Tpp trab final

488 visualizações

Publicada em

Trabalho Final Tecnologias e Práticas Pedagógicas de Ingrid, Ítala e Suzane.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
488
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tpp trab final

  1. 1. TECNOLOGIAS EM SALA DE AULA: É PROÍBIDO PROIBIR? Universidade do Estado do Rio de Janeiro Tecnologias e Práticas Pedagógicas Profª Andrea Castro Grupo: Ingrid Mattos Itala Barbosa Suzane Peixoto
  2. 2. Mas o que é proibido e o que é permitido?
  3. 3. A Lei que proíbe! Lei 4734/08 | Lei nº 4734 de 04 de janeiro de 2008 do Rio de janeiro    PROÍBE A UTILIZAÇÃO DE TELEFONE CELULAR E OUTROS EM SALA DE AULA. O Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro nos termos do art. 79, § 7º, da Lei Orgânica do Município do Rio de Janeiro, de 5 de abril de 1990, não exercida a disposição do § 5º do artigo acima, promulga a Lei nº  4.734 , de 4 de janeiro de 2008, oriunda do Projeto de Lei nº 1107, de 2007, de autoria da Senhora Vereadora Pastora Márcia Teixeira: Art. 1º  Fica proibido o uso de telefone celular, games, ipod, mp3, equipamento eletrônico e similar em sala de aula. Parágrafo Único - Quando a aula for aplicada fora da sala específica, aplica-se o princípio desta Lei. Art. 2º  Fica compreendida como sala de aula todas as instituições de ensino, fundamental, médio e superior
  4. 4. O que pensam os professores? <ul><li>Através de um levantamento com gestoras de uma escola pública, elas disseram que... </li></ul><ul><li>Concordam com a Lei; </li></ul><ul><li>Os alunos não tem consciência do uso das tecnologias; </li></ul><ul><li>O uso dessas tecnologias “bagunça muito” o cotidiano escolar </li></ul><ul><li>Faltam projetos políticos pedagógicos que incentivem os professores a utilizarem as tecnologias; </li></ul>
  5. 5. O que os alunos pensam? <ul><li>Através de uma pesquisa feita com alunos, via msn, eles disseram que... </li></ul><ul><li>Os professores podiam realizar atividades que eles pudessem utilizar seus aparelhos eletrônicos. </li></ul><ul><li>As vezes eles se concentram melhor escutando música. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Os Prós e os Contras das tecnologias em aula </li></ul><ul><li>Prós </li></ul><ul><li>Novos métodos de aprendizagem </li></ul><ul><li>Maior Interatividade </li></ul><ul><li>Ferramentas de integração com as atualidades </li></ul><ul><li>Contras </li></ul><ul><li>Uso de metodologia retrógrada com ferramenta nova </li></ul><ul><li>Substituição da aula teórica pela prática </li></ul><ul><li>O mau uso das tecnologias induz a Indisciplina </li></ul>
  7. 7. Nove dicas para usar bem a tecnologia O INÍCIO   Se você quer utilizar a tecnologia em sala, comece investigando o potencial das ferramentas digitais. Uma boa estratégia é apoiar-se nas experiências bem-sucedidas de colegas. O CURRÍCULO   No planejamento anual, avalie quais conteúdos são mais bem abordados com a tecnologia e quais novas aprendizagens, necessárias ao mundo de hoje, podem ser inseridas. O FUNDAMENTAL   Familiarize-se com o básico do computador e da internet. Conhecer processadores de texto, correio eletrônico e mecanismo de busca faz parte do cardápio mínimo.
  8. 8. O ESPECÍFICO  Antes de iniciar a atividade em sala, certifique-se de que você compreende as funções elementares dos aparelhos e aplicativos que pretende usar na aula. A AMPLIAÇÃO   Para avançar no uso pedagógico das TICs, cursos como os oferecidos pelo Proinfo (programa de inclusão digital do MEC) são boas opções.  O AUTODIDATISMO  A internet também ajuda na aquisição de conhecimentos técnicos. Procure os tutoriais, textos que explicam passo a passo o funcionamento de programas e recursos. 
  9. 9. A RESPONSABILIDADE   Ajude a turma a refletir sobre o conteúdo de blogs e fotologs. Debata qual o nível de exposição adequado, lembrando que cada um é responsável por aquilo que publica. A SEGURANÇA   Discutir precauções no uso da internet é essencial, sobretudo na comunicação online. Leve para a classe textos que orientem a turma para uma navegação segura. A PARCERIA   Em caso de dúvidas sobre a tecnologia, vale recorrer aos próprios alunos. A parceria não é sinal de fraqueza: dominando o saber em sua área, você seguirá respeitado pela turma. 
  10. 10. Nós! Com tudo que observamos até aqui, concluímos que este trabalho permanece em andamento. Percebemos que não há conclusões concretas sobre o fato do que seria coerente entre o permitido e o proibido, pois este é um debate que não cessa, é um processo cintínuo.

×