CBR600F 8. CABEÇOTE/VÁLVULAS
INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 8-1
DIAGNOSE DE DEFEITOS 8-3
COMPRESSÃO DO CILINDRO 8-4
REMOÇÃO DA ÁRV...
CBR600FCABEÇOTE/VÁLVULAS
8-0
10 N.m (1,0 kg.m)
20 N.m (2,0 kg.m)
12 N.m (1,2 kg.m)
12 N.m (1,2 kg.m)
48 N.m (4,8 kg.m)
12 ...
CBR600F
8-2
CABEÇOTE/VÁLVULAS
VALORES DE TORQUE
Parafuso do cabeçote 48 N.m (4,8 kg.m) Aplique óleo a base de bisulfeto de...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-3
DIAGNOSE DE DEFEITOS
Defeitos na parte superior do motor geralmente afetam o seu desempenho....
CBR600F
8-4
COMPRESSÃO DO CILINDRO
Aqueça o motor até a temperatura normal de funcionamento.
Desligue o motor, desacople u...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-5
REMOÇÃO DA ÁRVORE DE COMANDO
Remova a carenagem superior (pág. 2-6).
Desacople o conector do...
PARAFUSOS BUCHA
FERRAMENTA LIMITADORA
ENGRENAGENS DO COMANDO
PARAFUSOS
CBR600F
8-6
Remova os três parafusos de fixação e a...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-7
Solte e remova os parafusos do suporte da árvore de comando.
c
Remova os suportes e as árvor...
PARAFUSOS
SUPORTES
PLASTIGAUGE
CBR600F
8-8
MANCAIS DA ÁRVORE DE COMANDO
Meça o diâmetro externo de cada mancal.
Limite de ...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-9
TAMPA DA CORRENTE DO COMANDO
Verifique a tampa da corrente do comando se está danificada
ou ...
CABEÇOTE
PINOS GUIA
JUNTA
CBR600F
8-10
Desacople as mangueiras de água do cabeçote.
Desacople o conector do termosensor.
D...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-11
DESMONTAGEM DO CABEÇOTE
NOTA
Remova os tuchos e calços das válvulas.
Instale o protetor na ...
VÁLVULA
REMOVEDOR DA GUIA DE VÁLVULA
CBR600F
8-12
INSPEÇÃO
c
Remova os depósitos de carbono da câmara de combustão e
limpe...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-13
Meça e anote o diâmetro interno das guias das válvula.
Limite de Uso: Adm.: 4,04 mm
Esc.: 4...
EXTRATOR DE GUIA DE VÁLVULA
GUIA DE VÁLVULA
CBR600F
8-14
SUBSTITUIÇÃO DAS GUIAS DE VÁLVULA
Resfrie as guias das válvulas d...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-15
Deixe o cabeçote esfriar até chegar à temperatura ambiente e
retifique as novas guias das v...
RUGOSIDADES
CBR600F
8-16
Inspecione a altura do assento de válvula. A largura da sede da
válvula deve estar dentro do limi...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-17
Utilizando uma fresa de 32°; remova 1/4 do material da sede da
válvula.
Ferramentas:
Fresa ...
PROTETOR DO TUCHO DE VÁLVULA
MOLAS DE VÁLVULAS
CBR600F
8-18
Instale os assentos das molas externas e internas e o retentor...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-19
Instale o compressor e comprima as molas das válvulas.
a
NOTA
Instale as chavetas de válvul...
PORCA CEGA/ARRUELA DE VEDAÇÃO
PARAFUSOS, 6 mm
CBR600F
8-20
Acople o conector do termosensor.
Acople as mangueiras de água ...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-21
INSTALAÇÃO DA ÁRVORE DE COMANDO
Aplique óleo a base de bissulfeto de molibdênio nos tuchos ...
PARAFUSOS
CBR600F
8-22
Instale os suportes da árvore de comando.
Aplique óleo de motor nas roscas dos parafusos do suporte...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-23
Remova a ferramenta limitadora.
Instale a nova arruela e o parafuso de vedação do tensor da...
MARCA “UP”
CAPA DO SUPRESSOR
DE RUÍDOSTUBO DE RESPIRO
TAMPA DO CABEÇOTE MARCAS “᭝”
CBR600F
8-24
Aplique junta líquida na r...
CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS
8-25
NOTAS
INFORMAÇÕES GERAIS
COMO USAR ESTE MANUAL
Este manual descreve os procedimentos de serviço
para a motocicleta CBR600 modelo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Manual de serviço cbr600 f(1) (~1997) cabecote

635 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
635
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Manual de serviço cbr600 f(1) (~1997) cabecote

  1. 1. CBR600F 8. CABEÇOTE/VÁLVULAS INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 8-1 DIAGNOSE DE DEFEITOS 8-3 COMPRESSÃO DO CILINDRO 8-4 REMOÇÃO DA ÁRVORE DO COMANDO 8-5 REMOÇÃO DO CABEÇOTE 8-9 DESMONTAGEM DO CABEÇOTE 8-11 SUBSTITUIÇÃO DA GUIA DE VÁLVULA 8-14 INSPEÇÃO/RETÍFICA DO ASSENTO DE VÁLVULA 8-15 MONTAGEM DO CABEÇOTE 8-18 INSTALAÇÃO DO CABEÇOTE 8-19 INSTALAÇÃO DA ÁRVORE DE COMANDO 8-21 8-1 INFORMAÇÕES DE SERVIÇO INSTRUÇÕES GERAIS • Este capítulo descreve os procedimentos de serviço do cabeçote, válvulas e árvores de comando. Os reparos e serviços no cabeçote, nas válvulas e nas árvores de comando podem ser efetuados com o motor instalado no chassi. • Durante a desmontagem, anote e armazene as peças removidas para certificar-se que sejam reinstaladas em suas posições originais • Limpe todas as peças removidas com solvente de limpeza e seque -as com ar comprimido antes de inspecioná-las. • A lubrificação da árvore de comando é efetuada através das passagens de óleo localizadas no cabeçote. Limpe estas passagens antes de montar o cabeçote. • Tome cuidado para não danificar as superfícies de contato do cabeçote e da tampa do cabeçote quando desmontá-los. ESPECIFICAÇÕES 8 Item Padrão Limite de Uso Compressão do cilindro 1,275-1,314 kPa (13,0- – 13,4 kg/cm2 , 185-191 psi) Folga das válvulas Adm. 0,16±0,03 – Esc. 0,22±0,03 – Empenamento no topo do cabeçote – 0,10 Árvore de comando Altura dos ressaltos Adm. 36,140-36,380 36,11 Esc. 35,300-35,540 35,27 Empenamento – 0,05 Folga de óleo 0,02-0,062 0,10 Diâmetro externo dos mancais 23,959-23,980 24,955 Diâmetro interno do suporte do comando 24,000-24,021 – Válvulas/Guia das DE das hastes das válvulas Adm. 3,975-3,990 3,965 válvulas Esc. 3,965-3,980 3,955 DI das guias das válvulas Adm. 4,000-4,012 4,04 Esc. 4,000-4,012 4,04 Folga entre a guia e a haste Adm. 0,010-0,037 0,075 Esc. 0,020-0,047 0,085 Altura da extremidade da Adm. 13,1-13,3 – guia de válvula Esc. 11,3-11,5 – Largura da sede de válvula Adm./Esc. 0,9-1,1 1,5 Molas das válvulas Comprimento livre Int. 31,92 (FS/FT) 30,62 (FS/FT) (FS/FT) Ext. 35,36 (FS/FT) 33,86 (FS/FT) Mola das válvulas (FV) Comprimento livre Int/Ext 38,25 (FV) 37,05 (FV) Tucho de válvula Diâmetro externo 25,978-25,993 25,97 Diâmetro interno da cavidade 26,010-26,026 26,04
  2. 2. CBR600FCABEÇOTE/VÁLVULAS 8-0 10 N.m (1,0 kg.m) 20 N.m (2,0 kg.m) 12 N.m (1,2 kg.m) 12 N.m (1,2 kg.m) 48 N.m (4,8 kg.m) 12 N.m (1,2 kg.m)
  3. 3. CBR600F 8-2 CABEÇOTE/VÁLVULAS VALORES DE TORQUE Parafuso do cabeçote 48 N.m (4,8 kg.m) Aplique óleo a base de bisulfeto de molibdênio nas roscas. Vela de ignição 12 N.m (1,2 kg.m) Parafuso da tampa do cabeçote 10 N.m (1,0 kg.m) Parafuso do suporte do comando 12 N.m (1,2 kg.m) Aplique óleo nas roscas. Parafuso da placa de respiro da tampa do cabeçote 12 N.m (1,2 kg.m) Aplique trava química nas roscas. Prisioneiro do cabeçote 26 N.m (2,6 kg.m) Parafuso da engrenagem do comando 20 N.m (2,0 kg.m) Aplique trava química nas roscas. Parafuso de vedação do cabeçote 33 N.m (3,3 kg.m) Aplique junta líquida nas roscas. Junção da mangueira de água 25 N.m (2,5 kg.m) Junção de vácuo 2,5 N.m (0,25 kg.m) Porca cega do acionador do tensor do comando 12 N.m (1,2 kg.m) FERRAMENTAS Compressor da mola de válvula 07757-0010000 Adaptador do compressor de mola de válvula 07959-KM30101 Protetor do tucho de válvula 07HMG-MR70002 Alargador de guia de válvulas, 4 mm 07GMD-KT70100 Retificador de guia de válvula, 4,008 mm 07MMH-MV90100 Adaptador da guia de válvula 07743-0020000 Fresa de assento, 24,5 mm (Esc. 45°) 07780-0010100 Fresa de assento, 27,5 mm (Adm. 45°) 07780-0010200 Fresa de assento, 24 mm (Esc. 32°) 07780-0012500 Fresa de assento, 27 mm (Adm. 32°) 07780-0013300 Fresa de assento, 22 mm (Esc. 60°) 07780-0014202 Fresa de assento, 26 mm (Adm. 60°) 07780-0014500 Suporte para fresa de sede de válvula, 4,0 mm 07781-0010500 Adaptador do medidor de compressão 07RMJ-MY50100
  4. 4. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-3 DIAGNOSE DE DEFEITOS Defeitos na parte superior do motor geralmente afetam o seu desempenho. Isto pode ser diagnosticado através de um teste de compressão ou pela detecção de ruídos do motor utilizando um estetoscópio. Se o desempenho for insatisfatório em baixas rotações, verifique quanto a presença de fumaça branca no tubo de respiro do cárter. Se o tubo apresentar fumaça, verifique se os anéis do pistão estão engripados. Compressão muito baixa, partida difícil ou baixo desempenho em baixas rotações • Válvulas – Ajuste incorreto das válvulas – Válvulas queimadas ou empenadas – Sincronização das válvulas incorreta – Mola da válvula quebrada – Mola da válvula enfraquecida • Cabeçote – Vazamento ou junta do cabeçote danificada – Cabeçote empenado ou trincado – Vela de ignição solta • Compressão muito alta, superaquecimento ou "bate pino" Depósito excessivo de carvão no cabeçote ou na cabeça do pistão. Fumaça excessiva • Haste da válvula ou guia danificada • Vedador da haste danificado • Cilindro ou pistão defeituoso (Capítulo 11). Ruído excessivo • Corrente do comando solta, gasta ou danificada • Tensor da corrente do comando gasto ou danificado • Dentes da coroa do comando gastos • Folga da válvula incorreta • Válvula engripada ou mola da válvula quebrada • Cilindro ou pistão defeituoso (Capítulo 11) • Árvore de comando gasta ou danificada Marcha lenta irregular • Baixa compressão do cilindro
  5. 5. CBR600F 8-4 COMPRESSÃO DO CILINDRO Aqueça o motor até a temperatura normal de funcionamento. Desligue o motor, desacople um supressor de ruídos e uma vela de ignição. NOTA Posicione a transmissão em ponto morto e coloque o interruptor do motor na posição ON. Instale o medidor de compressão. Abra completamente o acelerador e acione o motor com o motor de partida. Ligue o motor até a leitura da compressão estabilizar. A leitura máxima é normalmente encontrada entre 4 a 7 segundos. Ferramentas: Adaptador do medidor de compressão 07RMJ-MY50100 Pressão de compressão: 1.275-1.314 kPa (13,0-13,4kg/m2 , 185-191 psi). Se a compressão estiver excessivamente alta indica que existe excesso de depósitos de carbono acumulado câmara de combustão e ou na cabeça do pistão. Se a compressão estiver excessivamente baixa, coloque uma pequena quantidade de óleo (3 a 5 cc) de óleo de motor limpo através do alojamento da vela de ignição e verifique novamente a compressão do cilindro. Verifique o cilindro, pistão e anéis do pistão caso a compressão diminuir. Verifique se existe vazamentos nas válvulas caso a compressão encontrada for a mesma com o procedimento anterior. Para medir a compressão de cada cilindro, remova somente uma vela de cada vez. CABEÇOTE/VÁLVULAS ADAPTADOR DO MEDIDOR DE COMPRESSÃOF E R R A M E N TA
  6. 6. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-5 REMOÇÃO DA ÁRVORE DE COMANDO Remova a carenagem superior (pág. 2-6). Desacople o conector do motor da ventoinha. Remova os parafusos de fixação do radiador. Solte a borracha do lado esquerdo superior do radiador da guia. Solte o gargalo de abastecimento do gancho. Puxe o radiador para baixo sem desconectar as mangueiras e fixe-o com pedaço de barbante. c Cuidado para não danificar as aletas do radiador. Desacople as capas das velas de ignição e o tubo de respiro. Remova os parafusos de fixação e a tampa do cabeçote. GANCHO RADIADOR TAMPA DO CABEÇOTE PARAFUSOS TUBO DE RESPIRO CAPAS DAS VELAS DE IGNIÇÃO PARAFUSOS BOCAL DE ABASTECIMENTO CONECTOR DO MOTOR DA VENTOINHA BORRACHA
  7. 7. PARAFUSOS BUCHA FERRAMENTA LIMITADORA ENGRENAGENS DO COMANDO PARAFUSOS CBR600F 8-6 Remova os três parafusos de fixação e a tampa da corrente do comando. Remova os parafusos, bucha e placa de fixação direita do motor. Remova o parafuso e arruela de vedação do tensor da corrente do comando. Gire completamente o eixo do tensor (no sentido horário) e prenda-o com a ferramenta limitadora. Esta ferramenta pode ser facilmente produzida com um pedaço de aço fino (1 mm de espessura) utilizando as dimensões abaixo: NOTA Remova os parafusos da engrenagem do comando. Gire a árvore de manivelas uma volta (360°) no sentido horário e remova os outros parafusos e a engrenagem do comando. • Cuidado para não deixar os parafusos e as engrenagens do comando cairem no interior da carcaça do motor. • Após a remoção da corrente do comando da engrenagem, suspenda-a com um pedaço de arame. CABEÇOTE/VÁLVULAS PARAFUSOS PLACA DE FIXAÇÃO TAMPA DA CORRENTE PARAFUSO/ ARRUELA DE VEDAÇÃO EIXO DO TENSOR ESPESSURA DO MATERIAL: 1,0 mm 15 mm 19 mm 3 mm 15 mm 8,5 mm 4,5 mm
  8. 8. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-7 Solte e remova os parafusos do suporte da árvore de comando. c Remova os suportes e as árvores de comando. Solte os parafusos do lado externo para o lado interno de forma cruzada e em várias etapas. INSPEÇÃO Superfície dos mancais da árvore de comando. Inspecione a superfície dos mancais da árvore de comando no cabeçote, verificando se há presença de riscos, ranhuras ou marcas de superaquecimento que evidenciem falta de lubrificação. Empenamento da árvore de comando Apóie as extremidades da árvore de comando sobre dois blocos em V e verifique o empenamento com um relógio comparador. Limite de Uso: 0,05 mm Altura dos ressaltos da árvore de comando Meça a altura dos ressaltos da árvore de comando com um micrômetro. Limite de Uso: Adm.: 36,11 mm Esc.: 35,27 mm ÁRVORE DO COMANDO ALTURA DO RESSALTO: SUPORTES ÁRVORES DE COMANDO MANCAL DO COMANDO PARAFUSOS
  9. 9. PARAFUSOS SUPORTES PLASTIGAUGE CBR600F 8-8 MANCAIS DA ÁRVORE DE COMANDO Meça o diâmetro externo de cada mancal. Limite de Uso: 24,955 mm FOLGA ENTRE ÁRVORE DO COMANDO E MANCAL Limpe todo o óleo dos mancais da árvore de comando. Aplique uma tira de plastigauge sobre a largura total da parte superior de cada um dos mancais da árvore de comando. NOTA • Evite que o plastigauge seja colocado sobre os furos de passagem de óleo. • Enquanto estiver usando o plastigauge não gire a árvore de comando. Aplique óleo nas roscas dos parafusos do suporte da árvore de comando. Instale cuidadosamente os suportes da árvore do comando e aperte os parafusos (pág. 8-22). TORQUE: 12 N.m (1,2 kg.m) Remova os suportes da árvore do comando e meça a largura de cada plastigauge. A largura maior determina a folga entre a árvore de comando e o mancal. Limite de Uso: 0,1 mm Quando os limites de uso forem ultrapassados, substitua a árvore de comando e verifique novamente a folga entre a árvore do comando e o mancal. Substitua o cabeçote e os suportes da árvore de comando se a folga continuar exceder o limite de uso. CABEÇOTE/VÁLVULAS ÁRVORE DO COMANDO PLASTIGAUGE D.E. DO MANCAL
  10. 10. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-9 TAMPA DA CORRENTE DO COMANDO Verifique a tampa da corrente do comando se está danificada ou gasta. Substitua-a se o desgaste for excessivo. REMOÇÃO DO CABEÇOTE Remova o sistema de escapamento (pág. 2-11). Remova o carburador (pág. 5-5). Remova o radiador (pág. 6-8). Remova o termostato (pág. 6-6). Remova a válvula de controle PAIR (somente para os modelos SW, AR pág. 5-30). Remova os parafusos 6 mm do cabeçote. Remova a porca cega e a arruela de vedação. Remova a guia do tensor da corrente do comando. PORCA CEGA/ARRUELA DE VEDAÇÃO GUIA DO TENSOR DA CORRENTE DO COMANDO PARAFUSOS 6 mm TAMPA DA CORRENTE DO COMANDO
  11. 11. CABEÇOTE PINOS GUIA JUNTA CBR600F 8-10 Desacople as mangueiras de água do cabeçote. Desacople o conector do termosensor. Desconecte o tubo da válvula de controle PAIR do cabeçote (Somente tipos SW e AR). Solte os parafusos internos e externos do cabeçote de maneira cruzada em várias etapas. Remova os parafusos do cabeçote. Remova o cabeçote. Suspenda a corrente do comando com um pedaço de fio ou arame para evitar sua queda dentro do motor. Remova a junta do cabeçote e os pinos guias. CABEÇOTE/VÁLVULAS MANGUEIRAS DE ÁGUA PARAFUSOS CONECTOR
  12. 12. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-11 DESMONTAGEM DO CABEÇOTE NOTA Remova os tuchos e calços das válvulas. Instale o protetor na superfície deslizante do tucho de válvula. Ferramenta: Protetor do tucho de válvula: 07HMG-MR70002 Anote a posição de cada peça desmontada para garantir uma montagem em sua posição inicial. Instale o compressor e comprima a mola de válvula. c Remova as chavetas das válvulas. Ferramenta: Adaptador do compressor de mola de válvula: 07959-KM30101 Compressor da mola de válvula: 07757-0010000 Não comprima mais do que o necessário para evitar perda de tensão das molas das válvulas. Remova o compressor de mola de válvula, em seguida remova os retentores, molas e válvulas. Remova os retentores das hastes, assentos das molas internas e externas, se necessário. Não reutilize o retentor da haste de válvula removido. ADAPTADOR DO COMPRESSOR DE MOLA DE VÁLVULA RETENTOR RETENTOR DA HASTE DE VÁLVULA COMPRESSOR DA MOLA DE VÁLVULA PROTETOR DO TUCHO DE VÁLVULA CHAVETAS MOLAS VÁLVULA ASSENTO DA MOLA EXTERNA ASSENTO DA MOLA INTERNA F E R R A M E N TA F E R R A M E N TA F E R R A M E N TA
  13. 13. VÁLVULA REMOVEDOR DA GUIA DE VÁLVULA CBR600F 8-12 INSPEÇÃO c Remova os depósitos de carbono da câmara de combustão e limpe as superfícies da junta do cabeçote. CABEÇOTE Verifique os alojamentos da vela de ignição e áreas das válvulas se estão rachadas. Verfique o empenamento da superfície do cabeçote com uma régua e um cálibre de lâminas. Evite danificar a junta e superfícies de assento de válvula. Limite de uso: 0,1 mm MOLA DE VÁLVULA Meça o comprimento livre das molas internas e externas das válvulas. Limite de Uso: Interna: 30,62 mm Externa: 33,86 mm FOLGA ENTRE A HASTE E A GUIA DE VÁLVULA. Inspecione cada válvula se estão tortas, queimadas, arranhadas ou com desgaste anormal. Insira cada válvula em suas posições originais no cabeçote. Verifique o movimento silencioso e certifique-se de que não está prendendo. Meça o diâmetro externo de cada haste de válvula e registre-o. Limite de Uso: Adm.: 3,965 mm Esc.: 3,955 mm Retifique a guia de válvula para remover os resíduos de carbono antes de medir a guia de válvula. Instale o retificador pelo lado da árvore de comando e gire-o sempre no sentido horário. Ferramenta: Retificador de Guia de Válvula, 4,008 mm: 07MMH-MV90100 CABEÇOTE/VÁLVULAS MOLA EXTERNA MOLA INTERNA F E R R A M E N TA
  14. 14. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-13 Meça e anote o diâmetro interno das guias das válvula. Limite de Uso: Adm.: 4,04 mm Esc.: 4,04 mm Calcule a folga entre a guia e a haste, subtraindo o diâmetro interno da guia do diâmetro externo da haste da válvula correspondente. Limite de Uso: Adm.: 0,075 mm Esc.: 0,085 mm Se a folga exceder o limite de uso, verifique se com uma nova guia de dimensões padrões, a folga ficaria abaixo do limite. Se isto ocorrer, substitua as guias que forem necessárias. Se a folga ainda, exceder o limite de uso, substitua também as válvulas. NOTA As sedes das válvulas devem ser recondicionadas sempre que as guias forem substituídas (pág. 8-14). GUIA DO TENSOR DA CORRENTE DO COMANDO Verifique a guia do tensor da corrente do comando se está gasto ou danificado. Verifique se a articulação não está prendendo durante o movimento. Substitua-o se estiver excessivamente gasto ou com movimentos irregulares. TUCHO DE VÁLVULA Verifique cada tucho de válvula se estão riscados ou com desgaste anormal. Meça o diâmetro externo de cada tucho de válvula. Limite de Uso: 25,97 mm Cavidade do tucho de válvula Inspecione as cavidades dos tuchos das válvulas se estão riscados ou com desgaste anormal. Meça o diâmetro interno da cavidade dos tuchos de válvula. Limite de Uso: 26,04 mm GUIA DO TENSOR TUCHO DE VÁLVULA
  15. 15. EXTRATOR DE GUIA DE VÁLVULA GUIA DE VÁLVULA CBR600F 8-14 SUBSTITUIÇÃO DAS GUIAS DE VÁLVULA Resfrie as guias das válvulas deixando-as em um congelador aproximadamente uma hora. c Aqueça o cabeçote até 130°C-140°C com uma placa aquecida ou um forno. Não aqueça o cabeçote mais do que 150°C. Use hastes indicadoras de temperatura, para certificar-se de que o cabeçote foi aquecido até atingir a temperatura apropriada. Use luvas de proteção para evitar queimaduras ao manusear o cabeçote aquecido. a Apóie o cabeçote e remova as guias antigas pelo lado da câmara de combustão do cabeçote. Ferramenta: Removedor da guia de válvula , 4 mm 07GMD-KT70100 O uso de maçaricos para aquecer o cabeçote pode causar o empenamento. a Ajuste a altura exposta da guia de válvulas. Ferramenta: Removedor da Guia de Válvula: 07743-0020000 Veirfique a altura da extremidade exposta da guia de válvula. Adm.: 13,1-13,3 mm Esc,: 11,3-11,5 mm Evite danificar o cabeçote ao extrair a guia de válvulas. Instale a guia nova pelo lado da árvore de comando enquanto o cabeçote estiver aquecido. CABEÇOTE/VÁLVULAS EXTRATOR DE GUIA DE VÁLVULA ALTURA DA EXTREMIDADE EXPOSTA DA GUIA DE VÁLVULA F E R R A M E N TA F E R R A M E N TA
  16. 16. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-15 Deixe o cabeçote esfriar até chegar à temperatura ambiente e retifique as novas guias das válvulas. Ferramenta: Alargador de guia de válvulas, 4,008 mm 07MMH-MV90100 Para retificar as guias novas, instale o alargador pelo lado da câmara de combustão. NOTA • Tome cuidado para não deixar o alargador inclinar-se enquanto estiver retificando a guia da válvula. Se o alargador for inclinado, válvula será retificada com inclinação e provocará vazamento de óleo pelo retentor da haste da válvula e assentamento irregular da válvula na sua sede o que pode resultar em impossibilidade de retificar a sede da válvula. • Aplique óleo de corte no alargador durante esta operação. • Gire o alargador sempre em sentido horário, nunca em sentido anti-horário ao instalar e remover o alargador. Retifique o assento das válvulas e limpe o cabeçote completamente para retirar quaisquer particulas metálicas. INSPEÇÃO/RETÍFICA DA SEDE DE VÁLVULAS Limpe completamente todas as válvulas de admissão e escape para remover os depósitos de carvão. Aplique uma leve camada de azul da Prússia sobre as faces da válvula. NOTA Retire a válvula e inspecione a sede da válvula. A largura da sede da válvula deve estar dentro do limite especificado e deverá estar uniforme em toda a circunferência. Se a largura da sede da válvula não estiver dentro do limite especificado. Substitua a válvula. Pressione a válvula contra a sede da válvula várias vezes com o dedo, sem girar a válvula, para verificar se a faixa de assentamento da válvula está correta. Inspecione os seguintes pontos da face de assentamento da válvula: • Largura da face de assentamento irregular: – Haste da válvula torta ou quebrada: Substitua a válvula e retifique a sede da válvula. • Face danificada: – Substitua a válvula e retifique a sede da válvula. • Área de contato (muito alta ou muita baixa). – Retifique a sede da válvula. LARGURA DA FACE DE ASSENTAMENTO IRREGULAR FACE DANIFICADA MUITO BAIXO MUITO ALTO ALARGADOR DE GUIA DE VÁLVULA F E R R A M E N TA
  17. 17. RUGOSIDADES CBR600F 8-16 Inspecione a altura do assento de válvula. A largura da sede da válvula deve estar dentro do limite especificado e deverá estar uniforme em toda circunferência. Padrão: 0,9-1,1 mm Limite de uso: 1,5 mm Se a largura da sede da válvula não estiver dentro do limite especificado, retifique a sede de válvula. RETÍFICA DA SEDE DA VÁLVULA NOTA • Siga as instruções de uso do retificador fornecidas pelo fabricante. • Retifique a sede da válvula sempre que a guia da válvula for substituída. • Tome cuidado para não remover o material da sede mais do que o necessário. Se a área de contato estiver muito alta na válvula, a sede da válvula deverá ser rebaixada usando-se uma fresa plana de 32°. Se a área de contato estiver muito baixa na válvula, a sede deverá ser retificada usando-se uma fresa interna de 60°. Dê o passe final na sede, usando uma fresa de acabamento de 45°, para obter a largura da sede especificada. Com uma fresa de 45°, remova as asperezas ou irregularidades da sede da válvula. Ferramentas: Fresa de assento, 27,5 mm (Adm. 45°) 07780-0010200 Fresa de assento, 24,5 mm (Esc. 45°) 07780-0010100 Suporte para fresa de sede de válvula, 4,0 mm 07781-0010500 CABEÇOTE/VÁLVULAS ALTURA ANTERIOR DA SEDE ALTURA ANTERIOR DA SEDE ÁREA DE CONTATO MUITO ALTO ÁREA DE CONTATO MUITO BAIXO
  18. 18. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-17 Utilizando uma fresa de 32°; remova 1/4 do material da sede da válvula. Ferramentas: Fresa de assento, 27 mm (Adm. 32°) 07780-0013300 Fresa de assento, 24 mm (Esc. 32°) 07780-0012500 Suporte para fresa de assento, 4 mm 07781-0010500 Use a fresa de 60° para remover 1/4 do material da base da sede. Ferramentas: Fresa de assento, 26 mm (Adm. 60°) 07780-0014500 Fresa assento, 22 mm (Esc. 60°) 07780-0014202 Suporte para fresa de assento, 4 mm 07781-0010500 Dê o passe final utilizando a fresa de 45° até obter a largura correta da sede. Remova a fresa e certifique-se de que toda corrosão e irregularidades foram removidas. c Depois de retificar a sede, aplique uma camada de pasta abrasiva na face de assentamento da válvula e gire a válvula com uma leve pressão contra a sede. Terminada a retífica, limpe os resíduos de pasta abrasiva do cabeçote e da válvula. Verifique novamente a área de contato da sede da válvula. • A pressão excessiva para girar a válvula pode deformar ou danificar a sede da válvula. • Mude o ângulo do cabo com ventosa freqüentemente para evitar desgaste irregular da sede da válvula. • A pasta abrasiva pode causar danos se penetrar entre a haste da válvula e a guia. LARGURA ANTERIOR DA SEDE LARGURA ANTERIOR DA SEDE 0,90-1,10 mm
  19. 19. PROTETOR DO TUCHO DE VÁLVULA MOLAS DE VÁLVULAS CBR600F 8-18 Instale os assentos das molas externas e internas e o retentor da haste de válvula novo. Instale o protetor do tucho de válvula. Ferramenta: Protetor do Tucho de Válvula 07HMG-MR70002 Lubrifique cada haste da válvula com graxa a base de bissulfeto de molibdênio diluído com óleo e coloque a válvula na guia. Gire a válvula lentamente durante a instalação para evitar danos no retentor de óleo da haste. Instale as molas das válvulas e travas. Instale a mola das válvulas com os elos mais próximos voltados para o cabeçote. CABEÇOTE/VÁLVULAS MONTAGEM DO CABEÇOTE TUCHO DE VÁLVULA RETENTOR DE VÁLVULA MOLA INTERNA DA VÁLVULA MOLA EXTERNA DA VÁLVULA RETENTOR DA HASTE DE VÁLVULA ASSENTO DA MOLA INTERNA ASSENTO DA MOLA EXTERNA VÁLVULA DE ESCAPAMENTO GUIA DE VÁLVULA CALÇO DE VÁLVULA CHAVETA DE VÁLVULA VELA DE IGNIÇÃO VÁLVULA DE ADMISSÃO F E R R A M E N TA
  20. 20. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-19 Instale o compressor e comprima as molas das válvulas. a NOTA Instale as chavetas de válvula. Aplique graxa nas chavetas afim de facilitar a sua instalação. Não comprima as molas das válvulas mais do que o necessário para evitar a perda da tensão das molas. Ferramenta: Adaptador do compressor de mola de válvula 07959-KM30101 Compressor de mola de válvua 07757-0010000 NOTA Bata levemente nas hastes das válvulas com um martelo de plástico para firmar as travas das válvulas. Apóie o cabeçote sobre um suporte de modo a deixá-lo afastado da bancada para prevenir danos nas válvulas. INSTALAÇÃO DO CABEÇOTE Limpe todo material das superfícies de contato do cilindro. Instale os pinos guia e a junta nova. Instale o cabeçote no cilindro. Aplique uma solução de óleo a base de molibdênio nas roscas do parafuso do cabeçote e superfície de contato. Instale e aperte os parafusos do cabeçote de forma cruzada em 2-3 etapas. TORQUE: 48 N.m (4,8 kg.m) PINOS GUIA JUNTA PARAFUSOS ADAPTADOR DO COMPRESSOR DE MOLA DE VÁLVULA COMPRESSOR DE MOLA DE VÁLVULA CHAVETAS NOVA OILMo F E R R A M E N TA F E R R A M E N TA
  21. 21. PORCA CEGA/ARRUELA DE VEDAÇÃO PARAFUSOS, 6 mm CBR600F 8-20 Acople o conector do termosensor. Acople as mangueiras de água no cabeçote. Instale a guia do tensor da corrente do comando. Instale a arruela de vedação e a porca cega. TORQUE: 12 N.m (1,2 kg.m) Instale os parafusos 6 mm do cabeçote. Instale a válvula de controle PAIR (Somente tipos SW, AR: pág. 5-30). Instale o termostato (pág. 6-7). Instale o radiador (pág. 6-8). Instale o carburador (pág. 5-19). Instale o sistema de escapamento (pág. 2-11). CABEÇOTE/VÁLVULAS MANGUEIRAS DE ÁGUA GUIA DO TENSOR CONECTOR
  22. 22. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-21 INSTALAÇÃO DA ÁRVORE DE COMANDO Aplique óleo a base de bissulfeto de molibdênio nos tuchos de válvulas. Instale os calços e tuchos de válvulas. Alinhe a marca “T” (marca gravada) com as marcas de referência da tampa do rotor de pulsos de ignição girando a árvore de manivelas no sentido horário. Aplique óleo a base de bissulfeto de molibdênio (uma mistura de 50% de óleo de motor e 50% de graxa a base de bissulfeto de molibdênio) nos mancais e suportes da árvore de comando do cabeçote. Instale as árvores de comando no cabeçote com os ressaltos do cilindro nº 1 voltada para cima conforme mostrado. NOTA Aplique óleo a base de bissulfeto de molibdênio nos ressaltos e mancais da árvore de comando. Instale as árvores de comando em seus respectivos lados. As árvores de comando são identificadas com a marca “IN” para o lado de admissão e “EX” para o lado de escapamento. ÁRVORE DE COMANDO DE ESCAPAMENTO MARCAS DE IDENTIFICAÇÃO ÁRVORE DE COMANDO DE ADMISSÃO CALÇO MARCA “T” MARCA DE REFERÊNCIA TUCHO DE VÁLVULA OILMo OILMo
  23. 23. PARAFUSOS CBR600F 8-22 Instale os suportes da árvore de comando. Aplique óleo de motor nas roscas dos parafusos do suporte da árvore do comando. Instale os parafusos compridos nos furos externos e os parafusos curtos nos furos internos e aperte os parafusos do suporte da árvore de comando na ordem crescente conforme os números gravados nos suportes de forma cruzada em 2 ou 3 etapas. TORQUE: 12 N.m (1,2 kg.m) c Não aperte todos os parafusos do suporte da árvore de comando ao mesmo tempo. Se os parafusos de um mesmo lado do suporte da árvore de comando forem apertados excessivamente poderá travar o suporte. Certifique-se de que a marca “T” (marca gravada) está alinhada com as marcas de referência da tampa do rotor do gerador de pulsos da ignição. Instale a corrente de comando sobre as engrenagens. Instale as engrenagens do comando na flange do eixo com as marcas de referência das engrenagens alinhadas com a superfície superior do cabeçote, uma de cada lado. NOTA Antes de apertar os parafusos, limpe as roscas do parafuso e os furos das engrenagens do comando. Aplique trava química nas roscas dos dois parafusos e aperte- os fracamente. Gire a árvore de manivelas no sentido horário 1/2 volta (180°) e aperte os outros dois parafusos com o torque especificado. TORQUE: 20 N.m (2,0 kg.m) Instale cada engrenagem em suas respectivas árvores de comando. Cada engrenagem de comando tem uma marca de identificação. O lado de admissão está indicada com a marca “IN” e o lado de escapamento está indicado com a marca “EX”. Gire a árvore de manivelas no sentido horário 1/2 volta (180°) e aperte os dois primeiros parafusos com o torque especificado. Instale a tampa da corrente do comando e fixe-a com os parafusos. CABEÇOTE/VÁLVULAS MARCA “T” MARCA DE IDENTIFICAÇÃO SUPORTES DA ÁRVORE DE COMANDO PARAFUSOS MARCAS DE REFERÊNCIA DO PONTO PARAFUSO ÓLEO TAMPA DA CORRENTE DO COMANDO TRAVA
  24. 24. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-23 Remova a ferramenta limitadora. Instale a nova arruela e o parafuso de vedação do tensor da corrente de comando. Aperte o parafuso de fixação firmemente. Certifique-se de que as marcas de referência da engrenagem do comando estão alinhadas com a extremidade da superfície do cabeçote. Instale a placa suporte direita do motor e a bucha. Instale os parafusos da placa suporte e aperte-os firmemente. TORQUE: Parafuso 10 mm: 45 N.m (4,5 kg.m) Caso houver necessidade de remover a placa do respiro da tampa do cabeçote, substitua a junta por uma nova. Aplique trava química nas roscas e aperte os parafusos da placa de respiro. TORQUE: 12 N.m (1,2 kg.m) Aplique adesivo Honda Bond A ou equivalente nas ranhuras da tampa do cabeçote. Instale a guarnição na ranhura da tampa. PLACA DE FIXAÇÃO DIREITA DO MOTOR PARAFUSOS JUNTA PLACA DE RESPIRO TAMPA DO CABEÇOTE GUARNIÇÃO TENSOR DA CORRENTE DE COMANDO PARAFUSOS BUCHA PARAFUSOS ARRUELA DE VEDAÇÃO NOVA NOVA TRAVA
  25. 25. MARCA “UP” CAPA DO SUPRESSOR DE RUÍDOSTUBO DE RESPIRO TAMPA DO CABEÇOTE MARCAS “᭝” CBR600F 8-24 Aplique junta líquida na ranhura semi-circular do cabeçote conforme mostrado. Instale a tampa no cabeçote. NOTA Instale a arruela de vedação nova com a marca “UP” voltada para cima. Certifique-se de que a junta esta assentada corretamente, especialmente na região ao redor do alojamento da vela de ignição. Instale e aperte os parafusos da tampa do cabeçote em 2-3 etapas. NOTA TORQUE: 10 N.m (1,0 kg.m) Acople os supressores de ruído e o tubo de respiro. Instale a tampa do rotor do gerador de pulsos de ignição (pág. 3-10). Aperte primeiramente os parafusos identificados com a marca “᭝” gravada na lateral. CABEÇOTE/VÁLVULAS RANHURA SEMI-CIRCULAR PARAFUSOS JUNTA
  26. 26. CBR600F CABEÇOTE/VÁLVULAS 8-25 NOTAS
  27. 27. INFORMAÇÕES GERAIS COMO USAR ESTE MANUAL Este manual descreve os procedimentos de serviço para a motocicleta CBR600 modelos (FS 95), (FT 96) e (FV 97). Siga as recomendações da Tabela de Manutenção (Capítulo 3) para assegurar que o veículo esteja em perfeitas condições de funcionamento. A realização da primeira manutenção programada é extremamente importante. O desgaste inicial que ocorre durante o período de amaciamento será compensado. Os capítulos 1 e 3 aplicam-se para toda a motocicleta. Os capítulo 4 a 19 descrevem as peças da motocicleta, agrupadas de acordo com sua localização. Encontre o capítulo desejado nesta página e consulte a tabela de índice na primeira página do capítulo. A maioria dos capítulos apresenta inicialmente a ilustração de um conjunto ou sistema, informações de serviço e diagnose de defeitos para aquele capítulo. As páginas seguintes apresentam procedimentos detalhados. Se não houver conhecimento sobre a causa do problema, consulte o capítulo 20 "Diagnose de Defeitos". MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA. Departamento de Serviços Pós-Venda Setor de Publicações Técnicas TODAS AS INFORMAÇÕES, ILUSTRAÇÕES, INSTRUÇÕES E ESPECIFICAÇÕES INCLUÍDAS NESTA PUBLICAÇÃO SÃO BASEADAS NAS INFORMAÇÕES MAIS RECENTES DISPONÍVEIS NA OCASIÃO DA APROVAÇÃO DA IMPRESSÃO DO MANUAL. A MOTO HONDA DA AMAZÔNIA LTDA SE RESERVA O DIREITO DE ALTERAR AS CARACTERÍSTICAS DA MOTOCICLETA A QUALQUER MOMENTO E SEM PRÉVIO AVISO, NÃO INCORRENDO, ASSIM, EM OBRIGAÇÕES DE QUALQUER ESPÉCIE. NENHUMA PARTE DESTA PUBLICAÇÃO PODE SER REPRODUZIDA SEM AVISO PRÉVIO. ESTE MANUAL FOI ELABORADO PARA PESSOAS QUE TENHAM CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE A MANUTENÇÃO DAS MOTOS HONDA. ÍNDICE GERAL INFORMAÇÕES GERAIS 1 AGREGADOS DO CHASSI/ESCAPAMENTO 2 MANUTENÇÃO 3 SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO 4 SISTEMA DE COMBUSTÍVEL 5 SISTEMA DE ARREFECIMENTO 6 REMOÇÃO/INSTALAÇÃO DO MOTOR 7 CABEÇOTE/VÁLVULAS 8 EMBREAGEM/SELETOR DE MARCHAS 9 CARCAÇA DO MOTOR/TRANSMISSÃO 10 CILINDRO/PISTÃO/ÁRVORE DE MANIVELAS 11 RODA DIANTEIRA/SUSPENSÃO/ SISTEMA DE DIREÇÃO 12 RODA TRASEIRA/SUSPENSÃO 13 FREIO HIDRÁULICO 14 SISTEMA DE CARGA/ALTERNADOR 15 SISTEMA DE IGNIÇÃO 16 MOTOR DE PARTIDA/ EMBREAGEM DE PARTIDA 17 INSTRUMENTOS/INTERRUPTORES SISTEMA ELÉTRICO CHASSIMOTORETRANSMISSÃO 18 DIAGRAMA ELÉTRICO 19 DIAGNOSE DE DEFEITOS 20

×