INTRODUÇÃO
Foi desenvolvido o Henry Primme Super Fácil Acesso, utilizando tecnologias de ponta o
equipamento é completamen...
Sumário
1. CUIDADOS COM O EQUIPAMENTO ................................................................4
2. MANUTENÇÃO PREV...
1. CUIDADOS COM O EQUIPAMENTO
2. MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA
Para que seu equipamento tenha sempre um funcionamento perfeito e não esteja sujeito
...
3. LIGAÇÃO E CONFIGURAÇÃO EXEMPLO
3.1. Ligações Externas:
3.2. Ligações Internas
No barramento "TOUCH" encontram-se apenas os sinais para o reles 4 e 5.
Deve-se utilizar alimentaçã...
3.3. Configuração no Aplicativo Web Embarcado
Tela de configuração para as leitoras internas e leitora 5.
Tela de configur...
4. DESCRIÇÃO OPERACIONAL DO SISTEMA
1) Display gráfico;
2) Indicador luminoso de operações realizadas;
3) Porta USB para i...
7) Leitor RFID se comunica no padrão Wiegand 26, na frequência de 125 kHz e lê cartões
no padrão Unique.
5. LIGANDO NA RED...
6. COMUNICAÇÃO
6.1. Serial RS 232
A comunicação Serial RS 232 é usada quando há necessidade de se fazer comunicação
entre ...
7. GABARITO DE INSTALAÇÃO
QUADRO DE REVISÕES
Revisão Data Descrição
1.0 18/03/2014 Criado rev01 do documento.
1.1 01/04/2015 Atualização dos sinais ...
Primme SF Acesso Henry Coletor Controle de Acesso - Serviço
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Primme SF Acesso Henry Coletor Controle de Acesso - Serviço

223 visualizações

Publicada em

Belém 91-3299-0800 / contato@totalseg.com.br
Manaus 92-3622-8080 / contato.am@totalseg.com.br
www.totalseg.com.br

Tecnológico, a Henry oferece o Primme SF Acesso. Uma ótima solução para controle de acesso de portas, condomínios, estacionamentos e entradas de veículos. Gerencia até 15.000 usuários e sua estrutura versátil possibilita a instalação de diversas tecnologias de leitores, como Biometria, Proximidade, Mifare e Código de Barras. O equipamento é dotado de porta USB para importação e exportação de dados, que proporciona um meio rápido e fácil para configuração do equipamento e coleta de eventos.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
223
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Primme SF Acesso Henry Coletor Controle de Acesso - Serviço

  1. 1. INTRODUÇÃO Foi desenvolvido o Henry Primme Super Fácil Acesso, utilizando tecnologias de ponta o equipamento é completamente moldável e seguro a todas as necessidades. De fácil instalação e configuração, não necessita de aplicativos externos, o equipamento possui um software embarcado que permite a configuração rápida, podendo ser acessado por navegadores de internet em qualquer sistema operacional. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.
  2. 2. Sumário 1. CUIDADOS COM O EQUIPAMENTO ................................................................4 2. MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA .......................................................5 3. LIGAÇÃO E CONFIGURAÇÃO EXEMPLO ...........................................................8 3.1. Ligações Externas: ..............................................................................8 3.2. Ligações Internas...............................................................................10 3.3. Configuração no Aplicativo Web Embarcado ...............................................11 INTRODUÇÃO............................................................................................2 5. LIGANDO NA REDE ELÉTRICA ....................................................................14 6. COMUNICAÇÃO ....................................................................................16 6.1. Serial RS 232.....................................................................................16 6.2. TCP/IP............................................................................................16 7. GABARITO DE INSTALAÇÃO ......................................................................17 QUADRO DE REVISÕES................................................................................18
  3. 3. 1. CUIDADOS COM O EQUIPAMENTO
  4. 4. 2. MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA Para que seu equipamento tenha sempre um funcionamento perfeito e não esteja sujeito a situações adversas, segue abaixo alguns cuidados que se devem ter com o equipamento.
  5. 5. 3. LIGAÇÃO E CONFIGURAÇÃO EXEMPLO 3.1. Ligações Externas:
  6. 6. 3.2. Ligações Internas No barramento "TOUCH" encontram-se apenas os sinais para o reles 4 e 5. Deve-se utilizar alimentação externa para ligação dos mesmos. Leitoras 2, 4 e 5 suportam todos os tipos de leitoras e barramento de Reles segue abaixo a sequência dos pinos.
  7. 7. 3.3. Configuração no Aplicativo Web Embarcado Tela de configuração para as leitoras internas e leitora 5. Tela de configuração para as ligações da entrada de digitais e relês.
  8. 8. 4. DESCRIÇÃO OPERACIONAL DO SISTEMA 1) Display gráfico; 2) Indicador luminoso de operações realizadas; 3) Porta USB para importação / exportação de configurações, localizada na parte frontal do equipamento; 4) Segunda porta USB para importação / exportação de configurações, localizada na parte inferior do equipamento; 5) Leitor de código de barras no padrão 2 de 5 intercalado e não intercalado, 3 de 9; 6) Leitor biométrico ótico com resolução de 500 DPI, resistente a desgastes, riscos e de alto desempenho na verificação das impressões digitais;
  9. 9. 7) Leitor RFID se comunica no padrão Wiegand 26, na frequência de 125 kHz e lê cartões no padrão Unique. 5. LIGANDO NA REDE ELÉTRICA Usando um multímetro, avalie a tensão da tomada onde o equipamento será ligado. O valor deverá estar próximo de 127 V ou 220 V, dependendo do local. Se houver oscilação intensa ou a tensão não estiver em um valor tolerável não ligue o equipamento. Recomendamos que haja uma tomada exclusiva para o equipamento a fim de evitar sobrecarga de tensão. Também é aconselhável que a tomada esteja próxima, descartando o uso de extensões. O equipamento utiliza fonte chaveada externa com entrada de 100 a 240 Vac e saída de 14,5 V 2 A, não é recomendado estender o cabo de saída da fonte.
  10. 10. 6. COMUNICAÇÃO 6.1. Serial RS 232 A comunicação Serial RS 232 é usada quando há necessidade de se fazer comunicação entre um equipamento e um computador, respeitando a distância máxima de 15 metros. Para outras comunicações utilize o “Smart Wifi, Smart 3G ou Smart GPRS”, maiores dúvidas, favor entrar em contato com o comercial da HENRY. 6.2. TCP/IP A comunicação TCP / IP é feita através da própria placa. Para funcionar basta que um ponto de rede esteja disponível para que o equipamento seja conectado à rede ethernet local.
  11. 11. 7. GABARITO DE INSTALAÇÃO
  12. 12. QUADRO DE REVISÕES Revisão Data Descrição 1.0 18/03/2014 Criado rev01 do documento. 1.1 01/04/2015 Atualização dos sinais dos reles 4 e 5 e entradas digitais 3 e 4 +55 41 3661-0100 | R.Rio Piquiri, 400 – Jardim Weissópolis – Pinhais/PR – Brasil CEP: 83322-010 | CNPJ: 01.245.055/001-24 | Inscrição Estadual: 90.111.008-53

×