- O que é missão integral?
- Preparando a igreja

- Mobilização da igreja
- Mobilização da igreja e da comunidade
- Desenv...
Preparando a Igreja para Missão Integral

Muitas igrejas precisam ser envisionadas para estarem prontas para serem mobiliz...
   Determinando o nível de conscientização

Resumo: Uma organização pesquisa sobre as atitudes das igrejas e necessidades...
Mobilização da Igreja

A mobilização da igreja é o ato de mobilizar uma igreja local para responder às necessidades da com...
   Mobilização de igrejas de natureza genérica

Resumo: É desenvolvida a visão de uma igreja ou grupo de igrejas que pass...
Estudos de caso
                   Clique no link abaixo para acessar um estudo de caso sobre a
                   mobiliz...
     Mobilizando igrejas em contextos difíceis

Resumo: Igrejas locais em contextos difíceis – seja por marginalização ou...
As comunidades podem ser mobilizadas de diferentes formas. Esta seção nos ajuda a refletir sobre dois
modelos de mobilizaç...
Estudos de caso
Clique nos links abaixo para acessar os estudos de caso:

     Organização de Desenvolvimento Holístico, ...
Desenvolvimento da Liderança da Igreja

A liderança da igreja é importante. Em qualquer contexto, uma liderança inadequada...
Clique nos links abaixo para obter informações sobre o
                        treinamento de líderes de igrejas locais:
 ...
Igreja e defesa de direitos

A defesa e promoção de direitos procura atacar as causas fundamentais da pobreza, levar justi...
No entanto, alguns cristãos acreditam que a igreja não deve se envolver com a defesa de direitos. Clique
aqui para ler sob...
Estudos de casos sobre o envolvimento de igrejas na defesa e promoção de direitos. Esta seção
contém uma série de história...
Mais exemplos de iniciativas de defesa de direitos realizadas
                   por igrejas
                   Rede Fale,...
Pontos fortes da igreja local na gestão de desastres

Existem várias características positivas que as igrejas locais possu...
6. Seja realista
7. Não cause danos

Clique aqui para ler mais sobre isto.

Clique aqui para ler exemplos de como estes pr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Desenvolvimento social no âmbito espiritual, material e pessoal

2.768 visualizações

Publicada em

Nesse artigo vamos estar publicando um material metodológico sobre como desenvolver uma comunidade local no âmbito espiritual, material e pessoal da organização TEARFUND.

Publicada em: Notícias e política
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.768
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
86
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Desenvolvimento social no âmbito espiritual, material e pessoal

  1. 1. - O que é missão integral? - Preparando a igreja - Mobilização da igreja - Mobilização da igreja e da comunidade - Desenvolvimento da liderança da igreja - Igreja e defesa de direitos - Igreja e gestão de desastres O que é Missão Integral? A missão integral está relacionada com a expressão e vivência da fé em Jesus Cristo por parte da igreja, de uma forma não dividida e em todos os aspectos da vida. A Declaração da Rede Miquéias diz o seguinte sobre Missão Integral: “Não é somente uma questão de que o evangelismo e o envolvimento social devam ser feitos concomitantemente. Ao invés disso, na missão integral a nossa proclamação tem conseqüências sociais ao motivarmos as pessoas a amarem e se arrependerem em todas as áreas da vida. O nosso envolvimento social tem conseqüências evangelísticas ao testemunharmos a graça transformadora de Jesus Cristo. Se ignorarmos o mundo, traímos a Palavra de Deus que nos envia para servir o mundo. Se ignorarmos a Palavra de Deus, não teremos nada para levar ao mundo. A justiça e a justificação pela fé, o louvor e as ações políticas, a transformação no âmbito espiritual, material e pessoal, e as mudanças estruturais devem caminhar juntas. Assim como vimos na vida de Jesus, o ser e o fazer estão no âmago da nossa tarefa integral.” Outros materiais para leitura sobre missão integral Clique nos seguintes links para obter mais informações sobre missão integral: Missão integral - definição da Tearfund (33K) Declaração da Rede Miquéias sobre Missão Integral Reflita sobre a relação existente entre a proclamação e a demonstração (ou evangelismo e ação social) na missão integral (64K) Quatro estudos de casos breves sobre a prática da missão integral Uma palestra sobre missão integral feita para os parceiros da Tearfund na Índia Uma palestra sobre o papel da igreja local em missão integral feita para os parceiros da Tearfund na Índia
  2. 2. Preparando a Igreja para Missão Integral Muitas igrejas precisam ser envisionadas para estarem prontas para serem mobilizadas. Em outras palavras, as igrejas precisam entender o papel que podem ter no sentido de servir a comunidade antes de prepararem-se para agir. Esta seção nos ajuda a refletir sobre como as igrejas e organizações cristãs podem ser envisionadas para colocar a missão integral em prática. Ocasionalmente, poderá ser necessário avaliar o envolvimento anterior e atual de uma igreja ou denominação em missão integral para determinar qual é a melhor forma de envisioná-la. Clique aqui para consultar um guia breve sobre como avaliar o envolvimento de uma igreja ou organização em missão integral. Nesta seção também apresentamos quatro abordagens para envisionar as igrejas e organizações cristãs:  Realizando encontros sobre missão integral para líderes de igrejas e organizações cristãs Resumo: É realizado um encontro para líderes de igrejas e/ou funcionários de organizações cristãs com o objetivo de desenvolver a visão e compreensão dos mesmos em relação à missão integral. Clique nos links abaixo para acessar os estudos de casos:  Consulta dos parceiros da Tearfund na Índia sobre missão integral (185K)  Encontros sobre missão integral da Suiuu Bulagy no Quirguistão (86K)  Encontro da Tearfund sobre missão integral em Uganda (79K) Clique nos links abaixo para obter informações sobre como realizar encontros com o objetivo de desenvolver a visão das igrejas:  Passos importantes na realização de encontros (39K)  Lições aprendidas através da realização de encontros sobre missão integral (41K)  Anotações e apresentações em PowerPoint sobre:  missão integral: anotações (82K) Apresentação em PowerPoint (44K)  papel da igreja local:anotações (63K) Apresentação em PowerPoint (41K)  Guia de estudo e discussão para desenvolver a visão de grupos de igrejas locais em relação à missão integral  Série de estudos bíblicos para desenvolver a visão de grupos de igrejas locais em relação à missão (49K)
  3. 3.  Determinando o nível de conscientização Resumo: Uma organização pesquisa sobre as atitudes das igrejas e necessidades das comunidades em uma determinada região. As constatações são apresentadas em um encontro promovido pela igreja. Clique nos links abaixo para obter mais informações sobre como realizar pesquisas destinadas a gerar conscientização sobre a missão integral: • Um guia simples sobre este processo (34K) • Estudo de caso – Programa Transforma, Peru (46K)  Organizando visitas que promovam a aprendizagem Resumo: Uma visita é organizada para os parceiros e/ou líderes de igrejas para que os mesmos conheçam um exemplo de missão integral em implementação. A visita poderá servir de inspiração para os participantes, que retornam para as suas organizações e passam a desenvolver a visão das mesmas em relação à missão integral. Clique nos links abaixo para obter mais informações sobre visitas de aprendizagem:  Estudo de caso sobre uma visita de aprendizagem a um processo de mobilização de igrejas e comunidades no Quênia  Um guia simples sobre esse processo (39K)  Apoiando campeões em missão integral Alguns indivíduos podem ter uma influência significativa sobre outras pessoas, seja por causa da sua posição social, sua capacidade de comunicação, sua credibilidade ou autoridade. Se estes indivíduos tiverem um compromisso com a missão integral e a mobilização de igrejas para que as mesmas sirvam as suas comunidades, a identificação e o apoio a estes indivíduos podem ser formas eficazes de desenvolver a visão da igreja como um todo. Na Nigéria, a Tearfund está iniciando um programa intencional de identificação e capacitação de promotores da missão integral para que os mesmos trabalhem juntos e influenciem as igrejas daquele país. Clique aqui para acessar os Termos Iniciais de Referência para este projeto Clique aqui para acessar um plano inicial de ações preparado pelos promotores nigerianos.
  4. 4. Mobilização da Igreja A mobilização da igreja é o ato de mobilizar uma igreja local para responder às necessidades da comunidade na qual está localizada. Esta abordagem está voltada aos pastores das igrejas locais e as suas congregações. Os pastores são envisionados para colocar a missão integral em prática. Em seguida, os pastores envisionam as suas próprias congregações. Esta abordagem não inclui a mobilização da comunidade mais ampla, mas procura criar condições para que a igreja local atenda as necessidades da comunidade. De uma certa forma, esta é uma abordagem de assistência social porque a igreja responde às necessidades percebidas da comunidade. Elementos comuns do trabalho de mobilização de igrejas:  envisionamento de pastores  envisionamento de congregações  formação de uma equipe para administrar a iniciativa  recrutamento de voluntários  fornecimento de treinamento para voluntários  apoio a voluntários. Os atores envolvidos no desencadeamento de processos de mobilização de igrejas poderão ser ONGs cristãs, grupos cristãos „guarda-chuva‟ assim como as Alianças Evangélicas, e denominações eclesiásticas. Existe uma variedade de abordagens relacionadas à mobilização de igrejas. Esta seção nos ajuda a refletir sobre cinco modelos:  Mobilização da igreja em torno de uma determinada questão Resumo: É desenvolvida a visão de uma igreja ou grupo de igrejas que passam a ser mobilizadas para atender uma questão específica e pré-determinada (ex. HIV e AIDS) na comunidade. Bom para: Mobilizar igrejas para que as mesmas respondam a uma questão específica prevalente na maioria das comunidades. Estudo de caso ZOE, Zimbábue – uma organização que mobilizou mais de 600 igrejas e milhares de voluntários com o objetivo de cuidar de famílias lideradas por crianças órfãs (69K) Clique nos links abaixo para obter mais informações sobre a mobilização de igrejas em torno de uma determinada questão:  Um guia simples sobre este modelo (37K)  Relatório de avaliação que compara este modelo com outros modelos de mobilização de igrejas (444K Favor observar que este arquivo é bastante grande)
  5. 5.  Mobilização de igrejas de natureza genérica Resumo: É desenvolvida a visão de uma igreja ou grupo de igrejas que passam a ser mobilizadas para identificar e responder às necessidades das suas comunidades. As iniciativas resultantes não são pré- determinadas, mas são baseadas no levantamento feito pelas igrejas das necessidades comunitárias. (Isso difere da mobilização de igrejas e comunidades porque apenas as igrejas realizam ações para atender as necessidades identificadas). Bom para: Mobilizar igrejas de uma forma relativamente rápida com o objetivo de atender as necessidades contextualmente específicas das suas comunidades. Estudos de caso Clique nos links abaixo para acessar estudos de caso sobre a mobilização de igrejas de natureza genérica:  Transforma, Peru – uma organização que mobilizou muitas igrejas no atendimento de questões contextualmente específicas das suas comunidades (109K)  Igreja Águas Vivas, Malaui – uma denominação que mobilizou 49 das suas congregações através de encontros, projetos piloto e facilitação (112K)  ACK Kamatakimo, Quênia - uma organização denominacional que incentivou igrejas locais a captarem e fazerem uma boa utilização de seus próprios recursos (96K)  Apresentando alguns parceiros da Tearfund envolvidos na mobilização de igrejas de natureza genérica (47K) Informações adicionais sobre a mobilização de igrejas de natureza genérica  Guia detalhado sobre este modelo (30K)  Recursos de treinamento  Mobilização de denominações inteiras Resumo: A visão de toda uma denominação é desenvolvida e a mesma é mobilizada através de um processo de mudanças organizacionais que reorienta a sua visão e estrutura em torno da missão integral. Isto empodera as congregações locais da denominação para que as mesmas realizem ações que atendam as necessidades comunitárias. Bom para: Mobilizar um grande número de igrejas de uma forma relativamente rápida onde há um forte apoio e comprometimento por parte dos principais líderes denominacionais.
  6. 6. Estudos de caso Clique no link abaixo para acessar um estudo de caso sobre a mobilização de denominações como um todo:  Igreja Kale Heywet, Etiópia - O Projeto Gilgal, um processo de mudanças organizacionais destinado a mudar os valores e a cultura de uma denominação de 5.000 igrejas, levou as mesmas a adotar um enfoque de missão integral. (59K) Informações adicionais Clique nos seguintes links para obter informações sobre a mobilização de denominações inteiras:  Um guia detalhado sobre este modelo(42K)  Aspectos positivos e negativos relacionados à mobilização de denominações (49K)  Relatório de avaliação que compara este modelo com outros modelos de mobilização de igrejas Favor observar que este arquivo é bastante grande (444K)  Creating Space for Grace por Rick James – um relatório sobre uma abordagem fundamentada na fé sobre mudanças organizacionais Favor observar que este arquivo é bastante grande (864K)  Mobilização de uma igreja grande em um centro urbano Resumo: Uma igreja grande de um centro urbano e com muitas congregações é mobilizada para responder às necessidades das comunidades onde estão presentes. Bom para: Mobilizar e desenvolver a visão de igrejas grandes capazes de influenciar muitas outras igrejas na mesma cidade. Clique nos seguintes links para obter mais informações sobre a mobilização de igrejas grandes em centros urbanos:  Gateway Ministries International, Igreja Batista de Mumbai – uma igreja com 40 congregações que está implementando mais de 40 iniciativas comunitárias na cidade de Mumbai, na Índia (113K)  Princípios orientadores sobre como mobilizar igrejas grandes de centro urbanos em torno da missão integral (36K)
  7. 7.  Mobilizando igrejas em contextos difíceis Resumo: Igrejas locais em contextos difíceis – seja por marginalização ou perseguição – são mobilizadas para responder às necessidades das suas comunidades de uma maneira contextualmente apropriada. Bom para: Trabalhar em contextos onde a igreja é muito fraca, marginalizada ou perseguida. Mais informações sobre a mobilização de igrejas em contextos difíceis  Clique aqui para acessar informações sobre como alguns parceiros da Tearfund estão mobilizando igrejas locais em contextos difíceis (44K)  Estudo de caso: Formando uma comunidade cristã sustentável em uma favela da Índia onde não havia nenhuma igreja (68K)  Estudo de caso: O trabalho da MIS no Senegal mobiliza igrejas em contextos onde os cristãos costumam ser uma minoria perseguida (54K)  Guia detalhado: Um guia sobre uma abordagem usada para formar comunidades cristãs sustentáveis em favelas onde não há igrejas (34K) Mobilização da Igreja e da Comunidade O trabalho de mobilização da igreja e da comunidade inclui a mobilização de uma igreja local para que a mesma possa agir como facilitadora na mobilização de toda a comunidade e, assim, a comunidade venha a atender as suas próprias necessidades. Esta abordagem é diferente da abordagem de „mobilização de igrejas‟ porque uma vez que a igreja tenha sido mobilizada, ela se torna uma facilitadora, ao invés de provedora de recursos. A igreja local procura envisionar e empoderar os membros da comunidade na identificação e atendimento das necessidades da mesma, ao invés de atender aquelas necessidades no lugar dela. Portanto, a igreja local trabalha com a comunidade e não no lugar da mesma. A comunidade permanece no controle. A igreja local poderá prover um apoio contínuo para a comunidade e, por sua vez, a comunidade poderá pedir o apoio técnico de organizações cristãs, onde seja necessário. Clique nos seguintes links para obter informações sobre a abordagem de mobilização da igreja e da comunidade:  Uma comparação entre a mobilização da igreja e a mobilização da igreja e da comunidade (47K)  Princípios-chave na mobilização da igreja e da comunidade  Recursos de treinamento para a mobilização da igreja e da comunidade  Modelos de mobilização comunitária iniciada pela igreja no leste e no sul da África – um relatório que compara diferentes modelos de mobilização (444K – favor observar que este arquivo é grande)
  8. 8. As comunidades podem ser mobilizadas de diferentes formas. Esta seção nos ajuda a refletir sobre dois modelos de mobilização da igreja e da comunidade:  Mobilização da igreja e da comunidade em torno de uma determinada questão Resumo: A visão de uma igreja, ou grupo de igrejas, é desenvolvida e as mesmas passam a mobilizar toda a comunidade com o objetivo de responder a uma questão específica. Bom para: Alcançar uma transformação comunitária significativa em torno de uma questão específica. Clique nos links abaixo para acessar os estudos de caso:  Departamento de Ministérios Urbanos da Igreja Kale Heywet, Etiópia – um departamento de desenvolvimento de uma igreja que ajudou dezenas de igrejas a atenderem suas comunidades locais (43K)  Igreja Metodista Livre do Congo - uma denominação eclesiástica que treinou seus pastores na mobilização de comunidades para reconstruir escolas (41K)  Igreja Batista CBCA, RDC - uma igreja distrital que atendeu questões ligadas ao acesso à água potável através da mobilização de igrejas e comunidades (58K)  Apresentando outros parceiros da Tearfund que usam modelos de mobilização de igrejas e comunidades em torno de uma determinada questão (32K) Clique no link abaixo para obter informações sobre a mobilização de igrejas e comunidades em torno de uma determinada questão: Guia detalhado sobre este modelo (44K)  Mobilização da igreja e da comunidade de natureza genérica Resumo: A visão de uma igreja, ou grupo de igrejas, é desenvolvida e as mesmas passam a mobilizar toda a comunidade. Os moradores identificam as necessidades e decidem como responderão às mesmas. Bom para: Alcançar uma transformação comunitária significativa através de um processo bastante participativo e empoderador.
  9. 9. Estudos de caso Clique nos links abaixo para acessar os estudos de caso:  Organização de Desenvolvimento Holístico, Camboja – uma ONG cristã que presenciou uma transformação comunitária significativa em contextos onde a igreja costumava ser fraca e perseguida (70K)  Versão detalhada (87K)  Processo de Avaliação Participativa em Uganda, na Tanzânia e no Sudão – um processo que inspirou denominações eclesiásticas a facilitarem processos marcantes de transformação holística em suas comunidades (77K)  Exemplos de impacto do trabalho de mobilização de igrejas e comunidades  Quênia, Programa Narok de Desenvolvimento Integrado (77K)  Tanzânia, Diocese de Shinyanga, Igreja do Interior da África (70K)  Apresentando outros parceiros da Tearfund que usam modelos de mobilização de igrejas e comunidades de natureza genérica (47K) Clique nos links abaixo para obter informações sobre a mobilização de igrejas e comunidades de natureza genérica Clique nos links abaixo para acessar diretrizes, lições aprendidas e princípios sobre a mobilização de igrejas e comunidades:  Guia simples sobre este modelo (44K)  Guia detalhado sobre este modelo (54K)  Aspectos positivos e negativos deste modelo(55K)  Princípios importantes sobre este modelo Clique no link abaixo para acessar recursos de treinamento e diretrizes sobre modelos de mobilização de igrejas e comunidades  Recursos de treinamento sobre a mobilização de igrejas e comunidades Clique nos links abaixo para obter orientações sobre como definir indicadores e resultados esperados a longo prazo através dos modelos de mobilização de igrejas e comunidades  Orientações sobre como definir indicadores específicos e resultados esperados a longo prazo em propostas de mobilização de igrejas e comunidades (62K)  Um exemplo de resultados esperados a longo prazo através de um processo de mobilização de igrejas e comunidades (41K)
  10. 10. Desenvolvimento da Liderança da Igreja A liderança da igreja é importante. Em qualquer contexto, uma liderança inadequada leva ao enfraquecimento de uma organização, enquanto que uma boa liderança cria boas condições, envisiona e libera o potencial organizacional. A capacidade das denominações e congregações locais é grandemente afetada pela qualidade da liderança. É difícil mudar as atitudes da igreja em relação a questões como o HIV/AIDS e gênero a menos que os próprios líderes tenham feito um compromisso com o processo de mudanças. Os líderes das igrejas locais costumam ser considerados líderes em suas comunidades e, devido a isto, eles têm um grande potencial para iniciar mudanças. Esta seção nos ajuda a refletir sobre como os líderes de igrejas podem ser envisionados e preparados para liderar as suas congregações e denominações em missão integral. Esta seção considera diferentes abordagens para os diferentes níveis de liderança nas igrejas. As organizações e denominações com abrangência nacional e internacional poderão preparar uma estratégia que atenda a todos estes níveis de uma forma coordenada.  Envolvendo líderes seniores de igrejas Resumo: Envolver-se com os principais líderes das igrejas (presidentes de denominações, secretários gerais, bispos, etc) com o objetivo de conquistar o apoio dos mesmos no sentido de trabalhar com outros líderes das suas denominações ou redes em questões de missão integral, através:  do desenvolvimento de relacionamentos  de visitas de aprendizagem  de oficinas sobre missão integral Clique nos links abaixo para obter mais informações sobre como envolver-se com os principais líderes das igrejas:  Guia sobre como construir relacionamentos com os principais líderes das igrejas (31K)  Orientações e estudos de caso sobre visitas de aprendizagem  Orientações e estudos de caso sobre como realizar oficinas sobre missão integral  Treinando líderes de igrejas Resumo: Treinando pastores em como mobilizar as suas congregações no atendimento de questões de pobreza presentes nas suas comunidades, através:  de oficinas sobre missão integral com acompanhamento e apoio  do envolvimento em processos de mobilização de igrejas e comunidades
  11. 11. Clique nos links abaixo para obter informações sobre o treinamento de líderes de igrejas locais:  Estudo de caso sobre o treinamento de líderes de igrejas locais em planejamento estratégico na Etiópia (51K)  Estudo de caso sobre como realizar uma oficina sobre missão integral para ex-alunos de seminários teológicos (33K)  Estudos bíblicos sobre liderança retirados da revista Passo a Passo e dos Guias Pilares, publicados pela Tearfund.  Trabalhando com seminários teológicos Resumo: Ajudar alunos de seminários teológicos a compreenderem a teologia e prática da missão integral com o objetivo de aplicá-las em seus futuros ministérios, através:  de exercer influência na definição do currículo dos seminários bíblicos e instituições teológicas  do apoio a programas de estágio para alunos junto a igrejas e organizações que praticam a missão integral. Informações sobre como trabalhar com os seminários teológicos  Orientações sobre como trabalhar com os seminários bíblicos e as instituições teológicas para que os mesmos sigam um currículo baseado na missão integral (31K)  Estudo de caso da CANA, Índia, que conseguiu trabalhar com seminários teológicos no sentido de incluir questões ligadas ao HIV e à AIDS no currículo dos mesmos (36K)  Orientações sobre como apoiar um programa de estágios (37K)  Estudo de caso sobre o programa de estágios do Seminário Bíblico União na Índia, o qual gerou muita transformação na vida de muitos alunos (45K)  Histórias sobre o impacto do programa de estágios do Seminário Bíblico União na vida dos alunos, nas organizações anfitriãs e no seminário (34K)
  12. 12. Igreja e defesa de direitos A defesa e promoção de direitos procura atacar as causas fundamentais da pobreza, levar justiça e apoiar um bom trabalho de desenvolvimento. Isto é feito com as pessoas pobres e em nome delas, influenciando as políticas e práticas dos que detêm o poder. Esta seção nos ajuda a refletir sobre como as igrejas locais podem se envolver no trabalho de defesa e promoção de direitos. O que é defesa e promoção de direitos? Esta seção nos ajuda a refletir sobre o que significa defesa e promoção de direitos, bem como diferentes abordagens e os possíveis papéis de um defensor e promotor de direitos. O trabalho de defesa de direitos está relacionado com o ato de influenciar pessoas, políticas, práticas, estruturas e sistemas com o objetivo de provocar mudanças. Esse trabalho está relacionado com o ato de influenciar aqueles que ocupam posições de autoridade, motivando-os a agir de uma forma igualitária para que as causas fundamentais da pobreza possam ser solucionadas. O trabalho de defesa de direitos pode ser feito diretamente pelas pessoas afetadas pela injustiça, em nome delas ou através de uma combinação dessas duas abordagens. Qualquer pessoa pode fazer um trabalho de defesa de direitos – ele não precisa ser deixado para os profissionais ou especialistas. O trabalho de defesa de direitos inclui uma grande variedade de atividades, tais como „lobbying‟, mobilização, educação, pesquisas, oração e trabalho em redes. Esse trabalho pode ser feito independentemente, com um grupo de pessoas ou como parte de uma rede. Ele pode ser espontâneo ou cuidadosamente planejado, uma intervenção única ou um processo contínuo. Parte da missão da igreja é exercer a defesa de direitos, manifestando-se contra a injustiça, defendendo a causa das pessoas pobres, pedindo que as pessoas que ocupam posições de autoridade prestem contas, e empoderando as pessoas para que possam se expressar por si mesmas. O objetivo maior é levar e demonstrar as boas novas do vindouro Reino de Deus. Aprendendo mais sobre a defesa de direitos Para aprender mais sobre a defesa de direitos, clique nos links abaixo:  Do que se trata a defesa de direitos? (81K)  Três abordagens em defesa de direitos(42K)  Possíveis papéis de um defensor de direitos (62K) Por que envolver a igreja no trabalho de defesa e promoção de direitos? Esta seção nos ajuda a refletir sobre as bases bíblicas para o envolvimento dos cristãos no trabalho de defesa e promoção de direitos. Há vários argumentos bíblicos que explicam porque a igreja deve se envolver no trabalho de defesa de direitos:  Deus ama a justiça (35K)  Jesus dá um exemplo a ser seguido (55K)  A defesa de direitos está relacionada com a expressão da completa salvaçãois (33K) Há razões práticas que fazem com que o envolvimento da igreja na defesa de direitos possa ser estratégico, apesar de reconhecermos que também existem desafios. Clique aqui para ler sobre estas razões(36K) e desafios (35K).
  13. 13. No entanto, alguns cristãos acreditam que a igreja não deve se envolver com a defesa de direitos. Clique aqui para ler sobre suas razões e refletir sobre possíveis respostas (39K). Estudo Para acessar um estudo detalhado do porque a igreja deve se envolver com a defesa de direitos, clique aqui: „A missão da igreja e o papel da defesa de direitos.' (194K) Papéis estratégicos da igreja na defesa e promoção de direitos. Esta seção nos ajuda a refletir sobre os pontos fortes, desafios e possíveis papéis que as igrejas locais e denominações podem ter na defesa e promoção de direitos. A igreja pode ter vários papéis muito estratégicos no trabalho de defesa de direitos. Ela também enfrenta vários desafios. Esta seção aborda o papel e os desafios enfrentados pelas congregações locais e pelas estruturas eclesiásticas, tais como as denominações. Papéis da igreja local As congregações locais têm características bastante positivas que favorecem a defesa de direitos e que podem ajudá-las a assumir uma variedade de papéis importantes. Para consultar a lista completa, clique aqui. Para ler sobre cada uma das características positivas e papéis, clique nos links abaixo: 1. Influência local 2. Capacidade de mobilização 3. Reunindo informações locais 4. Compartilhando informações no âmbito comunitário 5. Agindo como un mediador e agente da paz 6. Oração 7. Experiência Há vários fatores importantes que afetam a disposição das igrejas locais no que diz respeito a envolver-se no trabalho de defesa de direitos, bem como a eficácia das mesmas. Clique aqui para consultarum levantamento desses desafios. Papéis das estruturas eclesiásticas As estruturas eclesiásticas, tais como as denominações, também têm características bastante positivas que favorecem a defesa de direitos, e que fazem com que as mesmas sejam bem apropriadas para assumir determinados papéis. 1. Credibilidade junto ao governo 2. Capacidade de influenciar e mobilizar milhares de pessoas 3. Acesso a redes mais amplas 4. Acesso aos meios de comunicação 5. Um canal de informações 6. Capacidade de atuar como defensoras internacionais 7. Representando as opiniões da igreja 8. Colaboração em alianças mais amplas Para obter mais detalhes, clique aqui. Assim como as congregações locais, as estruturas eclesiásticas também enfrentam vários desafios ao se envolverem no trabalho de defesa de direitos. Clique aqui para obter mais informações.
  14. 14. Estudos de casos sobre o envolvimento de igrejas na defesa e promoção de direitos. Esta seção contém uma série de histórias que inspiram e informam sobre como as igrejas podem se envolver na defesa e promoção de direitos. Preparando um memorando de entendimento com autoridades políticas locais, Zâmbia Um grupo de líderes de igrejas em Mapalo, na Zâmbia, estava comprometido em ver sua comunidade transformada. Eles trabalharam com a comunidade na identificação das necessidades da região e de quais contribuições a própria comunidade poderia fazer para atender aquelas necessidades. Os líderes das igrejas prepararam um memorando de entendimento entre os que estavam se candidatando nas eleições locais para Vereadores e Membros do Parlamento e a comunidade. O documento explicou as necessidades comunitárias e pediu que os candidatos se comprometessem em ajudar no atendimento das mesmas dentro de um período de três anos. Todos os candidatos locais acabaram assinando o memorando de entendimento durante a campanha eleitoral. Hoje, a comunidade tem uma mesma visão no que diz respeito às suas necessidades e servem como uma ferramenta eficaz de „lobbying‟ que pode ser usada junto aos recém eleitos Vereadores e Membros do Parlamento. Clique aqui para acessar o estudo de caso completo, que foi escrito pelo „Centro Jubileu‟, na Zâmbia. Trabalhando para desenvolver a visão de cristãos e igrejas e prepará-los para que se envolvam na política, Quênia Duas organizações do Quênia (FASAMO e Cristãos por uma Sociedade Justa) foram formadas em resposta à falta de envolvimento das igrejas na vida política do país e às dificuldades que os políticos cristãos enfrentam no sentido de manter sua fé e posturas diferenciadas uma vez que estão no poder. Estas organizações estão trabalhando de uma forma bem próxima dos cristãos que têm interesse pela política, preparando-os e treinando-os em diversas questões, tais como o relacionamento com os meios de comunicação e a realização de campanhas eleitorais; como trabalhar com grupos da sociedade civil para garantir eleições pacíficas e justas; e como trabalhar com as igrejas locais, lidando com atitudes negativas relacionadas à fé e à política através de estudos bíblicos e ensinamentos. Clique aqui para acessar um estudo de caso sobre o trabalho deles. (16K) Restaurando relacionamentos em uma comunidade dividida para facilitar o trabalho de desenvolvimento comunitário, Peru A Igreja Assembléia de Deus de La Florida iniciou um processo de reconciliação entre autoridades políticas em conflito para possibilitar que um plano de desenvolvimento comunitário de sete anos para a sua comunidade fosse concordado e implementado. Clique aqui para acessar um estudo de caso sobre o trabalho deles. Desenvolvendo líderes de igrejas como defensores de direitos, Etiópia O Departamento de Defesa de Direitos da Igreja Kale Heywet, na Etiópia, treina líderes de igrejas como defensores de direitos e estes passam a apoiar pessoas que sofrem injustiças. O treinamento é dado por seis advogados que também são líderes de igrejas. Clique aqui para acessar um breve estudo de caso sobre o trabalho deles. (36K) African Revival Ministries, Burundi O povo Batwa é um grupo de pigmeus do Burundi que tem sido bastante discriminado, não tendo acesso aos serviços de educação ou o direito à terra. Como parte do seu trabalho, a organização „African Revival Ministries‟ (ARM) trabalhou com as igrejas locais, ajudando-as a superar a discriminação e incentivando-as a cuidar do povo Batwa em suas comunidades. Atualmente, algumas igrejas estão ajudando o povo Batwa na construção de casas em terrenos obtidos para esse fim através do trabalho de „lobbying‟ feito pela ARM. Clique aqui para acessar um breve estudo de caso sobre o trabalho da ARM. (30K) Aliança Evangélica do Camboja, Camboja Aliança Evangélica do Camboja (ou „EFC - Evangelical Fellowship of Cambodia‟) tem trabalhado de uma forma bastante próxima das igrejas, incentivando-as a apoiar abertamente o posicionamento do Governo contra a pornografia e a participar emu manifestação contra o rápido crescimento no número de vídeos e revistas explícitas. Clique aqui para acessar um breve estudo de caso sobre o trabalho da EFC. (29K)
  15. 15. Mais exemplos de iniciativas de defesa de direitos realizadas por igrejas Rede Fale, Brasil A Rede Fale, lançada no Brasil pela ABUB em 2001, tem feito campanhas sobre comércio, trabalho infantil, meio-ambiente e outros temas. Esta rede incentiva as igrejas a enviarem cartões com as mensagens das campanhas aos políticos, além de formar grupos de oração que apoiam o trabalho da Rede. The Vine, Egito Esta ONG trabalha diretamente com as igrejas locais no Egito, conscientizando-as sobre seus direitos humanos e capacitando- as para agir contra a perseguição religiosa. Paz e Esperança, Peru Além de treinar pastores de igrejas em missão integral e saúde sexual, a Paz e Esperança os treina na área de direitos humanos e em como fazer campanhas. Fundação Asociana, Argentina A Asociana tem fortes vínculos com a Igreja Anglicana na Argentina, e é uma organização importante na luta dos povos indígenas pelos direitos à terra. Esta organização promove reuniões entre as comunidades indígenas e as autoridades governamentais, criando condições para que as mesmas pesquisem sobre as questões, conversem com os meios de comunicação e organizem demonstrações. Os cristãos locais estão bem envolvidos e reuniões de oração foram realizadas durante demonstrações que também incluiram o bloqueio de estradas. Commission for Africa Submission A Tearfund apoiou 17 líderes de igrejas evangélicas africanas, incluindo parceiros e membros da Rede Miquéias, tais como o Arcebispo da Tanzânia, a entregarem um relatório para a „Comissão para a África‟ em 2004. Igreja e gestão de desastre Os desastres representam uma das causas mais significativas da pobreza. A pobreza é um dos fatores-chave que fazem com que os desastres tenham um impacto devastador. A maioria das comunidades pobres ao redor do mundo estão vulneráveis aos desastres de uma forma ou de outra. Portanto, é essencial ajudar as igrejas e as suas comunidades na prevenção dos desastres, na redução do impacto dos mesmos e na reconstrução dos meios de sobrevivência e das comunidades depois dos desastres. Este trabalho é conhecido como „gestão de desastres‟. O trabalho de gestão de desastres pode ser muito bem feito quando as igrejas locais e as suas comunidades trabalham juntas com ONGs e agências especializadas de assistência. Esta seção nos ajuda a refletir sobre os pontos fortes e fracos da igreja na área de gestão de desastres, bem como os possíveis papéis complementares que a mesma pode ter junto às agências especializadas.
  16. 16. Pontos fortes da igreja local na gestão de desastres Existem várias características positivas que as igrejas locais possuem, permitindo-as fazer uma contribuição potencialmente significativa ao trabalho de gestão de desastres: Presença local Capacidade organizacional Conhecimentos locais Relacionamentos e uma abordagem relacional Enfoque espiritual Vínculos com a sociedade em geral Postura de compaixão e preocupação pelas pessoas Clique aqui para ler mais sobre isto. Limitações e desafios ao trabalhar com a igreja local na gestão de desastres Existem várias limitações e desafios ao trabalharmos com as igrejas locais na gestão de desastres, incluindo: Pouca capacidade Falta de disposição para se envolver no trabalho de gestão de desastres Diferentes motivos ao se envolverem no trabalho de gestão de desastres Desunião entre as igrejas e dentro delas Posturas adotadas pelos governos e ONGS em relação à igreja As contribuições da igreja local costumam ser difíceis de monitorar e avaliar Clique aqui para ler mais sobre isto. Papéis da igreja local na gestão de desastres Existem vários papéis complementares e importantes, ou nichos, que as igrejas locais podem assumir em contextos de gestão de desastres. Para consultar a lista completa, clique aqui. Para consultar cada um dos papéis, clique nos links abaixo: 1. Facilitadora de ações comunitárias 2. Conexão com o mundo como um todo 3. Defensora das pessoas pobres e marginalizadas 4. Fonte de atenção e apoio relacional 5. Pacificadora comunitária e força de coesão 6. Influenciadora e formadora de valores 7. Fonte de recursos 8. Agente capaz de responder imediatamente aos desastres Para consultar exemplos de como estes papéis foram colocados em prática, clique aqui. Princípios-chave no trabalho com igrejas locais na gestão de desastres – para ONGs e agências que prestam assistência em situações de desastres Alguns princípios importantes para ONGs e agências de assistência em situações emergenciais ao trabalharem com igrejas locais na gestão de desastres incluem: 1. Compreenda como a sua organização é vista 2. Conheça as suas igrejas 3. Identifique os que são respeitados e conquiste a confiança dos mesmos 4. Pense no processo de desvinculação logo no início 5. Faça uso das suas qualidades
  17. 17. 6. Seja realista 7. Não cause danos Clique aqui para ler mais sobre isto. Clique aqui para ler exemplos de como estes princípios foram colocados em prática. Estudos de casos . Mobilizando a igreja no Norte do Quênia: um estudo de caso sobre o trabalho da Equipe de Gestão de Desastres da Tearfund no sentido de mobilizar igrejas locais em regiões afetadas pela seca no Norte do Quênia.  Resumo  Versão detalhada 2. Respondendo ao terremoto – a igreja se voluntaria: um estudo de caso sobre como várias igrejas de Mumbai enviaram voluntários para ajudar a socorrer as vítimas de um terremoto em Gujarat, na Índia  Resumo  Versão detalhada 3. O tsunami ataca – a igreja responde: um estudo de caso sobre como duas denominações responderam imediatamente aos estragos causados pelo Tsunami no Sul da Índia  Resumo  Versão detalhada 4. Inundações anuais – a igreja se prepara: um estudo de caso sobre a organização e treinamento de igrejas no Vale do Rio Brahamaputra, na Índia, para responder aos problemas causados pelas inundações anuais.  Resumo  Versão detalhada 5. Cristãos em situações de conflito – a igreja como pacificadora: um estudo de caso sobre o papel dos principais líderes das igrejas no sentido de promover a reconciliação a duas tribos guerreiras  Resumo  Versão detalhada 6. Atravessando oceanos: um estudo de caso sobre como três agências cristãs dedicadas à assistência em situações emergenciais trabalharam com um igreja local para responder aos estragos causados pelo tsunami nas Ilhas Andaman  Resumo  Versão detalhada 7. Igrejas locais lutam contra a fome e a pobreza no Malaui:um estudo de caso baseado no trabalho da Igreja Águas Vivas do Malaui em relação à mobilização de mais de 60 igrejas na área de redução do risco de desastres  Versão detalhada

×