Microbiologia

23.795 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
18 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
23.795
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
146
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
958
Comentários
1
Gostaram
18
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Microbiologia

  1. 1. MICROBIOLOGIA Enfermeira Graziele de Souza Oliveira
  2. 2. <ul><li>A Microbiologia é a Ciência que estuda os microrganismos, ou seja, os seres vivos de dimensões microscópicas que existem como células únicas ou como grupos de células. </li></ul>MICROBIOLOGIA
  3. 3. <ul><li>O seu nome tem origem em três vocábulos gregos, mikros (pequeno), bios (vida) e logos (ciência). </li></ul><ul><li>Os objetos de estudo da Microbiologia são as bactérias, os fungos, os protozoários e os vírus. </li></ul>MICROBIOLOGIA
  4. 4. <ul><li>A microbiologia se interessa pelo estudo da morfologia, fisiologia, metabolismo, genética, a caracterização e identificação dos microrganismos. Além das relações com outros seres vivos nos quais provocam efeitos benéficos, indiferentes ou prejudiciais. </li></ul>MICROBIOLOGIA
  5. 5. <ul><li>Quanto ao estudo dos diferentes tipos de microrganismos a microbiologia divide-se em: </li></ul><ul><li>Bacteriologia </li></ul><ul><li>Virologia </li></ul><ul><li>Micologia </li></ul><ul><li>Parasitologia </li></ul>MICROBIOLOGIA
  6. 6. História da Microbiologia <ul><li>A possibilidade da existência de entidades vivas invisíveis ao olho humano e que seriam a causa das doenças infecciosas remonta à Antiguidade. </li></ul><ul><li>Em 1665 a primeira pessoa a relatar a observação de micróbios com um microscópio foi o inglês Robert Hooke </li></ul>
  7. 7. <ul><li>A Microbiologia como Ciência começa a ter um verdadeiro avanço a partir de meados do século XIX. </li></ul><ul><li>Louis Pasteur (químico francês) e Robert Koch (médico alemão), criaram bases para Microbiologia como ciência. </li></ul>História da Microbiologia
  8. 12. Principais Características dos Seres Vivos
  9. 13. Principais Características dos Seres Vivos <ul><li>Os seres vivos possuem características e propriedades que os diferenciam dos seres brutos. </li></ul><ul><li>Falaremos um pouco de cada uma delas... </li></ul>
  10. 14. <ul><li>1) Composição Química mais Complexa: </li></ul><ul><li>A matéria viva apresenta composição química mais complexa do que a matéria bruta. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  11. 15. <ul><li>2) Sensibilidade e Irritabilidade: </li></ul><ul><li>A irritabilidade é a capacidade de responder à estímulos do ambiente. </li></ul><ul><li>Já a sensibilidade é a capacidade de reagir de forma diferente a um mesmo estímulo. </li></ul><ul><li>Todos os seres vivos têm irritabilidade, mas só os animais possuem sensibilidade </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  12. 16. <ul><li>3) Ciclo Vital: </li></ul><ul><li>É o ciclo onde os seres vivos nascem, se alimentam, crescem, se desenvolvem, se reproduzem e morrem. </li></ul><ul><li>Esse ciclo tem duração variável, de um tipo de ser vivo para outro. Algumas bactérias podem completar seu ciclo de vida em cerca de 30 minutos. Já as sequóias podem viver4 mil anos ou mais. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  13. 17. <ul><li>4) Organização Celular: </li></ul><ul><li>Todos os seres vivos, com exceçõ dos vírus, são constituídos por células, que são as unidades estruturais e funcionais dos organismos vivos. Podem ser comparadas aos tijolos de uma casa. </li></ul><ul><li>Só podem ser vistas pelo microscópio. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  14. 18. <ul><li>A maioria dos seres que conhecemos é formada por grande quantidade de células e, por isso, são chamados de seres pluricelulares . </li></ul><ul><li>Entretanto, existem seres vivos formados apenas por uma célula: são os chamados unicelulares. As bactérias e os protozoários são unicelulares . </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  15. 19. <ul><li>5) Nutrição: </li></ul><ul><li>Os seres vivos necessitam de nutrientes, que são encontrados nos alimentos, esses nutrientes funcionam como combustíveis para realização de todas as funções vitais. </li></ul><ul><li>Quanto a forma de nutrição os seres vivos podem ser classificados em: </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  16. 20. <ul><li>Autotrófos (do grego auto = por si próprio e trofos = nutrição) </li></ul><ul><li>Seres que são capazes de produzir seus próprios alimentos, como o caso das plantas e algas que através da fotossíntese adquirem seus nutrientes. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  17. 22. <ul><li>Heterotrófos (do grego heteros = outro, diferente e trofos = nutrição) </li></ul><ul><li> Seres vivos incapazes de produzir seu próprio alimento, como os animais que necessitam, então, ingerir vegetais ou outros animais para se alimentarem. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  18. 23. <ul><li>6) Metabolismo: </li></ul><ul><li> É o conjunto de reações químicas que ocorrem nos seres vivos, produzindo, transformando ou degradando substâncias. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  19. 24. <ul><li>7) Movimento: </li></ul><ul><li>Os seres vivos têm a capacidade de movimentar-se voluntariamente. Os animais se movimentam rápida e ativamente. Já nas plantas esses movimentos requer uma observação mais cuidadosa pois ocorrem mais lentamente. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  20. 25. <ul><li>8) Reprodução: </li></ul><ul><li>Através da reprodução, os seres vivos são capazes de produzir outros seres vivos semelhantes a si mesmos, dessa forma as espécies se mantêm através dos tempos. A reprodução pode ser considerada a característica essencial da vida. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  21. 26. <ul><li>O mecanismo de reprodução nos seres vivos é muito variado. Basicamente, tanto os seres unicelulares quanto os pluricelulares podem produzir-se de duas maneiras: assexuada e sexuadamente: </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  22. 27. <ul><li>Assexuada: é a reprodução pelo próprio indivíduo, que dá origem a outros seres iguais a ele. Nessa forma de reprodução não há a participação de células sexuais para a formação de novos seres. Como exemplo temos as amebas, certas bactérias, esponjas etc., que se reproduzem assexuadamente. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  23. 29. <ul><li>Sexuada: é aquela em que há participação de células especiais, os gametas. Os gametas são células que carregam parte do material genético que formará um novo ser. No animal, o gameta masculino é o espermatozóide e o gameta feminino é o óvulo. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  24. 30. <ul><li>O encontro de gametas denomina-se fecundação e resulta numa célula-ovo, que se desenvolve para formar um novo ser. </li></ul><ul><li>Esse indivíduo possuirá genes da mãe e do pai; suas características serão resultado de uma combinação das características paternas e maternas. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  25. 31. <ul><li>Alguns seres vivos possuem a capacidade de, no mesmo organismo, formarem tanto gametas masculinos quanto femininos. Esses seres são chamados de hermafroditas, ou seja possui os dois sexos. Acontece com amAs minhocas, por exemplo. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  26. 32. <ul><li>9) Hereditariedade: </li></ul><ul><li>É a capacidade que os seres vivos possuem de transmitir suas características aos descendentes. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  27. 33. <ul><li>10) Evolução: </li></ul><ul><li>A evolução dos seres vivos é o processo do desaparecimento ou do surgimento de novas espécies. Esse processo é muito lento e pode levar até milhares de anos por isso é difícil de acompanhar o processo de evolução. </li></ul>Principais Características dos Seres Vivos
  28. 34. Necessidades Básicas dos Seres Vivos
  29. 36. <ul><li>A NUTRIÇÃO GARANTE ALIMENTO (ENERGIA) PARA QUE OS SERES VIVOS POSSAM SE PROTEGER DOS PREDADORES E DOS RIGORES DO TEMPO E, TAMBÉM, SE REPRODUZIR PARA GARANTIR A CONTINUIDADE DAS ESPÉCIES. </li></ul>O PLANETA DEVE OFERECER MEIOS QUE SATISFAÇAM AS NECESSIDADES BÁSICAS DOS SERES VIVOS NUTRIÇÃO PROTEÇÃO REPRODUÇÃO
  30. 37. <ul><li>É a sequencia em que um organismo servem de alimento para outro. Ela nos demonstra como os seres vivos, sem exceção, dependem uns dos outros. </li></ul><ul><li>Componentes da cadeia alimentar: </li></ul><ul><li>Produtores: são os organismos autótrofos e são a base de qualquer cadeia alimentar. </li></ul>Cadeia Alimentar
  31. 38. <ul><li>Consumidores: são os que se alimenta dos produtores (consumidores primários ou herbívoros) ou de outros consumidores (consumidores secundários, terciários ou carnívoros ) </li></ul>Cadeia Alimentar
  32. 39. <ul><li>Decompositores: atuam na transformação da matéria orgânica em matéria inorgânica. Esta é reaproveitada pelos produtores, dando continuidade ao ciclo. Os decompositores mais importantes são bactérias e fungos. </li></ul>Cadeia Alimentar
  33. 41. Classificação dos Seres Vivos
  34. 42. <ul><li>O objetivo da classificação dos seres vivos, foi inicialmente o de organizar as plantas e animais conhecidos em categorias que pudessem ser referidas. </li></ul><ul><li>O ser humano classifica as coisas porque isso as torna mais fáceis de serem compreendidas, é uma característica inerente ao ser humano </li></ul>Classificação dos Seres Vivos
  35. 43. <ul><li>A ciência que classifica os seres vivos chama-se taxonomia. </li></ul>Classificação dos Seres Vivos
  36. 44. <ul><li>Breve história: </li></ul><ul><li>Aristóteles . 384 a.C. - c. 322.A.C </li></ul><ul><li>Critério que utilizou: Agrupou os seres vivos, conforme tinham ou não locomoção. </li></ul><ul><li>Baseado nesse critério agrupou os seres vivos em dois reinos: Reino Animal e Reino Vegetal </li></ul>Classificação dos Seres Vivos Reino Animal Sangue quente Sem sangue Reino Vegetal Árvores Arbustos Ervas
  37. 45. <ul><li>Carlos Lineu ( 1707 - 1778 ) </li></ul><ul><li>Foi um grande marco na classificação dos seres vivos </li></ul><ul><li>Manteve os dois reinos: Animal e Vegetal </li></ul><ul><li>Em cada reino, criou grupos taxonómicos: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero, Espécie. </li></ul><ul><li>Criou regras para atribuição do nome científico </li></ul>Classificação dos Seres Vivos
  38. 46. <ul><li>Robert H. Whittaker (1920–1980) </li></ul><ul><li>Com a descoberta dos seres microscópico e a evolução do conhecimento científico, criou um novo sistema de classificação em 5 Reinos: </li></ul><ul><li>1 – Monera 4 – Plantas </li></ul><ul><li>2 – Protistas 5 – Animal </li></ul><ul><li>3 – Fungos </li></ul>Classificação dos Seres Vivos
  39. 48. <ul><li>Reino: é um grupo de filos semelhantes; </li></ul><ul><li>Filos: é um grupo de classes semelhantes; </li></ul><ul><li>Classes: é um grupo de ordens ; </li></ul><ul><li>Ordem: é um grupo de famílias; </li></ul><ul><li>Família: é um grupo de gêneros; </li></ul><ul><li>Gênero: é um grupo de espécies; </li></ul><ul><li>Espécie: é um grupo de indivíduos semelhantes que se reproduzem entre si, gerando descendentes férteis. </li></ul><ul><li>  </li></ul>Classificação dos Seres Vivos
  40. 49. <ul><li>Reino: Animalia ou Metazoa (todos os animais existentes na Terra); Filo: Chordata (saíram os invertebrados); Classe: Mammalia(Somente os mamíferos ); Ordem: Carnívora (Somente os carnívoros ); Família: Canidae (saíram os felídeos e ursídeos. Ficaram apenas os canídeos ); Gênero: Canis (saiu a raposa. Ficaram o cão e o lobo) Espécie: Canis familiaris (Saiu o lobo. Ficou o cão ). </li></ul>Classificação dos Seres Vivos
  41. 50. Um exemplo de classifica ç ão taxonômica: o cão
  42. 51. <ul><li>Regras de nomenclatura: </li></ul><ul><li>O nome do gênero e da espécie devem ser escrito em latim e grifados; </li></ul><ul><li>Designação binominal, onde o primeiro termo indica o seu gênero e o segundo, a sua espécie. </li></ul><ul><li>Primeira palavra com letra inicial maiúscula e a segunda com letra inicial minúscula. </li></ul><ul><li>Ex: Homo sapiens </li></ul>Classificação dos Seres Vivos
  43. 52. Reino Monera <ul><li>Formado por seres unicelulares e procariontes (célula sem núcleo organizado). </li></ul><ul><li>São exemplos: as bactérias e as cianofíceas (algas azuis) </li></ul>
  44. 53. <ul><li>Cianofíceas </li></ul>
  45. 54. <ul><li>Bactérias </li></ul>
  46. 55. Célula Procarionte <ul><li>Possue o material do genético solto pelo citoplasma. </li></ul>
  47. 56. Célula Eucarionte <ul><li>Possue um núcleo delimitado. Material genético envolvido por uma membrana: carioteca </li></ul>
  48. 57. Reino Protista <ul><li>Constituído por seres também unicelulares. </li></ul><ul><li>Possuem estrutura mais complexa (núcleo delimitado). </li></ul><ul><li>Representado pelos protozoários, alguns causadores de doenças. </li></ul>
  49. 59. Reino Fungi <ul><li>Seres eucariontes uni e pluricelulares. Não são considerados plantas pois não realizam fotossintese e nem animais pois não se locomovem. Absorvem do ambiente nutrientes. </li></ul><ul><li>Têm como representantes as leveduras, o mofo e os cogumelos. </li></ul>
  50. 61. Reino Plantae ou Metáfita <ul><li>São os vegetais, desde as algas verdes até as plantas superiores. Caracterizam-se por ter as células revestidas por uma membrana de celulose e por serem autótrofas (sintetizam seu próprio alimento pela fotossíntese). </li></ul>
  51. 63. Reino Animalia ou Metazoa <ul><li>São organismos multicelulares e heterótrofos (não produzem seu próprio alimento), pois são aclorofilados. Englobam desde as esponjas marinhas até o ser humano. </li></ul><ul><li>Divide-se em invertebrados e vertebrados. </li></ul>
  52. 65. Vírus <ul><li>Os vírus são seres que são classificados à parte, sendo considerados como seres sem reino. Apresentam características únicas como a ausência de organização celular, ausência de metabolismo próprio. E realizam funções vitais somente após invadir a estrutura celular, seqüestrando os componentes que a célula necessita para formar novos vírus. </li></ul>
  53. 67. Formas de Associação entre os Seres Vivos
  54. 68. <ul><li>Todos os seres vivos estão intimamente ligados. </li></ul><ul><li>As relações visam: obtenção de alimentos e proteção. </li></ul><ul><li>Essas relações podem ser positivas ou harmônicas e negativas ou desarmônicas. </li></ul><ul><li>E também intraespecíficas ou interespecíficas. </li></ul>Formas de Associação entre os Seres Vivos
  55. 69. Positivas ou Harmônicas <ul><li>As partes envolvidas são beneficiadas ou não prejuízos. </li></ul><ul><li>1)Relações Intra-específicas Harmônicas: </li></ul><ul><li>a) Colônias: Agrupamento de indivíduos da mesma espécie que revelam um grau de interdependência e se mostram ligados uns aos outros, sendo impossível a vida quando isolados do conjunto, podendo ou não ocorrer divisão do trabalho. </li></ul>
  56. 71. <ul><li>b) Sociedades: são agrupamentos de indivíduos da mesma espécie que têm plena capacidade de vida isolada mas preferem viver na coletividade. </li></ul>Positivas ou Harmônicas
  57. 72. <ul><li>2)Relações Inter-específicas Harmônicas: </li></ul><ul><li>a) Comensalismo: é uma associação em que uma das espécies — a comensal — é beneficiada, sem causar benefício ou prejuízo ao outro. </li></ul><ul><li>Ex: Rêmora e o tubarão; Entamoeba coli . </li></ul>Positivas ou Harmônicas
  58. 73. <ul><li>b) Mutualismo: Associação íntima com benefícios mútuos; é necessária à sobrevivência das espécies que não podem sobreviver isoladamente. </li></ul><ul><li>Ex: Ruminantes e bactérias; </li></ul><ul><li>c) Simbiose: Também incapazes de viver isoladamente. </li></ul><ul><li>Ex: Cupins e protozoários </li></ul>Positivas ou Harmônicas
  59. 74. <ul><li>d) Inquilinismo: associação em que apenas uma espécie ( inquilino ) se beneficia, procurando abrigo ou suporte no corpo de outra espécie ( hospedeiro ), sem prejudicá-lo. </li></ul><ul><li>Ex: Orquídeas e árvores; Peixe-agulha e holotúria </li></ul>Positivas ou Harmônicas
  60. 76. <ul><li>e) Protocooperação: associação bilateral, entre espécies diferentes, na qual ambas se beneficiam; contudo, tal associação não é obrigatória, podendo cada espécie viver isoladamente. </li></ul><ul><li>Ex: Pássaro-palito e crocodilo; Anu e gado. </li></ul>Positivas ou Harmônicas
  61. 78. Negativas e Desarmônicas <ul><li>Caracterizam-se por beneficiar um dos associados e prejudicar o outro. </li></ul><ul><li>1)Relações Intra-específicas Desarmônicas: </li></ul><ul><li>Canibalismo: Canibal é o indivíduo que mata e come outro da mesma espécie. </li></ul><ul><li>Ex: Aranha; Louva Deus </li></ul>
  62. 79. <ul><li>2)Relações Inter-específicas Desarmônicas: </li></ul><ul><li>a) Predatismo: ato de um animal capturar outro para alimentar-se. O predador e a presa pertencem a espécies diferentes. </li></ul>Negativas e Desarmônicas
  63. 80. <ul><li>b) Competição: relação em que organismos da mesma espécie ou de espécies diferentes disputam por recursos do meio que não existem em quantidades suficientes para todos. </li></ul>Negativas e Desarmônicas
  64. 81. <ul><li>c) Parasitismo: caracterizado pelo parasita que se instala no corpo do hospedeiro retirando matéria para a sua nutrição e causando-lhe danos e até a própria morte do indivíduo parasitado. Os parasitas podem viver sobre (ectoparasita) ou dentro (endoparasita) do corpo do hospedeiro. </li></ul>Negativas e Desarmônicas
  65. 82. <ul><li>Ectoparasita -> carrapato e o cão; Endoparasita -> lombriga e o homem. </li></ul>Negativas e Desarmônicas
  66. 83. Exercícios

×