Parabola da grande ceia

6.108 visualizações

Publicada em

Esclarecimentos sobre a parabola e sua aplicação nas nossas vidas

Publicada em: Espiritual
2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.108
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
43
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parabola da grande ceia

  1. 1. Parabola da grande Ceia Victor Passos
  2. 2. INTRODUÇÃO • Qual o significado da parábola da grande ceia ou do festim de bodas? • É possível aplicá-la nos dias que correm?
  3. 3. PARABOLA - CONCEITO • Do grego parabolé • Pará (= ao longo de, ao lado de, passando perto, junto de) • Bolé (= o que foi jogado). • Bolé vem do verbo grego bállo, que significa jogar, lançar. • Parábola é uma história que passa perto, sem atingir em cheio. Precisa de uma explicação ulterior.
  4. 4. PARABOLA DA GRANDE CEIA – TEXTO BIBLICO 3.1. LUCAS, 14, 15-24 15. Ouvindo isso, um homem que estava à mesa disse a Jesus: "Feliz aquele que come pão no Reino de Deus!". 16. Jesus respondeu: "Um homem deu grande banquete, e convidou muitas pessoas". 17. Na hora do banquete, mandou seu empregado dizer aos convidados: 'Venham, pois tudo está pronto'. 18. Mas todos, um a um, começaram a dar desculpas. O primeiro disse: 'Comprei um campo, e preciso ir vê-lo. Peço-lhe que aceite minhas desculpas'. 19. Outro disse: 'Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-las. Peço-lhe que aceite minhas desculpas'. 20. Um terceiro disse: 'Acabo de me casar e, por isso, não posso ir'. 21. O empregado voltou, e contou tudo ao patrão. Então o dono da casa ficou muito zangado, e disse ao empregado: 'Saia depressa pelas praças e ruas da cidade. Traga para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os mancos'. 22. O empregado disse: 'Senhor, o que mandaste fazer, foi feito, e ainda há lugar'. 23. O patrão disse ao empregado: 'Saia pelas estradas e caminhos, e faça as pessoas virem aqui, para que a casa fique cheia. 24. Pois eu digo a vocês: "Nenhum daqueles que foram convidados vai provar do meu banquete'."
  5. 5. CHAMAMENTO AO REINO DE DEUS - Os Primeiros a serem Chamados Os israelitas são os primeiros a serem chamados. A missão de Jesus == > transformar a lei do "dente por dente e olho por olho" na lei de amor. Os israelitas, ao recusarem Jesus, excluem-se do reino de Deus. Em seu lugar, Jesus mandou buscar os "pecadores", os coxos e os pagãos.
  6. 6. CHAMAMENTO AO REINO DE DEUS - Os Chamados por Paulo Paulo chamou os gentios ao reino de Deus. Sofreu todo o tipo de apodo, principalmente dos seus pares políticos e da sua família. Não se intimidou ante o trabalho de divulgação da boa nova do Cristo. Prisão, doenças, preconceito e contradições não conseguiram abalar a sua convicção.
  7. 7. CHAMAMENTO AO REINO DE DEUS - Os Chamados pelo Espiritismo Uma pessoa ouve vozes, vê vultos, sente a presença de entidades espirituais, tem sonhos tumultuados etc. Corre ao Centro Espírita. Espíritos de luz estimulam-no a se debruçar sobre a Doutrina Espírita. O fenômeno foi o chamariz; o aprendizado doutrinário, o fim.
  8. 8. VESTE NUPCIAL - Desculpas ao Chamamento Eu não posso, preciso ganhar dinheiro para sustentar a minha família. Espere um pouco mais, ainda não estou preparado para o grande banquete Por quê? Preciso gozar a vida. Tememos seguir as pegadas de Cristo. Consequência: vamos adiando a "salvação" de nossa alma.
  9. 9. VESTE NUPCIAL - Os Coxos e os Estropiados • Na recusa dos Israelitas, Jesus convida: • Os coxos, os pagãos e os estropiados. • A substituição é devido à recusa geral. • Lembremo-nos de que os pagãos eram considerados menos dignos ao reino de Deus.
  10. 10. VESTE NUPCIAL - Figura de Linguagem • A Bíblia compara o banquete a uma participação no reino de Deus. • O convite à veste nupcial nada mais é do que pedir para que as pessoas aceitem o Evangelho. • A veste nupcial é a imagem da pureza de coração, de sentimento, de pensamento e de ações.
  11. 11. MUITOS OS CHAMADOS E POUCOS OS ESCOLHIDOS Os Bons e os Maus • Os bons e os maus é uma maneira de exprimir a totalidade da vida. • Os maus não podendo permanecer no Planeta Terra deverão encarnar em outros mundos. • O cristão, que foi chamado, também tem que prestar atenção, pois poderá fazer parte dos maus, caso não coloque em prática os ensinamentos trazidos pelo mestre Jesus.
  12. 12. MUITOS OS CHAMADOS E POUCOS OS ESCOLHIDOS Muitos e Poucos Em hebraico, "muitos" significa multidão. Na época, os "muitos chamados" eram os israelitas que não ouviram a palavra. Os "muitos-poucos" são aqueles que, depois de ouvirem a palavra, colocam-na em prática. São aqueles que fazem ecoar no coração alheio o verdadeiro ensinamento que o mestre Jesus nos trouxe há mais de 2000 anos.
  13. 13. MUITOS OS CHAMADOS E POUCOS OS ESCOLHIDOS Convite e Aceitação • Não basta dizer-se cristão, nem sentar-se à mesa nupcial. É preciso estar revestido da túnica nupcial. • A túnica nupcial resume-se nestas palavras: Fora da caridade não há salvação. • Entre todos que ouvem a palavra divina, poucos são os que a guardam e a aplicam. • Eis por que disse Jesus: Chamados haverá muitos; poucos, no entanto, serão os escolhidos".
  14. 14. CONCLUSÃO Se todos realmente seguissem os ensinamentos de Jesus, o mundo estaria TOTALMENTE modificado em sua estrutura moral. Ninguém procuraria ludibriar a si mesmo e ao próximo, pois a fraternidade universal seria a regra natural de conduta.
  15. 15. BIBLIOGRAFIA KARDEC, A. O Evangelho Segundo o Espiritismo. 39. ed. São Paulo: IDE, 1984. LANCELLOTTI, Ângelo e BOCCALI, G. Comentário ao Evangelho de São Lucas. Tradução de Antonio Angonese e Ephraim Ferreira Alves. 2. ed., Rio de Janeiro: Vozes, 1983. SCHUTEL, C. Parábolas e Ensinos de Jesus. 11. ed. São Paulo: O Clarim, 1979. Palestrante - VICTOR PASSOS

×