Caso n° 21

423 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
423
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caso n° 21

  1. 1. Marco Antonio Mundim LimaVictor Eduardo Almeida Costa
  2. 2.  N.A.O. 18 anos Branca Sexo feminino Solteira Procedente de Araçatuba, São Paulo.
  3. 3.  Queixa Principal: Icterícia há 8 meses. HDA: Há 8 meses começou apresentar anorexia,náuseas e mal-estar geral. Na mesma semana,notou a urina escura, comparável a “coca-cola”,manchando a roupa, e os olhos tornaram-sebastante amarelos. Nega acolia fecal. Teve febrede 37,5°C. Logo que se tornou ictérica surgiuprurido generalizado, de leve intensidade e quedesapareceu após 1 ou 2 dias. Permaneceu emrepouso no leito durante 4 meses, sendo aseguir operada do “fígado”, mas nãoencontraram cálculos vesiculares.
  4. 4. A icterícia esteve sempre presente desde oinício da doença, variando apenas emintensidade. Nos últimos meses vemapresentando edema vespertino de membrosinferiores e dores articulares itinerantes quecomprometem punhos, tornozelos e joelhos,havendo “inchaço” e calor na articulaçãoafetada. Não havia tomado injeções e negacontato com ratos. Tornou-se amenorréicadesde o início da doença.
  5. 5. Revisão de sistemas: Epistaxesrelativamente abundantes nos últimos 3 meses.Amenorréia há 8 meses. Antecendentes: Moléstias da infância.Menarca aos 13 anos.
  6. 6.  Hepatite B Hepatite C LES Febrícula Prurido Icterícia Edema vespertino MMII Anorexia, nauseas Dores articulares Mal-estar geral Amnorréia Colúria Epistaxe
  7. 7. Estado geral regular. PA=120x80; Pulso:76/minuto, rítmico e cheio. Afebril. Mucosasmedianamente coradas. Icterícia 3+/4+. Hálito hepático.Ausência de spiders, ascite e circulação colateral. Fígadopalpável a 5 cm do RCD e no epigástrio a 4 cm, sendo deconsistência aumentada 3+, superfície grosseiramentenodular. Baço palpável a 3,5 cm do RCE.Tórax: N.d.n.Membros: discreto edema pré-tibial.
  8. 8.  Hepatite B Hepatite C LES
  9. 9. Resultados Valores de ReferênciaHemoglobina 11g% (68%) 12 a 15,5g% (35 a 45%)Hemácias 4.200.000/mm³ 4.000.000 a 6.000.000/mm³Leucócitos 4.800/mm³ 4.500 a 10.000/mm³Plaquetas Normais Alb: 3,2g%; Alfa-1: 0,40g%; Alfa-2: 0,72g%; Beta: 0,95g%;Eletroforese de proteínas Gama: 3,2g%Tempo de protrombina ativada 40% 70-100%Transaminases TGO: 120u TGP: 70u TGO: até 38u TGP: até 41uFosfatase alcalina 20u 65 a 300uColesterol 150mg até 200mg Densidade: 1.020; Pigmentos biliares 3+/4+; UrobilinogênioUrina 1/200; 6 hemácias/campo D: até 0,3mg; I: até 0,9mg; T:Bilirrubinas D: 4.53mg%; I: 2,8mg%; T: 7,33mg% 0,2 a 1,2mg
  10. 10.  Provas de função hepática:Timol-floculação = 20uMcLTurvação 4+ Hanger negativo– Doença da arranhadura do gato Pesquisa de anticorpos: Presença de Ac antimúsculoliso, antiglomerulares e de fator antinúcleo (FAN). Pesquisa de células L.E. positiva.
  11. 11.  LES – Lúpus Eritematoso Sistêmico Pequenas feridas recorrentes na boca e no nariz; Manchas na pele, especialmente quando exposta ao sol; Rash cutâneo facial; Fotossensibilidade; Artrite – dor articular assimétrica e itinerante; Lesão renal, que evolui rapidamente para insuficiência renal progressiva; Lesão cerebral – convulsão (muitas vezes atribuída a outra doença neurológica), ansiedade, psicose e depressão; Serosite – inflamação da membrana que recobre externamente os pulmões (pleura) e o coração (pericárdio); Anormalidades hematológicas ou penias; Anormalidades imunológicas; Fator antinúcleo (FAN) positivo.

×