Características do meio técnico científico informacional

893 visualizações

Publicada em

Além da união entre tecnologia, ciência e informação, outras características também marcam o meio técnico-cientifíco-informacional.

Publicada em: Ciências
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
893
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Características do meio técnico científico informacional

  1. 1. Santos. Elaborado em 30 de agosto de 2012. Editado em 31 de maio de 2015. Blog Universo Redeck http://universoredeck.blogspot.com.br/
  2. 2.  A parti do conhecimento científico e da informação é possível fazer uma seleção, privilegiando um grupo e excluindo outro. Ex: A agricultura com recursos científicos tem acesso ao tempo justo e sem esse recurso não tem acesso ao tempo justo. Plantação de Arroz. Fonte: http://lalalandia3.blogspot.com.br/2010/09/agricultura-japonesa.html O Conhecimento como Recurso
  3. 3.  Quando os atores hegemônicos atingem um alto avanço na tecnologia e na informação, eles utilizam das redes para chegar em vários territórios. Ex: A Samsung. Sede da Samsung em Seul na Coréia do Sul. Fonte:bandtec.blog.br Fábrica da Samsung em Campinas (SP). Fonte:http://www.flickr.com/photos/album _mobiletech_mobilers/5107376205/ O Espaço Nacional da Economia Internacional
  4. 4.  Com a globalização, as grandes empresas estão espalhando-se por vários países e em cada país que se instala, impões regras e uma nova condição de vida.  Desterritorilização.  Os estados nacionais tem um papel muito importante nesse processo, são eles quem auxilia a entrada e a operação dessas grandes corporações nos territórios nacionais. Interior de fábrica da Samsung. Fonte:http://spdrio.blogspot.com.br/2011/12/samsung-pressao-metas-doencas-e.html O Espaço Nacional da Economia Internacional
  5. 5.  Regiões são o suporte e a condição das relações globais que de outra forma não se realizariam.  A existência de várias regiões, ou seja, de várias áreas com características diferentes faz com que uma área dependa economicamente da outra.  Com a globalização as regiões não deixaram de existir, apenas modificaram seu conteúdo. Fonte: http://www.limaw.com/index.php?newsid=11232 Fonte:http://www.viagensmaneiras.com/pelomundo/74/SIRIA.htm Universalidade Atual do Fenômeno de Região
  6. 6.  Os novos subespaços não são igualmente capazes de rentabilizar uma produção. Cada combinação tem sua própria lógica e autoriza formas de ação específicas a agentes econômicos e sociais.  Os lugares se distinguiram pela diferente capacidade de oferecer rentabilidade aos investimentos. Essa rentabilidade é maior ou menor, em virtude das condições locais de ordem técnica (equipamentos, infra- estrutura, acessibilidade e organizacional leis locais, impostos, relações trabalhistas, tradição laboral). Universalidade Atual do Fenômeno de Região
  7. 7.  Os lugares se especializam, em função de suas virtualidades naturais, de sua realidade técnica, de suas vantagens de ordem social. Isso responde a exigência de maior segurança e rentabilidade para capitais obrigados a uma competitividade sempre crescente. Universalidade Atual do Fenômeno de Região Zona rural de Traipu/AL. Devido as condições climáticas e pelo pouco avanço tecnológico, na área predomina a criação de gado, pois se alimenta da Palma (um vegetal mais resistente a escassez de água. Fonte: Santos, 2013.
  8. 8.  Concluímos que a técnica esteve presente em toda a história da humanidade, mas atualmente ela se encontra bem mais complexa em relação a etapas anteriores, na qual, essa técnica é resultado da ciência e da informação acumulada ao longo da história. Conclusão
  9. 9. SANTOS, Milton. Natureza e Espaço. 4. ed. São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 2008. Referências
  10. 10. FIM

×