Trabalho de equilíbrio hidroeletrolítico

17.721 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
17.721
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
280
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de equilíbrio hidroeletrolítico

  1. 1. Equipe:Daynara RayelleMichelle SousaIldener ChagsSimone LobatoTatyanne FernandesTeresa OliveiraViviane Moura
  2. 2. O equilíbrio hidroeletrolítico é umprocesso dinâmico crucial para a vida epara a homeostasia(manutenção deum equilíbrio interno constante em umsistema biológico que envolvemecanismos de feedback positivo enegativo).
  3. 3. • Aproximadamente 60% do peso de um adulto típico consistem em líquido(água e eletrólitos).• Os fatores que influenciam a quantidade de líquido orgânico são idade, sexo e gordura corporal.• O líquido orgânico localiza-se nos compartimentos hídricos: o espaço intracelular(líquido nas células) e o espaço extracelular(líquido externo ás células).• O LEC é dividido nos espaços intravasculares,intersticial(líquido que envolve as células,linfa)e transcelulares (cefalorraquidiano,pericárdico,sinovial,pleural...)
  4. 4. • Os líquidos orgânicos deslocam-se normalmente entres os dois principais compartimentos ou espaços em um esforço para manter um equilíbrio entre os espaços. A perda de líquido pelo organismo pode romper esse equilíbrio.
  5. 5. • Os eletrólitos nos líquidos orgânicos são substâncias químicas ativas(cátions que carregam carga positivas e ânions que carregam cargas negativas).Os principais cátions no líquido orgânico são os íons sódio, potássio, magnésio e hidrogênio. Os ânions são os íons cloreto, bicarbonato, fosfato, sulfato e proteinato.• As concentrações eletrolíticas no organismo é expressa em termos de miliequivalentes(mEq) por litro,uma medida de atividade química.
  6. 6. Líquido Intracelular: Sódio(Na) 10mEq/L Potássio(K) 150mEq/L Magnésio(Mg) 40mEq/L Total de cátions: 200mEq/L Bicarbonato(HCO3) 10mEq/L Fosfato (HPO4) e Sulfato (SO4) 150mEq/L Proteinato 40mEq/L Total de ânions: 200mEq
  7. 7. • Os íons de sódio, que são carregados positivamente, superam em muito os outros cátions no LEC.• Como a concentração de sódio afeta a concentração do LEC, o sódio é importante na regulação do volume dos líquidos orgânicos.A retenção de sódio está associada a retenção de líquido, e a perda excessiva de sódio está usualmente associada ao volume diminuído de líquido orgânico.• Os principais eletrólitos no LIC são o potássio e o fosfato.
  8. 8. • O organismo despende grande parte da sua energia mantendo a alta concentração extracelular de sódio e a alta concentração intracelular de potássio.• Ele opera por meio de bombas de membrana celular que trocam os íons de sódio e potássio.
  9. 9. Osmose e Osmolalidade:Quando duas soluções diferentes são separadas por umamembrana impermeável ás substâncias dissolvidas, oslíquidos deslocam-se através da membrana a partir daregião de baixa concentração de soluto para a região dealta concentração de soluto, até que a solução tenham amesma concentração.Essa difusão da água por umgradiente de concentração de líquidos é conhecida comoosmose.
  10. 10. líquidoAlta concentração Baixado soluto e baixa de concentraçãolíquido de soluto e altade liquido.
  11. 11. soluto s líquido sAlta concentração Baixade soluto concentração de soluto
  12. 12. Filtração:A pressão hidrostática nos capilarestende a filtrar o líquido para fora do compartimentointravascular transferindo-o para dentro do líquidointersticial.Bomba de Sódio-Potássio: localizada namembrana celular que move ativamente o sódioda célula para dentro do LEC.Em contrapartida,aalta concentração de potássio intracelular émantida pelo bombeamento do potássio paradentro da célula.
  13. 13. Uma pessoa saudável ganha líquidos aobeber e se alimentar.Perdas:•Rins•Pele•Pulmões•Trato Gastrointestinal
  14. 14. Osmalalidade; concentração de liquido que afeta omovimento da água entre os compartimentos de líquidospor osmose.Mede a concentração de soluto no sangue eurina. A osmolalidade sérica reflete principalmente aconcentração de sódio,embora ureia e a glicose tambémdesempenham um papel importante na determinaçãoosmolalidade. A osmolalidade urinária é determinada pelauréia,creatinina e ácido úrico.
  15. 15. • A osmolalidade normal é de 275 a 300 mOsm/kg,sendo a osmolalidade urinária de 250 a 900mOsm/kg.• Densidade específica da urina.• Uréia: normal é de 10 a 20 mg/dL.• A creatinina: é o produto final do metabolismo muscular. Ela é melhor indicador de função renal que a uréia. A creatinina sérica normal é de aprox. 0,7 a 1,4 mg/dL. Os níveis séricos aumentam quando a função renal diminui.• O hematrócito: percentual do volume dos eritrócitos no sangue.
  16. 16. Os mecanismos homeostáticos são responsáveis paramanter a composição e volume dos líquidos orgânicosdentro dos estreitos limites da normalidade.Funções Renais: Eles agem tanto de maneiraautônoma quanto em resposta de mensageirostransportados pelo sangue, como aldosterona e ohormônio antidiurético(ADH). As principais funçõesincluem:•Regulação do volume e osmolalidade do LEC través daretenção e excreção seletivas dos líquidos orgânicos.•Regulação do PH do LEC através da retenção dos íons dehidrogênio.
  17. 17. Funções Cardíaca e dos Vasos Sanguíneos:A ação de bombeamento do coração circula o sangueatravés dos rins sob pressão suficiente para permitir aformação da urina.Funções Pulmonares:Através da expiração os pulmões removem aprox. 300 mLde água por dia no adulto normal. Eles desempenham umpapel importante no equilíbrio ácido-básico.Função Hipofisária:O hipotálamo fabrica o ADH, que é armazenado nahipófise posterior e liberado quando necessário.
  18. 18. Funções da supra-renal: A aldosterona,um mineralocorticóide secretado pela zona glomerulosa(zona externa) do córtex da supra- renal,possui um efeito profundo sobre o balanço hídrico.Funções da Paratireóide: As glândulas paratireóides,embebidas na tireóide,regulam o equilíbrio de cálcio e fosfato por meio do hormônio paratireódeo(PTH)
  19. 19. • Barorreceptores: Os barorreceptores são pequenos receptores nervosos que detectam alterações na pressão dentro dos vasos sanguíneos.Eles são responsáveis por monitorar o volume circulante.• Sistema Renina-Angiotensina-Aldosterona:A renina é uma enzima que converte o angiotensinogenio,uma substancia inativa pelo figado,em angiotensina I. A ECA converte a angiotensina I em II. A II com suas propriedades vasoconstritoras,aumentam a pressão de perfusão arterial e estimula a sede.• Hormônio antidiurético e a sede.• Liberação de peptídio natriurético atrial
  20. 20. Produção de ADH
  21. 21. • As enfermeiras precisam compreender a fisiologia do equilíbrio hidroeletrolítico e do equilíbrio-ácido básico para prevenir,identificar e sanar os possíveis desequilíbrios em cada um deles.• As enfermeiras também devem usar as habilidades de ensino e comunicacao efetivas para ajudar a evitar e tratar vários distúrbios de líquidos e eletrolíticos.

×