MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL 
TEMA: GESTÃO DE PESSOAS 
AUTORES: JOÃO BOSCO CASTRO ARAÚJO, MÁRCIO RABELO, PAULO VILLAMAR...
2 
MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL 
INTRODUÇÃO 
O Programa Parceiros para a Excelência - PAEX, da Fundação Dom Cabral, pos...
3 
MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL 
DIA 1 
OBJETIVO DA REUNIÃO: 
Analisar e discutir a situação atual da gestão de pessoas...
4 
MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL 
DIA 2 
OBJETIVO DA REUNIÃO: 
Apresentar a noção geral de Remuneração Variável (conceit...
5 
MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL 
DIA 3 
OBJETIVO DA REUNIÃO: 
Reunir informações sobre recursos financeiros e definir m...
6 
MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL 
DIA 4 
OBJETIVO DA REUNIÃO: 
Definir os níveis de bônus aplicáveis e apresentar ferram...
7 
MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL 
DIA 5 
OBJETIVO DA REUNIÃO: 
Estabelecer as regras de funcionamento do PRV e definir c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Monitoria de remuneracao variavel - Gestão de RH - Paex - Fundação Dom Cabral JValério Curitiba

189 visualizações

Publicada em

Monitoria de remuneracao variavel - Gestão de RH - Paex - Fundação Dom Cabral JValério Curitiba

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
189
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Monitoria de remuneracao variavel - Gestão de RH - Paex - Fundação Dom Cabral JValério Curitiba

  1. 1. MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL TEMA: GESTÃO DE PESSOAS AUTORES: JOÃO BOSCO CASTRO ARAÚJO, MÁRCIO RABELO, PAULO VILLAMARIM E VANDERLEI SOELA SEGUNDO DIA  Definição do escopo do projeto e orçamento destinado a PRV;  Análise das práticas e políticas de remuneração da empresa. 4H TERCEIRO DIA  Validação dos recursos financeiros da PRV;  Validação do modelo e definição de pesos de cada dimensão. 4H  QUARTO DIA  Validação dos Contratos Individuais de Resultados;  Definição dos níveis de bônus aplicáveis;  Apresentação das ferramentas para simulação dos resultados. 4H  QUINTO DIA  Apresentação das simulações;  Construção das regras da PRV;  Estabelecimento do cronograma de implantação da PRV;  Validação final do modelo. 4H  PRIMEIRO DIA  Diagnóstico da empresa;  Apresentação das metodologias;  Definição da linha de trabalho e equipe;  Análise SWOT de Gestão de Pessoas. 4H VISÃO MACRO DA DINÂMICA DA MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL PÚBLICO ALVO OBRIGATÓRIO Gestor e equipe da área de Recursos Humanos da Empresa. PÚBLICO ALVO DESEJÁVEL Presidente, CEO ou principal executivo da empresa. Demais gestores das áreas funcionais da empresa. OBJETIVO DA METODOLOGIA Discutir, analisar e construir as bases para que a empresa desenvolva e implante uma Política e Procedimentos de Remuneração Variável (ferramentas, instrumentos, indicadores, etc.), de acordo com suas particularidades.
  2. 2. 2 MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL INTRODUÇÃO O Programa Parceiros para a Excelência - PAEX, da Fundação Dom Cabral, possui um acervo de metodologias em Gestão Empresarial que nasceu da necessidade percebida pela FDC e pelos clientes que integram a Rede PAEX, sob o pressuposto de uma construção conjunta de ferramentas gerenciais que viessem a contribuir para o gerenciamento dos objetivos, das ações e dos projetos estratégicos de cada empresa. Este acervo de metodologias, utilizadas nas monitorias do PAEX, é disponibilizado de forma personalizada e implantado de acordo com as necessidades de cada empresa. Neste contexto, insere-se a Metodologia de Gestão de Pessoas, alicerçada na premissa básica do PAEX de ter “uma obsessão por resultados e por uma profunda crença no potencial e na motivação das pessoas para empreender e buscar o sucesso”. A metodologia visa propiciar, a partir de informações e conhecimentos necessários, que contribuam para que as empresas atinjam os objetivos, as metas e os resultados estabelecidos em seu Projeto Empresarial. OBJETIVO DA METODOLOGIA Discutir, analisar e construir as bases para que a empresa desenvolva e implante as Políticas e as Práticas de Gestão de Pessoas (procedimentos, ferramentas, instrumentos, indicadores, etc.), de acordo com suas particularidades. DIAGNÓSTICO PRELIMINAR Antes do início dos trabalhos da monitoria, será realizado um diagnóstico preliminar da empresa que compreenderá a remessa de um questionário sobre diferentes temas que envolvem a Gestão de Pessoas, conforme modelo no Anexo 1. O questionário deverá ser respondido e devolvido ao professor com pelo menos 10 (dez) dias antes do início dos trabalhos. Tais informações irão subsidiar o planejamento inicial e definir qual tema irá ser trabalhado nos cinco encontros que serão realizados na empresa.
  3. 3. 3 MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DIA 1 OBJETIVO DA REUNIÃO: Analisar e discutir a situação atual da gestão de pessoas e definir a(s) linha(s) de trabalho a ser(em) seguida(s). ATIVIDADES (4 HORAS):  Discussão e fechamento do diagnóstico preliminar, com vistas ao maior detalhamento, compreensão e alinhamento das práticas de gestão de pessoas da empresa;  Elaboração da análise SWOT da Gestão de Pessoas da organização  Alinhamento das expectativas com relação à monitoria;  Definição das linhas de trabalho, de acordo com as cinco possibilidades apresentadas.  Apresentação e discussão da metodologia que será utilizada no(s) tema(s) definido(s).  Contratação dos resultados esperados da aplicação da monitoria. O que será feito e o que não será feito (responsabilidades de ambas as partes);  Formalização do grupo (5 a 6 pessoas) que será responsável por conduzir os trabalhos, de acordo com a metodologia e a orientação do professor da FDC. ENTREGÁVEIS DO PRIMEIRO DIA:  Definição da(s) linha(s) de trabalho;  Formação da equipe para conduzir os trabalhos;  Contratação dos resultados e estabelecimento de compromissos. DEVERES DE CASA:  Leitura prévia: “Gestão de Pessoas não é com o RH”. (Pode ser oferecido outro texto, à escolha do professor);  Análise e validação da análise SWOT da Gestão de Pessoas da organização.
  4. 4. 4 MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DIA 2 OBJETIVO DA REUNIÃO: Apresentar a noção geral de Remuneração Variável (conceitos, modelos existentes, objetivos, requisitos necessários). ATIVIDADES (4 HORAS):  Definição do orçamento que será destinado para o PRV (Programa de Remuneração Variável).  Definição dos cargos elegíveis para o PRV.  Conhecimento das atuais práticas/política de remuneração da empresa. FERRAMENTAS: ANEXOS:  Apresentação conceitual de Remuneração Variável Anexo 1 ENTREGÁVEIS DO SEGUNDO DIA:  Tomada de conhecimento sobre Remuneração Variável e sua aplicabilidade; Escopo do PRV e sua abrangência para a empresa. DEVERES DE CASA: Definir os recursos financeiros que serão destinados para o PRV, incluindo as simulações do orçamento.
  5. 5. 5 MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DIA 3 OBJETIVO DA REUNIÃO: Reunir informações sobre recursos financeiros e definir modelo de aplicação do PRV. ATIVIDADES (4 HORAS):  Apresentação dos Recursos Financeiros e simulações do orçamento: discussão e validação.  Apresentação do modelo baseado nas dimensões: Resultado da Empresa e Resultado Individual e/ou da Área.  Validação do modelo e definição dos pesos de cada dimensão (resultado da empresa e resultado individual e/ou da área).  Apresentação do modelo de Contrato Individual de Resultados. Orientações para a construção do modelo de Contrato de Resultados conforme Anexo 2 – PRV – Contrato de Resultados. FERRAMENTAS: ANEXOS:  PRV – Contrato de Resultados Anexo 2 ENTREGÁVEIS DO TERCEIRO DIA:  Decisão sobre a implantação do PRV.  Validação do modelo e definição dos pesos de cada dimensão. DEVERES DE CASA: Trabalhar os contratos individuais de resultados, definir seus indicadores, metas e pesos.
  6. 6. 6 MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DIA 4 OBJETIVO DA REUNIÃO: Definir os níveis de bônus aplicáveis e apresentar ferramentas para sua execução. ATIVIDADES (4 HORAS):  Apresentação do detalhamento dos Contratos Individuais de Resultados: discussão e validação.  Definição dos níveis de bônus aplicáveis (por nível de cargo).  Apresentação das ferramentas para simulação dos resultados conforme Anexo 3 – PRV – Memória de Cálculo. FERRAMENTAS: ANEXOS:  PRV – Contrato de Resultados Anexo 2  PRV – Memória de Cálculo Anexo 3 ENTREGÁVEIS DO QUARTO DIA:  Definição das ferramentas para realização do PRV. DEVERES DE CASA: Simulação dos resultados, considerando alguns cenários possíveis.
  7. 7. 7 MONITORIA: REMUNERAÇÃO VARIÁVEL DIA 5 OBJETIVO DA REUNIÃO: Estabelecer as regras de funcionamento do PRV e definir cronograma para sua implantação. ATIVIDADES (4 HORAS):  Apresentação e validação das simulações.  Construção das regras de funcionamento do PRV.  Estabelecimento do plano de ação para implantação do PRV.  Aprovação final do PRV pela Alta Administração. FERRAMENTAS: ANEXOS:  PRV – Memória de Cálculo Anexo 3 ENTREGÁVEIS DO QUINTO DIA:  PRV aprovado pela Alta Administração;  Plano de ação para implantação do PRV validado pela Alta Administração. BIBLIOGRAFIA:  CARVALHO, Iêda Maria Vecchioni – Cargos, carreiras e remuneração: Série Gestão de Pessoas, 2ª ed. – Rio de Janeiro – Editora FGV, 2011.  ASSIS, Marcelino Tadeu de – Gestão de programas de remuneração: conceitos, aplicações e reflexões – Rio de Janeiro – Qualitymark, 2011.  PONTES, Benedito Rodrigues – Administração de Cargos e Salários: carreira e remuneração. 15ª ed. – São Paulo – LTr, 2011

×