Lentes & defeitos da visão.

6.537 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.537
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
219
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lentes & defeitos da visão.

  1. 1. O que será que uma máquina fotográficatem em comum com um microscópio, umprojetor de filmes de cinema, um óculos, umbinóculos, uma luneta, um retroprojetoretc... ???
  2. 2.  É claro que você já deve ter sacado a resposta.Todos eles funcionam por causa das lentes quepossuem, e o assunto deste trabalho é exatamenteeste. Vamos entender um pouco como elasfuncionam.
  3. 3. Imagine se não existisse nada que fosse capaz de aumentarou diminuir o tamanho das imagens dos objetos. Afotografia de uma pessoa, por exemplo, teria o mesmotamanho da pessoa. Imagine o tamanho da máquinafotográfica necessária para isso !!! Por outro lado, nãopoderíamos enxergar coisas muito pequenas através domicroscópio, pois este não iria nos fornecer uma imagemmaior do objeto observado. O microscópio neste caso nãoserviria para muita coisa.
  4. 4. Mas elas existem, felizmente, e por causa dissopodemos ir ao cinema, tirar fotografias, assistirtelevisão, enxergar melhor (para quem usaóculos), observar coisas pequenas através dosmicroscópios, ver a lua de pertinho (com umaluneta) etc...
  5. 5. Vamos então observar alguns tipos de lentesusadas por ai. Inicialmente iremos dividi-las emduas partes: lentes de bordas finas e lentes debordas grossas
  6. 6. LENTES BORDAS FINAS:BiconvexaPlano-convexaCôncavo convexaLENTES BORDAS GROSSAS:BicôncavaPlano-côncavaConvexo-côncava
  7. 7.  Estas lentes podem ser convergentes oudivergentes, dependendo do que acontece coma luz quando esta passa por ela.
  8. 8. As lentes ditas convergentes concentram osraios de luz, enquanto as lentes divergentesespalham estes raios de luz. Você verá nasanimações abaixo como isso acontece.
  9. 9. Neste caso, os raios também chegam formando umângulo de 90º com a lente, mas como ela é divergente, iráespalhá-los. Mas repare que se você prolongar para trásos raios que atravessaram a lente, eles irão se cruzamem um ponto, que será chamado de foco imagem.
  10. 10. Os raios de luz chegam formando um ângulo de 90º com alente. Como a lente é do tipo convergente, ela iráconcentrá-los em um ponto, que iremos chamar de focoimagem. Note que aqui os raios de luz atravessam a lentee convergem para o foco imagem.
  11. 11. Vamos ver agora como fica anomenclatura usada para aslentes:
  12. 12. Para localizarmos graficamente as imagens formadas apartir de uma lente, usaremos a combinação de trêsraios ‘’mágicos’’.1. Um raio paralelo ao eixo central, que depois derefratado pela lente passa pelo ponto focal F’.2. Um raio que passa pelo ponto focal F e depois derefratado se torna paralelo ao eixo central.3. Um raio que passa pelo centro da lente, emerge dalente sem mudar de direção, pois atravessa uma regiãoem que os dois lados são praticamente paralelos.
  13. 13. Fi - foco imagemAi - ponto antiprincipal imagemFo - foco objetoAo - ponto antiprincipal objetoO - centro óptico da lente
  14. 14.  A imagem do ponto fica na interseção de doisraios escolhidos. Para determinar a imagem doobjeto completo, basta encontrar a localizaçãode dois ou mais dos seus pontos. As equações das lentes esféricas são:
  15. 15. Um dos mais importantes entre os cinco sentidoshumanos é a visão. Ela nos permite a percepção domundo com todas as suas formas e cores.
  16. 16. Didaticamente, dividimos o olho humano em:Cristalino: Parte frontal do olho que funciona comouma lente convergente, do tipo biconvexa.Pupila: comporta-se como um diafragma, controlandoa quantidade de luz que penetra no olho.Retina: é a parte sensível à luz, onde são projetadas asimagens formadas pelo cristalino e enviadas ao cérebro.Músculos ciliares: comprimem convenientemente ocristalino, alterando a distância focal.
  17. 17. O olho humano pode apresentar algumasanormalidades que levam a dificuldades deenxergar em algumas situações.Essas anormalidades podem ser: Miopia,Hipermetropia, Astigmatismo, Presbiopia eEstrabismo.
  18. 18. É uma anomalia da visão que consiste emum alongamento do globo ocular.Nesse caso há um afastamento da retina emrelação ao cristalino, fazendo que a imagemseja formada antes da retina, tornando-a nãonítida.Para o míope, o ponto próximo (ou remoto),que é o ponto onde a imagem é nítida, está auma distância finita, maior ou menor,conforme o grau da miopia.
  19. 19. O míope tem grandes dificuldades deenxergar objetos distantes.A correção damiopia é feita comumente com a utilizaçãode lentes divergentes.Ela fornece, de um objeto impróprio (objetono infinito), uma imagem virtual no pontoremoto do olho. Essa imagem se comportacomo objeto para o cristalino, produzindouma imagem final real exatamente sobre aretina.
  20. 20. À Esquerda, esquema do olho míope. Àdireita, visão do míope.
  21. 21. A hipermetropia é um defeito oposto à miopia, ouseja, aqui existe uma diminuição do globo ocular.Nesse caso a imagem de objetos próximos éformada além da retina, fazendo aquelas imagensnão sejam formadas com nitidez.A correção desse defeito é possível através dautilização de uma lente convergente. Tal lenteconvergente deve fornecer, de um objeto real,situado em um ponto próximo do olho, uma imagemque se comporta como objeto real para o olho,dando uma imagem final nítida.
  22. 22. À esquerda, esquema do olho do Hipermetrope.À direita, a visão do hipermetrope.
  23. 23. Consiste no fato de que as superfícies quecompõem o globo ocular apresentamdiferentes raios de curvatura, ocasionandouma falta de simetria de revolução emtorno do eixo óptico.A correção é feita com a utilização delentes cilíndricas capazes de compensartais diferenças entre os raios de curvatura.
  24. 24. Anomalia da visão semelhante àhipermetropia, que ocorre com o envelhecimentoda pessoa,ocasionando o relaxamento dos músculos.Porém, se a acomodação muscular for muitogrande, o presbiope também terá problemas devisão a longa distância, uma vez que com aaproximação do ponto remoto, o problema se tornasemelhante ao da miopia.A correção nesse caso se dá com a utilização delentes bifocais (convergentes e divergentes).
  25. 25. Tal anomalia consiste no desvio do eixoóptico do globo ocular, a correção é feitacom o uso de lentes prismáticas.

×