito claro e objetivoTrata-se de um conceito claro e objetivo  Deve ser tão curta quanto possível, paraDeve ser tão curta quanto possível, para ficar gravada na cabeça de cada umficar gravada na cabeça de cada um  Envolve um propósito nobre, ético,Envolve um propósito nobre, ético, inspirador: deve valer a pena!inspirador: deve valer a pena! wilson@vocesa.net
  34. 34. GGEESSTTÃÃOO O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?O QUE CONTÉM UMA BOA VISÃO?  É motivadora, pois reflete um senso deÉ motivadora, pois reflete um senso de valorvalor  Desafiadora, exige esforçoDesafiadora, exige esforço  Uma possibilidade plausívelUma possibilidade plausível  Individualizadora: aplicável apenas àIndividualizadora: aplicável apenas à empresa em questãoempresa em questão
  35. 35. GGEESSTTÃÃOO ATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTEATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTE INTANGÍVEISINTANGÍVEIS TANGÍVEISTANGÍVEIS MarcaMarca Facilidade de UsoFacilidade de Uso ImagemImagem FuncionamentoFuncionamento StatusStatus DesempenhoDesempenho DiferenciaçãoDiferenciação ManutençãoManutenção PosicionamentoPosicionamento AssistênciaAssistência FeelingFeeling ReposiçãoReposição
  36. 36. GGEESSTTÃÃOO ATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTEATRIBUTOS DE VALOR PARA O CLIENTE FUNDAMENTOSFUNDAMENTOS ACESSOACESSO TecnologiaTecnologia PreçoPreço QualidadeQualidade FinanciamentoFinanciamento CompatibilidadeCompatibilidade PrazoPrazo SegurançaSegurança AcessibilidadeAcessibilidade DesignDesign DisponibilidadeDisponibilidade InovaçãoInovação ImpulsoImpulso
  37. 37. GGEESSTTÃÃOO TENDÊNCIAS / ESTRATÉGIASTENDÊNCIAS / ESTRATÉGIAS  Marketing 1X1Marketing 1X1  InfonegóciosInfonegócios  Capital Humano X Cultura OrganizacionalCapital Humano X Cultura Organizacional  Plano Modelo de NegóciosPlano Modelo de Negócios  Vantagens CompetitivasVantagens Competitivas
  38. 38. GGEESSTTÃÃOO FATORESFATORES  GerenciaisGerenciais  ConcorrenciaisConcorrenciais  FinanceirosFinanceiros  TecnológicosTecnológicos  MacrotendênciasMacrotendências
  39. 39. GGEESSTTÃÃOO AA GRANDEGRANDE SINTESESINTESE DODO CENÁRIOCENÁRIO ATUALATUAL
  40. 40. GGEESSTTÃÃOO DESAFIOS DOS NOVOS TEMPOSDESAFIOS DOS NOVOS TEMPOS  Maior globalização dos mercadosMaior globalização dos mercados  Maior competição internacionalMaior competição internacional  Mercados mais segmentadosMercados mais segmentados  Consumidores mais exigentesConsumidores mais exigentes  Serviços / produtos sob medidaServiços / produtos sob medida
  41. 41. GGEESSTTÃÃOO DESAFIOS DOS NOVOS TEMPOSDESAFIOS DOS NOVOS TEMPOS  Desenvolvimento acelerado e maiorDesenvolvimento acelerado e maior importância da tecnologiaimportância da tecnologia  Mudanças sócio-políticasMudanças sócio-políticas  Expansão do setor de serviçosExpansão do setor de serviços  Maior importância do conhecimentoMaior importância do conhecimento Fonte: IEA
  42. 42. Organizações InovativasOrganizações Inovativas (Hoje) (Ontem)(Hoje) (Ontem)  Voltada para o ambienteVoltada para o ambiente externo e para longo prazoexterno e para longo prazo  Não repetitiva e criativaNão repetitiva e criativa  Profissionais altamenteProfissionais altamente capacitadoscapacitados  Auto-realização, curiosidadeAuto-realização, curiosidade intelectual, autonomiaintelectual, autonomia  Estilo gerencial participativo,Estilo gerencial participativo, decisões conjuntasdecisões conjuntas  Decisão intuitiva, comDecisão intuitiva, com eventuais estudos analíticoseventuais estudos analíticos  Assume riscos, tolera falhasAssume riscos, tolera falhas  Auto-avaliação e avaliaçãoAuto-avaliação e avaliação pelos parespelos pares  Tecnologia complexa, próximaTecnologia complexa, próxima à fronteira do conhecimentoà fronteira do conhecimento Comunicação em todos osComunicação em todos os  Interna e curto prazoInterna e curto prazo  Repetitiva, programável eRepetitiva, programável e especificada nos mínimosespecificada nos mínimos detalhesdetalhes  Fator humano menosFator humano menos habilitado, automatizaçãohabilitado, automatização  Voltadas para fatoresVoltadas para fatores econômicoseconômicos  Dependência da autoridadeDependência da autoridade formalformal  Uso de modelos quantitativosUso de modelos quantitativos  Risco mínimoRisco mínimo  Sistemas formais e critériosSistemas formais e critérios pré-determinadospré-determinados  SimplesSimples  Comunicação em um únicoComunicação em um único sentido, escritasentido, escrita
  43. 43. GGEESSTTÃÃOO Organizações Inovativas – VirtuaisOrganizações Inovativas – Virtuais É uma rede de organizações independentes queÉ uma rede de organizações independentes que agem como se fossem uma organização únicaagem como se fossem uma organização única IntegradorIntegrador Fonte: IEA
  44. 44. GGEESSTTÃÃOO Organizações InovativasOrganizações Inovativas Desenhando a Organização VirtualDesenhando a Organização Virtual  Estratégia de parceriaEstratégia de parceria  Relações externasRelações externas  Seleção de parceirosSeleção de parceiros  Estrutura de parceriaEstrutura de parceria  Políticas de suportePolíticas de suporte  Fatores de conhecimentoFatores de conhecimento
  45. 45. A Globalização Financeirizaçã o da economia Infraestrutura Global Explosão Tecnológica Ciberespaço Concentração das Empresas Estado-Nação X Corporações Turbulência Competitiva Multiplicação do ConhecimentoMultiplicação do Conhecimento Concentração das Empresas Concentração de empresas Constelações de valor Grandes marcas Infonegócios e Nova Economia
  46. 46. MUITO OBRIGADO!MUITO OBRIGADO!  Professor Wilson Roberto MartinsProfessor Wilson Roberto Martins  Você S/A Capacitação ProfissionalVocê S/A Capacitação Profissional  Telefone: 19 32431870Telefone: 19 32431870  Celular: 19 99816773Celular: 19 99816773  www.willsonmartins.com.brwww.willsonmartins.com.br  wm@willsonmartins.com.brwm@willsonmartins.com.br

×