HISTÓRIA


O Rui Ajuda nas Vindimas




Uma história criada por Cláudia Teixeira e Tânia Raquel Pereira
O Rui vive na cidade com os pais mas durante as férias de Verão
fica com os avós e diverte-se muito a ajudar. Todos os ano...
Entraram todos para o carro e foram em direcção à
plantação de uvas do avô.


        Quando lá chegaram, descarregaram os...
Mas o avô do Rui segue a tradição de apenas começar a
pisar as uvas a partir das seis horas. É o único dia do ano em que
j...
O sumo de uvas que vai saindo para a pequena pia também
pode ser chamado de MOSTO.


        O MOSTO é depois guardado nos...
FIM
Plantação de uvas
Tesoura para a poda das uvas
Cestos para as uvas
Barril para guardar o vinho
Lagar
Pisar as uvas
Pia onde vai saindo o MOSTO
MOSTO
H I S TÓ R I A Das Vindimas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

H I S TÓ R I A Das Vindimas

9.554 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.554
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
910
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
243
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

H I S TÓ R I A Das Vindimas

  1. 1. HISTÓRIA O Rui Ajuda nas Vindimas Uma história criada por Cláudia Teixeira e Tânia Raquel Pereira
  2. 2. O Rui vive na cidade com os pais mas durante as férias de Verão fica com os avós e diverte-se muito a ajudar. Todos os anos ajuda a apanhar as uvas. Mal o sol nasceu e o avô do Rui vai dar o alimento aos animais. No dia anterior o avô já havia preparado os baldes, os cestos de vime, as tesouras de poda, o lagar e os barris. O avô ensinou ao Rui que o apanhar das uvas tem o nome de VINDIMAR que é o mesmo que dizer colher uvas.
  3. 3. Entraram todos para o carro e foram em direcção à plantação de uvas do avô. Quando lá chegaram, descarregaram os cestos e os baldes. Os cestos ficaram no chão e os baldes cada um leva o seu enquanto sobem as escadas para apanhar as uvas. Quando o balde está cheio, as uvas são despejadas no cesto de vime e quando os cestos de vime estão todos cheios são carregados no carro e lavados para a quinta do avô. Por fim, as uvas são despejadas no lagar onde são pisadas/esmagadas com os pés.
  4. 4. Mas o avô do Rui segue a tradição de apenas começar a pisar as uvas a partir das seis horas. É o único dia do ano em que jantam mais cedo para poder pisar as uvas até depois do anoitecer. O lagar é muito antigo e feito em pedra. No centro do lagar está uma base de pedra, com uma roca e uma grande vara de madeira que serve para espremer aquilo que resta das uvas. O sumo das uvas pisadas vai escorrendo para dentro da pequena pia, também ela feita de pedra.
  5. 5. O sumo de uvas que vai saindo para a pequena pia também pode ser chamado de MOSTO. O MOSTO é depois guardado nos barris ou em vasilhas para descansar até chegar o dia de São Martinho. O avô ensinou ao Rui que é no São Martinho que se prova o vinho. É nessa altura que se vê se foi um bom ano para a produção do vinho. Para o ano, o Rui vai voltar e ajudar o avô a VINDIMAR.
  6. 6. FIM
  7. 7. Plantação de uvas
  8. 8. Tesoura para a poda das uvas
  9. 9. Cestos para as uvas
  10. 10. Barril para guardar o vinho
  11. 11. Lagar
  12. 12. Pisar as uvas
  13. 13. Pia onde vai saindo o MOSTO
  14. 14. MOSTO

×