Antologia Poética
Os poetas que marcaram e criaram uma geração
literária
Modernismo,
Oque foi ?
 O modernismo foi um movimento e artístico do
início do séc. XX, cujo objetivo era o rompimento
co...
Manuel Bandeira
Obra : “O Impossível Carinho”
Escuta, eu não quero contar-te o meu desejo
Quero apenas contar-te a minha t...
Mário de Andrade
Obra:
Quando eu morrer quero ficar
Quando eu morrer quero ficar,
Não contem aos meus inimigos,
Sepultado ...
Erico Veríssimo
Obra: “Felicidade é a certeza de que a nossa vida não
está se passando inutilmente”
"O amor que ainda não ...
Oh! dias da minha infância!
Oh! meu céu de primavera!
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã.
Em vez das mágoas de
ag...
Ferreira Gullar
Obra “ Traduzir-se”
Umapartedemim
étodomundo:
outraparteéninguém:
fundosemfundo.
umapartedemim
émultidão:
...
Raul Bopp
Obra: “Favela”
Meio-dia
O morro coxo cochila
O sol resvala devagarzinho pela rua
torcida como uma costela
Aquela...
Guilherme de Almeida
Obra: “ Nós”
Fico - deixas-me velho. Moça e bela,
partes. Estes gerânios encarnados,
que na janela vi...
Renata Bednarski
Obra: “Ascensão”
Divindade de forma acessível:
Invariável ascensão do homem,
Pois quando a criatura recon...
Marisa Monte
 Musica “Ainda Bem” feita
junta com Arnaldo Antunes
Ainda bem
Que agora encontrei você
Eu realmente não sei
...
O meu coração
Já estava aposentado
Sem nenhuma ilusão
Tinha sido maltratado
Tudo se transformou
Agora você chegou
Você que...
Gonzaguinha
Obra: “O que é, O que é?”
Fico com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita
Viver
E não...
Marcelo Yuka
Obra: “C(A Paz Que Eu
Não Quero)”
A minha alma tá armada e apontada
Para cara do sossego!
(Sêgo! Sêgo! Sêgo! ...
Manuel Bandeira
 Manuel Carneiro de Sousa
Bandeira Filho
 Nasceu em Recife
 Em19 de abril de 1886
 em13 de outubro de ...
Características
 O escritor preferiu ficar isolado,
embora fosse grande amigo de Mário
de Andrade.
Sua colaboração com a ...
Mário de Andrade
 Mário Raul de Moraes
Andrade
 Em 9 de outubro de 1893
 Morreu 1922
 Durante sua trajetória, Mário
de...
Características literárias
 Vocábulos indígenas e africanos
 Gírias
 Provérbios
 Ditados populares
 Modismos
 Anedot...
Erico Veríssimo
 Érico Lopes Veríssimo
 Nasceu no Crus Alta
 Em 17 de dezembro de 1905
 Morreu 28 de novembro de
1975
...
Características
 Os primeiros textos publicados foram por
volta de 1929. A revista “Cruz Alta em
Revista” publicou “Chico...
Ferreira Gullar
 Ferreira
Gullar, pseudônimo de José
Ribamar Ferreira
 Nasceu em São Luiz,
Maranhão
 Em 10 de setembro ...
Características literárias
 Uma das maiores características da obra
de Ferreira Gullar é a preocupação com a
realidade so...
Raul Bopp
 Raul Bopp
 Nasceu em 4 de agosto de 1898
 Em Vila Pinhal
 Morreu 2 de Julho de 1984
 No Rio de Janeiro
 R...
Características literárias
 Foi Raul Bopp um dos mais ativos participantes do
movimento Antropofágico, sendo Cobra Norato...
Guilherme de Almeida
 Guilherme de Andrade de Almeida
 Nasceu em Campinas
 No dia 24 de julho de 1880
 Morreu no dia 1...
Características literárias
 Um dos homens de prestígio dentro
do Modernismo a poesia de Guilherme
de Almeida deriva, poré...
Poetisa de Jacareí
Renata Bednarski
 Renata Bednarski
 È poetisa e advogada
 Nasceu em Jacareí-sp
 Lanço o livro de poemas
“O Entrelaçar ...
Capa de seu livro
 O Entrelaçar das Almas
Compositores
Marisa Monte
 Marisa de Azevedo Monte
 Nasceu no Rio de Janeiro
 Em 1 de julho de 1967 tem
agora (48 anos )
 È cantora...
Gonzaguinha
 Luiz Gonzaga do Nascimento
Júnior
 Nasceu no Rio de Janeiro
 Em 22 de setembro de 1945
 Gonzaguinha morre...
Marcelo Yuka
 Marcelo Fontes do
Nascimento Viana de Santa
Ana
 Nasceu no Rio de Janeiro
 Em 31 de Dezembro de 1965
 È ...
Oque podemos entender sobre este
trabalho ,que tivemos a oportunidade
de saber e conhecer diversos autores e
poemas do séc...
Referencias Bibliograficas
 Disponível em: (Link: http://www.vagalume.com.br/o-rappa/minha-
alma-a-paz-que-eu-nao-
quero....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Antologia poética e alguns de seus poetas

1.042 visualizações

Publicada em

Trabalho Escolar

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.042
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Antologia poética e alguns de seus poetas

  1. 1. Antologia Poética Os poetas que marcaram e criaram uma geração literária
  2. 2. Modernismo, Oque foi ?  O modernismo foi um movimento e artístico do início do séc. XX, cujo objetivo era o rompimento com o tradicionalismo (parnasianismo, silbolismo e a arte acadêmica), a libertação estética, a experimentação constante e, principalmente, a independência cultural do país. Apesar da força do movimento literário modernista a base deste movimento se encontra nas artes plásticas, com destaque para a pintura.
  3. 3. Manuel Bandeira Obra : “O Impossível Carinho” Escuta, eu não quero contar-te o meu desejo Quero apenas contar-te a minha ternura Ah se em troca de tanta felicidade que me dás Eu te pudesse repor -Eu soubesse repor_ No coração despedaçado As mais puras alegrias de tua infância!
  4. 4. Mário de Andrade Obra: Quando eu morrer quero ficar Quando eu morrer quero ficar, Não contem aos meus inimigos, Sepultado em minha cidade, Saudade. Meus pés enterrem na rua Aurora, No Paissandu deixem meu sexo, Na Lopes Chaves a cabeça Esqueçam. No Pátio do Colégio afundem O meu coração paulistano: Um coração vivo e um defunto Bem juntos. Escondam no Correio o ouvido Direito, o esquerdo nos Telégrafos, Quero saber da vida alheia, Sereia. O nariz guardem nos rosais, A língua no alto do Ipiranga Para cantar a liberdade. etérea.
  5. 5. Erico Veríssimo Obra: “Felicidade é a certeza de que a nossa vida não está se passando inutilmente” "O amor que ainda não se definiu é como uma melodia do desenho incerto: deixa o coração a um tempo alegre e perturbado e tem o encanto fugidio e misterioso de uma música ao longe." "Ninguém deve culpar-se pelo que sente, não somos responsáveis pelo que nosso corpo deseja, mas sim, pelo que fizemos com ele." " O amor está mais perto do ódio do que a gente geralmente supõe . São o verso e o reverso da mesma moeda de paixão. O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença... " " O destino conduz os que querem ser conduzidos e arrasta os que não querem Eu tenho andado mais ou menos de arrasto Nem sempre quero ir para onde o destino me leva."
  6. 6. Oh! dias da minha infância! Oh! meu céu de primavera! Que doce a vida não era Nessa risonha manhã. Em vez das mágoas de agora, Eu tinha nessas delícias De minha mãe as carícias E beijos de minha irmã! Livre filho das montanhas, Eu ia bem satisfeito, De camisa aberto ao peito, - Pés descalços, braços nus - Correndo pelas campinas À roda das cachoeiras, Atrás das asas ligeiras Das borboletas azuis! Naqueles tempos ditosos Ia colher as pitangas, Trepava a tirar as mangas, Brincava à beira do mar; Rezava às Ave-Marias, Achava o céu sempre lindo, Adormecia sorrindo E despertava a cantar! Oh! Que saudades que tenho Da aurora de minha vida (...)
  7. 7. Ferreira Gullar Obra “ Traduzir-se” Umapartedemim étodomundo: outraparteéninguém: fundosemfundo. umapartedemim émultidão: outraparteestranheza esolidão. Umapartedemim pesa,pondera: outraparte delira. Umapartedemim épermanente: outraparte sesabederepente. Umapartedemim ésóvertigem: outraparte, linguagem. Traduzir-seumaparte naoutraparte -queéumaquestão devidaoumorte- seráarte?
  8. 8. Raul Bopp Obra: “Favela” Meio-dia O morro coxo cochila O sol resvala devagarzinho pela rua torcida como uma costela Aquela casa de janelas com dor-de-dente amarrou um coqueiro do lado. Um pé de meia faz exercícios no arame. Vizinha da frente grita no quintal: -João! Ó João! Bananeira botou as tetas do lado de fora Mamoeiros estão de papo inchado Negra acocorou-se a um canto do terreiro Pôs as galinhas em escândalo Lá embaixo passa um trem de subúrbio riscando fumaça Á porta da venda negro bocejou como um túnel.
  9. 9. Guilherme de Almeida Obra: “ Nós” Fico - deixas-me velho. Moça e bela, partes. Estes gerânios encarnados, que na janela vivem debruçados, vão morrer debruçados na janela. E o piano, o teu canário tagarela, a lâmpada, o divã, os cortinados: - "Que é feito dela?" - indagarão - coitados! E os amigos dirão: - "Que é feito dela?" Parte! E se, olhando atrás, da extrema curva da estrada, vires, esbatida e turva, tremer a alvura dos cabelos meus; irás pensando, pelo teu caminho, que essa pobre cabeça de velhinho é um lenço branco que te diz adeus!
  10. 10. Renata Bednarski Obra: “Ascensão” Divindade de forma acessível: Invariável ascensão do homem, Pois quando a criatura reconhece o Criador, Sabe, exatamente, para que foi destinada.
  11. 11. Marisa Monte  Musica “Ainda Bem” feita junta com Arnaldo Antunes Ainda bem Que agora encontrei você Eu realmente não sei O que eu fiz pra merecer Você Porque ninguém Dava nada por mim Quem dava, eu não tava a fim Até desacreditei De mim O meu coração Já estava acostumado Com a solidão Quem diria que a meu lado Você iria ficar Você veio pra ficar Você que me faz feliz Você que me faz cantar Assim O meu coração Já estava aposentado Sem nenhuma ilusão Tinha sido maltratado Tudo se transformou Agora você chegou Você que me faz feliz Você que me faz cantar Assim O meu coração Já estava acostumado Com a solidão Quem diria que a meu lado Você iria ficar Você veio pra ficar Você que me faz feliz Você que me faz cantar Assim
  12. 12. O meu coração Já estava aposentado Sem nenhuma ilusão Tinha sido maltratado Tudo se transformou Agora você chegou Você que me faz feliz Você que me faz cantar Assim
  13. 13. Gonzaguinha Obra: “O que é, O que é?” Fico com a pureza Da resposta das crianças É a vida, é bonita E é bonita Viver E não ter a vergonha De ser feliz Cantar e cantar e cantar A beleza de ser Um eterno aprendiz Ah meu Deus! Eu sei, eu sei Que a vida devia ser Bem melhor e será Mas isso não impede Que eu repita É bonita, é bonita E é bonita Viver E não ter a vergonha De ser feliz Cantar e cantar e cantar A beleza de ser Um eterno aprendiz Ah meu Deus! Eu sei, eu sei Que a vida devia ser Bem melhor e será Mas isso não impede Que eu repita É bonita, é bonita E é bonita E a vida E a vida o que é? Diga lá, meu irmão Ela é a batida de um coração Ela é uma doce ilusão Hê! Hô! E a vida Ela é maravilha ou é sofrimento? Ela é alegria ou lamento? O que é? O que é? Meu irmão Há quem fale Que a vida da gente É um nada no mundo É uma gota, é um tempo Que nem dá um segundo
  14. 14. Marcelo Yuka Obra: “C(A Paz Que Eu Não Quero)” A minha alma tá armada e apontada Para cara do sossego! (Sêgo! Sêgo! Sêgo! Sêgo!) Pois paz sem voz, paz sem voz Não é paz, é medo! (Medo! Medo! Medo! Medo!) Às vezes eu falo com a vida Às vezes é ela quem diz "Qual a paz que eu não quero conservar Pra tentar ser feliz?“ x2 As grades do condomínio São pra trazer proteção Mas também trazem a dúvida Se é você que tá nessa prisão Me abrace e me dê um beijo Faça um filho comigo Mas não me deixe sentar na poltrona No dia de domingo (domingo!) Procurando novas drogas de aluguel Neste vídeo coagido É pela paz que eu não quero seguir admitindo
  15. 15. Manuel Bandeira  Manuel Carneiro de Sousa Bandeira Filho  Nasceu em Recife  Em19 de abril de 1886  em13 de outubro de 1968  foi um poeta, crítico literário e de arte, professor de literatura e tradutor brasileiro.
  16. 16. Características  O escritor preferiu ficar isolado, embora fosse grande amigo de Mário de Andrade. Sua colaboração com a Semana de 22 foi com o poema “Os sapos”, que foi lido por Ronald de Carvalho em meio a vaias e gritarias.
  17. 17. Mário de Andrade  Mário Raul de Moraes Andrade  Em 9 de outubro de 1893  Morreu 1922  Durante sua trajetória, Mário de Andrade fundou a Sociedade de Etnografia e Folclore e também passou por vários cargos públicos, entre estes, foi diretor do Departamento Municipal de Cultura de São Paulo.
  18. 18. Características literárias  Vocábulos indígenas e africanos  Gírias  Provérbios  Ditados populares  Modismos  Anedotas da história brasileira  Erotismo  Surrealismo  O fantástico se confunde com o real  Superstições  Aspectos da vida urbana e rural do Brasil
  19. 19. Erico Veríssimo  Érico Lopes Veríssimo  Nasceu no Crus Alta  Em 17 de dezembro de 1905  Morreu 28 de novembro de 1975  foi um dos escritores brasileiros mais populares do século XX
  20. 20. Características  Os primeiros textos publicados foram por volta de 1929. A revista “Cruz Alta em Revista” publicou “Chico: um Conto de Natal”. Depois disso, os contos de Verissímo foram parar no “Correio do Povo”. Morando em Porto Alegre, trabalhou como secretário de redação na “Revista do Globo”. Na época, era visto constantemente em companhia do também escritor Mário Quintana. Atuou também como tradutor e colaborador do “Diário de Notícias” e do “Correio do Povo”, para ajudar a completar a renda familiar.
  21. 21. Ferreira Gullar  Ferreira Gullar, pseudônimo de José Ribamar Ferreira  Nasceu em São Luiz, Maranhão  Em 10 de setembro de 1930  Postulante da cadeira 37 da Academia Brasileira de Letras, na vaga deixada por Ivan Juqueira
  22. 22. Características literárias  Uma das maiores características da obra de Ferreira Gullar é a preocupação com a realidade social aliada a uma constante busca pela renovação estética da linguagem. É justamente essa busca que faz com que ele se aproxime dos poetas concretos em 1954
  23. 23. Raul Bopp  Raul Bopp  Nasceu em 4 de agosto de 1898  Em Vila Pinhal  Morreu 2 de Julho de 1984  No Rio de Janeiro  Raul Bopp foi um poeta modernista e diplomata brasileiro, tendo participado da Semana de Arte Moderna ao lado dos amigos Tarsila do Amaral e Oswald de Andrade. Seu livro Cobra Norato é considerado o mais importante do Movimento Antropófago.
  24. 24. Características literárias  Foi Raul Bopp um dos mais ativos participantes do movimento Antropofágico, sendo Cobra Norato a sua única obra realmente reconhecida. Tal reconhecimento fez com que Bopp fosse considerado autor de um único livro, o que prejudicou o conhecimento e o estudo do restante de sua produção. Porém ele também escreveu Poemas Brasileiros e Urucungo-poemas negros, em que o poeta lança seu olhar rumo às questões relacionadas ao Brasil, sua formação e seu sincretismo racial.  Em suas obras é freqüente o chamado à contação de histórias feita pela voz de um narrador em terceira pessoa ou pela voz de personagens representativas das mais diversas tradições populares
  25. 25. Guilherme de Almeida  Guilherme de Andrade de Almeida  Nasceu em Campinas  No dia 24 de julho de 1880  Morreu no dia 11 de julho de 1969  Foi, com seu irmão, Tácito de Almeida (1889 - 1940), importante organizador da Semana de Arte Moderna de 22, tendo criado em 1925 conferência para difusão da poesia moderna, intitulada "Revelação do Brasil pela Poesia Moderna", que foi apresentada em Porto Alegre, Recife e Fortaleza.
  26. 26. Características literárias  Um dos homens de prestígio dentro do Modernismo a poesia de Guilherme de Almeida deriva, porém, de uma formação clássica, de cunho parnasiano dando ênfase ao soneto com chave de ouro, o uso da métrica portuguesa (com um certo gosto por versos alexandrinos clássicos), usos de rimas ricas que denotam sua profunda erudição e sua criatividade, além de uma inspiração muito forte de Camões e das Cantigas Medievais.
  27. 27. Poetisa de Jacareí
  28. 28. Renata Bednarski  Renata Bednarski  È poetisa e advogada  Nasceu em Jacareí-sp  Lanço o livro de poemas “O Entrelaçar das Almas”, pela Editora Penalux  Toda a renda obtida com as vendas do livro durante a noite de autógrafos será destinada à ONG Patas da Amizade, para o tratamento de cães abandonados
  29. 29. Capa de seu livro  O Entrelaçar das Almas
  30. 30. Compositores
  31. 31. Marisa Monte  Marisa de Azevedo Monte  Nasceu no Rio de Janeiro  Em 1 de julho de 1967 tem agora (48 anos )  È cantora, compositora, instrumentista e produtora musical brasileira de música pop e samba.  O seu estilo musical é MPB
  32. 32. Gonzaguinha  Luiz Gonzaga do Nascimento Júnior  Nasceu no Rio de Janeiro  Em 22 de setembro de 1945  Gonzaguinha morreu em um acidente de carro  Morreu no dia 29 de abril de 1991  Seu empresário Renato Manoel Duarte e Aristide Pereira da Silva foram internados na mesma policlínica em estado de coma, ambos tiveram traumatismo craniano. O Renato foi o único sobrevivente.  O seu estilo musical era MPB
  33. 33. Marcelo Yuka  Marcelo Fontes do Nascimento Viana de Santa Ana  Nasceu no Rio de Janeiro  Em 31 de Dezembro de 1965  È membro fundador do grupo O Rappa  Musico, pensador, compositor e politico brasileiro.
  34. 34. Oque podemos entender sobre este trabalho ,que tivemos a oportunidade de saber e conhecer diversos autores e poemas do século vinte e vinte e um não so autores mas como compositores tabem foi uma experiência nova para o grupo para sabermos mas sobre a literatura brasileira
  35. 35. Referencias Bibliograficas  Disponível em: (Link: http://www.vagalume.com.br/o-rappa/minha- alma-a-paz-que-eu-nao- quero.html#ixzz3cPsBwcca)acesso(10/06/2015)  Disponível em: https://musicasbrasileiras.wordpress.com/2010/05/27/minha-alma-a- pazque-eu-nao-quero-o-rappa/acesso(10/06/2015)  Disponível em: http://www.e-biografias.net/acesso(10/06/2015)  Disponível em :http://kdfrases.com/autores/acesso(10/06/2015)

×