Manual serviço yamaha servico2 ty

1.454 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.454
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual serviço yamaha servico2 ty

  1. 1. .numerada 'Futuna
  2. 2. N mcE INFOHMAÇES GERAIS INSPEÇÃO PERIÓDICA E AJUSTES CAHBURAÇÃO CHASSIS ELÉTRICO APÊNDICES
  3. 3. slriiiiaoLos ILUSTHADDS [Aplicado nas ilustraçõasl Símbolos ilustrados de i3 a são designadas : Dhfurme tabela abaixo para indian' u¡ númerns do capitulo e conteudo_ 'É Inlnrmnicões pills ¡MDGÇÍÓ Dtflôdicl r liusres Moi-or Sisnm¡ da rlririgeracin Caruurmí-o Chassi: Elim-cn . hpiirliicis @(¡! @@(9®® Simbolos ilustrados de t? ) a sã: : usadas para identificar as especificações qua aparecem na texto. É . ãudiçín ae lluidn: lglscirna, agia na) KE Luhniii-. açiu . il-portar I lclrnull Limite : Il magnata. lzi-irãncia Platini: rm- molar n. v. A. (Éülíàfâ Simbolos ilustradas da@a ® indicam riu dia. grama explmido o tipo de lubrificante e Igcali. zaçãa di: : ponta se lubrificação_ "l-Ê PIPÍÍEH' Úla-ti de matar [E, Aplicar : :leo de engrengg-i Aplicar bla-cair uisulfem CIE molibidenio Apircar q-ua para rcilarrionrci de -ncia 113' âpli-: ar gruta a han a: uniu ap irma ? C Aplicar grua u¡ arrumo de mnlibidéqnu *ii q: Àpliclr bpm: - iraranir iLDCTiTE3I
  4. 4. lNFO GEFl 1% CAPÍTULO 1 INFORMAÇÕES GERAIS Irzieiiiriricnçnci gn mcrrocicLE-rn _ _ _ . . . . . . . . . . . . . . . . . . _ _ . , . . . . 1.1 NUMEHOUE IÇIENTIFIEACÀÚ : :no VEICULO _ _ . . . . . . . . . _ _ _ _ _ _ . ..1-1 NUMERUDESEHIE DOMGTDR n INFÚRMâÇÚESIMPDHTMUTES. ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... .._T-2 PEÇAS DE REPOSiÇAU . . _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ . _ _ _ . . . . . . . . , . _ . . . .. i. : JUNTAS. RETENTÚREÊLEÚ-RÍNGS _ _ _ _ _ _ _ _ _ . _ . _ . . . . . _ . . _ _ _ . .T-É AHHUELAE TRAVAIESPAÇÀDORES E cUFILHAs. ... ... .._. _.. ..12 HDLAMENTOS E RETENTGHES DE CJLED . . . . . . . . . . . . . . . . . 1-2 ANEISTRAVA__. ___. _____. __. ... . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _ . . . .1-3 FEHHAMENTASESPECIAIS PAHAREGULAGENS. ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... '|-3 PARÀSEHVlÇOSDEMÚTOR. ._. ... ... ... ... ... _____________. 'i4 PÀHASEHVIÇD DE CHASSI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .'13 PÀHASEHVIÇÚ DE COMPONENTES ELÉTRICOS
  5. 5. - FO IDENTIPIÇAÇAO DA MOTOcIcLEtA 1315;¡ i% INFORMAÇOES GERAIS IDENTIFICAÇÃO OA MOTOCIÇLETA NUMERO DE ¡DENTIFICIÀÇAD DO VEFCULG CI I-iúmerO de identificação dci veicula @I é es- tampada nO tutici de direção. Número de identificação di: Veículo: QCGETYDDEIIDOUDUCH NDTÀ: O númerci de identificação dO veiculo é usado para identificar à mcitucicleta e Dar¡ ser usada nei regiitrci e licenciamento junto ao órgão de trânsito local. NÚMERO DE SERIE DO MOTOR ü número de série di: mOtOrGjé estan-mada na parte em relevo da setpçân 'rraeeira direita cln mo- ÍDT. IIICITÀ: Os primeiras tres digitais indicam ci código do trio-dela; OS digitcis restantes indicam c número de série dO veFcLLO. Número da Série da Motor: BCETFYOUDIDOUOUG¡ 1›'l
  6. 6. m INFORMAÇOES IMPORTANTES INFORMAÇOES IMPORTANTES PEÇAS DE HEPOSlCÕES i. NOS recomendamos sei-nora_ usar ouça; dg reposição gienuinas Yan-nana quando neces. sário. Use oleo eiou graxa; recomendado pela Yamaha para montagem e aiustes_ JUNTAS. RETENTDRES E O-RINGS l. Todas as juntas_ retentores, e D-rings devem ser trocados quando abri: o motor_ Todas a¡ superfícies das iuntes, lábios de ratantares_ e (JI-rings : levem ser limpos. 2. Aplicar úlao em todos' os pontos e rolamen- tos durante a montagem. Aplicar gran no lábio do retantor. ARRuE LAS TRAvArssPAcAo-: RES E cuPiLI-IAS 1. Todas as arruelas tra-iiai-'eepaeaidores @xe cu- pilhas devem ser trocadas quai-nao removidas_ Traiiar as porcas e parafusos apos apertar com o torque especifico. HDLAMENTUS E HETENTÚHES 1_ instale os rolamentos @e retentores de óleo : em: _. .._______. _._. ._ - 2 -com a face _da marcaou nur-nero voltado _para fora. Outras palavras, as letras e-_i- tarnpadas devem estar expostas para facili- tar idüntif inicio l. Quando 'instalar reter-ixo - res. aolicar uma fine camada de gran-ra a base de sabão de lítio nos lábio-s do_ retantornlltpij car Oleo ao instalar rolamentos. Não use ar comprimido para g-rar o roiamento. Isto causará danos na superficie m: raiamgntg_
  7. 7. FERRAMENTAS. ESPECIAIS 'Egg @F5 ANEIS TRAMA 'r. Tooos os aneis trava davam sai' inspeciona- dos antes de rnontiblos. às travas do nino do pistão owem ser sempre substituídas : :mais : le cade Liso. Troque as travas amperiadas. Quando instalar urna trava (É posicione o lado sorri o canto vim t? ) . sempre voltado an lado oposto ao sentido do esforço. reia a figura ao lado_ @J Ella FEFIRAMENTÀS ESPECIÀIS As ferramentas espaciais são necessárias para uma completa e precisa. regulagem e montagem. Usando uma ferramenta special correta_ evitará danos causados pelo uso impróprio de ferramen- tas ou tecnicas imorovisarlas. PARA. REGULÀGENS I_ Tacõmetro lnoutivo Esta ferramenta é utilizada para detectar a rota- ção do motor. 2. Luz estrobo-s: Eipi ca in clutiiia Esta ferramenta é necessária para verificar O pon- to de ignição. 3_ Analisador de Compressão Este instmmento é utilizado ria medição da pres- são de compressão do motor. 1-3
  8. 8. FERHAMENTÀS ESPECIÀIS 1-4 fl_ Calibrador du nível de Combustível WN? ” 90.890.013? Esta caühradnr a' utifizaco na medição du nivel de combu St ívEI da cuba du carburador. PáRA SE FIVIÇOS Nü MOTOR T_ Fixadcr Unrversal de Embreagem¡ umangg do magnata e pinhão. PEN 9089042545185 Esta ferramenta a' usadaupara fixar a embreagem, voiante a ninhãu, quandc da remoção ou ¡n¡¡¡| ¡. ção. 2. Compressor de maias das t-atuula¡ PEN. ” QDBQÚ-Úri-ÚIQ Esta ferramenta é necasaária para remover e ¡n5- talar n: : conjunto de váluufas_ 3. Removedor de guias das ráivulas (5,5 rn m] FUN? 90891101122 Esta ferramenta é utilizada na remoção das guias das válvulas. 4. Aãargacfclr de gu ia de k-'ácuuras [i5 m m1_ PIN? 9039514231195 Esta ferramenta é utilizada para rerlfncar as nc- vas guias da válvulas.
  9. 9. FERRAMENTAS ESPECIAIS 'EEE 5. instalador de Guia: de Válvulas PEN? 9099004015 Esta ferramenta é utilizada na instaiacio das no- vas guias de válvulas. E_ Retifimador de assento de valvula PEHÇ YM-ÊH043 [üpcionail Esta ferramenta é necessaria na retrficação dos assentos : Ia válvulas. ' E. Sacador do Fino do Pistão PEN? 9009001304 Esta ferramenta é utilizada na remo-cão do DÍFID do pistão. B. Extrator do rota: PEN? 90090431350 Esta ferramenta é utilizada na remocão do mtor do magnata. 9_ Fixadur do rotcir PEN? MB90-011U1 Esta ferramenta e utiiizada na fixação di: : rotor do magneto. 1-5
  10. 10. 10. Separador de Carter PEN? ” 99390-131 135 Esta ferramenta e utniizaua na abertura da uma. ta¡ do motor. - 11. Puxador de 'Iifirabrequim pru? 9009001214 . . . . . .. . . . . . . . . _ . .CL PrruPs-aagomzrs. ... ... ... ... ..__. rg, Pine 0039004050 . . . . . . . . . . . . . . . . . .É Esta ferramenta é utilizada. na montaggm a. ; a. ; rahreouim_ 13. Estaria-adorou Virahrequim PEN? 9039004001 Esta ferramenta é utilizada na montagem do vi- rahrequim 14. . fo-go de martelo deslszante PEND 9039001083 . . , . . . . . . . . . . . . . . . Pi"N. °90090-010S4.. ... .'. ... ._. ... ..@I Esta ferramenta e utilizada para retirar a eixo da bafancirn_ 15. âdaptador do medidor da pressão do oleo PEN. ” 9039004093 Este aoaotador e fixado na parte superior da tampa 0o filtro de úieo no lugar d: : parafuso de dreno de ar. T-B
  11. 11. FERRAMENTAS espscws QQ? PARA SERVICOS NO CHASSIS 1. Findo! do cilindro do tubo interno suspen. são dianteira PIN? 9089001301 _ , . . . . . . . . . . . . . . . (D PIN? 9089001328 . . . . . . . . . . . . . . . . . . (2) Esta ferramenta é utilizada na fixação do cilin. dro hidraulica. 2. Martelo deslizante do instalador do retc-ntor do Garfo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . (D PIN? 9089001367 Adaptador (36 rn m) . . . . . . . _ . . . . . . . .(2) PIN? 9089001370 Esta ferramenta é utilizada na instalação dos re- tentores da suspensão. 3. Chave para porca castelo rm? 9089001268 r . . . . . . r . . . . . . . . . . : D PIN vu. 33975 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . QI) Ena; ferramentas são ulilízâdas para apertar e regular a porca castelo da caixa de direção. 4, Sacador do pino da corra-nte de Transmissão P/ NP 9089001286 Acessório do Secador P/ N? 9089001213 PARA COMPONENTES ELETRICOS 1. Mult Tester P/ N? 9089003112 Este instrumento é imprescindível para analise do sistema elétrico. 1-7
  12. 12. INSP ,4 , AJUS _ CAPÍTULO 2 INSPEÇAO PERlODlCA E AJUSTES | NTRODUÇAO . . . . . . . . . . . . , , . . . . . . . . . . . . . . , . . . . . . . . . . .24 MANUTENCAO RER1OOIcA/ INTERvALOs OE LUBRIFICAÇÃO . . . . .2.2 MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4.3 AJUSTE OA FOLGA DAS vALvULAs . . . . . . . . . . . . . . . . . _2-3 AJUSTE OOS cAaOS OO DESCOMPRESSOR . . . . . . . . . . . . . . . .24 VELAS . . . . . . . . . . . . , . . . . . , . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _24 SISTEMA DE VENTILACAO DO CARTER . . . . . . . . . . . . . .2-5 LINHA OE ALIMENTACAO OE COMBUSTIVEL. . . . . . . . . . . . .25 AOMissAO MÚLTIPLA ICOLETORI . . . . . . . , . . . . . . . . . . . . . .. ze ESCAPAMENTO , . . . . . . . . . . . . . . . . . . . , . . . . I . . . . . . . . . . .2-6 MARCHA LENTA . . . . . . . . I . . . . . . . . . . . . . . . I . . . . . . . . . . .25 TROCA DO ÓLEO OO MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .2-6 AJUSTE OA EMaREAGEM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .241 vERIFIcAÇAO DO PONTO OE IGNIÇAO . . . . . . . . . . . . . . . . .2. vERIFIcAÇAo OA PRESSAO DE OLEO . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2.12 vERIFIcAÇAO OA PRESSÃO DE COMPRESSAO . . . . . . . . . . . . 2-13 CHASSIS . _ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . I . . . . . . . . . . 2-14 TORNEIRA OE COMBUSTIVEL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2.14 LIMPEZA DO FILTRO OE TELA Oo OLEO Oo MOTOR . . . . . ,244 FILTRO OE AR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .2-18 FREIOS OIANTEIRO E TRASE| R0 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .2-19 CORRENTE OE TRANSMISSAO . . . . . . . . . . . . . . I . . . . . . . . . .2-20 INSPEÇÃO OOS CABOS OE LUeRIHCAcAO . . . . . . . . . . . . . . .222 PEDAL DE CAMBIO E FREIO/ MANETES OA EMBREAGEM E FREIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . I . ..222 cAvALETE LATERAL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _ . . 2-22 TROCA DO OLEO OA SUSPENSAO O1ANTEIRA . I . . . . . . . . . . 2-23 AJUSTE OA SUSPENSÃO O1ANTEIRA E TRASEIRA . . . . . . . . . 2-25 CAIXA OE OIRECAO . . . . . . . . . . . . . . . , . . . . . . . . . . . . . . . .2-28 ROLAMENTOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . J . . , . . . . , . . 2-30 PNEUS E ROOAS RAIAOAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .230 ELETRICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-32 BATERIA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2-32 FAROL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . I . . . . . . . . . .234 CIRCUITO DE PROTEÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . , . . . . . . . . . .236
  13. 13. INTROOUÇAo/ MANUTENÇAO PERIOOICA INTERvALOs OE LuaRIFIcAçAO INSPEÇÃO PERlÓD| CA E AJUsTEs INTRODUÇÃO Este caoitulo inclui todas as informações necessarias para realizar as inspeções e ajustes recomendados, 05 Quais possuem caráter preventivo, de maneira que se forem observados, asseguram um funciona- mento confiável e maior vida útil ao veículo. A necessidade de um custoso trabalho or revisão sera' enormemente reduzido. Esta informação aplica-se a veículos já em servico como também para m. culos novos que estão senoo preparados para venda. Todos os técnicos ligados ao servico deverão estar familiarizados com este capítulo inteiro. Folga das Valvulas' Verrfrçxio/ Awgtg d¡ Folga O 1 O Vela de - . vcuhcmol *e nFc'¡¡Ãn° ; Huo a¡ a, Limpeza/ A cada 1000 km ou quando for_ riecesss rio. VCnÍGCJÇJO/ Añusíe/ Marcm 'EnÍaÍVHHRDÇIa Linha ce ComOust-'vef' Verifique quebras ou danos troque se necessário - o II O l Filtro oe- olro Oo motor_ Troque O elemento do filtro oe Oleo/ limpe o filtro filtro o' ma' de tela v"l. lqu' ooerxãovlvllarnentox v” 5.000 km 10.000 km ou ou 6 mrsrs 12 meses Oleo ao Motor Troque-souza o motor antes de drenar o óleo OOOO F raios' Comi¡ se necessario Verifique ooeracíoinuste se necessário. - O 1 O Í EmOreagr-m' Sistema de . cescomoressâo vwhcuualm" x' "cuiww O O Erros e articulacõcs . . - . i da *mundo “nn”. Vcrtfique ooeraçaollimpe a lubrihaue '°° Vrrifiaut O O Verifique balanceamento/ danosareaperto dos raios - O O I Rourmmo ou ma”. Vmfioue o conwnto cuanto a danoslfolgas/ O O substntu¡ se necessario Rolamento da Clrxiol Verifique o folga do coniunto, Reapertt moderna¡ vulhquc menu a cada 20.000 fun ou 24 meses. Suspensão dianteira' Verifique funcionameniolvazarrtentos repare Amortçceoar da Verifique runcionamemornamentos/ repare u susoensão 1' : seu a necessário iiertliaua 2~1
  14. 14. MANUTENÇÃO PERlÓDICA ¡NTERVALOS DE LUBRIFICAÇÃO REPARO venhcaçioulunhnmento. , Luñocxa ' 'ubnhcado 'I 5m F¡l. cJ°/ °'. Ç.d. "“. ve'1'lqu! no chas$íi . $ h'*õ($ e b'. t.d. ".l vcnlique caro-ir nivel, complete u necnuno/ respiro ' E recomendado que nte¡ servicos num executado¡ em oñcmu ou consceniontrios nutonndan. N Gun meu. ; par) vonmenlos. '" Guru à base de sábio de Illno. NOTA: Troca do fiuido de freio. 1. Quando da desmontagem do cilindro mestre ou da pinça do freio, troque o fluido do freio. Nor- malmente verifique o nível do fluido e complete o nivel se necessário. Troque os reparos do cilindro mestre e da pinça à cada dois anos. Troque a mangueira do freio a cada quatro anos ou se estiverem danificadas ou quebradas. Oleo do motor recomendado SAE 20 W 40 SE (SF) 2. 3. O
  15. 15. AJUSTE DA FOLGA DAS VÁLVULAS IEEE l “f 'ê 25 “ñ ' MOTOR Ajuste da folm das valvulas NOTA: A folga das válvulas devem ser reguladas com o motor frio. 1. Retirar as tampas das valvulas de adminissão e escape . . . . . . . _ _ . . . . . . . . . , . . . . . l. Retirar os tampóes da tampa do carter do lar doesquerdo . . . . . . . , . . , . . .. 2. Alinha a marc: : "T" do volante com a marca de regulagem da tampa do carter . _ . , _ . .ÇD lsto coloca o pistão no ponto morto sum» rior, na fase de compressão, verifique se cs balancins estão com folga. Caso não estejam com folga_ gire o volante 36Ç° (uma volta completa e alinha novamen- te a marca "T" do volante com a reference, fixa da carcaça do motor. 3. Utilizar um cálibre de lâminas para determi- nar a folga. Válvula de admissão -n REGULAGEM 0'” 'm' J COM MOTOR FRIO Válvula de escape 0,14 mm 4, Afrouxar a contraporca do par. fuso de aiune . . . . . . . . l Giraro parafuso de aiuste até obter à loiça correta . . . i . . . . . i . .. .. Aoertar a contra porca, segurando o parafu- so de ajuste para que não fuja d: folga corre ta . . . . . . . . _ . . . . . . . . . , . . . . _ . . _ . Q Verifique novamente a folga . mos o aperto da contraporca. 5. Recolooue as tampas das valvuãas de admisr são e escape e os tampoes da tampa do carter do lado esquerdo. 2-3
  16. 16. AJUSTE DO CABO DO DESCOMPRESSOR VELAS. SISTEMA OE DESCOMPRESSÃO NOTA: O ajuste do cabo de descomprenlo deve uguir eo ejuste d¡ folga des velvules. 1. Remove oe dois tempõee de tampa do oener dotado munido (Í) 2. Alinhe e marca "f" do volante com a marca de rnwlepem de temo: do cener . . . . . . (j) Ino coloca o pinto no ponto mono moe- rior. Deve-ee verificar e reguier como de d» compressão com o pistso no P. M.S. na fase de con-opressão. pressão . . . . . . . . . . . . . . . .. Ô Girer o eiustedor . . . . . . . . . . G) et¡ conseguir uma folga de 0,5 m rn . . . © : Io . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. @ 4. Depois de efetuer o ajuste anteriormente vnencnonedo, apertar a contra porca do eins- tador do cabo de dscomprenlo . . . . . . ® 5. Insular novamente os tampõescegos d¡ um- pe do carter esquerdo. ' Amando! 3 Aimmaanoeecowuenov 2 contrasta 4 Fuga livre (0,5 nm! VELAS 1. Remove e veia. 2. lnspecione: . Eletrodo ® Desgaste/ Daniiicado -o Substitua e lsotedor ® 3. Meca: e Folga entre eletrodos Q Fora de especificação - Regula Utilize hm celibn de ereme ou um onli- bre de laminas. 24 _3. Afrouxar e contraporca do cabo de descom- pera o extremo da Alevena de descompas-
  17. 17. VELA/ SISTEMA DE VENTTLAÇAO DO CARTER/ LINHA . DE ALIMENTAÇÃO DE COMBUSTÍVEL. m v_ a Folga do¡ Eletrodo: : 0.8 * 0,9 mm Vele original DP7EA -9. DPF|7EA - 9 (S) NGK Antes de instalar a vela, limpe a superficie da junte e e superfície de vela. 4_ Torque de aperto da vela. Vele 1,75 m, kl1(17_5 Nm. 12,5 ft-Ibl E NOTA: Aperte a vela de ignição com a mão antes ae apertar com o torque especificado. SISTEMA DE VENTILACAO DO CARTER l. lnspecione; e Mangueira do respiro do carter Q) Ouebras/ Danos _-› Trocar LINHA DE ALIMENTAÇÃO DO COMBUSTIVEL I. Verifique: e Mangueira de Combustível (torneira - bom- be) G) e Mmgueire de Combustível ( bomba - Carbu- rador) Q e Trincas/ Danos --›Troaue Entupimentosí-limpe. 2-5
  18. 18. COLETOR DE ADMlSSAO/ ESCAPAMENT O MARCHA LENTA/ TRC CA DO ÓLEO DO MOTOR. COLETOR DE AOMISSAO eegu a0- Aperte. Bracacleiras do carburador Parafusos do coletor de admissão lnspec ione: Coletor de admissão Juntas Rachaduras/ Danos : usubstltua ESCAPAMENTO 1. Inspecione: e Gaxetas do tubo de escape ~__l_i Dani(icaoos-_›$ubstitua e vazamento oe gás do escape-. negare 2, Aperte; e Tubooeescape , . . . . . . . . . . . . . e Silencioso . . , . . . . . . . , . . . . . . _ _ L3) e Junção . . . . . . . . . . . . _ . . . . . . . . . . . , . , (f) Parafuso (Flange do esupamento) '.23 1,2m. iig (12 Nm;8,7 Ft - lb) Parafuso (tilénciosol 2,7 Nm kg (27 Nm 19 Ft - lb) Pa- rafuso da junção oo escepamen. to . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . @i 2,0 rnJtg (20 Nm 14 Ft- REGULAGEM DA MARCHA LENTA 1. 2. Regula a marcha lenta e através do parafuso oe aiuste l 1.250 *ISSO rpm VERIFICAÇÃO DO NIVEL DE OLEO DO MOTOR 1. e Nivel de oleo do motor Aoueca o motor por alauns minutos Verifique: Nivel de óleo do motor baixo - complete Etapas de verificação do nivel oe óleo_ e Colooue a motocicleta em um lugar olano: NOTA: certifique-se que a motocicleta esteia posicio- nada na vertical e em ambas as rodas. e Remova a tampa lateral direita e Remova e tampa do tanque de oleo C) E apoie somente no luro do tanque,
  19. 19. TROCA DE ÓLEO DO MOTOR INSP 1m V. . AJUSI NOTA: Na venficacão do nfvel de oleo, não rosqum a tampa do tanque de óleo®. Para uma me- dição precisa. coloque a motocicleta na ver- tical. o Retire a tampa e verifique se o nível se en- contra entre o nível máximo (Z) e o nível mínimo Oleo no nível -o ligue o motor Oleo abaixo do nfvel "complete o nível até o rnfnimo. -. Afeuçáoí¡ Quando o tanque de óleo estiver vazio. nunm ligar o motor. Temperatura do óleo com o motor em funcionamento aproximadamente 60 °C (140 *Fl Funciona o motor na marcha lenta por 10 segundos com a motocnleta na vertical e para o motor. Verifique o nível de óleo e complete até o nfvel máximo. Nunca reture a tarnoa do tanque d» óleo após funcionar o motor em alta rotação. O óleo aquecndo pode espurrar causando ferimentos. Aguarde o óleo arrefecer ate' a tf-mperatura aproximada de 60 °C (140 °F) TROCA DO OLEO DO MOTOR ATENÇÃO: A troca do óleo do motor se faz pelo¡ onflcros do drenagem do carter e do tanque de óleo. Para drenar o óleo. nunca retire a mangueira de óleo do lado do motor. o que resultará em danos 30 MOXOI. 2-7
  20. 20. ("vg-Ií' l ' í . a uma Troca de blno do motor (sem trocar o ! nitro de oleo) #. _+T_. yu¡. .. _,_, _ . .,, _, _. '- 4.' ~ 'Cn 1. Liaue o motor e pare apos alguns minutos de funcionamento. 2. Remova; o Protetor do motor . . . . . . . . . (D o Tampa lateral (direita), 3. Coloque um recipiente embaixo do motor_ 4. Remova: a Tampa do tanque de óleo o Parafuso de dreno (carlerr G) o Parafuso de sangramento de ar Q) o Parafuso de tampa doíultro Ç! ) Drene o óleo do motor NOTA: A tampa do httra de óleo e ! Ixa por três aarafw _sos O parafuso infernor devenâ ser TEmOWdo de modo que o fimo seia sangraco. 5. Afrouxar a Tampão de dreno (tanque ae óleo) @J o Parafuso Especial . (2) NOTA: Afrouxe o parafuso especnan afastando o dc seu encaixe. Antes de remover o parafuso ae drenagem solte o oaraíuso especnal afastando o suhcnente para que não escorra óleo no chass. : 6. Remova o Parafuso de ureno (Oleo co tanque) o Drene o óleo do motor 7. Venfique 0 Arrue* = oe vedacão toarafuso de dreno do carter] o Arruela de vedação (oyafugg de arena do tanque de oleo Danxhcado -o- trocar
  21. 21. TROCA DE ouso oo MOTOR AJUS 8. Torque de aperto «e Componentes ecime mencionado (Itens 2 ~ 6) Parafuso de Dreno (Carter) 3,0 m-kq (30 Nm) Parafuso de Dreno (Tanque Oleo) 1.8 m-KO (18 Nm) Parafuso Especial (Tanqur Oleo) 2,4 m-ko (24 Nm) Parafuso (Tampa de Filtros) 1,0 m-kq (10 Nm) Parafuso de Drenagem do Ar 0.5 trt-lt! (5 Nm) 9. Complete ie Oleo do tanque Óleo recomendaria SAÉ 20W 40 tipo SE (SF) troca periódica 1,9 l. (1.900 em” Nãouoeixeucairauzjaira ou objetos estranhos no tanque de óleo. i0. Verifique e vazamentos de óleo e Nível de óleo e Pressão de óleo f” 7'*, '."'j'f"'? ›""“"*'“"""' f"" ' " *of* TROCA oo OLEO oo MOTOR f: *t* a * * _ (TROCANDO o nuno os OLEO) ' r . -'~ ' u , 1. Ligue o motor e funcione algum minutos rüvff' m' "NjàÍt f' h W 2. Remova: " ~' a ' . z ¡J-_QA e Protetor do motor . . . . . . . . . . . . . . L. ” Í ~' . Êk n Tampa lateral (Direita) f , V"*= °~ . . A › 3. Coloque um recipiente embaixo do motor “ ”"›”"* *xâía '. f" 3916, - “nf . atá V. .." $- z V Í ' 2-9
  22. 22. TROCA DE ÓLEO DO MOTOR 73:. ;- fñ'**'”'*wr“<f" 'vn-kal 4( Remova' ' f ~«H't: _A -~ M f? * o Tampa un tanque de óleo r , J .1 < - o Parafuso de drenagem (Carter) Q) : r : ff * «. _ n. a Tampa do filtro de olco | 'I à» o Filtro de óleo _ , 14.. ., Ig_ , , f( Drene o oleo do motor , '* ' 1 -unw _- ~- à -- ' g 5. Afrouxe: o Parafuso de dreno (Tanque de óleo! CL o Parafuso especral . . . , . . . , , . . . , . ® NOTÀ o Afrouxe o parafuso esbecal ae sua : me o Quando o parafuso de dreno é removrdo, o óleo (fue para fora_ antes de remover o para- fuso de dreno, afaste o parafuso esoecraf o suficrente para que não escorra ófeo no cha- ssrs. _6. Remova o Parafuso de dreno (tanque de óleo) Dreno o óleo do motor 7. Verifique: a Arruefa (fc vedação (par-fuso de dreno do ceder! o Arruela ce vedação (parafuso de dreno do tanaue qr Óleo) o Anáu v0'Rrng CD Danrfrudo-. troque 8. Instale: o Filtro de óleo (novo) G) o Tampa do filtro de óleo . Aperte: o Componentes anteriormente mencionados nos parafusos do (29 ao 69) Parafuso de Dreno (Carter) 3_0 mkg (30 Nm) Parafuso de Dreno (Tanque de Oleo¡ L8 mkg (18 Nmf Parafuso ESPCCIQÍ (Tanque de Oleol 2_4 mkg (24 Nm( PBNÍUSOS (Tampa ou Frltrof 1,0 mkg (10 Nm( Parafuso de Drenagem de Ar 0.5 mkg (5 Nmf 2-10
  23. 23. AJUSTE DA EMBREAGEM AJUS INSP AJUSTE DA EMBREAGEM Ajuste da lolça do manete 1. Remova o Protetor do rmnete tcsauerdol 2. Alrouxe: o porca do oaraluso de a; uste t3 3. Ajuste: c¡ Folga do manete @i o Gire o ajustador para ñ esquerda ou direita até obter a folga correta Folga E: 2 ~3 mm 4. Aperte: 15m. ? c porca do ajustado: I _J ¡ n t NOTA j '74 j. . meu: Antes de proceder a regulagem da folga da manete verifique o funcionamento correto da ala~ vanca do mecanismo de acionamento da emorea~ gem. Ajuste ao mecanumo de acionamento 1. Solte: »e Porca de trava do ajustador do compri- mento do cabo (totalmentel 2. Aperte: o Ajustador do comprimento do cabo (até esticar o cabo! 3. Remova: e Pedal de partida o Protetor do motor o Conjunto do pedal de freio o Tampa do carter Idireital a Suporte do motor de partida 4. Solte -v Contraporca _ . . . , . . . _ . 5. Empurre a alavanca de aciommento com à mão, até ela endurecer -l Ajustador 'x2 6. Ajuste. Folga Com 3 alavanca r-. a posição, mova o parafuso de ajuste para dentro ou nara fora, atá que a seta da alavanca ® e a marca do carter fiquem alinhadas 2-11
  24. 24. ¡mgg M. AJUSTE ou EMBREAGEM IVERIFICAÇÀO_ oo PONTO AJUS » e oe IGNIÇÃO/ VERIFICAÇÃO DA PRESSAO DE ÓLEO 7. 'Iorque de apena Conuaporca de trava I 0.a mkg (a Nm. 5,3 u. um ' 8. Instale/ conlectve/ oomplrtu o Componentes do item n? 3 9. Ajuste u Folga do manele da embreagem VERIFICAÇÃO DO PONTO DE IGNIÇÃO verificar o ponto de ignição com uma lampada enroboscbpica observando u referência fixa c a marca estampada no volante ñvjnü. . I. Retire o tamoão superior da tampa do mau esquerdo 2. Conecte a lampada esxroboacópica no cabo da vela 3. Ligar o motor e manter na miar-jo especifi- cada PONTO DE IGNIÇÃO 12° 120o rlmin 36° soco r/ min Verefique Capúulo "ELETRICO" para maiores dalalhes VERIFICAÇÃO DA PRESSÃO DO OLEO l. Coloque o motor em funcionamento por aI› guns minutos 2. Para o motor 3. Retire o parafuso de drcno de ar da tampa do filtro de oleo 4. Retire o protetor do tubo do escape 5. Instale um adaptador para medição da pros são de óleo (FeCrSm-. cnta especial PIN 9089004083) G. Instale um monómetro de pressão de óleo ou coloque uma mangueira de vinil (transparen. te), e coloque a dentro do tanqun de óleo Coloque o motor em funcionamento Se não fluir óleo para di-mro do tanque pa» rar imediatamente o motor e verificar a cau- na P. ” 2-12
  25. 25. MEDIÇÃO DA PRESSÃO oe COMPRESSÀO MEDIÇÃO DA PRESSÃO DE COMPRESSÁO Uma pressão de compressão insulicienie resulta. ia em uma puro. . de rendimento e poderá estar indicando uma v azâo de compressão pelas valm. las ou um desgaste dos : inc-is de compressão. I Assagure-se que a folga das válvulas csteia correta 2. Esduenie o motor por dois a tres minutose pare O ITIOÍOI' ' _y-@TW 3. Retire avela É J¡ , l - 4 Instale o medidor de compressão ' 4 . .i P/ N9 9089003081 “""““* i 5. Gire o motor com o pedal de partida estan- do o acelerador completamente aberto, até o terceiro pulso do ponteiro. A Compressão deve estar dentro dos limites especificados Pressão de Compressão ao nível do mar: 9 ~iz k0/cm2I128 ~171 Psi) ' l ! anonimo Ao girar, o motor com o pedal de partida, "ateh rar" o cabo da vela para evimr centelha¡ 6. Se a pressão estiver demasiado baixa. colo- que algumas gotas de óleo dentro do cilin› dro Mndír novamente a pre$s5o de compressão, se resultar em uma leitura maior oue a anterior (sem bleol, os aneis do pistão devem estar gastos ou danificados Se a pressão permanecer igual os aneis e/ ou as válvulas pode ser a causa do problema 2-13
  26. 26. LIMPEZA DO FILTRO DE TELA DO TANQUE DE ÓLEO DO MOTOR LIMPEZA OA TORNEIRA DE COMBUSTIVEL NOTA A: torneiras oe comoumvel de tipos aderentes são mas em cada lado do lanquF de combustrvel o A torneira comtrés nosicócs (ON/ OFF/ RES) Esta ¡nstalnda no lado esquerdo a A torneira com duas DOSICÕC¡ Ion-off) está instalada no lado direito 1. Remova: o Tampas laterans i¡ Banco 2. Coloque as alavancas das torneiras (esquer- da e direita) na posição "OFF" 3. Desconecte: - Mangueira de combústfvvi (esquerda e direi~ o Tanque de combustívd o Torneira de combustivel (esquerda e direi- ta) 5. Limpe: i¡ Filtro de tel¡ (D Limpe com solvente 'a base de petróleo 6. tnspecione: a Fntro de tela. ,. , . , , , ® o Mangueiras oe cornbust i've1 _ . . t . . . . . (2) s Junção das mangueiras , , , , , . . . (Q o O-rmas . . . . . . . . . . , . . _ _ , . . . . . . @ Danmadosí troque Enzupido _› limpe 7. lnstaw-i: Compomntes ¡istaoos anteriormente (etapas "4 ~1"¡ NOTA a Certifiqur--se- de: não apertar demasiadamente as torneiras de COMDUSXIVH, oque pode oca- sionar um mal assentamento do anel 0'r¡ng causando vazamento de combustível u Passc- a manguerra oe combustível entre o car burador pnmàrio e secundário_ como ilustra- do 2-14
  27. 27. LIMPEZA DO FILTRO DE TELA DO TANQUE DE OLEO DO MOTOR ¡ _ ' *ñ-r v# . ,wr _Í ATENÇAO: . 'a › n Pty¡- - w u¡ í _ Nunca dante da sangrar o ar a map-naum. ' . ' do remova | mnçuoara de óleo (tanque ao 600o xp». V 4 _ . ((14 -' , W _; P¡ 1 car-tar), desmontagem do motor_ c' limpou do _ V v' à. WJÉQ. : ¡ filtro da tola do tanque de óleo do motor s '. ' _1 É. l ¡ t' REMOÇÃO: 1. Remoção Protetor do motor Tampa lateral (direita) 4. Tampa do tanque de óleo 2. Afrouxe: Parafuso de arena (tanque de meu). . . 7, Paraluw especial _ . . . . . . , . . . . . . . NOTA Alrouxe o parafuso especia¡ de seu --ncai- x'e. -. Ante¡ de remover o parafuso de -eno afaste o parafuso especial em uma . :Em cia suficiente para que não escorra t no quadro. í 3. Coloque um recipiente embaixo do pa' 'uso especial fechado. 4, Remova: w Paratuso da dreno ! tanque de óleo¡ r- Drene o óleo ao motor 5. Desconectrr A w Manguura de óleo (supefioü LU › MJOQUCITQ dc óleo (interion _. .., CZ. " 6. Remova: z Parafuso (tanque de cleo) . . (13 -Tanquedeóieo . , . . . . @J . Filtro da teia de óieo. , UMPEZA 1. Limpe: _ t. Fiitmdeteladoóleo. . v3) Ú' utilize ar comprimido na ¡imaeza qo fil - . _ V tro de tela 7 . .ç--wà-wf** _ -i Tanque de Meo m_, "” 'nã' 'Í O ¡' ¡ v' ¡. q 2 impe com so vente * ~ › '-_. ..v ~°TA _ , Jr N. Apos a limpeza interna do tanque oe óleo, remo. 'VT " k_ v: totalmente o som-nu- kw¡ * 17-7; 2-15
  28. 28. LIMPEZA DO FILTRO DE TELA DO TANQUE DE ÓLEO DO MOTOR vnU-v'$'°§*""7"': hà¡ 'f' 2. Inspccione: 4 - m. ; - . . “u vp . ~' _ r a OJIngs . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. O - A . nl Danificado -a- lroqu¡ INSTALACAO Quando instalar as tampas laterais. invcna o pro. cesso de remoção. Atento para os seguintes pontos. l. Instale: o Tanque de óleo o Filtro de tela do oleo -u O-rings Aréuààóz' e certifique-se oe mamar um espaço livre en- tre a parte posterior do tanque de ólao Q) e o quadro C! ) a Certifiquime que o fundo do tanque de óleo Ç! ) esteja ern contato com o amoniudor o Parafusos (Tanque oe óleo): Q 1,0 m kg (10 Nm) 2. Conecte: i¡ Mangueira de óleo (Suor-nor) o Mangueira oe oleo (Intcirorl Porca (Maneusira de óleo Superior) 3,5 m kg (35 Nm) Parafusos (Mangueira oc óleo Superior: 1,0 rn kg (10 Nm ) 3. Aperta: ii Parafuso especial . n Parafuso de arena (tanque de óleo) Pluçue da cromo (tanque de oleo) 1,8 m kg (18 Nm I Parafuso aspecinl (tanque da óleo) 2,4 rn kg (24 Nm) 2-?6
  29. 29. LIMPEZA DO FILTRO DE TELA DO TANQUE DE OLEO DO MOTOR ' ' "“'r“'-. --. xñívr: -;""** 4_ Orenc: , É' . No r li V _ . .,_; .;^'à. __, ;ñ. n4 A p. I M1¡ o Bolhas de ar (Manguenras dr: óleo) ' . É '_ A Qi E ' a_ "Í-Ífjp¡ _ Manguena de óleo (tanque de oleo - Carter¡ 'V J' r W. .." Exuoas do sangramento do ar. ' , - 'gv ”_ . ' í 7 _ _ _ _ ~ › N k . o Coloque o óleo do motor no tanque de cax_. ___ . .. q* _, ,x41 (D Coloque o óleo do motor acima ¡sonha! min¡- mo. o Coloque a motococleta num iugar piano a Disconecu: a mungucrra de meo (lado do Carter) Õ o Observe o óleo saindo. ate que as bolhas de ar desapaream. a Quando . as bolhas de ar forem expelidas completamente conecte e manquerra ce óleo. Parafuso¡ (Manwetra de óleo): 9 1,0 m kg no Nm, 7,2 n. um _o Remova o parafuso de drenagem de óleo (É) c Ligue o motor e acelera. - e desacelere até no máximo 3.000 r/ min, por 10 vêzes aproximadamente. verifique a condição do oleo do motor através do furo de drenagem. Se o óleo do motor estiver fluindo, a pressão do óleo está boa. A TATTTENÇÀO: Se o óleo não fluir após um mmuto, desligue o motor imediatamente para que o motor não lave. o Aperte o parafuso de drenagem ao ar. Parafuso du drenagem ° 0,5 mjzg (5 Nm › Adncnone Oleo do motor e verifique o nvvel. Instruções na Seção. "INSPEÇÃO DO NIVEL DO OLEO" 2-17
  30. 30. 2-18 INE¡ o EIE v_ LlMPEZA oo nuno DE AR eg. ; LIMPEZA DO FlLTRO DE AR 1. Ranma. e Banco e Tempo qo filtro de ar [D 2. Removr e Presilha do filtro . . . . . . . . . .. . G) e Elemento do filtro. .. ., ., (Z ATENÇAO; O motor nunca deve ser ! medo sem o elemento do filtro de ar. O que oaslonere um desgaste ex- mesmo no punto e no cilindro 3. Remova: e Suporte do elemento do Itllro de ar (D 4. Lave o elemento de filtro de ar cuidadosa- mente. porem minuciosemenfe CUIDADO Nunca use solvente¡ ee baixo ponto de fulgor, nl como a gasolina para e lumpeza do elemento do filtro de er este: ¡olvemes podem provoar incén veios ou explosões. 5. Aperte o fnltro ! atuando oextxsso de solven- te e saque o 7 Atencáog. Neo torçl o elemento do fultro quando estiver apertandoo 6. lnsoecnone; Eiemenro do filtro de ar Oenlficado -›trooue 7 Coloque alguma gotas de óleo de motor ou óleo dols tempos no elemento do fnlrro de ar e esoreme o excesso para oue espalhe por to- dos os poros da espuma. NOTA: O elemento deverá estár úmldo mas não olngan do. 8 Instale- Componentes na Imagem entenor. (Etapas "3 ~1"l NOTA: Coloque o elemento do ÍHUO em seu suporte e pane graxa na bate da espuma Oàra have' uma seleçem perfeuta.
  31. 31. : PJÊ q É; --v- ll r P_ a) a INSPEÇÀ O E AJUSTE DO FRED DIANTEIRO E TRASEIRO INSPEÇÃO DAS PASTILHAS DO FREIO DIANTEIRO 1. Remova o Plug de vedação 2. lnspecione: o Llmll! de oesgastp fa") Fora ao especificado-troque as oastllhm. ' Limite de desgaste i3; 0.8 m m (0.031 Poll Ajuste da altura do pedal do freio Písêlto_ 1. Afrouxe a contraporca do aiuszaaor da aITu radopedal_ e c? ) 2, Gire o parafuso ne aiuste para a ÚIYElIa ou es querda, (D Iegmr a posa-Jo do pedal cc freio de maneira que sua parte SuDerlor fique paralelo com : c pedaleira. 3. Ao-; rte a contrmorca do . Jjustac : or m "É Dr-. pois no ajustar a altura no pedal e necessario aiustav a folga do mesmo Ajuste e folga livre ao pedal de freio traseiro. I. Gire a porca de ajuste Q da vareta do freio para a direita ou esquerda para regu- lar a folga do pedal. 20 ~30 m m ã IÊETEIIATÊE Vorifinr se e lux do freio funciona : arrematante após o ajuste. 2-19
  32. 32. 2-20 CORRENTE DE TRANSMISSÃO Folga da Corrente dc Tranxmussão 1 Meca c Folga da contente de transmissão A motocrclcta deverá : :nar em uma super. licie plana Fora da especllicação--ajuste Eums na controlo na folga da corrente de transmissão: o Gute r- roda trazecra vanas vêzes o Venlvque a folga da corrente coma ro- da em vánas postcõcs para encontrar o ponto onde d corrente está maus calca, da ' o Verilrque a folga nes¡ 2 coação & Folga oa corrente de t3 transmruão 30 ~40mrn (1,6 ~12poll l Se a Íolgu ultrapassar 40 m. m (1,6 pol) ajuste a folga Etapas de ajuste da folga da corrente: Remova' oRet¡reacup¡lha. ... ... ... .,. . Aírouxe. aPorcadeajustedolreio. ... ._, . . . q) e Porca do eíxodaroda . . . . . . . ., (a Ezticador de corrente Gire o esticador para a direita e esquerda, em ambos os lados, de manetra que ao consegurr a folga correta os dous se encontrem na mes› ma poslçío if) Folga da Corrente o» Transmrnão (rx 30 ~40mm (12 ~1,6 pol) 4 APOS O AJUSTE APERTE A PORCA DO ElXO Porca do onto trazeuo. 10.0 m. k9 (100 Nm l
  33. 33. CORRENTE DE TRANSMISSÃO LllBRlFlCAÇAO DA CORRENTE DE TRANSWSSAO 6. Coloque uma cunllh¡ nove travando a porca castelo no euro da rod¡ trazeua e dobre as Dont: : como unorcedo. Se o luto da porca nlo estwer alinhado como o lurodo euro_ Ch- nhe o entes de ¡ntroduztr e cupnlha. ® Cuoilhe loonm pmol ADVERTENClA, Encontra tendo ne corrente Lobrecerregere o motor e outra per-tes meu, mantenha e folga dentro do lirmtes espeettieeoos LUBRIFICAÇÃO DA CORRENTE DE TRANS~ MISSÃO A corrente consiste de muitas parte-s que traba- lham juntas. Se a corrente n50 receber uma cor- reta manutenção, desgastará rapidamente, por l¡- so, crie o hebito de lubrificá-la pertodicamente este servtço e especmlmente necessáno “bando conduzir em condições de poeira. Esta ÍHOIOCI- clete possue uma corrente de transrmssão com pequenos anel¡ 0'ring de borracha entre as ola- cas d¡ corrente. Use sornenteauerosene para lim- par e corrente de transmissão. Sequea com um pena e Iubritioue-e cornoletamente com óleo ce cambio SAE 80 ~90. Não use qualquer outro Iubntrcante na corrente de transmtssâo. Eles po- dem conter solventes que danrftcam os anel: O-rings. Lubntioente recomendado oleo ploembso SAEEO ~90 221
  34. 34. ¡IRJUS 177?; INSPEÇÃO nos casos e LUBRIFICAÇÃO INSPEÇÃO E LUBRIFICAÇÃO DE CABOS Etapas de Inspeção e Lubnhaáà dos Cabot: o Remova os dos¡ parafusos que prendem a manopla do acelerador no guidão o Segure a extremndad~ do cabo alta e apl-que atgumas 90125 de IuDHIIcanIe no cabo, LubriIique as suDerIícwes de metal da manopla do acem. dor desmonlada com graxa "multn purpouse" para mum- mula' O 31H10 Venfique por danos na capa do cabo Subsmua qualquer cabo obstrutdo ou @g1 corroido _ L _ * TN Luonhque Qualquer cabo que não ope- . , t* r ; tw re swvemente O! ..- T k Oleo de motor SAE 20 W - 40 LUBRIFICAÇÃO DO PEDAL DE CAMBIO E FREIO LubrtIioue as amculacões de cada pedal É Oleo do motor SAE 20 W -40 LUBRIFICAÇÃO oo MANETE oo FREIO E EMBREAGEM Lubrihcue as art-cuuuões de caca man-ne LUBRIFICAÇÃO DO CAVALETE LAÍERAL Lubrxfioue a srtnculacêo do cavalvte Iaterai Oleo do motor SAE 20 W - 40 FJ IR) P. )
  35. 35. TROCA oo ÓLEO DA suspensão DlAmElRA Aug» INSP ' TROCA DO OLEO DA SUSPENSÃO DIANTEIRA o Vazamento¡ dc oleo da ¡utpensão pode causar perda de enabilidmu e seguranca de dnrigibilndade. Tcndo qualquer proble' ma corrnia ame¡ de operar a molocncleta. o Apooe @erradamente a MOÍOCICÍCB para que não : um provocando danos a moto: :- clara. 1 Eleve a suspensão ananlenra, cotocando um Suporte ou cavalete sob o MOKOr_ remova o gundão 2. Remova: A tampa das valvulas de a: dos dous garfo: 3_ Denxe as vâivulas abertas, messuonanoo Dor alguns segundos para que : ana 1000 a¡ dos 1u~ bos unternos. 4. Afrouxe: Os dois parafusos superiores ou fixação dos tubos da suspensão G) Remova: Tampa do tubo interno NOTA Coloque um recipiente aberto sob o furo do dre- no 5. Remova: o Parafuso de dreno Q Drene o óleo da suspensão Não deixe o óleo ter comme com os componen- tes do freio a disco. Caso haja contato removao, caso contrário ocorrerá diminuição na capacidade de frenagem e canos aos comporte-nte: de borra- cha. 6. Após todo óleo ter sido drenado_ movimenta o garfo para cume e para baum para remover algum óleo remanescente. 2-23
  36. 36. INE¡ 2-24 t? ? l 4,. j_ 7. TROCA DO ÓLEO DA SUSPENSÃO DIANTEIRA lnsoecnone: o Junta do parafuso da ora-no Danuficada-q- troque o Recoloque os parafusos de dveno Completu: Tubos da Suspensão Cada tubo: 433 : m3 (0,433 L) Oleo SHELL TELLUS 46 ou SAE1OW3OSE Após completar balance a suspensão vagarosa- mente para cima e para baixo para distribuir o óleo. _10. lnspvcione: Orrinq, tampa do tubo Danifícado -otroque 11. Aperte: 14. Tampa do tubo : memo 2,3 m kn (23 Nm) 12. 13. sTampadotubo. . . . . . . . . . . ., _ . (í, u Parafuso trava do tubo : memo . . , . . . C2 Se as valvulas não estiverem na posrcão ¡lus- trad: na figura afrouxc os parafusos de fixa ção do tubo interno e- recoloque os tubos na posição correta Seguindo este procedimento: o Alinne a parte superior do tubo interno com a parte superior da mesa. o Ccloque as valvulas de ar voltados par: frente como mosm a figura Aperte: Parafusos de fixação do gufdão Inslaic: Guidão
  37. 37. TROCA oo ouso DA suspensão O1ANTEIRA . AJUSTE DA SUSPENSÃO DIANTEIRA o NOTA A broçodoirs superior do fixsçlo do guidlo deve ser calcado com a mares punciouoa G) volta da para a parte frontal do motocicleta. ADVERTÊNCIA' Primeiro : porto os parafusos frormis do broca noir¡ do findo do miolo ® o depois os par¡- lusos posteriores (3) Torque da morto ao tampo ao tubo interno e dos confusos do fixação do guidlo; mmknizanmirrniui' E 15. Para regular a pressão de or da suspensão use uma bomba de ar manual ou outra fonte de ar de baixa pressão. Mqxirna pressão do or 1,0 leg/ cm? (14,2 psi) Ajuste da suspensão diontoin l. Levante a suspensão dianteira iolocando ai- gum apoio sob o motor NOTA: Quando verificar a pressão de ar, a suspensão dianteira não pode estar apoiada ou comprimica 2. Remova: Tamos da valvula . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . , j 3. MECA. o Preula do ar Use um calibrador do prado do ar (D pressão maior -- suspensão dura ptosslo monor _- suspensão macia Para contentor: Use uma bomba do ar manual Para diminuir: Aperte a vàlvul¡ liberando o or 2-25
  38. 38. viu" " “zw . l ' _ . _gq r -n › q me": - . ' J , 4 _à a . . ' _J ALA-l . b › *“': >°11"1_r r t): 'L _ A aq! .as J. 'a Cr-Lríãíhi¡ 1 ' E -_ r . › 3 I m4' O "* l ' 'LM rw 2-26 AJUSTE DA SUSPENSÃO O1ANTEIRA E TRASEIRA A drleranca de @homem entre os dois tubos in- terno¡ é de 0,1 kg/ c (1,4 pu) ou mono¡ Pressão oa nr Paorão: 0,4 nto/ un¡ (5,7 psi) Pressão da ar Máxima: 1,0 kg/ cmz (142 psi) Pressão da ar mínima: Zero ATENÇÃO: : Nunca exame a pressão máxima poderá provo. car danos no retentor 4. Instale: o Capa da valvula de ar Aiuste da suspensão trazeir Flíüãíümü Este amortecedor contém gás nitrogênio sob pressão ns kg/ cmz, 21a psi) Leia e entenda as informações seguintes Antes da manusealo_ o fabricante não se respon- ahilisa por danos materiais e pesoais, resultan- tes de um manuseio incorreto. e Não tente abrir o conjunto do cilindro. o Não amasse ou incinr-re pois poderá causar s explosão do amorti-ceoor por excesso oe pressão do çâs a Não deforma ou oanilioue o cilindro em seu curso. O que resultar-A em uma queda no desempenho. PRE CARGA l. Afrouxe o Parc¡ de trava 2. Ajuste: e Comprimento da mola Glfí: o ajustador ® para aumentar ou dl- m-nuir a pré carga da mola Use uma chave especial i3 Dlmlñul a pré carga aÃ) Aumenta a pré carga
  39. 39. AJUSTE oA SUSPENSÃO TRASEIRA Nus 239 m m (9,4 poll Comprinumo mínimo (imulado) 226,5 m m (6,9 po! ) Comprirn amo máximo (insulaootl 247,6 m m (9,7 pol) NOTA Uma volm complexa do aiustador corrvsponoe a 1 m. m (0,04 poli. Para melhor regulagem gire 2,0Vm. m (0,08 pol¡ a _nã í cada vêz. rf: ?E ¡, .. . . q . , 1 Nunca tente levar o ajustaaor até o Cuno máxi- mo ou mtnimo 3. Aperte: o Porca de trava Porca da trava. a 5,5 m lu¡ (55 Nm) 1 A é Ssmpreua-piii-m a porca trava em marido contrá- rio ao ajumdor da mola e aplique o torque espu- cificado. Amomcimomo 1_ Aiusu: a Amortecímnnio. Vire o aiimador O) para aumentar (É ou para diminuir G) o amortecimento. Regulagem do amortecimento NOTA Quando regular o amortecimento o ajustodor de- ve ser colocado m- posição de ! raw (extahdo). E no máximo na posição n. ° 5 2-27
  40. 40. 7 , ' . _ Pá. , f luck-a CAIXA DE DCREÇÀO Í. Levanta i) ! CÓD Ulanl--ira colocando um w. DO"? OU CÉVJÍCÍC CÍWÕ 'IKO do "T0107 2. Verifique: e Rolamenlos da coluna de direção segure a Dane inferior dos tubos externos da sus pensão dianteira c "gentilmente" Iorcg a suspensão para a lrmle e para Irá: Com (oIga-ajuste a coluna de direção . AJUSTE DA COLUNA DE DIREÇÃO 1. Alrouxe: a Parafusos de (ixafo dos tubos da summ- são . . . . . . . . . . . . , . . . . . . . . . . . . . (Í) Í. Remova. o Parafuso: SUDCHOP”. dc fixação do painel . . . . T . . . . _ _ . . . . _ _ , . . , . . . . . _ . (2 3, Airouxe: e Parafuso da mesa superior . . . . . . , . . (É 4. Levansc o conjunto do guidão c a mesa supe tior. 5_ Apene: o Porca Castelo (D US: : a chave para porca castelo (D (90 89001268) Porca Castelo. 3,8 m ke (38 Nm. ) PIPIÍULO c: meu superior 9,5 m ku (95 Nm. ) Parafusos de fixação dos tubos oa suspensão (supvrior): 23 m ((9 (23 Nm) 2-28
  41. 41. INSP COLUNA os armação Nus à l Tuna: ao uma : numa OL uma ¡montado! - Onim, v- Vuvulu do pnulo Jr Eau-cado¡ Guuercb Ç- Mola d¡ «upando (cum Am¡ o: reuncln f; Auenxo ao mola 1 nenmov f» Mou a¡ wsaenllo Hong” Emocusov 47 Tubo . numa L , Bucha da meu¡ Banha 'ía Tubo ; mma "9. Arrueu x _ huluw do úvvno Mol¡ oo unçio Pnnhuo de ! macio 'n Nm t2) m-hg. 11 mm -muq a¡ _“_r, _À o «í LÚiz” I Nm 40 l m-ho. 5.1 ! mau 534m a e m-ig. u ima» 229
  42. 42. 2-30 COLUNA DE DIREÇÃO/ ROLAMENTO DAS RODAS PNEUS E RAIOS DAS RODAS 5. Install. - a Mesa superior/ comuna do guadão a Aperte paralusos do suporte do painel 7 Aperte Farululo dc ! mação da coluna de tlnwãu Paraluso oa coluna da direção 5,4 m ko (54 Nm) a Pa¡ atuws de (ix-ação da suspensão o Parafuso de Inacio da suspensão Q 2.3 m It! (23 Nm. ) ROLAMENTOS Rolamentos da roda dnant-snra 1. venliaue: o Rolamentos da rode dianteira levante a (rente da motocicleta e ç^re a roda coma mao. Toque o emo ou os tubos externos da susp-: mãu diante-Ira, enquanto a rod. : gi- ro vibração cxccssuv --usuastãtua os rolo- mentos ROLAMENTOS DA RODA TRASEIRA 1, Remova: a Roda traseira 2. Veriíioue: a Movimento dos rolementos Gnr» os com os oedc-a Rugosioadezüesçast~+substitua PNEUS E RAIOS DAS RODAS 1. Meca. a Pressão dos pneus For 1 do especlticaoo-ajuste
  43. 43. COLUNA na DIREÇÃO/ ROLAMENTO DAS RODAS ¡Nsp PNEUS E amos DAS RODAS AJUS '› e A Peso bínco UNION! de GSM- butttvel e óleo cheio¡ A Pregão Ida-al do¡ prum Até 252 kg 22 pt¡ 22 psl *cup 11.51.; cruz) (1 , sug/ cm? ) 252 kg 22 ps1 26 psi carpa Míxima (1 ,5 kg cmz) (1 ,8 kglcmz) Trasatro Pilotagem 22 pe¡ 22 pa¡ Alta velocidade (1,2 to (2112) ¡ (1.5 Ico cruz) -o Carga e' o peso bruto, motocicleta, passagei- ro, acessonos e bagagem. 2_ IFISDQCIORE: a Superlícle do pneu Dsgastac: rüannfcaaa-o-suostltua. Proiundioooc minima do suloo do nan¡- (Dnanta : ro e tnzeurol 1,0 m m (0.04 poll (D Promndidadv: do sulco (2) Banda lateral (m Indicador d- desgaste 3. lnspccione a Rocas de Aluminno Donnliuda/ emaswda -c-substitua NUNCA tcntc lazer nenhum pcouuno : cpa ro na roda NOTA Sempre faca o balanceamento quando a roda ou pneu lor trocado ou desmontado 4. Aperte. o Porca trava da haste da válvula 0,15 m kg (1,5 Nm_ 1,1 1x. to¡ @Imara A Prlote lnoderodamenle apos Instalar o : mr-u MP3 pôlmlllf que 0 “Milho S! assento- '10 MO. 2~31
  44. 44. ¡NSPEÇÃO DA BATERIA ELETRICO INSPEÇÃO DA BàTERIA 1. Remova o Anemo o Borrazha de hxacão Q) @Balena . . . . . . . . . . . . NOTA: Disconcclr primeiro o lelmnml m-gmyo_ e &po; disoonacte o lfvlmmzl poxilivo 2. VCÍÍÍÍOUVÍ a Nivel da Sotução lncorreto--compleh ca superior G) e a marca ¡nfenor Q atencao: Água de uso normal contém munarais que são projudichis c» @do úti¡ da buerio, use ; emma água danulada par¡ complvlar o alva-l 3. Insoecione: Densidade da solucão fora do rspecmcaoo--cnwegue Cononlr- de C319¡ 1 2 Ampéraxh 0 bom¡ Dvnsrdade especfhas. 1.280 à 20°C (68°F) O# . funda-mem? A solução da bata-na é pengosa, convém ácido sulfúrico e por inc é altamente toxbco e musico. Siga sample esta¡ medndas peru-ativa¡ a Evin contato ou aum-s do corpo com o . mmum porqua pod» aunr sérias num'- madurm o lendas permanentes nos olhos. o Use óculos ca segurança quando trabalhar com batman ou perto delas Antídoto ÍtXÍtRNO) Ô Pole Have com lua-la) . Olhos (lava com Agua por 15 mumlos o prowm um moon) 2~32 O m'v= -I da sotucãodeve esta: emrg a may.
  45. 45. INSPEÇÃO DA BATERIA 'NSP Antídoto (INTERNO): - Baba grandot quantõdndn da água ou lui. to. seguido da luito de Magnólia bando com clans do ovo: ou óleo vegetal. Pro- cura imedintarnc-nta um mñdico. Baterias também quam gás hidrogénio explosi- vo, por isto siga esta¡ medida: przvantivns. e curreque a bateria am tras ventllaua ao Mantenha a¡ bastaria¡ longa do fogo, íau- oa: ou fogo¡ abertos a NAO FUME quando clrrcçmndo ou manu- snando lutaria¡ MANTENHA BATERIAS E SOLUÇÃO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS 4. lnsoecnone: o Respnro da bateria Obstruuoo-»Desobstrua Duniíicado-àTloque, S. Instale: o Batena NOTA: Conecte o polo posntivo primeiro, e depois co- necte o polo neçanvo 6. Conecteslnoecnone: o Manguenr. do respno *lacuna ; D osm- lique se a marvgueim está : um ligada e alo- judo. ; à Patu pela guia (j: Passo por dentro da balanca ATENÇAO; Quando voriííczr a batem. cenuíique se que a rmnouelra de resplro está alojadn corretamente. Se a rnanguenra de rusplro ficar com sua tarda to- mndo o quadro podera owner dano! na pmtura ou corrosão, dcwdo ao eletrolno ou ao gas exala- oo sobre o quaoro 2-33
  46. 46. TROCA DA LAMPADA DO FAROL TROCA DÁ LÂMPADA DO FAROL 'I Remova o Carenagem douro¡ @X 2, Remova; o Comunto dofarol 'D 3 Dvscomcto. o Soquete do farol 1) 4. Remova; o Cana c. : lampada g) 5. Remova o Lâmpada deíeutuosa glre a trava da lámpada no semudo amw-horáno para ven rar a nampaoa, ADVERTENCIA: N50 toque o vidro d¡ lãmpoda quando a mesma asnvav ! içnt-. In, o bulbo gera grande saneamento. Mantenha namo¡ lnfllmtvcts longa, Nic uma: u lmlbo mnmo que canja mo. f 6. lnslaie: o Lâmpada fNoua! Segure a nova : ampaoa poo suoor-. upan (e l! ¡M2116! 234
  47. 47. TROCA DA LAMPADA DO FAROL/ TROCA DAS LÂMPADAS DA LANTERNA TRASEIRA H _ . :xx à , _r u. .. "SI u» r/ A , l (w "Nf. ?É , -7 v_- V j '#3 AJUSA ATENÇAO: Evno tour no bulbo da lámpada. Manu-nha também o vuoro livra ao oleo, caso contráno a trnnnpvéncna do vrdro_ vida da lâm- pada a o ! luxo ou lu¡ serio adw-rurn-nll deu. dos. Se o vidro suiur da óluo limpa-o com um pano umooncndo com Mcool ou thmnor. 7 Conecte/ Instale: a Compcnmtm na lim ahh-rim (Pontos "5 - l") 8. Ajuste g-“Wff " . Focodo Farol 5 1 @nim TROCA DAS LÂMPADAS DA L¡- TRASEIRA 'ERNA 1, Remova. o Assento l Rabat: : o Jogo de ferramentas 2. Remova. a Soquete da lámpada ; L Gira n mnueta aormnmaazmên! ? 30° no sentido antmoraruo (escuwcal 3. Remova a» Lampada ueheuuosa . l G-'e a lampada no sennco anu-horàr-o Lnsouarca) par: uma: .z limpas. : 4 instale: r Lâmpada (Nova) F Concorrentes da Ima : mar-m [Etapas '2 e '- a 2-35
  48. 48. CIRCUITO DE PROTEÇÃO CIRCUITO DE ? NOTE CAO Em: modelo está courpado com um crrcuuto de proteção. Ele se Iocalixa Itc metal uouevua da bateria. Sc o Interruptor en¡ aberto ck desing. : o comuta do! oe partida e o comutauo' oo crrcuuo cm questão volta a otrvar o circuito Atwar o comutaoor e observar re o: drsposrt-vos elétricos funcionam Sc o rnterruptor com-ac outro v-Ez, rtt1ed¡rtlam! -rt~ te verrtrcar o curou-ro. Vade caputulo Pan» elétrica Atenção. ; Supera 30 sugando¡ par¡ reatrvar o errcurto de proteaío 2-36
  49. 49. CAPITULO 3 REVISAO DO MOTOR RÇMQÇAQ Do MOIOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1 PREPARAÇÃO PARA REMDCAO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.1 AssENTO E TANOUE DE COMBUSTIVEL . . . . . . . . . . . . . . . . . 12 ESCAPAMENTO, PEDALEIRA E PEDAL OE FREIO. . . . . . . . . . . 3.2 MANGUEIRA DE oLco. CABOS. FIACAO . . . . . . . . . . . . . . . . . 32 cARaURADOn . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.a CORRENTE Dc TRANsMIssAO E PINHAO . . . . . . . . . . . . . . . .. 3.4 PARAFUSOS OE FIXACAO DO MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . 34 DESMONTAOEM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.5 TAMPA OO CABEÇOTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. 3.5 CILINDRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . r . 35 PISTAO e PINO OO PISTAO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. as MOTOR DE ARRANOUEJPEDAL DA PARTIDA . . . . . . . . . . . . . . 3.¡ ROTOR Do COI . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _.32 CORRENTE DO COMANDO E GUIA LINIITAOORA . . . . . . . .. . . 3B TAMPA DO CARTER DIREITA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 343 CONJUNTO DA EMBREAGEM E ENGRENAGEM PRIMARIA . ...38 CONJUNTO DA BOMBA DE OLEO. .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .3-9 CONJUNTO Oo EIXO DO PEDAL DE PARTIDA . . . . . . . . . . . . . 39 CONJUNTO Do EIXO DE MUDANÇAS . . . . . . . . . . . . . . . . . .. 3-10 ENGRENAGEM DO aAmNcEIRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . : no CARTER . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ... ..ato TRANSMISSÃO . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . ... ... . 341 GIRABREOUIM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 312 CONJUNTO DO FILTRO DE OLEO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. 3-12 INSPEÇÃO r¡ REPAROS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-12 TAMPA D0 CABEÇOTE , . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . : H2 CABEÇOTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . :na VALVULAS . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-14 GUIAS DAs vALvULAs . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.15 ASSENTO DAS VALVULAS . . . . . . . . . . , . . . . . . . , . . . . . . . . 34a LAPIDACAO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _ . . . . . . 347 MEDICAO OAS MOLAS OAS VALVULAS . , , , , . . . . 349 INSTALACAO DAs vALvuLAs . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32o EIXCS OOS aALANCINs E aALANcINs. . . . . . . . . . . 3.2I EIXO OO COMANDO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-22 ENGRENAGEM DO COMANDO E ENGRENAGEM MOTORA. . . . 3.22 cILINDRo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3.22 PISTAO . . . . . . . . . . . . . . . . . _ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-23 ANÉIS OO PISTAO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 324 PINO OO FISTAO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 325 ALINHAMENTO DO GIRABREOUIM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32
  50. 50. CONJUNTO DO GIHABREOUIM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . T T T 3-26 BOMBA DE OLEO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . T . . 3-27 TRANSMISSAO PRIMARIA . . . . T . T . . T . . . . T . . . T . T T . T . . . . 32¡ CAMPANA DA EMBREAGEM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 328 CUBO DA EMBREAGEM . . . . . . . . . . . .. . . T . . . . . . . . . . . .. 3-28 DISCOS DE FRICÇAO/ DISCOS DE ACO T . . . . . . . . . . . . . . T . T 3-28 EIXO DE ACIONAMENTO DA EMBREAGEM . . . . . . . . . . . . T . . 3-28 MOLAS DA EMBREAGEM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-29 TRANSMISSAO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . T . . 3-29 PEDAL DE PARTIDA/ PESCADOR . . . . . . . . . . . . . . T . . . . . . . . 330 ROLAMENTOS E RETENTORES . . . . T . . . . . . T . . . . T . . . . . 3.31 MONTAGENS E AJUSTE DO MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 332 INFORMACOES IMPORTANTES . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _. . . . . 3-33 GIRAEREOUIM . . . . . . . . . T . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-33 TRANsMrssAO . . . . . . . . . T . . T T . . . . . . . . . . . . T T T . T . T . .T : +33 CARTER . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ... ...3-33 BOMBA DE OLEO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. 3-35 SELETOR DE MARCHAS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . T. 3-36 EIXO DO PEDAL DE PARTIDA . . T . . . .- . . . . T . . . . . . . . . . T 3.35 ENGHENAGEM DETRANSMlSSÀO/ ENGRENAGEM PRIMARIA. .. 336 ENGHENAGEM DO BALANCEIRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-36 EMBREAGEM . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-37 TAMPA DO CARTER LADO DIREITO . . . . . . . . . T . . . . . . . . 3-41 PISTAO E ANÉIS D0 PISTÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .T 3-41 CILINDRO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . ..342 CABEÇOTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . T 344 TENSOR DA CORRENTE DO COMANDO . . . . . . . . . . . . . . . .. 3-45 TAMPA DO CABEÇOTE . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-47 ROTOR CDI - - - T . . - - - - . . - - - - - - - . - . - - T T - . . . - . . . . T . 349 TAMPA DO CARTER ESQUERDA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ..3-51 cAgo pg ggscompngsson . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . T . .3.53 MONTAGEM DO MOTOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3-54
  51. 51. REVISÃO DO MOTOR REMOÇÃO DO MOTOR NOTA: Não e' necessário remover o motor como conde* çãn para retirar os ¡aguintes componentvs: 4¡ PÊSYÍO I Embreagem o Carburador a¡ Magnum AC. PREPARAÇÃO PARA REMOÇÃO 1. Remova moda sulelra, lama; ami¡ e materiais estranhos antes de rermvefe desmontar. 2_ Use Íwranr-. Itlas apropriadas r»- muipammto¡ Í Pa¡ de limpeza. ~§Í 1 Instruções no capftulo 1 "Ferramentas espe- . gba: â ciais" NOTA: Quando desmontar o motor mantenha as peça: "casadas" iuntas. !no ¡nctun engrenagens, cilin- dro, pistão e outra¡ partes que se amaciaram em conjunto, peças caudas podem m mundos em uma montagem ou tubníturdas. 3. Durante e desntonmçcm do motor. limpo co- daa as partes c coloque as em bondcias na or- dem de desmontagem. Isto acelera o tempo do montagem e ciudad a assegurar que todas as partes estão corretamente instaladas no motor. 3-1
  52. 52. LT' ¡ii-HF- c . Pv 4. Ligue o motor z dPxÍigug. g , pm , Mace u, durante alguns minutos 5. Coloque um recipiente sob o motor. Remova a tampa do tanque oe óieo, parafusos de dre- nagem (No: dois lados), c parafuso oe duna- gorn da tampa oo filtro de "oleo. NOTA . A umpa do filtro de óleo é tixnoa por três para fusos. Para drenar o oleo somente atrouxc o pe- rafuso interior C9 Para maiores detalhes verifique capítulo Troca do Oleo do Motor (INSP/ AJUSTE) ASSENTD E TANQUE DE COMBUSTIVEL l. Remova: n Tampas laterais (esquerdaldiroita) . n Assento 2. Coloque as torneiras de cnmbustivel na posi- cso "orr" 3. Disconectac c Mangueira de combustível 4. Retire o tanque de combustivel ESCAPAMENTO, PEDALEIRA E PEDAL DE FREIO 1_ Afrouxc: a Parafuso (Silcnciador) u¡ 2. Remova: e Tubo oo escape Q 3. Remova: Pedaleira o pedal do freio MANGUEIRAS DE OLEO, CABOS, FIAÇAO. 1, Retire: a Caximbo oa vela o Tubo de respiro
  53. 53. REMOÇÃO DO MOTOR MOT _*7'%; s:2 ? A375 *TVíVÍÉ-Íã ' ~ x; . _ cai. ; a: &Qãwkçxfm-Ííê? ? 'Cia 3 Mc. : Haaasiv i . 2, Retire: o Pedal do cambio a. Tampa do camr lado mundo 3. Remova: o Mangueira da óleo (entracai -n Mangueira de óleo (saída) 'u 4. Remova: -ô Cabo da embreagem nu manera e apos re~ tiro o cabo da alavanca de acionamento 5. Remova: »n Cabo do tacômetro 6 Disconecte; Fiada du Magnum (CDU NOTA: Coloque a Viação de maneira à não atrapalhar na renvaçâo do motor. A fiação e presa ao quadro por uma braçadeira, não csnueca de remove-Ia. 7. Desconecte; o Fio terra (Motor de arranque! CD o Fio de partida do Motor (E 3-3
  54. 54. MOT N) REMOÇÃO oo MOTOR 34 CARBURADOR 1. Remova, o Cabo (1a nmiarnçlo I da retorno o Ramon o: punfmos das brncadniras do; dois Columns o afrouu u braçodeirn oo lado do filho de ur, como indicado na fo- ! O 2. Remova: o Porlfusos de fixação da caiu do filiro de nr e movirmnte a caixa par¡ mis 3. Remova: Coniunto dos Carburadores_ mxanrJn-crs para VB. NOTA: Cubra m rarhuradnra rnm um pano ! impo para vvitar que poeira uu areia enrem no carburador. CORRENTE DE TRANSMISSÃO E PINHÃO 1. Remova: o Parafuso: de fixação do pinhío o Arrueia de tra-va o Pinhlo A corrsnto do transmissão ficara apoiada na balança traseira PARAFUSOS DE FIXAÇÃO DO MOTOR 1. Coloque um apoio adequado embaixo do mo- tor N Remova: o Parafuso: de ? mação superiores o Parafusos de #mação frontais o Porca oo eixo do oivot YYBSBHO o Comunto do rrvotor. NOTA. O ITIDIDI' e a balança traseira são instalados usan- do O mesmo eixo. Não rztireo totalmente, S0› manu o : uficicnta para soltar o motor. Coloque outro oixo de mesmo diâmxro do lado uquordo para mu! n balança (uniu.
  55. 55. k _ativa m* . .. . <= _›'~-. ~ . x __ -s , G su jr--; ... _ › I ›_, _.. _ 1 o DESMONTAGEM oo MOTOR MOT 3. Remova: I Cabo do descomprassor DESMONTAGEM OO MOTOR TAMPA DO CABEÇOTE T Rn-. movar a Vela . I Tampas de regulagem das válvulas de ari- míssãn : e : manu ? Afrouxe. c Parafusos da tampa do cabeçote HG), e re- lina-a mascote 1. Afrouxe: a Parafuso actemo do tensor da corrente ce comando a Remova: Conwnto do tensor da corrente de coman do 2. Remova; -n Fixador ea guie da corrente do coman- do Q) 3. Remova: I Parafuso¡ de fixação da engrendgemdo [U mando e retire-a ¡unto com o eixo do cn- manoo de válvulas NOTA: Para remar u : eixo do comando dc vá| vu| as não é necessàno abnr a rormmn du cormndu 3-5 _ _p t . À f" '1 Jon
  56. 56. DESMOKTAGEM DO MOT OR 4. Remova. a Parafusos de fixação do cabeçote a Porcas de fixação do cabeçote o Retire o cabeçote CILINDRO 1. Remova: o Prisioneiro¡ de fixação do cilindiu t». nur- cas _ e Retire o cilindro' PISTAO E PINO DO HSTAO I, Remova 1 Trava do pinn do pistão @i NOTA: Antes dia to-mover a trava do pino do pistão, colo- que um pano limpo na graça dn motor_ para guitar que ! IP caia no carter 2. Remova: o Pino do pistão pelo lado oposto da retira- da da trava do nino NOTA Antes de retirar o Dano do pistão limpe o furo da trava e do pino. Se o furo do pino estiver limpo e mesmo assim encontrar dificuldade para retimio utifise a fera. , ! mma espacial para retirar o pino do pistão Vide capitulo ferramentas rsoeciais
  57. 57. J~ . N. . -, ?Ir-- DESMONTAGEM DO MOTOR V' : a . _mtu v" v MOTOR DE ARRANOUE MOT l * 1. Remova; o Tampa da engrenago-m lntermpdiária ao motor de arranque 2. Remova: o Engrenagem pnmárla da partida 'CD u Rolamento (E o Eixo da enqrenaocm iritermedràna 'SJ a Anéldc trava (Ã) o Engrenagem do motor de peruca Cb) 3. Remova: A v Motor de arranque L1¡ o Fixador do motor- do arr: auc CZ) a calças ® PEDAL DE PARTIDA 1. Remova: Parafuso de fixação do pedal ce panida e reti- re-O. ROTOR DO CD¡ r_ Remova: o Porca (Magneto CD! ) ® a Arruela lisa. Use o flxador do rotor da magneto (90 890 - 01701) para retirar o rotor NOTA: Não monte a ferramenta especial sobre o: ressal- tos do magnata (3) 2. Remova: e Maçneto CDI CD Use o puxador do Rulor 01362! 1 Chaveta tipo woodruff. o Rolamento¡ de roleteslgelolal (É v Ârrupld lim , LÊ (KB90- 3-7 4 ? lí lt
  58. 58. MOT DESMONTAGEM no MOTOR 3-8 : '“: =-a~»z§f""“____ L, ¡? ›'À_ Ç F__5~. c.. ._. ;.: ;3fzwa 4) Í* j¡ e ? f: : 1.( r Õ¡ f g . ^, -w3rn;5¡, ,§. _ v CORRENTE DO COMANDO E GUIA LIMITADORA I. Solte: Parafusos de ! mação da guia Itu-madura 2. Ramon: n Guia limitado! ! u Placa defletora n Conama do comando TAMPA DD CARTER LD. 1. Remova: o Parafuso: de fixação da tampa do fillro d: oleo t3) _ «n Elemento do filtro de óleo a Parafusos da tampa do carter v Tampa do carter NOTA: Para facilitar a remoção da tampa_ podee-sr utili~ : ar a: renhuras do carter como é indicado na to. to CONJUNTO DA EMBREAGEM E ENGRENAGEM PRUMÁRIA. 1. Dnslravn a arruvla trava da engrvnagem pri rnária 2. Solte: a Porca da englenagzm primária Í Para soltar a porca da engrenagem primária colo- car um pano dobrado en! !! a cngmnagam primá ria para travala 3. Solte. Os cinco parafusos de fixação da Rampa dn cuba da embreagem 4. Retire: a Damos de fricção o busco: de aço o Esfera o V : reta de acionamento
  59. 59. DESMONTAGEM DO MOTOR R. ífàNíxwz i e, ta. i ago' , nd r . ,pa i 14| i '“›UL¡. Í;*^““ A D-Í «sua Ó 4. Solte: o Porca da fixação da CHIDQMII da ¡embria- gem. NOTA: Utilize a ferramenta especial (90890 - 91042) para iixar o who da embrvagom 5. Remova' n Eixo da acionamento da embreagem Ô) puxando-o para cima. CONJUNTO DA BOMBA DE OLEO 1. Rcmova: n Anel de trava da cngrcnaocm de aciona' mento da bomba. o Engmnagem (D 2. Remova: »u Parafusos de fixação da bomba o Bomba de óleo G) CONJUNTO DO EIXO DO PEDAL DE PARTIDA 1. Remova: o Moi: do retoma do pedal o Engrenagem do pedal oe Dañlda puxando o eixo para fora. 39 : w: o ; i
  60. 60. DESMONTAGEM DO MOTOR CONJUNTO DO EIXO DE MUDANÇAS '“WÍ-7"ÉÍÍA- -'. ~" ' 5Í71' I "i i . ', _"', _'. m'. ': L_ r ñ F7 *A* i' - É', .g3 1. Remova: ' ” * « 7'- a Eixo do cambio puxandoo pelo Iodo d»- ' nim u Alavanca de acionamento da trambulador a Alavmca de torsão e mola ENGRENAGEM DO BALANCEIRO 1. DESTRAVE: o Arruela de trava 2. Solte: o Porca de fixação d: : engrenagem do balan- ceara NOTA: Para trawr a engrenagem utilize um pano dobra- do 3. Remova: a Engrenagem do balsnoelro (D Í Arruela a Chavna »i Engrenagem de transmita-io Q e chavcta. CARTER 1. Afrouxc: o Parafusos sextovado: 1/4 de volta NOTA: Afrouxe o¡ parafusos altemanoo de forma cruza- da. Apos X0006 estiverem trouxe: remova os 2, Remova: c Carter do ! edu direixo Utilize a ferramenta : special n° 90-890 01135 cumn iluslrmiu n¡ figura R' _ NOÍA: Aperta completamente os parafuso¡ da ferramen ta, assegurando-se que e| a enem paralela ao car, ter. Se necessário solte um dos parafusos para m v- velar 3-10
  61. 61. JW; )_'_Q""I$Ç"- . '""v_ü*“ñ; z_' r-“v“"*'”,7 3. Par¡ abrir o carter pode-se u# ! of “ ' a ' Utilizar as ranmm do carter como mostra a r? 'u ; t o ' A D: - : f _OI 5 *f* 'P ' x ' ” figura Utiliza um rnnnulo da pldnico par¡ uuniliar na abertura oo artur. sam somonxe nas partes u- lorçudas do curti-r cmifique-«ra nus n¡ duas por- tes sa separam por igual, nuno¡ ! orv- n ataca. TRANSMISSÃO l '-. ' , 1. Remova: ÍWÊÍ a Eixos dos garfo: 515m5- «n Garfos o Trambulador o Eixos primário e wmndàrio NOTA: Remova o coniunto com muito cwdado. Prcsv ! ando atenção à posição e direção dos garfo: do trambulador. NOTA: Ao retirar o eixo secundária prestar muita : ten cão ao encaixe do and! dc vedacão. Recomenda-so como norma coiocar o anel e en- graxar a arca da União. 3-11
  62. 62. DESMONTAGEM DO MOTOR/ INSPEÇÃO E REPAROS T"', Y“* I_' CIHÀERECUÍM _ . Os' “À l s "W f. ._ No_ x A ~'a 1. Remova: x4., Í( 7" à. ° Girnbmuim "í ow" . ' Utiliseouparadot di- cármrtP/ N go 39o. *gh : :dir . nuas' CONJUNTO DO FILTRO DE OLEO 1. Remova: o Filtro de óleo n Tampa da pesagem de óleo NOTA'. J . Recomendar: trocar o filtro de óleo sempre que *p* *s* 'ai' desmontar o motor INSPEÇÃO E REPAROS qu_ TAMPA DO CABEÇOTE . o 1'_ ' ! txt -t - __ fW *für w 1. Remova: à _Í __ ' : A a Os dois tamoõcs do eixo dos balancins. x C551: , r ; fu »n Flosoucie um parafuso de 6 mm (0,24 pol) '* . um '^ l. '- "' . ' dobalancim _J . ,v i , “s, w "IO CIRO "É "à *É* A NOTA: Í_ ' Se o eixo do balancim não deslizar wavemante, i 1 utilise um marteleie i Ferramenta : special PIN 9o 59o . 01083) @ _ Balancin e eixo do halancin , mu# 1. O balancin normalmente se desgasta em dois "hn-í, - Ç f' l' 3;¡ pontos , L 7 ¡i-Í' _- , V " 13v' c Furo do eixo do balancin J _ j, _'- ~ ' o Suoerfícre de contato com o eixo de co. ' mando 2. Meca: o Furo do eixo ao bolancin : H2
  63. 63. Medida padrão 12,000 42,018 mm (Q4724 »Q4731 pol) . Í . . r r 1 _g »ig-M ^ g' “l 3. O mxo t¡ endurecido v normatmenta não co- V" °"-*9'“““'*' Sra »pu-sentar rugosidade; ou coloração azu- hrda, wrifinu» o sixtema de lubrificação "umha n passagem; (ÍP. (alvo) CABEÇOTE Válvulas 1. Monte o camprasor d: : Inula¡ de válvulas, ApEIIP a mula u natura: - ns trava( das UáIVUIES 2. Remova: 4 A: válvulas, marque nda válvula para reinstalar na sede corresoondente ; zJ, a;2~, =.. ;; g: Remova qualquer rebatba na heat» da válvuia (1) , com uma pedra abrasiva, isto evitará damn à guia: das válvulas tlumnln sua uxtraç-JIU 3. Inspecione: o Camara de combustão Carbonisada Limpe NOTA: Utilise um instrumento de pontas arredondadas para remar rn depósitos de carvão, tome culda- : iv para nãn tianiftrnr a 'usual das VFÍEW e a Sade das válvulas_ 4, Inspector-tc: o Empenamento do cabeçote. Não deve ultrapassar o Iimuta especnficado, se ultrapassar rctifiquc o. Se ultrapassar o hmm. - admrssiva, sera ne~ cessáno troca-Io. Empenamento do cabeçote mono¡ do 0,03 mm 10,001? po! ) limita ¡nnmninl 9,25 m. m 10,010 pol! 3-13
  64. 64. ¡NSPEÇÀO E REPAROS 314 95"** WMO-n) _l_ VÁLVULAS 1 . Incpociono: o an¡ u¡ vllvuto o Eltromidldo do host¡ DIniíiado-uvotlfiquo ~°ÍA¡ Sc n moída¡ oxcooorom a¡ esoecmcacões do desenho troque¡ m Espessura mínimo 0,7 mm (0,028 pol) a? Chonfro L3) Largura mrmma 4.0 mm (0.157 pol) 2. Meca: o Diarnotro da hate 'da válvula (1) Actmo do nplciflctdoo Tfgqug. ¡ NOTA: O dcagostc do vihrulc dove ser medido, tal modi- da deve combinar com as met-nda: d¡ guia para obter se à folga. Sc ultranasaar o limite especifi- cado deveu trocar n válvula e a guia das válvulas Folga da haste oa vllvula . - 0,010 ~0,037 mm 0010 mm Aa r m” (opoon ~o, oo15 pan (0,004 pol 0,030 41,057 mm 0,12 mm ¡RMT! ~0_0022 poll 0.005 pol) 3. lmpectone: Extremo da haste da válvula "Ranhuras" diametro maior _u- troque 4. Meca: o Emoenamento do cnxo das valvulas Coloque as valvulas sobre blocos V. e verrl fioue o emoencmento Limits o omoomnmto 0,01 mm 1090004 90H NOTA: Toda ve¡ que trocar a¡ válvulas sera oca-nono trocar a: guns Toda vê¡ ou¡ rcmover ou trocar as valvulas sera neccssano trocar o¡ retentoros das gotas das va¡- vulus
  65. 65. 5. Meca: Diâmetro ¡nmno das guias das válvulas Por: ao upecmcado -uooue Diânvatxo da Guia (Limila) 7,10 mm (02795 poll. TROCA DAS GUIM DE VALVULAS 1. Para facilitar a remoção e a rcinstaiacão das guias e manter a «ÍHÍÇHEFÉHCIÕ correta entre as guias e o cabeçote aquece o cabeçote à uma temperatura de '|0O*C, -I212“F1, utilize “m”, um forno para evitar cuaiauer empenamento i, do cabeçote por aquecimento irregular. i ^ E n( L' 2. Remova: .- Guias das válvulas Utilize o extrator e ¡nnalador oe guias na rumoção e inumação das guias. 3. Após a instalação das guias utilize um alarga dor de 7 mm (ferramenta especial P/ N 90.890 012271, para obter a folga apropria- da entre : is guias e a hate das vaivuias (j) Alargador 7 mm 10,28 pol) É Guia da válvula. NOTA: Após montar a¡ guias das válvulas, frezar o 053311' to da mesma, A válvuia deve ser iapidada no no- vo assento. 3-15
  66. 66. !NSPEÇÀO E REPAROS . cd, .. .*.17* 'Q). , ' "À . _e _195 . vv '(7 f' V li',1.; _j . -w. ›”~ i "Êfsi ~ ASSENTO OAS VÁLVULAS I lnspecinnv' o Assunto duválvuhi Piiímada/ 'gasíñ - (mu: 2. Meca: o Largura do assento da válvula fora da es- pecificação - vei) nrocedim-nins snguin- te! v4 Lzirgurn Limite da 41V Standart drngmto Largura do IJ à 01mm 2,0 mm assento iimui : o oo: : poli (0,080 poll 3. Aplique: o Tinta azul de mecânica lDy Ken) (valvula e assento) o Pasta aoraslva fina lcnrburunduml aplique pequena quantidade. 4.. Posicione: n Válvula (dentro da guia d. : válvula) 5_ Girp ii rapidzmnnlr ; iara a esquerda r rfin-ita, levanto a válvula e limpe a parta abrasiva. 6. lnsnecione: Se eliminou toda tintura tanto no assento Quanto na válvula 7. Meca; e Largura do assento da válvula o Sc a largura do assento esta' com um con- tato unirormc crn toda à àrea_ Fora da especificação - rrcsc. 8. Fresagem do assento da válvula NOTÀ; Fum- . i sede da válvula utilisanco fresador «Í= se a largura tia valia i-xueiheu u limite Du estiver picuiain ou gasta Quando : ativar Írsundu, aplique poum manila para evitar marcas moscada.
  67. 67. Etapa¡ nocnuaruaa para refazer u; soda du vM. vufan: - O assento da vúfwh me umforma um volta do oerfmatro mas m¡ muito ¡ar- oo ou descentralizada em ralado a faca da válvula Frnsn o : numca como ! aguiar SIIIIFÍO Á. 7 A m ? E00 Curt! ! Secção a 45° Cone sado c 50° Corte ç a A face da válvula mdica que o assumo esta centrado porem muno tamo "D Presa de Corte 30° com 60° com Ruunano 09591300 Para redução da lamun da sede õ O Assento esta rxmrado porem estrev (OQ Fresa ao corte ° 'Junco @ocupado nar unnforme- 'lu o assento a o cufianclo. 45° de corte o 0 assento esta' est' lado externo da face e apoiando no . álvula FMSS de corte R' . ulladn dmrjadn 30°_| nima| Í pa” em” um 45° corte n assentamento correm o O assento está estrato c : e encontra apoiando na face interna ca vàlvuia 3" Fres¡ de cone Resultado desejado › 3 o Ó O : x r- É 3 2 3 __ _ 7 Para obter um 45o cone mrrvm asumamnnw' NOTA: Lnnidacão da válvula e comumo do assento da válvulas Somente em caso de: Face da v-ilwlaiassenlo da vafwla está se veramcmc gasto . n Vafvula e guias foram trocados u Sede da válvula fo¡ fresauza l 3-17
  68. 68. 348 LAMDAÇÃO CONJUNTO DE SEDE DE VALVULAS E VÁLVULAS l. 2. NOÍA: Aplique: t Pasta abrasiva grossa (pouca quanridadpl lna faoe da valvula] Pmicinna: n Válvula (nu mlk-icons) Gire: s Válvula Gire a válvula : alma n assento are “gar polido, após isto. limpc o abrarivo. Reoita a¡ etanaslntcriores com abrasivu fi» no, ( Carburumdum l, e continue lapirlandn até a face da válvula estiver com a superfície oornolerarnenfc lisa e uniforme. Elimine: o Abrasivo l da fact: da valvula) Aplique: n¡ Tinta azultipolüykem) Q) t na face da válvula e assento l Gire- o Válvula A válvula deve frear em contato com a : ev de indicado pela superfície cinzenta ou se a tinta foi removida completamente. Apl iquc: o solvente ldenrro dos orifícios de admissão e : :canal Vazamento pelo assento * Hefaca 4 Cnnjunro da válvula até selar por completo. Coloque solvente na admissão e no escape somen- le . após completar m rralmlhns nn conjunto de válvulas a as partes do : Mire-cms
  69. 69. INSPEÇÃO E REPAROS MOT "g-g MEDIÇÃO DAS MOLAS DAS VALVULAS l. Comprimento livre da mola das válvula: 'ÃÍJ Fora do especifrcado-»Trocuc V: Comprimanro Livra a¡ mol¡ 2. Meca: rt Carga da mola instalada i2] Fora do especificado -Troaum (D Mola instalada Instalada à” É @É Fresilha Arruela Refentor da guia Assento da mola. @V999 3-19
  70. 70. í . ..@wa u *a Lá. 3-20 ¡uspsçAo E REPAROS INSTALAÇÃO DAS VALVULÀS t. Lubníique: o Haste da válvula o Retcntor @ (Utilise graxa ou óleo à base da lásulfito de molíbdénio) 2. Insira: o Válvula a Retcntor © Icolonue o retentnr na hasta da vátvula e instaleo na posncão correta) 3 Inslalp' n Assento das molas © n Mnlas NOTA: Todas as molas deve ser instalada com o nano mais largo para cima como est: indicado _1 Passo largo 2 Passowrto 4. Instale: a Collar ® S. lnslnlp- i Compressor dr mola u Cnmpnma as mnlus 6. Instale; A a Trava: da haste da válvula L1) 7. Remova: o Compressor de molas. Ftñíãítêím Proeoda lentamentc, sc uma trava nlo for insta- lada corretamente podcrñ ser eietada pelo abe- vote B. Golpem tentamentc a extremidade da hasta com um martelo de plástica. Isto fará com que as ! rms se assentam nocolar
  71. 71. INSPEÇÃO E REPAROS EIXOS DOS BALANCINS E BALANCINS 1 lnsoaclonoa: o Furo ao eixo ao oalancim o Superfície oe contato com o came En: : dois locais são ond: : normalmente owrrn o desgasta. 2. Meca: o Diâmetro interno ( Balancim ) Fora do CSDCClÍÍCBdO->Ír0Clue / x Í Máximo Diâmetro Interno . Às 12,05 mm comu pol) 3 Meca: o Diâmetro externo Ieixo do balancim) Fura du uspecificado-»troque ff Diâmetro extnrno mrmmo. A. 11,95 rnm (05705 non 4. Meca; ¡. ___&_w O Foiga entre ba anclm e eíau úíâlnulrt) in , p - ' terno do balanclm : rumos n «Jlâmetro ex. ' t* temo do eixo '~ $5- Fora do especifimno _h Truque um nu ambos os componentes se necessário j) Polos máxima. limite de uso. «fx 0,1 mm (09039 pol) NOTAS O eixo do balancim tem sua supre¡ "Faris EHlÍl1'Pf'l› da, por isto não deve! gMldr-NP tlemaslauo Se notar ranhuras ou co-uraçãu Almada lfnnlli' n eixo e verifique o sistema de lubillíuaçãt; 3-71
  72. 72. INSPEÇÃO E REPAROS EIXO DO COMANDO 3?). . __, í lnsoecnone: a An¡: atirügaslnfnnnln: hado-Troque 2. Meca: o Límvle de desgaste dos carnes. For: - do cspecnfucado -uTroque ÉÉÉ 1,4331 po! ) 0,1405 po! ) 36,57 mm 28,95 mm 11,43% pol) (M1413 no! ! ( Engrenagem do contando/ engrenagem motora ao comando. 1. lnspeclone: e Desg-¡srv na engrenagem do comanda e en. grenagem motora do comando. Desgastada : - troque. L V. . j) CILINDRO 1. Inspecnone: c Can-usa do cílmaro gasmsríaranz» - Ruiíiqus ou rroque í¡ 'à' 3 Shun-. ..: - x. 4_ ZA Meca: a Diâmetro do cílincvz. "C" Utiluze um subtc 'Í Meca o diâmetro cc» cifindxo 'C' nora zontalmente a um. ; profundncaae oc 40 mm (1,57 poll aa parto supcnor an. cilindro. Fora d: espocificaçào - Retmque. I 94.97 *E500 mmi 95.1 mm' cmd", 01cm (3.739 ~3.741poni13.744 pol] 322
  73. 73. 5 Cl] mm IOJQT poll INSPEÇÃO E REPAROS ClLINDRO @I Dmmevo 92 , O mm do cilincro (3,622 poll PISTÁO l. Meca: A o Diâmetro da saia do pistão "p" NOTA: Meca o diâmetro da : ana do uma: : em uma das_ ráncia de 5,0 mm 10,197 por) 3balX0 da sara do pistão Coloque o mlcrometro paralelo à saca am um án› gulo mto em rela; ão ao furo do cano. Folga do Pistão igual ( = l Mala: dlâmctro do cilindro l - l diâme- vo ao pistão Fora da especificação _n-Retlflque o cilindro e troquv pixdo a anais. Folga do Plnño: 0,045 ~0,065 mm (Q0018 ~0,0026 pol) 91.00 mm 1.3.522 pol) SODPBMBOOC! 1 ,9225 mm l3,632 poll Sobremaolon 2 - 92,75 mm (3,652 pol) *Mm-md* 4 - 3-73
  74. 74. ;wav-naum l l <= ~9 _i r g ? J / It 'ipi-esta INSPEÇÃO E REPAROS 324 ANÉIS DO PISTAO 1 Meca. o Folqa lateral dos anév. Use um calibre oc lâminas Fora do C5DCCl1lCãd0~<vÍf0QUC o pistão Limpe o carvão da¡ canaletat, e dos aneis antes de mean a lolga lateral é; Folga lateral dos aneis'. S p, '0,04 ~0,08 mm (Q0016 *Q0031 pol) . | Int. 0.03 -om mm (0,001: ~o, oo7a poiil m 0,02 ~o, o5 mm iopooa ~o, oo24 pol) 2. Posicione: o Anel do pistão (no cilinarol NOTA: Coiooue o anel no cilindro, e introdruza anroxí- nlaúdlllufllé 20 mm "DE Doll no cilindro. Em- purre o anel com o pistão nté o anel estar parale- lo ai parte superior da c ! indro 3 Meca o Folga entre pontas Fora da csaec: ficacãva_›troquc NOTA; A iolga entre pontas não pode ser medida do es- pacador expansor do anel oe vedação oe óleo, Se este apresentar uma evidente folga excessiva tro que os três aneis LIMITE 0,30 ~o,45 mm | 050mm i5“”°"°' io. o12 ~o. oia pol) . iomis pull Folga entre pontas llnstalado) ÍTT 10,030 ~0.4Smm 0.80M» : '°'°"°' (0.012 ~0.0|8poII l0,0315poll 0,20 *OJO mm l (0.008 *0078 00H i _ Meu
  75. 75. l INSPEÇÃO E REPAROS MOT 13.3¡ ANÉIS oo PISTÀO sOaREMEoim o ARM: ¡upeior e inferior 0 valor d¡ : Obrerneoida dos aneis ma es- tampado n¡ parte superior oo mesmo. 0.50 mm l0.0'l97 Dol) Sobremodith 4 1M) mm (00394 poll o Anel de vedação do óleo. Anel oc expansão lanel de vedação do Ólleul é colorido para identificar sua nimliila í Proto J Sobromooian 4 PINO DO PISTÁO 1. Lubritioue: o Pino do pistão (levemente) 2. Instale: o Pino do pistão @I [na bieial ® 3. verifique: o Folga livre Folga livre-u verifique si: a oicla esta qas~ ta . gasta-»iroque O pino e a biela 4 Pmiizinnn' O Pino do piítão Q) (no pistão) S Verifique' o Folga livre (no pistão¡ Folga lim _vãroque o pino cíou o o s- tão ROLAMENTOS DO GIRABREOUIEM l. Inspecione: o Esferas. nim Pontilhada. oxidadn. agarrando-nrocue NOTA: o Limpe e ; oque O rolamento antes de verifi- car o Lubritique o roiamento imediatamense anos inspecionar para . rviiar intimação 3-? 5
  76. 76. MOT 3a iusPeçAo E REPAROS 3-26 ALINHAMENTO DO VI RABREOUHM 1. Coloque o virabrequum sob: : dois blocos em V. 2. Gire' o Virabrequim 3. Meca: o Desaiinriamento do virabrçqu-m (sobre o apoio dos roiamentosb Use um relógio comparador 190890 03097¡ o Foiga lateral da bula Use um calibre ue lamina o Deflexlu da birla Use um relógio cumparodor Limilu d: Dosvio C 0,3 mm (0.03 pol) 74,95 ~75.00 mm (2.951 *2353 po! ) NOTA: Corrija o desvio do viraorequim utilizando um mnrwo ao bronu o uma cunha CONJUNTO DO VIRÂBREOUIM l. instala: o Pont¡ do virabucuim LD @i o P nc do viraurequim NOTA: Certiíiaue-se que as oassnqens de óieo oo vivame- quim e do nino do virabreauim esteiam alinha- oas durante à montagem ADVERTENCIA: A nascem os óleo no virabroquim o a paagcm oe óleo oci pino do nrlnrequim titanium nur podeiumonxe alinhadas. O navio minimo iu Ii- nm do centro Mo pode ur maior quo 1 mm (0.04 poll
  77. 77. INSPEÇÃO E REPAROS MOT] 'a BOMBA DE OLEO c¡ '10 (j. _ _d_ 1, Ramon: “i , a . vi. - n Parafusos ê~ - ~ R* f? m' ' : '", '°: :*'; '°: ““ P td o f_ n no( nomaaimanaoia . q' 9' ' a Envoltura do ROTOR (E) . ,- fama; n Chain-ta © A ¡' a notar da bomba de retoma (S) 'L (3) a Eixo da bamba (E 2. Meca: o Folga "A" c "B" Fora do cspcclfucado-»troquc a bomba Folga intrerna e : :tmn-a do rotor. 0.03 ~0.09 mm (Q0012 ~0.0035ooll 0.75 rnrri l0.006 poll ' 'as da bomba Largura dos R '. Bomba alimentacc 4 mm 10,16 poi) Bomba de . 18 rrim i0.71 poll TRANSMISSAO PHIM» -lA l. lnspecionc: c Engrenaocm motora primária ® o Enqrenaaem movida primária C2) Desqcste/ Danifinaaa ~› troque ambas as engrenagens Relação ca reducão primaria 3-?7
  78. 78. iNsPEçAo E REPAROS 'l Embreagem o Encaixe dos discos da hbra Bahamas/ resulta: (Borda) Moderado -o aluna llimml exccasrvo -› voou¡ o camoana da em- UNGQM Ruburbas no¡ QHCIIXB dos discos causará luncm. narnento irrogular ê Í ÍHSUFCIDHF' o Aluiatnentu do iulnimrun da lembra-agem Damficado -o troqur I_]_; [ 3. lncpocione: o Alogarnento dos discos do aco LT; Ressaltos: Moderado. . aluna (limarl Excessivo» troque NÓTÁ: Ressalto: no cubo oa embreagem e na Campana causaria funcionamento irregular 4. Meca o Discm ot. - ucti o Diwm t1¡- 'rictiíu Fora da especiflrziçãn a» troque os discos ti¡- ucn a/ Du u¡ de Ii itzlçâu u mu¡ *Dllipdl É) OIICOU no Mai' Dow o¡ Ku Our-ru OI : nur-numa 3-28
  79. 79. INSPEÇÃO E REPAROS MOT "QL-s" i Cri 5. lnspocione' Prato de pressão 1 O-ring Haile pequena de acionamento *'37 Arruela de acionamento Arruela lisa Porca de trava @i Danificado -troque 010005 6. Meca: o Haste Ionqa de acionamentc Gire sob dois blocos v Acima ao limite de dcsvio--zroque , / Limite de desvio: ?N 0,5 mm (0,02 puH 7. Moça; fçqrfg* o Comprimento livre da rro-da da embrea- 35'- 'E 99"" ii MÊS ' Fora do especiiicadoí-troque as rno~ las que esteiam fora. v1' Mínimo comprimento livre da á moi: ae Ambyeagqm (j: ; 40,3 mm (1,587 poli TRANSM| SSÂO _ 1. Impecione: ,. *"ñ75 c Pino de encaixe do garfo da mudança 'A “~~ _ Pá. ? , o Hastes do garfo de mudança Q “fun-Ê” É' ¡'11! Aberto/ tortoigasto-u-! roque *é r. 19°” 2. lnspecione: o Canal: de mudanca do tramauiador f¡ A o Chapa wponora iatnral oo iramouiador _. -›-'apynÂF, __¡', -'*f~; r'fy"~ '° T: : i0 Chapa de retenção, clio cirvuiar, e limita. _lr 1*/ Í. : a 'sff f_ ao¡ g b Gattos/ 'danificados -n-troque a, _ * i 'p i _L _ V' ” ' áÍr' yÍÉAiAÍ* . ja . * 3-29
  80. 80. INSPEÇÃO e REPAROS 3. vermque: v Eixos guia oo: gado: "Rnlw 'sôbre uma superricie piana Emoenados J lloqgg 4 Mi-ça o Desvio dos euros de transmissão Coloüu--us entre pontas e utilizo o relógio QNYIDãIàÓOI. Fnra na PãüPClfllCñcãü-&IIQQUQ a Darvin máximo: 0,08 mm (0.0031 pol) 5 lnsoerionp- I Dentes das engrenfqgpm discoloração/ azui/ rcpiczidos/ 'çastos-»tro- que. a Ressalto: de engate Arrmandados/ icandura/ falta de peda- çm -Dlrunuw ¡. ... ,?_“ 6. Verifique: _ . ' i o Engate correto Gas engrenagens (caca uma) (para a parte contraria) Incorreto--Montc novamente. a Movimento das engrenagens Movimento brusca -p troque PESCADOR 1. lmpecionu_ a Mura dr retorno du eixo DariÍimrJu-piinqn» Õ Haste de mudança Daiiíficadollorlugnxir¡a-rrnque. PEDAL DE PARTIDA 'l IHVIHZHIDFÍ u Eixo dr partida Danihmdu/ 'gasrn . n. Home 2. Meca. o Mola de tensão do [NWÍAÍ fora oa esoecificacão_› [mum- Tonsão Normal 1p kg 12,2 lb) Não tenta dobrar a : viola 3-30
  81. 81. INSPEÇÃO E REPAROS MOT S; 3. Venhquo: o Dentes da cremamwa Bandicoot/ gastos . ... substitua o con' 1'* É b iunto 4 Maca' o Mo| a da roda da cremaíheira. Foram) espazifirjido-. substltua Comprbrnonto livro dl mola u¡ crsmnlhclrl Liin 'ne-do ouçam-e Normal 15.0 mm 10.591 pot¡ _i3ihãán 10.677 SAT ROLAMENTOS E RETENTORES 1. Insoeoone. o CorrosãoVdanificados-psubstitua o Lábio: dos retentores Danificadosfdesqasta -vsubstwlua NOTA Para retirar os rolamentos uílíwze um secador. Coloque um cake de madeira emoamo do saca- dor para não dannficar a carcaça. 2. Remova: o Rolamentos Remova rn ruiamnnlns num um xuuuzle, martelo Du prensa hvdráuiaca NOTA: Os rolamentos podem ser sacadas com mais *acl- Iidade se aauecermos antes as carcacas à . uma temperatura de 95°C ~12S“C (2097 -- 275W). Aaucca as pecas gradualmente, u-. .nize um ¡orno o Instalação: Vude (Montagem do motor 1 AFENÇÀD: ' O rotonmr de óleo do lado carmo do ¡uabre quom. na tampa duma do carter, deve sor mon tado com u placa cum orientada para o motor 331
  82. 82. rpg? L JL 332 MONTAGEM DO MOTOR E AJUSTE VIRABREOUIM E HASTE DO BALANCEADOR 0'» tm a: : q” oww' n- Lt um J . Joao do com do piulo 'TT- Anual¡ 9m: : ao puuo , T1 Tvavl ao Dlño do austin '13- Pmo do vlnonaunm 7'; Vlrnbrlouvm Ibouerool ; rs N70!" ? É Flotontov Brel¡ “7 Rnlnmnnln Rolamento do »mo de MI- rj' Bnlmcolro Vllabvrumm (Direitol li; Rclnmemn Rolamento com: vlsun munono mas. ~o. olss mm lomn «meu ! ou tampo do volamcmo Englanaoem lntarmediâun do btlanouuo Cubo d¡ engremgom lntnvmodiávil do bclancenp Engrlnnoenl ou blllmclnto MONTAGEM DO MOTOR E AJUSTE n touluucu vnuuuroulu ® 71.95 '- 75,00 m ! um *usa vou @l axa ~u. n m-I como "uma ! ou í” "s GNMMIQWÍPOU > | ® 0.4! mm lou-n¡ PDL! 0.30 *OCSMMIONÍÊ TEOÍGPOLI 0.2 “ll mn 611%¡ "Oñíí POLl 0.20 *OAS-nav-(OOÍZ "OJMIPOLI
  83. 83. MONTAGEM DO MOTOR E AJUSTE ATENÇÃO; Para proteger o vlrabmqulm do¡ ooulvais risco¡ ou para facilita¡ a montagem, aplique graxa nos lábios do¡ remontam o aplique oleo de motor nos volamenton. Ao insultar um an-l da tmn, certifique-sa que n borda com como vivo fique do lado oposto ao esforço aplicado, como na figura. 1_ Pegue: u Ferramentas para instalar o virabyeaulm (PIN 90890 - 01274 (Z) l e o espacaoor (PIN 90890 - 04081). 2. Instale: »a Virabrvquiln NOTA: Mantenha a biela no ponto morto central. com urna mão, gire a porca do puxador do vlrabre quim, com a outra, usar a ferramenta até que o vlrabrequlrrl encosta no fundo, contra o ! ola . -, , . _ entrara-ñ «g 7; mento. l , g - ' g L¡- ' ~ ›- l . . . L _ _ . f”, ' win_ 'Viña 'JD 3. Instale: b” “ "'37 . r 5%, - a Eixo primárioesecundário. i' 'p. .*<4›. ñ j) _ “ *à* 75° . f NOTA: "LF ~- T t¡ _ _ *as* a. : -$-a_›c_: ;r, ?*/ Ao ¡rutalar o eixo secundário preste cancela: 'q' _y «a» " atenção ao lábio do retentor. Rcoomcrlda-se utilizar um anel O nng no rebaixo do eixo (U Dara evitar danificar o retentor 4. Instale: o Trambulzrdor 5. Instale: a Garfos de engate 1,2 e 3 6. instale' 4 Balancelro. 3-33
  84. 84. 334 MOT i *g1 MONTAGEM oo MOTOR e AJUSTE NOTA; Ox HÚTWNHR nn¡ garfct da Yvambuladm ae veí rem a sequéncna de montagem d. : eauuwlta ; um 3 Ulfâllã ATENÇÃO: Cenlhüuew Que todos as pecas se movem per fevtamente, antes de rcmmlar o carcaça aum. do cano'. Vonhque se 90mm unstalados todos o- maus de trava. Lubnfuqun : :da engrenagem e rolamento com puumomo 7. Instale: _A o Guia da passagem do oleo u) o Pino guia da carcaça, CARTER '1 Aphque; o Loia yamaha n? 1215 190890 w 85505 (Em ambas partes do carter¡ 2. Instale: o P-lxro de óleo. o Tampa de pamgcm do óJeo 3 ! nsralaz o Laco Gitano do carter Iaoure o lado escuras¡ NOTA: o Recomenda~se trocar o Mtro de à ea Sci¡ pre que o motor for aberto O N50 901009 as suoerffcues usluad: : 'vn' n extremo do gurabrequnm o Utilnzc um numas mas'. :o r gozx» «n 'mmeme certificanao-se ; ue ambas . as -nw tades do carter estão fechando Lnmlrln- rmmeA
  85. 85. N; 4. instale. a Pamfuuos do carter S. Aperte: o Parafusos do carter ! usa à scquéncu n-sdicadab 6. Vcuhquc: o Movcmento livre do virabrequim e cámbso 7. Aplique: a Oleo, 4T no pino do virabnequnm e vou. mentos. BOMBA DE ÓLEO ATENÇÃO'. Aplique uma quantidade genero: d: Meo d¡ motor 4 T na passagens da bomba ue oleo no cana. Ou o motor podttá trawar É* à . l l _›_ _. ça. . 1._| nmle: 'a Anéis 0'R¡nq 2. Apuque: o Oleo 4 T nas passagens da bomba de mor no c alomcntacão. 3. Instaae: o Conjunto oa bomba ao óleo 4. Instale' o Enqrcnaqum oa bon-ua de o'eo. 3-35
  86. 86. Ç! MONTAGEM DO MOTOR E AJUSTE o) SE LETOR DE MARCHAS 1 Inualr' o Mota de 10H50 _ o Alavanca d¡ Inn (u) NÚTÂ; Durante a montagem verifique c marca do : eo memo do trambulador e na alavanca selctora/ 'ali nha-as 2. Trave: o Alavanca seletora Com ane! dp ! rm/ il rrrcular PEDAL DE PARTIDA E ENGHENAGEM lNTEFlMEDlARlA. 1 Inara! " a Canjumn dn peda¡ de partida. Para instalar gire ligeiramente o eixo do pedal para a es Guarda e engate a trava no seu encaixe 2 Insula- o Mola de retorno. 3. Instale_ o Anel do trava n Anuais lis. : o Engrenagem intermediária I Annals lim o Ane! de trava ENGRENAGEM MOTORA E MDVIDA DO BALANCEIRO. 1 Instabe: Amonizacor [engrenagem motora) Capas aos rotamomos ! ambos os lados# Chavera Engrenagem motora do baxanceador Eng_ Pnmári¡ Arruela Issa Arruma de trava Porca Anual¡ lisa (engrenagem rmvvda) Engrenagem movida Chavela Chapa da retenção Arruela de trava Porca.
  87. 87. ,Yf f É? '”* "7 P N¡ ' a. .. c_ ' _› í I ; M . “ x_ b Exmem duas marrns nunclonadas nns dentes das v¡ 'Ít , _. Ç É_ " _ . ' l engrenagem_ mnvula n mmnm, rln balancelro " ' aIInne-as durante a montagem TOROUE DE APERTO A-Engnncpm 2. Pavc: n Arruelas de trava Sempre utnlize nrruelas dc trava novas ALAVANCA DE A? *IAMENTO DA EMBREAGEM l, Instalar c Conlunto da a 3 2. Apefe. l' Pamluxu (lr-v Ajll', é Torque de . waste ¡, 1,2 mkg (12 Nml 337
  88. 88. MONTAGEM DO MOTOR E AJUSTE EMBREAGEM 1 Pnramao de regulagem 'É Haile de preulo Í' fuera M' Alnvwcc d: emuruwn: 3' Duco de modo ! me 'f' Fouíuso d¡ rezando 4 Ane: Jmnrnnnnur u' Anual¡ liu q' Olsco de no Reuenlov 5. Uuscn c¡ macia ¡g! ñolumvntu Z Armelu dc encosto Rain-nuno 5 comum: : c¡ arugranaqvm mmlrla Engrenngnm mmnu nrlmáril Liam do non rio (GWPVICICUIO Iwn d¡ nal¡ II) nun ! lã ; all l Luma d¡ ângulo rivais; OI_ ma. . # 12m mm loan: pel) v? 2 am mm «um uni) Liam do tmn-u do dia do : :o D2 mm I0.DOE pdl a m» no¡ . ... u, u h-lbl FHICTIÚN I'll WEA! ! LIMII -1 Zmmnl( amu; i2 213mm IC tamlp, l CLUYCN FLAT¡ l L' l WAFP LIMlT l 'U2 mv- lonun; .. »› I* _- n-. Aç a7 rum* 338
  89. 89. MONTAGEM DO MOTOR E AJUSTE MOT J "Êõr 1. Instale: o Engrenagem prlmlrla movwa a Campana da embreagem a Arruela de encosto n Cubo da ernoreagcm a Eixo de acionamento a Esfera. NOTA: Instale a campana girando a engrenagem mun- mediària de partida, a engrenagem onrnária mu- tora e n engrenagem da balanceador 2. Innale: o Arruela de trava ç contrapor: : 3. Apr-nv: l Contraporca da Campana Ferramenta especial (PIN 90890 - 01024) Torque da apena 7,0 mkg (70 Nm) 4. Trnve: o Armela de trava 5. Instale: o Discos dc fricção w Dnscos de aço. . AÍENGÀD: Entre o¡ dinm: de aço e ou de ! viação innnle os aneis de expansão Tenha especial : tnnçâb mm n diâmetro interno dos discos da modo, os cinza mm o diâmetro rmior, davam-ú) ser insukados por último Dim-tro Oumrdnde 1 Ímcrm D “Émm (4.57 wi) 113mm 1 23mm _ ! A115 pm¡ 10.1190" I 3-32'
  90. 90. MOT 53.7; MONTAGEM no MOTOR e ¡uusre 6. lrmalc: ç Placa de pressão de embreagem i1; NOTA: Minha . a marca da placa de pressão com a marca riu cubo da embumgnm 7_ Instale: o Mons e parafusos da embreagem, [51 8. Aperte: a parafusm da embreagem Torque de apt-no 0 0,3 mky (a Nm). 53% 9 Apmrv' t Ccmguulu da ungrenagem pnmària laÊháÊn NOTÀ: Para 'Ma' 3 cnnrcnaoem primária utilize um ua- no dobrado entre a engrenagem pnmarua motora e a engrenagem primároa mov-da Torque do aperto a 11,0rnkg('l10Nm¡ - r A_ ç. _ : F34 AJUSTE MECANICO DA EMBREAGEM r 1 Afmung. 4.'. 1': - v -“= '«a“7_37 * mag* ' f: “E>? E'3à. / I Cunha pnuta 2. Alinhe n Alavanca de acnonaxvnvrln m vmhrv-rgerv Give o paralusu da haste de regulagm até que o inicio do esforça na alavam: de acuonamento estara comcndindo com as marcas do carter e na alavanca. 3 Travc. o Contra porca Segure o parafuso de regulagem com a th» ve defenda 3-40

×