Romantismo em Portugal

66.130 visualizações

Publicada em

Contexto, caracteristicas e autores do Romantismo em Portugal.

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
14 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
66.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
428
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.242
Comentários
0
Gostaram
14
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Romantismo em Portugal

  1. 1. ROMANTISMO Contexto
  2. 2. <ul><li>Não se restringe apenas a ser uma escola literária: é um espírito de época.( gostos de um certo tempo em todas as atividades artísticas exercidas pelo ser humano) </li></ul><ul><li>Não confunda: Romantismo/escola, com Romantismo/sentimento. </li></ul><ul><li>A escola nasceu das necessidades de um século de grandes modificações.( 2ª metade do séc. XVIII e a 1ª metade do séc. XIX. Nasce na Alemanha e Inglaterra. </li></ul><ul><li>É o oposto da razão, típica do Classicismo. </li></ul><ul><li>Emoção farta e transbordante. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O romântico é sempre um exaltado, apaixonado, temperamental. </li></ul><ul><li>O Romantismo aparece no momento da ascensão definitiva da burguesia, Revolução Francesa e Liberalismo. </li></ul><ul><li>Imitação dos padrões de comportamento social da nobreza, desejando um mundo e sonho e fantasia. </li></ul>
  4. 4. CARACTERÍSTICAS <ul><li>Atenção!! Não se deve resumir o conceito de romantismo só àquilo que é triste e melancólico. Nem tão pouco que essa Literatura só quer entreter. </li></ul><ul><li>Subjetivismo( individualismo)= Tudo é expresso pela liberdade criadora e particular de cada um. </li></ul><ul><li>Evasão = Fuga do mundo real- Volta-se ao passado, pela viagem a lugares exóticos ou pela morte. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Ruptura com as regras clássicas = Opta-se pela liberdade formal. Mas isso não é rigoroso. </li></ul><ul><li>Idealização da mulher = ou é idealizada(intocável, angelical) ou é vista como um demônio de sedução ( erotizada, sensualizada) </li></ul><ul><li>Culto à natureza = Ela é sempre fonte de inspiração. É exótica </li></ul><ul><li>Sentimento Revolucionário </li></ul><ul><li>Ilogismo = O ser romântico é indefinido,instável. </li></ul><ul><li>Sonho = lugar onde tudo é possivel. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O exótico e o pitoresco = lugares remotos, encantados, terras selvagens, gente diferente. </li></ul><ul><li>Retorno ao passado . </li></ul><ul><li>Fé = Profundo sentimento religioso. </li></ul><ul><li>Senso de mistério e misticismo = Lado oculto das coisas, dos seres, dos lugares. </li></ul><ul><li>Patriotismo, nacionalismo </li></ul><ul><li>Supervalorização do amor = Sem ele a morte e a loucura aparecem encerrando os romances. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Spleen = melancolia, angústia pela perda dos ideais. </li></ul><ul><li>Atenção!! No final encontra-se um pouco de crítica social( Castro Alves e Victor Hugo) </li></ul>
  8. 8. O Romantismo em Portugal Prosa e Poesia. <ul><li>Contexto </li></ul><ul><li>Portugal, diferente do Brasil que exaltava a pátria, estava em crise, permeado de revoltas. </li></ul><ul><li>Intelectuais que se auto-exilaram na França ena Inglaterra trazem os novos ideias de lá para Portugal. </li></ul><ul><li>Início= Com o poema Camões de </li></ul><ul><li>Almeida Garret.(1825) </li></ul>
  9. 9. Primeira fase Almeida Garret e Alexandre Herculano <ul><li>Almeida Garret </li></ul><ul><li>Publicou Retrato de Vênus e foi processado por obscenidade (1821) </li></ul><ul><li>Foi influenciado por Lord Byron e Walter Scott. </li></ul><ul><li>Em sua obra destacam-se: </li></ul><ul><li>Frei Luís de Sousa(1844)- Teatro </li></ul><ul><li>Viagens da minha terra (1846) Romance </li></ul><ul><li>Folhas caídas (1853) Poesias </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Alexandre Herculano </li></ul><ul><li>O mais conhecido escritor romântico português </li></ul><ul><li>Sua prosa captura o medievalismo e o nacionalismo. </li></ul><ul><li>Sofreu inluência de Fernão Lopes. </li></ul><ul><li>Mais importantes romances: </li></ul><ul><li>Euríco, o presbítero (1843) </li></ul><ul><li>O monge de Cister(1841) </li></ul><ul><li>* Ver outros romances </li></ul>
  11. 11. Segunda fase <ul><li>Camilo Castelo Branco </li></ul><ul><li>Teve uma vida muito turbulenta que envolveu: orfandade, casamento precoce, amantes, raptos, duelos, prisão e suicídio. </li></ul><ul><li>Escreveu obras: </li></ul><ul><li>Ultra-românticas </li></ul><ul><li>Satíricas </li></ul><ul><li>De transição ( ver apostila ) </li></ul>
  12. 12. Terceira fase Julio Diniz <ul><li>Seus romances têm como cenário: </li></ul><ul><li>A vida simples do campo. </li></ul><ul><li>Finais felizes. </li></ul><ul><li>O amor tudo suporta. </li></ul><ul><li>O interior dos personagens é desvendado. </li></ul><ul><li>Romances mais importantes: </li></ul><ul><li>As pupilas do senhor reitor (1867), Uma família inglesa(1868). </li></ul>

×