menino se virou na cama e abriu os
olhos. Pela janela, ele podia ver o
oceano.O
Grande e azul.
Com suas ondas crescentes.
A água estourava na praia.
O menino ficou parado na janela procurando o fim
daqu...
Ele conseguia ver os navios atravessando o oceano.
Conseguia ver os pássaros que o sobrevoavam.
Conseguia ver o horizonte ...
— Você gostaria de ir brincar no oceano? — perguntou a mãe
do menino.
Os dois chegaram à beira da praia. A mãe segurou a m...
Os dois se sentaram na areia e deixaram que as ondas os
cercassem.
— O amor de Deus é como o oceano, meu filho — disse a m...
Livro Cristão O Menino e o Oceano - Max Lucado
Livro Cristão O Menino e o Oceano - Max Lucado
Livro Cristão O Menino e o Oceano - Max Lucado
Livro Cristão O Menino e o Oceano - Max Lucado
Livro Cristão O Menino e o Oceano - Max Lucado
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Livro Cristão O Menino e o Oceano - Max Lucado

1.194 visualizações

Publicada em

Quanto exatamente se pode dizer que o amor de Deus é amplo, profundo e grande?
Essa é uma obra especial para as crianças e para os adultos também. Além da mensagem bela e edificante a obra tem como objetivo responder a pergunta feita anteriormente. Veja você mesmo, nesta linda história que envolve um menino, seus pais e as maravilhas da criação. Da vasta extensão do oceano às grandiosas alturas das montanhas, Max Lucado nos conduz em uma viagem de descoberta e agradecimento à medida que nos mostra uma criação que expressa o amor inigualável do Criador.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.194
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
407
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro Cristão O Menino e o Oceano - Max Lucado

  1. 1. menino se virou na cama e abriu os olhos. Pela janela, ele podia ver o oceano.O
  2. 2. Grande e azul. Com suas ondas crescentes. A água estourava na praia. O menino ficou parado na janela procurando o fim daquela imensidão. Mas não conseguia vê-lo.
  3. 3. Ele conseguia ver os navios atravessando o oceano. Conseguia ver os pássaros que o sobrevoavam. Conseguia ver o horizonte que se estendia de um lado a outro. Mas não conseguia ver onde acabava. Simplesmente não conseguiu ver o fim do oceano.
  4. 4. — Você gostaria de ir brincar no oceano? — perguntou a mãe do menino. Os dois chegaram à beira da praia. A mãe segurou a mão do filho, e começaram a entrar na água para um mergulho. Quando a água cobriu os pés do menino, ele ergueu a cabeça e olhou para ela. Quando a água chegou aos joelhos, ele respirou fundo e apertou sua mão. Quando a onda lhe bateu contra o peito, a mãe sorriu. E ele também.
  5. 5. Os dois se sentaram na areia e deixaram que as ondas os cercassem. — O amor de Deus é como o oceano, meu filho — disse a mãe. — Está sempre aqui. É sempre profundo. Nunca acaba. O amor de Deus é pra lá de especial.

×