Completacao De Pocos Submarinos Visao Geral E Cenario Pre Sal Da Bacia De Santos

9.637 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.637
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
378
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
568
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • INSERIR ESCUDOS DOS TIMES DO CAMPEONATO BRASILEIRO
  • Completacao De Pocos Submarinos Visao Geral E Cenario Pre Sal Da Bacia De Santos

    1. 1. Completação de Poços Submarinos Visão Geral e Cenário Pré-sal da Bacia de Santos SPETRO 2009 02/09/2009 Eng. Tiago Fonseca
    2. 2. Sumário <ul><li>Completação de poços submarinos </li></ul><ul><li>Completação inteligente </li></ul><ul><li>Pré-sal </li></ul><ul><ul><li>Província </li></ul></ul><ul><ul><li>Cluster da BS </li></ul></ul><ul><ul><li>Tupi </li></ul></ul><ul><li>Projetos de TLD e Piloto de Tupi </li></ul><ul><li>Desafios e Soluções </li></ul><ul><li>Completação de Poço-tipo do Pré-sal </li></ul><ul><li>O que vem por aí... </li></ul>
    3. 3. Completação de poços submarinos <ul><li>Completação: sequência de operações com objetivo de preparar o poço para a produção, após sua perfuração </li></ul><ul><li>Após a perfuração de um poço submarino...... </li></ul>
    4. 4. Rev. de Superfície (20”) Rev. Condutor (30”) Rev. Intermediário (10 ¾”) Liner de Produção (7”) SCPS” (18 ¾”)
    5. 5. Completação de poços submarinos <ul><li>Principais operações da completação submarina: </li></ul><ul><ul><li>Instalação da BAP </li></ul></ul><ul><ul><li>Condicionamento do poço </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação da cimentação </li></ul></ul><ul><ul><li>Canhoneio </li></ul></ul><ul><ul><li>Estimulação e avaliação </li></ul></ul><ul><ul><li>Instalação da COP </li></ul></ul><ul><ul><li>Instalação da ANM </li></ul></ul>
    6. 6. - Descida da BAP (Base Adaptadora de Produção)
    7. 7. - Descida do BOP (Blowout Preventer)
    8. 8. - Condicionamento do Poço - Troca de fluido
    9. 9. - Avaliação da cimentação
    10. 10. - Canhoneio (zona inferior)
    11. 11. - Canhoneio (zona superior)
    12. 12. - Instalação da COP/COI (Coluna de Produção/Injeção)
    13. 13. - Instalação da COP/COI (coluna de produção/injeção) - Retirada de BOP DSSS ( DHSV ) Perfil ( Nipple) Obturador ( Packer) Válvula de Camisa Deslizante ( Sliding Sleeve Valve) MPDG MIQ MGL
    14. 14. <ul><li>Instalação da ANM </li></ul><ul><li>(Árvore de Natal Molhada) </li></ul>
    15. 15. - Descida de FT - Estimulação - Indução de surgência - Avaliação
    16. 16. - Fechamento do poço - Abandono
    17. 17. Completação Inteligente <ul><li>O que é? </li></ul><ul><ul><li>Sistema que permite controle e monitoração simultâneos, em tempo real e remotamente de cada zona produtora. </li></ul></ul><ul><li>Como é? </li></ul><ul><ul><li>Instalação de linhas hidráulicas e/ou elétricas para controle de válvulas de influxo e leitura (monitoração) de pressão e temperatura. </li></ul></ul>VCI PDG
    18. 18. Controle: Válvula Hidráulica Fonte: Baker
    19. 19. Monitoração – Sensor PDG Fonte: WellDynamics
    20. 20. Packer Fonte: Halliburton
    21. 21. Pré-sal Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri
    22. 22. Província do pré-sal Área total: 112.000 km 2 ... ... ou seja: ~2,5 x RJ (~43.700 km 2 ) Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri
    23. 23. Cluster da BS Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri
    24. 24. Tupi Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri
    25. 25. Teste de Longa Duração de Tupi <ul><li>2 poços alternados </li></ul><ul><ul><li>RJS-646 </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Maio/2009 </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>RJS-660 </li></ul></ul>Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri (adaptado)
    26. 26. Projeto Piloto de Produção de Tupi <ul><li>8 poços </li></ul><ul><ul><li>5 produtores </li></ul></ul><ul><ul><li>3 injetores </li></ul></ul>Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri (adaptado) Reservatório
    27. 27. Características e desafios <ul><li>Alguns desafios da completação: </li></ul><ul><ul><li>Contaminantes: 8 a 12% CO 2 </li></ul></ul><ul><ul><li>Deposições orgânicas e inorgânicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Incertezas de reservatório ... </li></ul></ul><ul><li>... e soluções: </li></ul><ul><ul><li>Metalurgia especial (25Cr-7Ni-4Mo) </li></ul></ul><ul><ul><li>Injeção química abaixo do packer </li></ul></ul><ul><ul><li>Completação inteligente </li></ul></ul>Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri
    28. 28. Completação de Poço-tipo do Pré-sal
    29. 29. Completação de Poço-tipo do Pré-sal
    30. 30. Completação de Poço-tipo do Pré-sal
    31. 31. O que vem por aí.... <ul><li>Até 2012: </li></ul><ul><ul><li>+2 projetos pilotos de produção </li></ul></ul><ul><li>Entre 2010 e 2017: </li></ul><ul><ul><li>+8 FPSOs para o pré-sal </li></ul></ul>Fonte: http://www.petrobras.com.br/ri (adaptado) Produção de óleo do Pré-sal da Petrobras (m bpd) Pré-sal da Petrobras Pré-sal Parceiros
    32. 32. <ul><li>Projetos de Poços no Pré-sal: </li></ul><ul><ul><li>Demanda por profissionais... </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>... aptos a superar desafios </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>... com competência para trabalhar em equipe </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>... comprometidos com qualidade e prazo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>... dispostos a trabalhar em ENGENHARIA </li></ul></ul></ul>O que vem por aí....
    33. 33. OBRIGADO! SPETRO 2009 02/09/2009 Eng. Tiago Fonseca

    ×