:: O BOLETIMO Informativo Pato Aqui, Água Acolá é o boletim eletrônico quadrimestral do Instituto TerraBrasilis para divul...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Informativo Pato Aqui, Água Acolá

270 visualizações

Publicada em

O Informativo Pato Aqui, Água Acolá é o boletim eletrônico quadrimestral do Instituto Terra Brasilis para divulgação de notícias e novidades do projeto de conservação do pato-mergulhão, desenvolvido na região da Serra da Canastra desde 2001. O boletim divulga as principais ações do projeto e pretende estimular o envolvimento de todos na conservação dos recursos naturais desta região. Saiba mais.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
270
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informativo Pato Aqui, Água Acolá

  1. 1. :: O BOLETIMO Informativo Pato Aqui, Água Acolá é o boletim eletrônico quadrimestral do Instituto TerraBrasilis para divulgação de notícias e novidades do projeto de conservação do pato-mergulhão, desenvolvido na região da Serra da Canastra desde 2001. O boletim divulga asprincipais ações do projeto e pretende estimular o envolvimento de todos na conservação dosrecursos naturais desta região. Saiba mais. :: Cercamento para proteção de nascentes Em continuidade às atividades de recuperação de áreas do projeto Pato Aqui, Água Acolá, foi finalizado o cercamento de 21 nascentes na bacia do rio do Peixe, em São Roque de Minas, MG. Esses mananciais eram utilizados como áreas de pastagens, sofrendo forte impacto da compactação do solo e da supressão da vegetação. Com o cercamento e consequente retirada Nascentes da bacia do rio do gado, o fator de impacto foi extinto. A partir de agora, as nascentes encontram-se do Peixe, em São Roque protegidas e aptas ao processo de recuperação. de Minas. A percepção da importância de se proteger nascentes tem sido significativa por parte dos produtores rurais da região. Estes têm se mostrado interessados em preservar os mananciais em suas terras, gerando uma boa expectativa com relação à possibilidade de uma futura continuidade das ações desenvolvidas. A proteção de nascentes é uma ação chave na preservação dos recursos hídricos, que, por sua vez, é fundamental para a conservação do pato-mergulhão. Essa espécie rara está ameaçada de extinção e precisa, assim como nós, de água limpa para viver. :: Circuito de palestras na região da Serra da Canastra O projeto Pato Aqui, Água Acolá vem desenvolvendo um ciclo de palestras em 12 municípios da região da Serra da Canastra com o objetivo divulgar o pato-mergulhão, sua presença na região e suas ameaças, além de discutir temas relacionados ao uso sustentado dos recursos naturais. Os encontros representam também uma oportunidade de mostrar as atividades desenvolvidas pelo projeto para a comunidade regional. Ciclo de palestras acontece O ‘Café com Prosa’ é voltado aos produtores rurais, que manejam diretamente o solo e a em 12 municípios da região. água, sendo, portanto, agentes fundamentais na conservação dos recursos hídricos. Já esteve presente em São Roque de Minas, Vargem Bonita e São João Batista do Glória. Todos os interessados O ‘Ambiente Sustentável’ é voltado aos profissionais que lidam com a Educação, uma vez em conhecer mais sobre que são importantes multiplicadores de valores e ideias para a comunidade. Foram o pato mergulhão podem realizadas palestras em São Roque de Minas, Vargem Bonita, Sacramento e São João participar dos eventos. Batista do Glória. Apesar de serem direcionados a públicos determinados, todos os interessados em conhecer mais sobre o pato-mergulhão, as atividades desenvolvidas pelo projeto Pato Aqui, Água Acolá e sobre os temas discutidos nas palestras, sempre ligados à conservação dos recursos hídricos e à sustentabilidade ambos os circuitos estão convidados a participar. Confira as cidades onde os circuitos estarão presentes e aguarde a divulgação no seu município. Sua participação será muito bem vinda! Próximas palestras: Sacramento, Tapira, Araxá, Delfinópolis, Capitólio, Ibiá, Piumhi, Medeiros e Pratinha. : Ninhos artificiais para o pato-mergulhão No último mês de março, foram instalados os primeiros ninhos artificiais para o pato- mergulhão, que visam aumentar a disponibilidade de sítios de reprodução para a espécie. De forma experimental, neste primeiro ano serão instalados 20 caixas-ninho. As caixas-ninho são projetadas de acordo com modelo desenvolvido para espécies do mesmo gênero em outros locais do mundo e foram confeccionadas com madeira de reflorestamento Ninhos instalados para sem tratamento químico. Para a camuflagem dos mesmos foi utilizada pigmentação com reprodução do pato- terra vegetal. mergulhão. A escolha dos locais e a instalação, propriamente dita, têm se mostrado como um grande desafio, tendo em vista as inúmeras variáveis envolvidas. O acesso de estranhos ao local é um dos principais pontos a ser considerado, e evitado. A existência de árvores suporte, bem como outras características do rio, é também considerada. A instalação das primeiras caixas-ninhos foi um sucesso e agora a expectativa quanto ao uso pelos patos-mergulhão é grande. Elas podem representar uma chance única de aumentar a população desta espécie na região! Este trabalho conta também com o apoio do TFCA/Funbio e de Rosana Guimarães.O INSTITUTO TERRA BRASILIS é uma ONG fundada em 1998 com o objetivo de promover a conservação dosecossistemas e o uso sustentado e racional dos recursos naturais, conciliados com o desenvolvimento econômico-socialequitativo. Nossa missão é promover a conservação e o uso responsável do patrimônio natural e cultural brasileiro, apartir de fundamentos técnico-científicos, tendo como princípios básicos a ética e o compromisso sócio-ambiental.Saiba mais sobre o Terra Brasilis e seus projetos. Acesse www.terrabrasilis.org.br e www.twitter.com/Terra_Brasilis. Caso você não queira mais receber este boletim, envie um e-mail para contato@terrabrasilis.org.br com a palavra REMOVER no assunto.

×