Tereos Internacional
R lt d d 1º T i t d 2010/11Resultados do 1º Trimestre de 2010/11
16 de agosto de 2010g
Agenda
Visão Geral da Tereos Internacional
Principais Destaques
Resultados Financeiros
Segmentos
Principais Destaques de M...
Visão Geral da Tereos Internacional
S ã 1Seção 1
3
Visão Geral da Tereos Internacional
Um líder global em alimentos e bioenergia
Combinação da Guarani com os ativos da Tereo...
Visão Geral da Tereos Internacional
Posições reforçadas através de três recentes grandes transações
Parceria estratégica c...
1T 10/11: Principais Destaques
S ã 2Seção 2
6
Principais Destaques do 1T 10/11
Produção recorde no Brasil, volumes vendidos resilientes, EBITDA
afetado pelo efeito camb...
1T 10/11: Resultados Financeiros
Seção 3
8
Resultados Financeiros
Receita líquida de R$1.081 milhões, 2,1% acima em moeda constante,
mas afetada pela variação cambia...
Resultados Financeiros
EBITDA de R$113 milhões
Amido: redução nos preços de venda, em linha com os preços dos cereais, e i...
Resultados Financeiros
Do EBITDA ao lucro líquido
Lucro Líquido do 1T 10/11
11
Resultados Financeiros
Fluxo de caixa operacional positivo e redução da dívida líquida
R$ Milhões 1T 10/11
EBITDA 113
A Te...
Segmentos
S ã 4Seção 4
13
Amido
Melhoria operacional
Receita líquida negativamente impactada pela desvalorização do Euro vs. Real e menores preços d...
Etanol Europa
Impacto não recorrente na produção
Receita líquida negativamente impactada pela desvalorização do Euro vs. R...
Brasil
Moagem recorde e expressivo crescimento da receita e produção
Moagem recorde de cana-de-açúcar: 5,9 milhões de tone...
Oceano Índico
Aumento da receita líquida e melhor margem operacional
Aumento da receita líquida principalmente devido ao p...
Principais Destaques de Mercado
S ã 5Seção 5
18
Amido e Adoçantes
Retorno dos níveis históricos de crescimento e demanda estável por co-
produtosprodutos
Preços de Amido ...
Açúcar
Demanda novamente fortalecida, favorecendo a valorização dos preços
Preço médio do açúcar bruto e branco atingiram ...
Etanol
Demanda global crescente
No Brasil, a demanda de etanol continua a sustentar o aumento da oferta de etanol: o preço...
Cenário
S ã 6Seção 6
22
Cenário para 2010/11: Investimentos e transações recentes
devem gerar resultados crescentes ao longo do anog g
Os investim...
Aviso
Esta apresentação não constitui uma oferta de venda ou uma solicitação de ofertas de compra ou de subscrição de quai...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação teleconferência resultados 1 t 1011

152 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
152
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação teleconferência resultados 1 t 1011

  1. 1. Tereos Internacional R lt d d 1º T i t d 2010/11Resultados do 1º Trimestre de 2010/11 16 de agosto de 2010g
  2. 2. Agenda Visão Geral da Tereos Internacional Principais Destaques Resultados Financeiros Segmentos Principais Destaques de Mercado Cenário 2
  3. 3. Visão Geral da Tereos Internacional S ã 1Seção 1 3
  4. 4. Visão Geral da Tereos Internacional Um líder global em alimentos e bioenergia Combinação da Guarani com os ativos da Tereos no setor de cereais e ativos de cana-de-Combinação da Guarani com os ativos da Tereos no setor de cereais e ativos de cana-de- açúcar no Oceano Índico para produção de açúcar, etanol e produtos a base de amido Combinação estratégica para acelerar o crescimento e desempenhar um papel importante lid ã d i dú t ina consolidação da agroindústria • Mudança de escala para atender aos desafios do setor • Ativos complementares e gama de produtos diversificada, com fortes perspectivas de crescimentocrescimento • Alcance global, para atender uma base de clientes global • Redução na volatilidade do fluxo de caixa por meio da diversificação de matérias-primas, produtos finais e geografiasprodutos finais e geografias • Balanço fortalecido para capturar oportunidades de crescimento e de consolidação A T I t i l é tit íd B il d Sã P l li t d NA Tereos Internacional é constituída no Brasil, com sede em São Paulo, e listada no Novo Mercado da BM&FBOVESPA desde 13 de agosto de 2010 4
  5. 5. Visão Geral da Tereos Internacional Posições reforçadas através de três recentes grandes transações Parceria estratégica com a Petrobras para acelerar o crescimento na indústria canavieira: investimento total de R$2,2 bilhões na Guarani Investimento pela Petrobras Biocombustível de R$1 6 bilhão nos próximos 5 anos (R$682• Investimento pela Petrobras Biocombustível de R$1,6 bilhão nos próximos 5 anos (R$682 milhões já foram investidos) para atingir uma participação máxima de até 45,76% na Guarani • Opção da Tereos Internacional de investir até R$600 milhões através de aumento de capital na Guarani nos 12 meses seguintes à participação direta da Petrobras Biocombustíveis na Guarani A i i ã d M d t d id d B ilAquisição da Mandu para aumento de capacidade no Brasil • Capacidade de moagem adicional de 3,5 milhões de toneladas • Produção esperada de 200 mil toneladas de açúcar, 175 mil m³ de etanol e 65 mil MWh de energia cogerada para vendaenergia cogerada para venda Aquisição do Groupe Quartier Français (GQF): a Tereos se torna o único produtor de açúcar na Ilha da Reuniãoaçúcar na Ilha da Reunião • Capacidade de moagem duplicada para 2,0 milhões de toneladas – Produção de açúcar deverá atingir entre 200 a 220 mil toneladas 5
  6. 6. 1T 10/11: Principais Destaques S ã 2Seção 2 6
  7. 7. Principais Destaques do 1T 10/11 Produção recorde no Brasil, volumes vendidos resilientes, EBITDA afetado pelo efeito cambial e por eventos não recorrentes no primeiroafetado pelo efeito cambial e por eventos não recorrentes no primeiro trimestre Receita líquida de R$1,1 bilhão: 13,1% menor, mas 2,1% em moeda constante EBITDA d R$113 ilhõ 43 5% b t i t l i t d i i l t R$196 ilhõ dEBITDA de R$113 milhões, 43,5% menor em base trimestral, impactado principalmente por R$196 milhões de efeito cambial e R$32 milhões por eventos não recorrentes no Brasil Produção recorde no Brasil (+66% no açúcar e +18% no etanol). Prejuízo líquido (após participação de minoritários) de R$17 milhões para o período de três meses términos em junho de 2010, frente a um lucro líquido de R$44 milhões registrados no 1T 09/10 Redução da dívida líquida em R$91 milhões para R$2.202 milhões. Relação Dívida Líquida/EBITDA de 3,1x R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Variação % Resultados Operacionais Margem EBITDA Novos empréstimos sindicalizados ao nível da Tereos Internacional em junho de 2010 Receita Líquida 1.081 1.244 -163 -13,1% EBITDA Margem 113 10,5% 200 16,1% -87 -43,5% Lucro Operacional -11 80 -91 -113,8% 16,1% 10,5% 10% 15% 20% 200 300 EBITDA) MMR$) Margem -1,0% 6,4% Lucro Líquido (após minoritários) Margem -17 -1,6% 44 3,5% -61 138,6% 200,0 113,0 0% 5% 10% 0 100 1T 09/10 1T 10/11 (MargemE (EBITDAem CAPEX 116 125 -9 -7,2% 1T 09/10 1T 10/11 7
  8. 8. 1T 10/11: Resultados Financeiros Seção 3 8
  9. 9. Resultados Financeiros Receita líquida de R$1.081 milhões, 2,1% acima em moeda constante, mas afetada pela variação cambialmas afetada pela variação cambial Redução de R$ 211 milhões no segmento de amido, ou -9,2% em moeda constante: menores preços de venda, em linha com a redução nos preços dos cereais e impactada pela valorização do Real em relação aovenda, em linha com a redução nos preços dos cereais e impactada pela valorização do Real em relação ao Euro Aumento de R$59 milhões nas operações brasileiras: Maiores preços de açúcar e etanol. Aumento da produção e maiores estoques em linha com nossa estratégia para o trimestre Redução de R$37 milhões no segmento Etanol Europa, mas aumento de 1,0% em moeda constante: Maiores volumes vendidos Receita Líquida por Segmento Receita Líquida R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Variação % 1400 1.244 -13,1% Amido 577 788 -211 -26,8% Etanol Europa 162 199 -37 -18,6% Brasil 293 234 +59 +25,2% Oceano Índico 49 23 +26 +113,0% 199 162 234 293 23 49 600 800 1000 1200 ceitaemMMR$) 1.081 Total Tereos Internacional 1.081 1.244 -163 -13,1% 788 577 0 200 400 1T 09/10 1T 10/11 (Rec Amido Etanol Europa Brasil Oceano Índico 9
  10. 10. Resultados Financeiros EBITDA de R$113 milhões Amido: redução nos preços de venda, em linha com os preços dos cereais, e impacto positivo da desativação da unidade Greenwich (Reino Unido) $Brasil: impactado por itens não recorrentes (R$32,1 milhões) e margem operacional reduzida devido ao aumento do mix de açúcar e aumento nos preços da matéria-prima Etanol Europa: parada programada de manutenção na unidade Lillebone e menor eficiência operacional temporária, devido ao teste de cevada como nova matéria-primap , p Oceano Índico: melhores margens nas vendas de açúcar combinado com maiores volumes 6 ) EBITDA por Segmento EBITDA 200 43 % R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Variação % % em moeda 19 7 61 17 8 75 175 DAemMMR$) 113 -43,5% R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Variação % moeda constante Amido 88 114 -26 -22,8% -4,3% Etanol Europa 7 19 -12 -63,2% -54,3% Brasil 17 61 44 72 1% 114 88 -7 -25 1T 09/10 1T 10/11 (EBITD Amido Etanol Europa Brasil Brasil 17 61 -44 -72,1% - Oceano Índico 8 6 +2 +33,3% +65,4% Holding -7 0 -7 - - Total Tereos Internacional 113 200 -87 -43,5% -31,1% Internacional 10
  11. 11. Resultados Financeiros Do EBITDA ao lucro líquido Lucro Líquido do 1T 10/11 11
  12. 12. Resultados Financeiros Fluxo de caixa operacional positivo e redução da dívida líquida R$ Milhões 1T 10/11 EBITDA 113 A Tereos Internacional gerou um caixa operacional positivo de R$21 milhões Variação líquida do capital de giro das mudanças em partes relacionadas -91 Variação do capital de giro -615 Variação nas partes relacionadas 524 Outros 1 Redução do endividamento líquido em R$91 milhões • Política seletiva de investimentos Outros -1 Fluxo de Caixa Operacional 21 R$ Milhões 1T 10/11 Fluxo de Caixa Operacional 21 Dívida líquida de R$2.202 milhões no final de junho de 2010, comparativamente a R$2.293 milhões no final de março de 2010 (-4%) Fluxo de Caixa Operacional 21 Despesas financeiras líquidas de dividendos recebidos -32 Investimentos -81 Impacto cambial 98 Relação Dívida Líquida/EBITDA de 3,1x Impacto cambial 98 Caixa antes das aquisições e aumento de capital 6 Aquisição da Mandu -598 Investimentos -279 Perímetro -319 Aumento de Capital 683 Redução no endividamento 91 12
  13. 13. Segmentos S ã 4Seção 4 13
  14. 14. Amido Melhoria operacional Receita líquida negativamente impactada pela desvalorização do Euro vs. Real e menores preços de venda Redução dos preços de venda em linha com os menores preços dos cereais Melhor margem EBITDA, refletindo a redução de custos fixos relacionada a desativação da unidade de Greenwich. Resiliência apesar de menores preços de venda Investimentos principalmente focados na nova unidade Selby (Reino Unido), otimização industrial e economia de energia nas plantas existentes Principais Destaques Financeiros R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Receita Líquida 577 788 EBITDA Margem 88 15,2% 114 14,5% Lucro Operacional Margem 59 10,2% 78 9,9% CAPEX 22 38 14
  15. 15. Etanol Europa Impacto não recorrente na produção Receita líquida negativamente impactada pela desvalorização do Euro vs. Real Redução nos preços do etanol, parcialmente compensada pelo impacto positivo no volume M EBITDA d 4 3% d idMargem EBITDA de 4,3% devido a: • Menor eficiência operacional, reflexo do teste de cevada como nova matéria-prima • Parada programada de manutenção na unidade Lillebonep g ç Início de produção da Distillery de la Vallée de l’Oise (DVO) na França (capacidade anual de produção de 30 mil m³ ) Principais Destaques FinanceirosPrincipais Destaques Financeiros R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Receita Líquida 162 199Receita Líquida 162 199 EBITDA Margem 7 4,3% 19 9,5% Lucro Operacional 11Lucro Operacional Margem - - 11 5,5% CAPEX 7 18 15
  16. 16. Brasil Moagem recorde e expressivo crescimento da receita e produção Moagem recorde de cana-de-açúcar: 5,9 milhões de toneladas, +30,9% Aumento tanto na produção de açúcar quanto etanol (+66% e +18% respectivamente) com 87,2% da produção total representada por açúcar branco e cristal Vendas concentradas no mercado doméstico, com um aumento na produção destinada a estoques em base trimestral, e uma consequente redução nas vendas neste trimestral EBITDA impactado por itens não recorrentes: provisão nos estoques de etanol (R$11,1 milhões), aquisição da unidade Mandu (R$6,1 milhões), impacto do valor justo dos ativos biológicos (R$9,4 milhões) e margem operacional reduzida devido a maiores custos industriais (mix voltado fortemente para açúcar e maior produção de açúcar refinado) e aumento nos custos de cana-de-açúcar de terceiros (aumento nos preços da matéria-prima) Principais Destaques Financeiros R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Receita Líquida 293 234 EBITDA Margem 17 5,9% 61 26,3% Lucro Operacional Margem -70 -23,9% -12 -5,1% CAPEX 82 68 16
  17. 17. Oceano Índico Aumento da receita líquida e melhor margem operacional Aumento da receita líquida principalmente devido ao prêmio do bagaço, classificado como receita no primeiro trimestre: • Este prêmio é decorrente do aumento no preço de venda de eletricidade produzida do bagaço • O montante foi totalmente transferido no 1T 10/11 aos fornecedores de cana-de-açúcar com impacto nulo no EBITDA da Companhia Maiores vendas de açúcar para a Europa continental Melhoria da margem operacional nas vendas de açúcar na EuropaMelhoria da margem operacional nas vendas de açúcar na Europa Principais Destaques Financeiros R$ Milhõ 1T 10/11 1T 09/10R$ Milhões 1T 10/11 1T 09/10 Receita Líquida 49 23 EBITDA Margem 8 16,3% 6 26,1%Margem 16,3% 26,1% Lucro Operacional Margem 7 14,3% 3 13,0% CAPEX 6 2CAPEX 6 2 17
  18. 18. Principais Destaques de Mercado S ã 5Seção 5 18
  19. 19. Amido e Adoçantes Retorno dos níveis históricos de crescimento e demanda estável por co- produtosprodutos Preços de Amido & Adoçantes e co-produtos na UE reduziram, em linha com os preços dos cereais Após uma queda no mercado de amido e adoçantes em 2009, é esperado um retorno da demanda ao seus níveis históricos de crescimento anual A demanda por co-produtos a base de cereais permanece fortalecida, impulsionada pelo uso crescente de aditivos de proteína nos alimentos e indústrias de rações Queda dos preços do trigo durante o primeiro trimestre e alta dos preços do milho devido a taxa de câmbio:Queda dos preços do trigo durante o primeiro trimestre e alta dos preços do milho devido a taxa de câmbio: preços do trigo passaram de 143€/t para 133€/t enquanto os preços do milho aumentaram de 146€/t para 150€/t entre o 1T 10/11 e 1T 09/10 Os eventos recentes na Rússia e nos países do Mar Negro resultaram em uma expressiva valorização nos preços dos cereais independentemente dos níveis confortáveis dos estoques globais indicando que a Preços dos Cereais preços dos cereais, independentemente dos níveis confortáveis dos estoques globais, indicando que a volatilidade de preços deva estar relacionada à interrupção do fornecimento Trigo Milho 200 225 250 275 300 /ton 100 125 150 175 200 €/ 100 1T-07 2T-07 3T-07 4T-07 1T-08 2T-08 3T-08 4T-08 1T-09 2T-09 3T-09 4T-09 1T-10 2T-10 3T-10 19
  20. 20. Açúcar Demanda novamente fortalecida, favorecendo a valorização dos preços Preço médio do açúcar bruto e branco atingiram 15,5 centavos/lb e 491,7 US$/ton, respectivamente (5,6% e 14,5% acima do 1T 09/10) Prêmio médio de refino atingiu 149 1 US$/ton no 1T 10/11 (+41 5% vs 1T 09/10)Prêmio médio de refino atingiu 149,1 US$/ton no 1T 10/11 (+41,5% vs. 1T 09/10) No final de junho de 2010, os preços do açúcar bruto e branco atingiram 18,0 centavos/lb e 528 US$/ton, respectivamente No Brasil o preço médio registrado no 1T 10/11 aumentou em 11% comparativamente ao mesmo período doNo Brasil, o preço médio registrado no 1T 10/11 aumentou em 11% comparativamente ao mesmo período do ano passado A estimativa de produção brasileira para esta safra é de 34,1 milhões (+19,1%) centavos US$/lb centavos R$/lb Evolução dos preços do açúcar bruto (NY#11) Evolução do prêmio do açúcar branco 350200 US$/ton R$/ton 39 47 55 63 23 27 32 36 osR$/lb osUS$/lb 200 250 300 350 110 140 170 200 $/ton $/ton 1T10 3T102T10 4T10 1T11 15 23 31 39 9 14 18 23 9 9 9 0 0 0 centavo centavo 50 100 150 20 50 80 9 9 9 0 0 0 R$ US 01-abr-09 01-jul-09 01-out-09 01-jan-10 01-abr-10 01-jul-10 20 1-abr-09 1-jul-0 1-out-0 1-jan-1 1-abr-10 1-jul-1 Fonte: ICE e LIFFE
  21. 21. Etanol Demanda global crescente No Brasil, a demanda de etanol continua a sustentar o aumento da oferta de etanol: o preço médio tanto para o hidratado quanto para o anidro aumentou 25% em relação ao ano passado (respectivamente 0,86R$/l e 0,75R$/l) O consenso de mercado aponta preços fortalecidos no Brasil durante o segundo semestre da safra A demanda por etanol na UE cresce estruturalmente mas os preços de etanol permanecem pressionados, devido às importações dos EUA e aumento da oferta interna No entanto, o preço médio (FOB Rotterdam) foi de 458€/m3 no 1T 10/11 vs. 436€/m3 no ano passado (+5%) 1,45 Hidratado Anidro Preços de etanol - FOB Rotterdam Preços do Etanol Hidratado e Anidro no Brasil 600 625 0 85 1,00 1,15 1,30 R$/l 500 525 550 575 600 €/m³ 0,55 0,70 0,85 br-09 jul-09 out-09 an-10 br-10 jul-10 400 425 450 475 -07 -07 -07 -07 -08 -08 -08 -08 -09 -09 -09 -09 -10 -10 -10 03-a 03-j 03-o 03-ja 03-a 03-j 1T- 2T- 3T- 4T- 1T- 2T- 3T- 4T- 1T- 2T- 3T- 4T- 1T- 2T- 3T- 21
  22. 22. Cenário S ã 6Seção 6 22
  23. 23. Cenário para 2010/11: Investimentos e transações recentes devem gerar resultados crescentes ao longo do anog g Os investimentos e as transações recentes devem aumentar a receita e lucratividade da Companhia em condições normais de clima e operacional • Brasil: aquisições recentes de 50% da Vertente e 100% da Mandu - 20,8 milhões de toneladas de cana-de- açúcar nesta safra (+44% em relação a 2009/10) • Oceano Índico: aquisição recente do Groupe Quartier Français - capacidade de moagem duplicada para 2 milhões de toneladas e único produtor de açúcar da ilha • Etanol/Álcool Europa: A unidade DVO foi aprovada com sucesso nos testes de certificação de qualidade e atingirá plena capacidade (30 mil m3 por ano) no final da safra Dois investimentos chaves estarão em operação durante a safra 2011/12: I ti t t ã d t í id d BENP Lill b di ifi ã d b d l• Investimento em extração de proteína na unidade BENP Lillebonne: diversificação da base de lucro • Início de produção da unidade Selby voltada para a produção de álcool de cereais de alta qualidade no Reino Unido: capacidade de 45 mil m3/ ano P d iPreços dos cereais: Segmento de Amido: cobertura de 95% da necessidade de matéria-prima dos próximos 3 meses Segmento Etanol Europa: os contratos de compra de matéria-prima são indexado aos preços de etanol 23
  24. 24. Aviso Esta apresentação não constitui uma oferta de venda ou uma solicitação de ofertas de compra ou de subscrição de quaisquer ações da Companhia ou da Tereos Internacional. Qualquer oferta ou venda será realizada por meio de documentos de oferta separados, incluindo prospectos sujeitos a aprovação pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pela Autorité des Marchés Financiers (AMF) na hipótese de ofertas públicas no Brasil e na França, respectivamente. O Grupo Tereos anunciou que considera realizar uma oferta primária de ações da Tereos Internacional, após conclusão da reorganização societária, e sujeito às condições do mercado. Os investidores devem ler cuidadosamente os prospectos, especialmente a seção "Fatores de Risco" antes de realizar qualquer investimento nas ações da Tereos Internacional, se e quando qualquer oferta for implementada de fato.nas ações da Tereos Internacional, se e quando qualquer oferta for implementada de fato. Com relação aos membros da Comunidade Européia que implementou a Diretiva 2003/71/EC do Parlamento e Conselho Europeu em 4 de novembro de 2003 (a "Diretiva para Prospectos"), outras que não a França, nenhuma ação foi tomada ou será tomada para realizar uma oferta ao público dos valores mobiliários aqui referidos requerendo publicação de prospecto em qualquer estado membro relevante (que não a França). Em conseqüência, os valores mobiliários aqui mencionados não poderão e não serão oferecidos em qualquer estado membro relevante (que não a França), exceto quando em conformidade com as exceções estabelecidas no Artigo 3(2) da Diretiva para Prospectos, se elas tiverem sido implementadas naquele estado membro relevante, ou sob qualquer outra circunstância que não requeira a publicação pela Tereos Internacional de prospecto nos termos do Artigo 3 da Diretiva para Prospectos e/ou regulação aplicável daquele estado membro relevante.membro relevante. No Reino Unido, este documento é apenas distribuído para, e é apenas direcionado para, pessoas que são "investidores qualificados" nos termos do Artigo 2(1)(e)(i), (ii) ou (iii) da Diretiva para Prospectos e que também (i) são "investidores profissionais" nos termos do Artigo 19(5) do Financial Services and Markets Act 2000 (Promoção Financeira) Despacho 2005 (conforme alterado, o "Despacho"), (ii) são pessoas nos termos do Artigo 49(2)(a) até (d) ("companhias com alto patrimônio líquido, sociedades sem personalidade jurídica, etc.") do Despacho, ou (iii) são pessoas a quem um convite ou estímulo para realizar atividades de investimentos (nos termos da definição da seção 21 do Financial Services and Markets Act 2000) em relação à emissão ou venda de quaisquer valores mobiliários que possam de outra forma ser legalmente comunicadas ou fazer com que sejam comunicadas (todas essas pessoas juntas sendo referidas como "pessoas relevantes"). No Reino Unido este documento é direcionado apenas para as pessoas relevantes e não deve ser considerado por pessoas que não são pessoas relevantes QualquerUnido, este documento é direcionado apenas para as pessoas relevantes e não deve ser considerado por pessoas que não são pessoas relevantes. Qualquer investimento ou atividade de investimentos relativos este documento está disponível apenas para as pessoas relevantes e apenas será relacionado a pessoas relevantes. Nem as ações da Companhia nem as ações da Tereos Internacional foram ou serão registradas nos termos da Securities Act dos EUA de 1993, e alterações posteriores (o "Securities Act"), e não serão ofertadas ou vendidas nos Estados Unidos sem registro ou isenção de registro nos termos do Securities Act. Não está planejada nenhuma oferta primária nos Estados Unidos. As informações incluídas nesta apresentação contêm certas declarações prospectivas, incluindo declarações sobre as intenções e crenças ou expectativas atuais relativas, dentre outras coisas, às perspectivas de crescimento, estratégias e futuro crescimento da Tereos Internacional no mercado mundial de açúcar, amido, etanol Tais declarações prospectivas não são garantias de futura performance e envolvem riscos e incertezas Resultados atuais poderão ser substancialmenteetanol. Tais declarações prospectivas não são garantias de futura performance e envolvem riscos e incertezas. Resultados atuais poderão ser substancialmente diferentes daqueles contidos nas declarações prospectivas em consequência de vários fatores, tais como condições do mercado, regulação governamental, pressão concorrencial, performance das economias brasileira e mundial e das indústrias de açúcar, amido e etanol. Advertimos os investidores a não confiar plenamente nessas declarações prospectivas, as quais fazem referências apenas esta data. 24

×