Relações interpessoais

7.653 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.653
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
202
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relações interpessoais

  1. 1. RELAÇÕES INTERPESSOAIS
  2. 2. INTERACÇÃO SOCIAL - conjunto de influências recíprocas que se estabelecem entre as pessoas. COGNIÇÃO SOCIAL – estudo do modo como percepcionamos o nosso mundo social enquanto actores e espectadores, bem como da forma como interpretamos o nosso comportamento e o dos outros, do modo como agimos na sociedade, formando e mudando atitudes e comportamentos.
  3. 3. PROCESSOS DE COGNIÇÃO SOCIAL: 1 – as impressões 2 – as expectativas 3 – as atitudes 4 – as representações sociais.
  4. 4. 1 - IMPRESSÕES IMPRESSÕES: são noções que se criam no contacto com as pessoas e que nos dão um quadro interpretativo para as avaliarmos. EFEITO DE ORDEM OU PRIMAZIA: tendência para dar mais importância às primeiras impressões sobre uma pessoa do que a informações posteriores. Corresponde à durabilidade ou persistência das primeiras impressões.
  5. 5. 1 - IMPRESSÕES CATEGORIZAÇÃO: permite generalizar as características de uma categoria a todos os objectos pessoais ou situações que a compõem. CATEGORIZAÇÃO SOCIAL: orienta, serve de guia para a nossa acção, induzindo a complexidade do mundo social. FUNÇÃO DA CATEGORIZAÇÃO: simplificação da informação.
  6. 6. 1 - IMPRESSÕES FORMAÇÃO DAS IMPRESSÕES Indícios físicos Indícios verbais Indícios não-verbais Indícios comportamentais A partir de todos estes indícios, forma-se uma impressão global da pessoa
  7. 7. 2 – AS EXPECTATIVAS EXPECTATIVA: modo de categorizar as pessoas através de indícios e informações, prevendo o seu comportamento e as suas atitudes. A uma expectativa corresponde um estatuto social ESTATUTO: posição que o indivíduo ocupa na hierarquia social. Esta posição permite legitimamente esperar dos outros determinados comportamentos. Implica um conjunto de privilégios e direitos. PAPEL SOCIAL: conduta que é legítimo esperar de uma pessoa em dada situação social em virtude da posição que ocupa. Implica um conjunto de responsabilidades ou deveres.
  8. 8. 2 – AS EXPECTATIVAS O EFEITO DAS EXPECTATIVAS As expectativas, quando são elevadas, podem levar a uma mais fácil concretização – auto-realização das profecias; é o chamado Efeito de Pigmaleão. EFEITO DE PIGMALEÃO: fenómeno que se caracteriza pelo facto de as nossas expectativas induzirem nos outros comportamentos que as confirmam. As pessoas tendem a responder positivamente quando as expectativas que temos sobre o seu comportamento são positivas, e negativamente no caso contrário.
  9. 9. 3 – AS ATITUDES ATITUDE: processo de consciência individual que determina actividades reais ou possíveis do indivíduo no mundo social. Permitem interpretar, organizar e processar as informações. COMPONENTES DAS ATITUDES: 1 – COMPONENTE COGNITIVA: é o que consideramos verdadeiro sobre o objecto. 2 – COMPONENTE AFECTIVA: está ligada ao sistema de valores, sendo a sua direcção emocional. 3 . COMPONENTE COMPORTAMENTAL: depende de crenças e valores que se têm relativamente ao objecto social.
  10. 10. 3 – AS ATITUDES  As atitudes não são directamente observáveis; são inferidas a partir de comportamentos. Por outro lado, são o suporte intencional de grande parte dos nossos comportamentos.  Formam-se e aprendem-se durante o processo de socialização.  Existe uma tendência para uma estabilidade nas atitudes, mas estas podem ser alteradas quando sujeitas a determinados factores.
  11. 11. 4 – REPRESENTAÇÕES SOCIAIS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS: são um conjunto de conceitos, proposições e explicações criado na vida quotidiana no decurso da comunicação inter-individual. Constituem uma espécie de senso comum
  12. 12. 4 – REPRESENTAÇÕES SOCIAIS Na elaboração das representações sociais existem dois processos: a objectivação e a ancoragem. 1 – OBJECTIVAÇÃO: processo através do qual as representações complexas e abstractas de tornam simples e concretas. A objectivação realiza-se segundo três fases: 1. Construção selectiva: apenas mantém a parte mais relevante da informação. 2. Esquematização figurativa: a informação é convertida num esquema figurativo simples. 3. Naturalização: corresponde à materialização da representação.
  13. 13. 2 – ANCORAGEM: corresponde ao enraizamento, à assimilação das imagens criadas pela objectivação na mentalidade colectiva. Uma vez ancorada, uma representação desempenha um papel de filtro cognitivo, que permite interpretar as informações novas de acordo com as já existentes. As representações estão assim marcadas pela cultura e pela sociedade de cada época.
  14. 14. 4 – REPRESENTAÇÕES SOCIAIS FUNÇÕES DAS REPRESENTAÇÕES SOCIAIS:  FUNÇÃO DE SABER: dão uma explicação e um sentido à realidade: servem para os indivíduos explicarem, compreenderem e desenvolverem acções concretas sobre o real.  FUNÇÃO DE ORIENTAÇÃO: são um guia para os comportamentos.  FUNÇÃO IDENTITÁRIA: permitem ao indivíduo construir uma identidade social, distinguindo o grupo que as produz dos outros grupos.  FUNÇÃO DE JUSTIFICAÇÃO: permitem aos indivíduos explicarem e justificarem as suas opiniões e os seus comportamentos.

×