APIMEC 2014

715 visualizações

Publicada em

TEREOS - APIMEC 2014

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
715
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
200
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

APIMEC 2014

  1. 1. 1 São Paulo – 18 de novembro, 2014 Tereos Internacional Reunião Pública com Investidores e Analistas - APIMEC
  2. 2. / Aviso Importante Este documento foi elaborado pela Tereos Internacional com o único propósito desta apresentação. As informações contidas neste documento não foram verificadas independentemente. Nenhuma declaração ou garantia, expressa ou implícita, é feita a respeito. Nenhuma declaração ou garantia, expressa ou tácita, é feita no tocante à exatidão, veracidade ou integridade dessas informações ou opiniões contidas neste documento e a Tereos Internacional e suas subsidiárias (em conjunto "Tereos Internacional"), bem como seus diretores, conselheiros, funcionários e representantes não têm qualquer responsabilidade quantos a esses aspectos. Esta apresentação contém informações sobre mercados de atuação da Tereos Internacional, incluindo sua posição competitiva. Salvo disposição em contrário, as informações desta apresentação são baseadas em estimativas elaboradas pelo grupo e são meramente indicativas. Essas estimativas são baseadas em informações obtidas de clientes, fornecedores, organizações empresariais e outros participantes do mercado. A Tereos Internacional considera que estas estimativas são razoáveis, na data desta apresentação, no entanto, a integralidade e exatidão dos dados que baseiam tais estimativas não é garantida e o grupo não pode assegurar que aplicou as mesmas definições de mercado que seus concorrentes. Este documento contém certas estimativas e projeções acerca do futuro. Estas declarações referem-se particularmente às estratégias de negócios da administração da Tereos Internacional, expansão e crescimento de suas operações, previsões, eventos futuros, tendências ou metas que estão naturalmente sujeitas a riscos e contingências que podem levar a resultados materialmente diferentes daqueles, explícita ou implicitamente, incluídos nestas declarações, bem como, geralmente, de todas as declarações precedidas, seguidas ou que incluem as palavras "acredita", "espera", "projeta", "antecipa", "objetiva", "estima" ou expressões semelhantes. Tais estimativas não são garantias de desempenho futuro. A Tereos Internacional, bem como seus diretores, conselheiros, funcionários e representantes, são expressamente eximidos de qualquer responsabilidade pela divulgação de tais estimativas e projeções. As informações relativas a esses riscos e contingências são incluídas nos documentos apresentados pela Tereos Internacional à Comissão de Valores Mobiliários ("CVM"). A Tereos Internacional não se compromete a atualizar ou revisar as estimativas e projeções que venham a ser apresentadas neste documento para refletir novas informações, eventos futuros ou por qualquer outro motivo e qualquer opinião expressa nesta apresentação está sujeita a alterações sem aviso prévio. No Formulário de Referência apresentado à CVM há uma descrição detalhada da situação financeira e econômica da Tereos Internacional, bem como dos fatores de risco relacionados à Tereos Internacional, o qual pode ser obtido no site da Tereos Internacional (www.tereosinternacional.com.br). As últimas Demonstrações Financeiras anual, semestral e trimestral da Tereos Internacional também estão disponíveis neste site. Este documento não constitui uma oferta ou convite para venda ou compra, ou uma solicitação de qualquer oferta de compra ou subscrição de quaisquer direitos ou ações da Tereos Internacional. Nem este documento, nem qualquer parte dele, devem servir de base de, ou ser utilizados em conexão com qualquer contrato ou compromisso de qualquer natureza. Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 2
  3. 3. / Philippe Roux Diretor de Relações com Investidores da Tereos Internacional Marcus Thieme Diretor da Divisão Brasil do Grupo Tereos Diretor Geral da Syral do Brasil Jacyr Costa Filho Apresentadores Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 3
  4. 4. Perfil Visão Geral Desenvolvimento Posicionamento Estrutura Corporativa
  5. 5. / Sugar group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais 5 Tereos Internacional em resumo ✔ Compromisso e apoio de longo prazo do nosso acionista controlador ✔ Líder na produção de adoçantes e bioenergia ✔ Processador de ampla base de matérias- primas com modelo de negócio de baixo capital empregado ✔ Fornecedor de ingredientes alimentícios com foco industrial (mais de 50% da receita) para um portifólio de clientes de primeira classe ✔ Presença global com atuação em regiões de alto crescimento (11 países em 4 continentes) ✔ Sólida parceria com grandes empresas (Petrobras no Brasil e Wilmar na China) Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  6. 6. / Sugar group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Da Picardia para o mundo 6 FRANÇA EUROPA BRASIL ÁFRICA OCEANO ÍNDICO ÁSIA 1950 BETERRABA 2011 CEREAIS, BATATA & MANDIOCA 1996 CEREAIS 2000 CANA-DE-AÇÚCAR Escopo da Tereos Internacional Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  7. 7. / Sugar group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Nossas unidades no mundo 7 Europa França Bélgica Espanha Itália Reino Unido América Latina Brasil Oceano Índico Ilha da Reunião Moçambique Tanzânia Ásia China Indonésia (2014) 24 unidades em 11 países Cana-de-açúcar Cereais/Tubérculos Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  8. 8. / Sugar group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Estrutura acionária simplificada 8 Beterraba 12.000 produtores de beterraba Tereos Companhia Listada Tereos Internacional Cana-de-açúcar Cereais Outros 69,6% 29,3% 1,1% Açúcar Etanol Energia Amido & Adoçantes Álcool Potável Etanol Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  9. 9. Divisão Cereais Ativos Fluxo operacional do amido Clientes Operações na Europa Operações no Brasil Operações na Ásia Mercado de amido
  10. 10. / Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Transformação de cereais 10 3o maior produtor de amidos e derivados na Europa 4,2 Mt de matérias-primas processadas trigo, milho, batata e mandioca 2 Mt de produtos à base de amido 13 unidades França, Bélgica, Itália, Espanha, Reino Unido, Brasil, China e Indonésia Trigo, milho, batata e mandioca 500.000 m3 de álcool e etanol Nota: Os números de produção refletem os dados anuais de 2013/14 em base de consolidação integral Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  11. 11. / Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Produção de amido & adoçantes 11 Leite de Amido Fluxo operacional •Trigo •Milho •Batata •Mandioca Matérias- primas •Coprodutos •Amido nativo •Amido modificado •Hidrolisados •Glucoses •Etanol combustível Produtos básicos •Proteínas (Glúten) •Dextrose •Maltodextrina •Polióis •Álcool premium Especialidades Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  12. 12. / Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Amido: presente no seu dia-a-dia Maltodextrina Maltose Glucose Sorbitol Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 12
  13. 13. / Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Nossa base de clientes para amidos & adoçantes 13 • Exposição maior aos mercados de alimentos & bebidas • Demanda mundial crescente por proteínas de trigo 9% Indústria de papel 13% Alimentação animal 17% Química verde 61% Alimentos, Bebidas & Cuidados Pessoais Clientes globais e diversificados •Entrega para mais de 1.500 clientes em 2.500 usinas •Portfólio diversificado com mais de 100 aplicações •Relacionamento de longo prazo com clientes industriais •P&D reforçando a liderança em produtos à base de amido Exposição a mercados finais mais resilientes Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  14. 14. / Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Tereos Syral na Europa 14 Ajuste na estratégia comercial Revisão do processo de compra de cereais em andamento Redução de custos na cadeia de suprimentos e compras Melhorias operacionais nas usinas Implementação de uma nova ferramenta de gerenciamento Criação de um departamento exclusivo para o Projeto P15 Performance 2015 Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  15. 15. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Tereos Syral no Brasil 15 3o maior produtor de amido no Brasil Capac. de processamento de milho 150 mil t/ano 1 unidade industrial na cidade de Palmital (SP) 250 empregos Capac. de processamento de mandioca 150 mil t/ano Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  16. 16. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Tereos Syral no Brasil 16 Posicionamento relevante em mandioca e milho Proximidade às regiões produtoras de matérias-primas e aos principais clientes de alimentos e ração animal Suporte da experiência e estrutura da Guarani no Brasil Único produtor na América do Sul a partir de milho e mandioca Experiência com cooperativas do Grupo Tereos no desenvolvimento de parcerias com agricultores 70% da indústria de confeitaria é baseada no estado de SP Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Alta disponibilidade de matéria- prima: 750 kt de mandioca (raio de 100 km) e 4.5 Mt de milho (raio de 200 km)
  17. 17. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Tereos Syral na China 17 2012: Lançamento do projeto de construção da unidade industrial de Dongguan 2013: Acquisição da unidade industrial de Tieling Parceria com a Wilmar para produzir amido de trigo, milho e batata Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  18. 18. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Tereos Syral na China 18 Dongguan Unidade de amido à base de trigo Capacidade de processamento de trigo de 500 000 toneladas por ano Província de Guangdong: 104 milhões de habitantes, #1 em termos de PIB No porto de Humen, próximo a clientes, trigo e energia Término da construção: start-up em 2014/15 Tieling Unidade de amido à base de milho Capacidade de processamento de trigo de 700 000 toneladas por ano Província de Liaoning, centro da região produtora de milho Bem conectada à rede ferroviária e rodoviária, acesso ao centro do país, à 800km de Pequim Desenvolvimento do portifólio de produtos Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  19. 19. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Tereos Syral na Indonésia 19 Única unidade de amido de milho no país Parceria com o Grupo FKS na unidade Redwood Localizada no porto de Cigading em Cilegon, o maior porto de cargas do país Localizada à 100 km de Jacarta, próximo aos grandes centros de consumo Capacidade de processamento: 300 000 toneladas por ano Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  20. 20. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Mercado de amido 20 Estoques de cereais em alta... Estoques mundiais de cereais de fim de safra (Base 100 = 2009/10) ...reforçando a tendência de queda de preços Preços de cereais na Europa (€/ton) Trigo Milho 80 85 90 95 100 105 110 2009/10 2010/11 2011/12 2012/13 2013/14e 2014/15p Trigo Milho Fonte: Bloomberg Fonte: USDA Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  21. 21. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais 8 dos 10 maiores importadores de amido no mundo são países asiáticos 21 Fonte : LMC International 2011 Mercado de amido Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Em MM toneladas – Média 2008/2010 0 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 Cingapura Rússia Coréia do Sul Filipinas Estados Unidos Japão Malásia Indonésia Taiwan China
  22. 22. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Mercado de amido 22 Consumo global de amido (em milhões de toneladas) Alto potencial de crescimento na Ásia e na América do Sul Consumo de amido per capita (kg, amido e xarope) Fonte: LMC International 2011 - * Desconsiderando os isoglucoses Fonte: LMC International 2011 • Economias emergentes com maior potencial de penetração Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  23. 23. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Mercado de amido 23 • Alta disponibilidade de matéria-prima no Brasil - 7,6% de crescimento anual médio na produção de milho desde 2000 • Terceiro maior produtor de milho (atrás dos Estados Unidos e da China) • Maior exportador de milho em 2012 - 1/3 da produção nacional exportada Oferta e Demanda de Milho no Brasil (milhões de toneladas) Fonte: CONAB Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  24. 24. / Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cooperative group Mercado de amido 24 … com grande potencial de crescimento para o amido de milho Mercado Consumidor de Amido de Milho Fonte: Estimativas da Companhia Brasil: mercado mais diversificado para o amido de mandioca… Mercado Consumidor de Amido de Mandioca Fonte: Estimativas da Companhia Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  25. 25. Divisão Cana-de-Açúcar Ativos na África/Oceano Índico Ativos no Brasil Modelo de negócio Mercado
  26. 26. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Processamento de cana na África/Oceano Índico 26 3,2 milhões toneladas de cana-de-açúcar 4 unidades Ilha da Reunião (2), Moçambique, Tanzânia1 350.000 toneladas de açúcar 1 centro de P&D: eRcane África/Oceano Índico Nota: Tereos Internacional detém uma participação minoritária (30%) na usina Tanganyika na Tanzânia. Os dados de produção acima incluem a produção na Tanzânia Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  27. 27. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais 22,5 Mt de capacidade Processamento de cana no Brasil 27 Brasil São Paulo Paraná 3o maior produtor de açúcar no Brasil 20 milhões toneladas de cana 7 unidades no estado de São Paulo 1,6 milhão toneladas de açúcar 600 mil m3 de etanol 750 GWh de energia Nota: Os números de produção refletem os dados anuais de 2013/14 em base de consolidação integral Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  28. 28. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Nosso modelo de negócio no Brasil 28 No Brasil São Paulo Paraná Porto de Paranaguá Porto de Santos Vertente Mandu Sao José Tanabi Cruz Alta Severínia Andrade Duque de Caxias Sao Paulo Palmital Tereos Syral Unidades da Guarani Centro de distribuição Transporte rodoviário Transporte ferroviário Fronteiras do estado Foco no mercado industrial • Produção de açúcares com maior valor agregado • 2/3 do ATR vendido no mercado doméstico para clientes globais Baixo capital empregado e alto ROA • Sem terra própria (2/3 em cana de terceiros e 1/3 em arrendamento) • Baixo risco, modelo de suprimento de cana com ROA elevado (mais de 1.200 fornecedores) Localização privilegiada • Próximo aos principais mercados domésticos e portos • Cluster único (e maior do país) localizado na região mais competitiva do Brasil (São Paulo) Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Terminal
  29. 29. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Histórico de produção 29 Vendas de energia c. 19-21 Mt +6% 1.000 GWh +41% 13,9 14,3 19,7 16,3 18,2 19,7 19-21 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15E CAGR CAGR Nota: Os números de produção refletem os dados anuais de 2013/14 em base de consolidação integral Processamento de cana- de-açúcar Volume processado impulsionado por 2 anos nos quais os rendimentos da Guarani foram 15% superiores à média do C/S Suficiente para suprir a demanda de energia de uma cidade de quase 500.000 habitantes Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  30. 30. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Evolução da colheita mecanizada 30 Percentual de colheita mecanizada Cana própria (%) Cerca de 120 colheitadeiras foram adquiridas nos últimos 8 anos, reduzindo o número de safristas e dobrando a produtividade do trabalho no campo Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  31. 31. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Programa de ganho de eficiência Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 31 Continue strengthening our competitiveness and leadership in Brazil Estratégia  Visão, missão e planejamento estratégico de 5 anos Mix de produtos detalhado e estratégia comercial futura Desempenho Técnico  Agricultura  Indústria  Compras  Logística  CAPEX  Comercial Organização & Saúde  Saúde organizacional  Gestão de desempenho  Nova estrutura organizacional Guarani 2016 Cargo Gestão do Programa  PMO/coordenação de várias frentes de trabalho e mensuração de eficiência  64 iniciativas identificadas em diferentes áreas  Atividades de comunicação
  32. 32. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Programa de ganho de eficiência Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 32 Indicadores Agrícolas Acumulado até agosto - Safra 14/15 Fonte: CTC
  33. 33. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Programa de ganho de eficiência Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 33 Cogeração: Utilização da palha de cana A palha que permanece no campo tem um alto potencial de combustão para a cogeração de bioelectricidade com o bagaço 1 2 3 4
  34. 34. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Mercado global de açúcar Em USD Em BRL Preços mundias de açúcar O mercado permanece em queda… •Os preços do açúcar bruto atingiram c. 20 USD c/lb em outubro de 2013, antes de caírem para 13,5 USD c/lb em setembro de 2014 (menor nível desde 2010) … até que o preço incentive novas compras por países importadores • Principais fatores: produção global em alta e estoques confortáveis na maioria dos países importadores Mais recentemente, os preços apresentaram uma ligeira recuperação •A queda de 10% na produção da região C/S no Brasil e a retomada das importações chinesas tem contribuído para suportar os preços Fonte: Bloomberg 34 Açúcar Etanol Energia Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  35. 35. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Mercado global de açúcar 35 Açúcar Etanol • Em 2013, o mercado de açúcar apresentou mais um superávit confortável - Quarto superávit consecutivo ajudou a relação estoques-consumo a alcançar o maior nível em 10 anos • A seca no Centro/Sul durante o 1S favoreceu a moagem mas tem impactado os rendimentos da safra • A safra mundial 2014/15 ainda é uma interrogação mas, segundo as estimativas da LMC, poderia resultar em um déficit de 2,4 Mt, ainda mantendo os estoques altos Superávit/(déficit) mundial de açúcar (milhões de toneladass – eq. em açúcar bruto) Superávit/(Déficit) Relação estoques-consumo Fonte: LMC International Energia Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 e
  36. 36. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Mercado doméstico de etanol Fonte: CEPEA, CMA, UDOP, Kingsman Equivalência dos preços de Açúcar e Etanol (USD c/lb – NY FOB) Açúcar Etanol Energia O etanol tem remunerado mais do que o açúcar (NY11) desde o começo da safra Açúcar exportação Hidratado doméstico Anidro doméstico 36 Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  37. 37. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Mercado doméstico de etanol Fonte: UNICA, ANP, Itaú BBA Consumo de combustíveis no Brasil Em gasolina equivalente (MM m3) Açúcar Etanol Energia A participação de mercado do etanol reduziu desde 2009. Entretanto, o mercado doméstico de etanol ainda tem um alto potencial de crescimento. 37 2.1 2,0 1.9 1.9 1.9 19.1 22.8 27.1 31.8 31.7 6.4 7.1 8.4 7.9 9.7 11.5 10.6 7.6 6.9 8.2 2009 2010 2011 2012 2013 Hidratado Anidro Gasolina A GNV 51,5 39,0 16% 29% Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  38. 38. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Mercado doméstico de energia Matriz Elétrica – 2004 Biomassa de cana: 1,1 TWh 38 83% Hidrelétrica 5% Outros 4% Biomassa 5% Gás Natural 3% Derivados de Petróleo Matriz Elétrica – 2013 Biomassa de cana: 17,2 TWh Fonte: EPE Fonte: EPE 70% Hidrelétrica 7% Outros 11% Gás Natural 4% Derivados de Petróleo Nota: Outros inclui energia nuclear, carvão e eólica 8% Biomassa Açúcar Etanol Energia Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  39. 39. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Mercado doméstico de energia Níveis dos reservatórios na região sudeste do Brasil (em %) Com a seca impactando a geração de energia hidrelétrica (primeira fonte de energia no país), há um alto potencial de crescimento para a cogeração de energia de biomassa 39 Açúcar Etanol Energia Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Fonte: EPE
  40. 40. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Mercado doméstico de energia Projetos comercializados no leilão, por ano de venda (em MW médios) A redução do número de novos projetos de cogeração reflete a falta de apoio ao setor 40 Açúcar Etanol Energia 64 119 115 541 10 191 102 0 232 5 9 11 31 1 12 12 0 11 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 MW médios Projetos Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Fonte: UNICA, ANEEL, Itaú BBA
  41. 41. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Riscos e Oportunidades na indústria de cana-de-açúcar 41 Riscos A queda dos preços do petróleo e da gasolina está prejudicando a competitividade do etanol e pode impactar a demanda pelo biocombustível Risco regulatório de que a regulação no Brasil não incentive o desenvolvimento da cogeração à partir de resíduos de cana, apesar do menor investimento, perda reduzida na transmissão e sazonalidade complementar com a energia hidrelétrica Risco de que outros mercados de açúcar permaneçam isolados do preço mundial e da concorrência (Estados Unidos, UE, Europa do Leste) Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Fonte: Datagro
  42. 42. / Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Riscos e Oportunidades na indústria da cana-de-açúcar 42 Oportunidades O consumo mundial de açúcar continua crescendo 2% ao ano e deve aumentar em 40 MM toneladas até 2023 (ISO) O uso econômico da palha de cana-de-açúcar pode gerar um valor significativo, aumentando a competitividade do etanol e do açúcar Diferentes projetos de mistura de etanol na gasolina em países asiáticos trarão mais demanda pelo combustível Reforçar à sociedade as externalidades positivas do etanol em relação aos combustíveis fósseis Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Fonte: Datagro
  43. 43. Indicadores Financeiros Resultados Mercado de capitais
  44. 44. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Nossos resultados Receita Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 44 2014 CAGR EBITDA R$8.339 M +7% R$962 M +7% Nota: (1) Os dados estão de acordo com o IFRS 11 (contribuição das JV) CAGR
  45. 45. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Nossos resultados 45 Nota: Os valores estão de acordo com a norma IFRS 11 (contribuição das JVs) Principais Indicadores FInanceiros Em Milhões de R$ 2013/14 2012/13 Δ 1S 14/15 1S 13/14 Δ Receita Líquida 8.339 7.402 +12,7% 3.792 4.116 -7,9% EBITDA Ajustado 962 786 +22,3% 446 551 -19,1% Margem 11,5% 10,6% - 11,8% 13,4% - Dívida Líquida 3.566 3.322 +7,34% 4.144 4.148 -0,1% Dívida Líquida/EBITDA Ajustado 3,7x 4,2x - 4,8x 4,5x - Investimentos 885 1.111 -20,3% 290 418 -30,6% Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  46. 46. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Nossos resultados 46 Investimentos (Milhões de R$) Os investimentos nos últimos 4 anos alcançaram quase R$ 4 bilhões, mas continuarão reduzindo no futuro com o término dos programas de investimentos plurianuais Nota: (1) Os dados estão de acordo com o IFRS 11 (contribuição das JV) Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014
  47. 47. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Perspectivas para a divisão de cereais 47 Nota: (1) Os dados estão de acordo com o IFRS 11 (contribuição das JV) Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Europa • Benefícios do “Performance 2015” devem continuar • Apesar de menores preços de cereais, a fraca demanda para amido e menores preços de isoglucose (em linha com os preços europeus de açúcar) de certa forma devem limitar o potencial para recuperação de margens • Término gradual do mecanismo de compra de matéria-prima a preços convencionais e os menores preços de etanol devem limitar o potencial para melhores resultados no segmento de Álcool & Etanol no 2S Internacional • Brasil: Foco na estabilidade da produção da unidade a plena capacidade e otimização do portifólio de clientes • Ásia: Na China, a unidade Dongguan deverá iniciar a produção no 1S 2015 (500 mil toneladas/ano de capacidade de processamento de trigo). Na Indonésia, a expansão da capacidade e a o plano de diversificação de produtos na unidade Redwood permanece sendo realizado
  48. 48. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Perspectivas para a divisão de cana-de-açúcar 48 Nota: (1) Os dados estão de acordo com o IFRS 11 (contribuição das JV) Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 Brasil • As vendas se beneficiarão de maiores estoques iniciais (açúcar +26 mil toneladas e etanol +71 mil m3 vs. setembro de 2013) • Progresso na cogeração, para atingir vendas de mais de 1.000 GWh também impulsionadas por esforços de otimização de consumo de energia • No 2S, benefícios do crédito fiscal “Reintegra” (3% sob as receitas de exportação) e do recente aumento do preço da gasolina. O possível aumento na mistura de etanol (de 25% para 27,5%) deverá trazer um impacto positivo para o setor de A&E África/Oceano Índico • A safra no Oceano Índico deverá ser em linha com o último ano apesar do clima mais seco que o normal • Rendimentos na África deverão ser melhores em base anual como resultado do melhor desempenho agrícola e melhor regime hídrico • Menores preços de açúcar na Europa devem impactar o 2S
  49. 49. 49 Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Cobertura de analistas Nota: (1) Considerando o valor patrimonial atribuível aos acionistas da controladora no 2T 2014/15 (2) Preço de fechamento de 11 de novembro de 2014 + 111% + 122% Morgan Stanley – R$3,84 Fator Corretora BTG Pactual – R$4,20 Votorantim – R$4,60 Média – R$4,21 Valor Patrimonial por Ação1 – R$4,44 Valor Atual2 – R$2,00 Preço Alvo (R$/ação) Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 EM REVISÃO 49 COMPRA COMPRA COMPRA
  50. 50. Contato de RI Marcus Thieme Diretor de Relações com Investidores Felipe Mendes Gerente de Relações com Investidores Telefone: +55 (11) 3544 4900 Email: ri@tereosinternacional.com.br www.tereosinternacional.com.br
  51. 51. TEREOS INTERNACIONAL S.A.
  52. 52. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Nossa estrutura acionária Others Guarani Petrobras Petrobras Biocombustível 29,3% 56,4% 1,1% 57,1% Tereos EU 100,0% 42,9% Tereos Participations Tereos Agro-Industrie(1) 99,0% 92,9% Tereos Syral Tereos Ocean Indien 100,0% 89,9% Ativos de cana-de-açúcar Ativos de cereais Syral do Brasil 99,0% Syral Halotek 68,0% Tereos Asia Investment 100,0% Yihai Kerry Syral 49,0% Wilmar 51,0% 13,2% Parceiros (1) Inclui 3,8% detidos pela Tereos do Brasil Redwood FKS Group 50,0% 50,0% Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 52
  53. 53. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Processo de produção de amido à base de cereais Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014 53
  54. 54. / Our activités et implantations Notre stratégie de development Cooperative group Divisão Cana-de-açúcar Indicadores Financeiros Perfil Divisão Anexo Cereais Abertura da receita Março 2013 – 12 Meses 54 Março 2014 – 12 Meses 32% Amido e Adoçantes 12% Outros (incl. energia) 18% Álcool & Etanol 22% Açúcar 16% Coprodutos 31% Amido e Adoçantes 13% Outros (incl. energia) 20% Álcool & Etanol 24% Açúcar 12% Coprodutos Reunião Pública com Investidores e Analistas APIMEC - 2014

×