Anexo01 iniciando um pequeno negocio

188 visualizações

Publicada em

Material do sebrae do curso EAD de montar pequeno negócio.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
188
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anexo01 iniciando um pequeno negocio

  1. 1. Anexo 1 GEM BRASIL Considerada como a mais abrangente pesquisa sobre empreendedorismo no mundo, o Global Entrepreneurship Monitor (GEM) é executado no Brasil desde o ano 2000 pelo Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (IBQP). Os resultados da pesquisa e seus estudos derivados vêm propiciando que, de forma comparativa, os diversos países envolvidos nas pesquisas – até hoje mais de 60 (o que representa aproximadamente 90% do PIB mundial e dois terços da população mundial) –, possam formular e avaliar suas políticas e programas baseados em dados concretos. Na esfera Internacional, o GEM, atualmente administrado por uma holding – Global Entrepreneurship Research Association (GERA) – fortemente ligada a suas duas instituições fundadoras, London Business School (Londres) e Babson College (Boston), vem se aprimorando continuamente. Uma estrutura mais profissional e completa de governança foi constituída, bem como a equipe de gestão da pesquisa propriamente dita foi reforçada tecnicamente. Relações Internacionais com outros órgãos de pesquisa e organismos internacionais foram firmadas, posicionando o GEM em um importante espaço de influência no cenário mundial no que diz respeito à produção e divulgação de informações sobre os processos de criação e gestão de novos negócios no mundo. O GEM amplia sua proposta e ascende do patamar de simples pesquisa para se tornar o fórum global do pensamento, pesquisa e ação no ambiente do empreendedorismo. Esse movimento
  2. 2. internacional reflete-se não apenas nos procedimentos, ferramentas e análises da pesquisa, proporcionando maior robustez e confiabilidade aos conteúdos gerados, mas também nas iniciativas e dinâmicas das organizações que coordenam o GEM nos países. No Brasil, o GEM tem constituído uma rica base de dados e análises, cuja capacidade de descrição e avaliação das tendências do comportamento deste fenômeno no País tem subsidiado os mais variados agentes atuantes na área, na avaliação e formulação de políticas e programas. OBJETIVOS Avaliar o comportamento das variáveis relacionadas ao empreendedorismo no Brasil, levantando informações sobre os indicadores e fatores intervenientes nessa dinâmica, com vistas a gerar elementos para orientar e influenciar programas, políticas e ações institucionais de natureza pública ou privada. OBJETIVOS ESPECÍFICOS • Levantar informações sobre o comportamento empreendedor da força de trabalho no Brasil, estabelecendo a possibilidade de comparação com o comportamento deste fenômeno nos demais países participantes do GEM. • Disponibilizar as informações obtidas ao maior número possível de pessoas. • Obter uma melhor compreensão do fenômeno empreendedor no País e sua importância no crescimento econômico e na geração de empregos. • Mostrar as condições que favorecem ou dificultam a abertura e manutenção de novos negócios no País. • Subsidiar a formulação de políticas e programas adaptados à realidade do empreendedor. • Possibilitar a adequação e o desenho de programas de capacitação e formação do empreendedor. • Comparar as informações brasileiras com as dos demais países participantes do consórcio. Segmentos direta e indiretamente beneficiados pelo Projeto GEM • Formuladores de políticas públicas.
  3. 3. • Executivos de Agências de Desenvolvimento. • Gestores de programas voltados ao empreendedorismo. • Gestores e profissionais de organizações voltadas à promoção do empreendedorismo. • Pesquisadores, educadores e professores de empreendedorismo de todas as categorias de ensino. • Empreendedores. Instituição Executora: IBQP Instituições Parceiras: SEBRAE, Sistema FIEP

×