Tecnologias para Internet - Aula 11

710 visualizações

Publicada em

Tecnologias para Internet - Aula 11

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
710
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tecnologias para Internet - Aula 11

  1. 1. Tecnologias para InternetThyago Maia Tavares de Farias Aula 11
  2. 2. Sumário Camada Lógica  Introdução aos Servlets;  Servlets e Formulários HTML;
  3. 3. Introdução aos Servlets Tecnologia que permite o desenvolvimento de sistemas Web e páginas Web dinâmicas; Componente pertencente a camada lógica de uma arquitetura de sistema Web; Tratam-se de classes Java que processam requisições e respostas HTTP; Também considerado um extensor de servidor, ampliando suas funcionalidades;
  4. 4. Introdução aos Servlets Vantagens dos Servlets:  Portabilidade: Aplicações desenvolvidas podem ser implantadas em diversas plataformas;  Facilidade de programação: Segue o paradigma de programação orientada a objetos; Implementação similar a uma aplicação Java comum;  Flexibilidade: Utiliza a linguagem Java, bastante difundida, com várias bibliotecas, códigos prontos e com documentação e comunidades de desenvolvimento abundantes;
  5. 5. Introdução aos Servlets Vantagens dos Servlets:  Escalabilidade: Possibilidade de distribuir a carga de processamento de aplicações em diversos servidores;  Eficiência: Servlets carregados por um servidor persistem em sua memória até que sejam finalizados;
  6. 6. Arquitetura de Aplicação Servlet Um Servlet é uma classe Java que pode ser carregada e executada dinamicamente por um servidor especial, chamado de Servlet Container ou Servidor de Aplicação Java; Servlets interagem com clientes através do modelo requisição-resposta do protocolo HTTP; Servlets também podem interagir com clientes através de outros protocolos, como HTTPS e SSL;
  7. 7. Arquitetura de Aplicação Servlet Servlet Container Navegador REQUISIÇÃO (Servidor) (Cliente) RESPOSTA Servlet (Classe Java)
  8. 8. Servlet Container Servlet Containers (ou Web Containers) são utilizados na implantação e execução de Servlets; É um componente de um servidor Web que interage com os Servlets; São responsáveis por gerenciar o ciclo de vida dos Servlets, mapeando uma URL para um Servlet particular e assegurando que o requerente da URL tem os direitos de acesso corretos;
  9. 9. Servlet Containers Os Servlets Contaneirs mais populares da atualidade:  Apache Tomcat;  GlassFish;
  10. 10. Servlet Containers Apache Tomcat  Originalmente desenvolvido pela Sun Microsystems;  Administrado pela Apache Foundation;  Considerado o servidor de aplicações Java oficial;  Servidor Web que pode ser usado para trabalhar com Servlets e arquivos estáticos (HTML, imagens, etc.);
  11. 11. Servlet Containers GlassFish  Desenvolvido pela Sun Microsystems;  Versão open source do servidor Sun Java System Application Server;  É um dos poucos servidores que possui total suporte às novas especificações Web Java;  Pode ser usado para trabalhar com Servlets e arquivos estáticos (HTML, imagens, etc.);
  12. 12. O que precisaremos para criar e executar Servlets? Adotaremos o NetBeans IDE:  NetBeans IDE  http://netbeans.org/downloads/index.html  Baixe a versão Java EE;  Esta versão já vem com o Servlet Container GlassFish;  Não é necessária qualquer configuração de servidor;  Bibliotecas Java utilizadas, parâmetros de função necessários, além de outros códigos úteis para a
  13. 13. Meu primeiro Servlet Execute o NetBeans IDE; Clique na opção de menu Arquivo / Novo projeto... (Teclas de atalho: Ctrl + Shift + N); Na janela apresentada em seguida, em Categorias, selecione a opção Java Web; Em Projetos, selecione a opção Aplicação Web; Clique sobre o botão Próximo;
  14. 14. Meu primeiro Servlet
  15. 15. Meu primeiro Servlet Na próxima tela, em Nome do projeto, digite o nome da sua aplicação Web Java (sem caracteres especiais e espaços); Mantenha os demais parâmetros padrão de projeto; Clique em Próximo;
  16. 16. Meu primeiro Servlet
  17. 17. Meu primeiro Servlet Agora, na próxima tela, definiremos o Server Container a ser utilizado pela aplicação. Em Servidor, selecione Domínio do Personal GlassFish; Mantenha os demais parâmetros padrão de projeto; Clique em Finalizar;
  18. 18. Meu primeiro Servlet
  19. 19. Meu primeiro Servlet No painel Projeto, localizado ao lado da área de edição de código, expanda a pasta Pacotes de código-fonte; Clique com o botão direito do mouse sobre o pacote <pacote padrão>; Selecione a opção de menu Novo / Servlet; Na próxima tela, defina um nome para seu Servlet e clique em Finalizar;
  20. 20. Meu primeiro Servlet
  21. 21. Meu primeiro Servlet
  22. 22. Meu primeiro Servlet Um código-fonte será gerado automaticamente, já com chamada a bibliotecas Java para tratamento de I/O, Servlets, e pedidos/respostas HTTP, além de uma classe Java que já possui funções que tratam requisições e repostas HTTP; Iremos preparar nosso próprio código fonte na função processRequest;
  23. 23. Meu primeiro Servlet
  24. 24. Meu primeiro Servlet Executando o Servlet:  Para executar o Servlet (caso não exista erros), deveremos utilizar as teclas de atalho Shift + F6;  Também podemos clicar com o botão direito sobre o arquivo de Servlet demonstrado no painel de Projeto, para então clicar em Executar arquivo;  Também podemos acessar a opção de menu Executar / Executar arquivo;  O navegador padrão será executado, demonstrando a saída do Servlet implementado;
  25. 25. Servlets e Formulários HTML Podemos enviar dados de formulários HTML (em uma requisição HTTP) para que Servlets possam processá-los e/ou submetam uma resposta HTTP; A classe HttpServletRequest oferece funções para a captura de parâmetros de formulários HTML;
  26. 26. Servlets e Formulários HTML Exemplo: Vamos criar um formulário HTML que receberá dois números. Tais dados serão enviados para um Servlet que irá efetuar operações matemáticas com os mesmos: SERVLET QUE RECEBERÁ OS DADOS
  27. 27. Servlets e Formulários HTML (continuação) Agora codificamos o Servlet : FUNÇÃO PARA OBTER OS DADOS DE FORMULÁRIO
  28. 28. Servlets e Formulários HTML Através do método getParameter(“campo”) da classe HttpServletRequest podemos obter o valor de um determinado campo de formulário; No parâmetro desta função, inserimos o mesmo nome de campo utilizado no formulário HTML que submeteu os dados; O valor retornado por está função será um dado do tipo String. Para atribuir tal valor a uma variável de outro tipo, devemos efetuar uma conversão;

×