História inventada e ilustrada pelos meninos doJardim de Infância de Cantar Galo com colaboração da Educadora Mafalda     ...
Era uma vez umpastor que tinha umcão. Eles andavampelas montanhas comum rebanho de ovelhase cabras e levavam-nastodos os d...
O pastor quandoencontrava umagruta, deixava orebanho entregue aocão e ia procurarpedras especiais parauma colecção que ele...
Ele tinha poucodinheiro e ás vezespassava fome, mas,continuava a ser pastorporque além de precisarde ganhar dinheiro,gosta...
O filho, tambémgostava muito dacolecção de pedras dopai e por isso, decidiuque quando crescesse,iria estudar parasaber mui...
Um dia, já crescido levoua colecção para ainvestigar e ficar aconhecer todas as pedras,que o pai tinha apanhadoe guardado ...
Ele estava muito admirado porquenão conseguia descobrir nada sobreela. Levou-a então para a sua escolae mostrou-a aos seus...
Assim sendo, foram todoster com o pastor e estelevou-os até á gruta ondetinha descoberto aquelapedra tão especial. Depois ...
Foram feitas grandes obrase as grutas, puderam servisitadas por toda a genteinteressada.O pastor, muito feliz porter mais ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Que giro... inventámos uma história!

248 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Que giro... inventámos uma história!

  1. 1. História inventada e ilustrada pelos meninos doJardim de Infância de Cantar Galo com colaboração da Educadora Mafalda Cantar Galo, 02 de Abril de 2011
  2. 2. Era uma vez umpastor que tinha umcão. Eles andavampelas montanhas comum rebanho de ovelhase cabras e levavam-nastodos os dias a pastar.
  3. 3. O pastor quandoencontrava umagruta, deixava orebanho entregue aocão e ia procurarpedras especiais parauma colecção que elejá fazia há muitotempo.
  4. 4. Ele tinha poucodinheiro e ás vezespassava fome, mas,continuava a ser pastorporque além de precisarde ganhar dinheiro,gostava muito do quefazia.Além disso, tinha umfilho e o dinheiro erapreciso para estudar.
  5. 5. O filho, tambémgostava muito dacolecção de pedras dopai e por isso, decidiuque quando crescesse,iria estudar parasaber muitas coisassobre pedras.
  6. 6. Um dia, já crescido levoua colecção para ainvestigar e ficar aconhecer todas as pedras,que o pai tinha apanhadoe guardado naqueles anostodos.Todas eram bonitas, mashavia uma, muito especiale que ele não conhecia.Era de todas as cores eparecia um arco-íris.
  7. 7. Ele estava muito admirado porquenão conseguia descobrir nada sobreela. Levou-a então para a sua escolae mostrou-a aos seus professores, quedepois de a estudarem, quiseramsaber onde tinha sido encontrada.O rapaz explicou então, que aquelapedra era da colecção do pai e que sóele sabia onde a tinha encontrado,pois ele conhecia todas as grutas queexistiam nas montanhas, ondevivia há tantos anos.
  8. 8. Assim sendo, foram todoster com o pastor e estelevou-os até á gruta ondetinha descoberto aquelapedra tão especial. Depois de procurarem,descobriram uma grutamuito grande, cheia demilhões daquelas pedrasde todas as cores, queparecia o arco-íris.
  9. 9. Foram feitas grandes obrase as grutas, puderam servisitadas por toda a genteinteressada.O pastor, muito feliz porter mais companhia,mostrava a beleza de grutaque tinha sido encontrada,enquanto o seu fiel cão,guardava o rebanho quemuito sossegado, continuavaa pastar nas montanhasque o seu pastor tanto

×