Exportação de amostras de sangue humano de são

601 visualizações

Publicada em

Logistica

Publicada em: Marketing
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
601
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exportação de amostras de sangue humano de são

  1. 1. Exportação de Amostras de Sangue Humano de São Paulo á Palo Alto
  2. 2. INTRODUÇÃO Para a exportação de amostras de sangue humano, é necessário tomar alguns cuidados, como:  Modal  Embalagem  Documentação  Tempo de armazenamento
  3. 3. DESENVOLVIMENTO  Precisa-se escolher o transporte correto, pois se houver algum imprevisto ou erro a carga corre o risco de ser danificada.  A escolha da embalagem tem grande importância para a segurança do material, assim como seguir os regulamentos corretos e obter a documentação necessária .
  4. 4. MODAL Utilizaremos o Modal Aeroviário, sendo o mais:  Rápido  Ágil É mais recomendado para mercadorias de:  Alto valor agregado  Pequenos volumes  Encomendas urgentes
  5. 5.  Seu custo é relativamente alto em relação aos demais modais.  O tempo que levará de São Paulo-SP (Brasil) á Palo Alto-CA (EUA), segundo Google Maps será de 16 horas e 15 min.
  6. 6. EMBALAGEM Para segurança do produto exportado usaremos embalagens: Primárias, Secundárias Terciárias Para o controle da temperatura será utilizado o isolante térmico.
  7. 7. EMBALAGEM PRIMÁRIA  Será dotada de um dispositivo que garanta vedação à prova de vazamento e impermeável para amostra líquida.  Recipiente resistente dotado de mecanismo de fechamento que impeça o extravasamento do material.  A bolsa de sangue e o tubo de amostras são considerados embalagens ou recipientes primários.
  8. 8. EMBALAGEM SECUNDÁRIA  Não seria necessário a embalagem secundária, pois as bolsas de sangue são resistentes e seguras.  Mas por precaução será adotado um sistema de embalagem tripla em casos de acidentes e rompimentos de bolsas com sangue.
  9. 9. EMBALAGEM TERCIÁRIA  Será rígida e resistente, de tamanho adequado ao material biológico transportado e dotado de dispositivo de fechamento.  Suas dimensões mínimas são 100mm x 100mm.  Estas embalagens podem ser caixas plásticas (PVC), papelão, metal, tambores ou outros materiais rígidos.
  10. 10. ISOLANTE TÉRMICO  É uma estrutura ou material que dificulta dissipação do calor mantendo resfriado por tempo determinado.  Os mecanismos utilizados como isolante térmico podem ser: o vácuo, lã de vidro, poliestireno e o poliuretano.
  11. 11. OBSERVAÇÕES  Material refrigerante (GELO, GELOX) não pode estar em contato direto com as unidades de concentrados de hemácias e plaquetas.  A temperatura de conservação de sangue e hemocomponentes serão registradas durante o processo de transporte, sendo monitorada por mecanismos que possibilitem a verificação de seus valores fora do limite estabelecido.
  12. 12. INCOTERMS O Incoterms escolhido foi o CPT, que é onde :  O vendedor contrata e paga o frete para levar as mercadorias ao local de destino designado.  A partir do momento em que as mercadorias são entregues à custódia do transportador, os riscos por perdas e danos se transferem do vendedor para o comprador, assim como possíveis custos adicionais que possam incorrer.
  13. 13.  O vendedor é o responsável pelo desembaraço das mercadorias para exportação.  Cláusula utilizada em qualquer modalidade de transporte.
  14. 14. REFERÊNCIAS  http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/2d563b00 41fdc021b182b96d490f120b/Guia+de+Transporte+de +Sangue+e+Componentes.pdf?MOD=AJPERES  https://www.google.com.br/maps/dir/S%C3%A3o+Paul o+-+SP/Palo+Alto,+CA,+EUA/@5.8986016,- 115.7537472,3z/data=!4m14!4m13!1m5!1m1!1s0x94c e448183a461d1:0x9ba94b08ff335bae!2m2!1d- 46.6333094!2d- 23.5505199!1m5!1m1!1s0x808fb07b9dba1c39:0xe1ff5 5235f576cf!2m2!1d-122.1430195!2d37.4418834!3e4  http://www.receita.fazenda.gov.br/aduana/procaduexpi mp/despaduimport.htm

×