Governança em TIC prof Marco Antonio Tavares sustentare escola de negocios

1.532 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.532
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Governança em TIC prof Marco Antonio Tavares sustentare escola de negocios

  1. 1. Governança de TI A Organização Faz a Força Cada vez mais somente uma TI organizada pode prestar bons serviços .
  2. 2. Transformação dos Negócios Serviços Conhecimento Informação
  3. 3. Technology has consistently risen as a key external factor for CEOs People skills Macroeconomic factors Regulatory concerns Globalization Technological factors Market factors People skills Regulatory concerns Globalization 56% 39% say market factors say technological factors 38% say macroeconomic factors Source: Q1 What are the 3 most important ‘external’ forces that will impact your organization over the next 3 years? n=1538 Three most important ‘external’ forces over the next three years
  4. 4. Hoje em meu e-mail
  5. 5. <ul><li>TI Suporte: Onde a área de TI apenas suporta com seus recursos tecnológicos as estratégias de negócio para cumprir os desafios apontados; </li></ul><ul><li>TI Parceria: Onde a área de TI atua como parceira no cumprimento dos desafios se envolvendo na construção ou alteração dos recursos tecnológicos para melhor apoiar no objetivo proposto pelo desafio; </li></ul><ul><li>TI Responsável: Onde a área de TI apresentasse como a principal responsável no cumprimento dos objetivos traçados pelos desafios apontados nas entrevistas; </li></ul>Da quantidade total de desafios que foram apontados pelas pessoas entrevistadas, classificamos em três grupos, a saber: Indicadores de Gestão
  6. 6. REGEM O SISTEMA DE PODER E OS MECANISMOS DE GESTÃO DAS EMPRESAS Governança Corporativa REGRAS PROCESSOS PAPÉIS PROPÓSITOS PRINCÍPIOS VALORES
  7. 8. Governança + Responsabilidade Ativos Elementos Ativos humanos pessoas, habilidades, planos de carreira, treinamento, relatórios, mentoring, competências, etc. Ativos financeiros dinheiro, investimentos, passivo, fluxo de caixa, contas a receber, etc. Ativos físicos prédios, fábricas, equipamentos, manutenção, segurança, utilização, etc. Ativos de PI Propriedade Intelectual, incluindo o kwon-how de produtos, serviços e processos devidamente patenteado, registrado ou embutido nas pessoas e nos sistemas da empresa. Ativos de informação e TI dados digitalizados, informações e conhecimentos sobre clientes, desempenho de processos, finanças, sistemas de informação, etc. Ativos de relacionamento relacionamento dentro da empresa, marca e reputação junto a clientes, fornecedores, unidades de negocio, órgãos reguladores, concorrentes, revendas autorizadas, etc.
  8. 9. Envolvimento TI e Gestão Estratégica
  9. 10. O Melhor dos Mundos <ul><li>Antes de conhecer qualquer tarefa, temos de aprender a fazer a pergunta: “De que tipo de informação necessito, sob que forma e quando?” ... As perguntas seguintes que as pessoas precisam aprender a fazer é: “ A quem devo que tipo de informação? Quando e onde?” </li></ul><ul><li>“ Peter Drucker” </li></ul>DNA da Governança
  10. 11. Estratégica em Problema Capcioso O problema capcioso surge quando a organização enfrenta mudanças constantes ou desafios sem precedentes. “ John C. Camillus” As 10 propriedades de Problemas Capciosos 1- Não tem formulação definitiva. 2 – Não há ponto final. 3 – Soluções não são certas ou erradas, mas boas ou más. 4 – Não há um teste imediato nem um teste supremo. 5 – Toda solução é uma aposta única. 6 – Não tem um conjunto de potenciais soluções. 7 – É basicamente único. 8 – Pode ser considerado sintoma de outro problema. 9 – Discrepância nas comparações entre problemas. 10 – Planejador não tem direito de errar. Um problema Ca p cioso não pode ser solucionado apenas controlado.
  11. 12. Teoria e Projeto das Organizações Richard L. Daft Harvard Business School Estrutura Organizacional Híbrida
  12. 13. <ul><li>Uma governança de TI eficaz deve tratar três questões fundamentais: </li></ul><ul><li>Quais decisões devem ser tomadas para garantir a gestão e o uso eficaz de TI? </li></ul><ul><li>Quem deve tomar essas decisões? </li></ul><ul><li>Como essas decisões devem ser tomadas e monitoradas? </li></ul>As decisões de TI são: Princípios de TI – esclarecendo o papel de negócio da TI. Arquitetura de TI – definindo os requisitos de integração e padronização. Infra-estrutura de TI – determinando serviços compartilhados e de suporte. Necessidade de aplicações de negócio – especificando a necessidade comercial de aplicações de TI, comparada ou desenvolvida internamente. Investimentos e priorização de TI – escolhendo quais iniciativas financiar e quanto gastar. <ul><li>Os arquétipos são: </li></ul><ul><li>Monarquia de negócio – os altos gerentes </li></ul><ul><li>Monarquia de TI – os especialistas em TI </li></ul><ul><li>Feudalismo – cada unidade de negócio toma decisões independentes. </li></ul><ul><li>Federalismo – combinação entre o centro corporativo e as unidades de negócio, com ou sem o envolvimento do pessoal de TI. </li></ul><ul><li>Duopólio de TI – o grupo de TI e algum outro grupo (p.e. alta gerencia ou lideres de unidades de negócio) </li></ul><ul><li>Anarquia – tomada de decisões individual ou por pequenos grupos de modo isolado. </li></ul>Estilos de Governança de TI
  13. 14. Pesquisa do CISR – MIT em 256 empresas em 26 países em todos os continentes. Governança + Responsabilidade
  14. 15. Pesquisa do CISR – MIT em 256 empresas em 26 países em todos os continentes. Governança + Responsabilidade
  15. 16. Sintomas do desgaste nos Arquétipos <ul><li>Desalinhamento entre as ações </li></ul><ul><li>Sobrecarga de trabalho Não há tempo para pensar no futuro </li></ul><ul><li>Atividades mecânicas / perda dos propósitos </li></ul><ul><li>Decisões muito concentradas na alta gerência </li></ul><ul><li>Comportamentos imaturos </li></ul><ul><li>Feudos / Fofoca / Radio peão </li></ul><ul><li>Desmotivação Sindrome do “Graças a Deus é sexta feira” </li></ul>
  16. 17. <ul><li>Continuar tentando extrair mais resultados de modelos de gestão de TI desgastados e em crise </li></ul><ul><li>Ou </li></ul><ul><li>Assegurar a criação de estruturas e relacionamentos de comportamentos desejáveis em TI </li></ul>
  17. 18. <ul><li>Ritmo e Disciplina </li></ul><ul><li>Paradigma de interdependência de forma participativa, integrada e interativa </li></ul><ul><li>Espírito igualitário e hierarquia funcional </li></ul><ul><li>O valor agregado esta mais ligado a integração e interdependência das partes do que na qualidade de cada uma delas. </li></ul>“ Espaço Novo”
  18. 19. Comportamento Organizacional
  19. 20. Comportamento Organizacional
  20. 21. Governança de TI Estrutura
  21. 22. As Expectativas!
  22. 23. Processos e Roteiro de Decisão Risco como uma Oportunidade Risco como Objetivos de Controle Risco como Metas de Desempenho
  23. 24. Equacionamento Gestor de TI Responsáveis do Serviço Fornecedor Gestor de TI Gestores do Negócio Filtragem Comitê Estratégico de TI Comitê Tático de TI Clientes O Comitê realiza a filtragem e priorização numa freqüência constante “Rito” Indicadores de Gestão
  24. 25. Estratégia de Negócio Radar de TI Riscos e Segurança Sourcing Estratégico Competências Estratégicas Arquitetura Idéia Iniciativas Projetos e Serviços Contínuos Resultado O Modelo de Governança é orientado a processos que estabelecem roteiro de decisão e envolvimento TI e Negócio. Mecanismos Governança de TI Justificativa Econômica Liderança Estratégia de TI Estudo de Viabilidade
  25. 26. <ul><li>Mecanismos “Tangíveis” </li></ul><ul><li>Processos decisórios: ligados ao negócio, participação ampla (negócios, TI, Fornecedores); </li></ul><ul><li>Métricas: ligadas aos benefícios esperados para o negócio, métricas comuns a todos (negócios, TI, fornecedores) </li></ul><ul><li>Responsabilidades: definição detalhada (estrutura e papéis das responsabilidades nos relacionamentos) </li></ul><ul><li>Mecanismos “Intangíveis” </li></ul><ul><li>Colaboração: decisões, execução, suporte e gestão colegiados </li></ul><ul><li>Relacionamentos: intensos, permanentes, internos e externos, gestão de expectativas </li></ul><ul><li>Comunicação: em tempo real, aberta, franca e compartilhada </li></ul>Estrutura Tradicional Estrutura Governança TI Mecanismos de Governança TI
  26. 27. Indicadores de Gestão Propósito Organizacional Avaliações e Análises Diagnostico de Maturidade e Entrevistas Objetivos Mensuráveis de TI BSC Qual a nossa Visão? Onde estamos agora? Onde queremos chegar ? Diretrizes Estratégicas Como chegaremos onde desejamos? Como sabemos se atingimos nossos Objetivos? Definições de Processos Medidas e Métricas Objetivos de Controle
  27. 28. Aplicação do Programa de Excelência em Gestão Idéias Desejos Objetivos Necessidades Gestão Metodologias e Técnicas Planejamento Recursos Financeiros Recursos Humanos e Materiais Ciência de transformar desejos em realidades, de maneira econômica e financeiramente viável
  28. 29. DS1 Definir e Gerenciar Níveis de Serviços DS2 Gerenciar Serviços de Terceiros DS3 Gerenciar Performance e Capacidade DS4 Assegurar Serviço Continuado DS5 Assegurar Segurança dos Sistemas DS6 Identificar e Alocar Custos DS7 Educar e Treinar Usuários DS8 Assistir e Aconselhar Usuários DS9 Gerenciar a Configuração DS10 Gerenciar Problemas e Incidentes DS11 Gerenciar Dados DS12 Gerenciar Instalações DS13 Gerenciar Operações Monitoramento Entrega & Suporte Aquisição & Implementação RECURSOS DE TI <ul><li>Pessoas </li></ul><ul><li>Sistemas Aplicativos </li></ul><ul><li>Tecnologia </li></ul><ul><li>Instalações </li></ul><ul><li>Dados </li></ul>INFORMAÇÃO <ul><li>Eficiência </li></ul><ul><li>Eficácia </li></ul><ul><li>Confidencialidade </li></ul><ul><li>Integridade </li></ul><ul><li>Disponibilidade </li></ul><ul><li>Conformidade </li></ul><ul><li>Confiabilidade </li></ul>Governança TI OBJETIVOS DE NEGÓCIO M1 Monitorar os Processos M2 Avaliar Adequação dos Controles Internos M3 Obter Garantia Independente M4 Obter Auditoria Independente AI1 Identificar Soluções Automatizadas AI2 Adquirir e Manter Software Aplicativo AI3 Adquirir e Manter Infra-estrutura Tecnológica AI4 Desenvolver e Manter Procedimentos AI5 Instalar e Homologar Sistemas AI6 Gerenciar Mudanças AI7 Certifica Soluções Mudanças PO1 Definir Plano Estratégico de TI PO2 Definir a Arquitetura da Informação PO3 Determinar o Direção Tecnológica PO4 Definir a Organização de TI e Seus Relacionamentos PO5 Gerenciar os Investimentos em TI PO6 Comunicar Metas e Direção PO7 Gerenciar Recursos Humanos PO8 Gerenciar Qualidade PO9 Avaliar Riscos PO10 Gerenciar Projetos COBIT Processos Planejamento & Organização
  29. 31. Objetivos de Negócio e Objetivos de TI
  30. 32. Objetivos de Negócio e Objetivos de TI
  31. 34. Estratégia e Estrutura
  32. 35. Governança de TI BS 7799 Gestão da segurança COBIT Controles e métricas ITSA Arquitetura & Padrões ISO Controle da qualidade BSC Métricas e acompanh. PMI Gestão de projetos CMM Qualidade no desenv. Mecanismos e Modelos
  33. 36. • Foco em alinhamento com negócio • Nasceu da necessidade de auditar os processos de TI • De “fora” para “dentro” • Visão gerencial • Forte em controles • Controla como é produzido • Foco na qualidade de serviços • Nasceu da necessidade de consolidar áreas de TI • De “dentro” para “fora” • Visão operacional • Forte em processos • Define como fazer • Foco em segurança • Nasceu da necessidade de garantir a segurança das informações • Bidirecional • Visão sistêmica • Forte em procedimentos • Controla a segurança do processo Complementaridade
  34. 37. Por Onde Iniciamos?
  35. 38. DS1 Definir e Gerenciar Níveis de Serviços DS2 Gerenciar Serviços de Terceiros DS3 Gerenciar Performance e Capacidade DS4 Assegurar Serviço Continuado DS5 Assegurar Segurança dos Sistemas DS6 Identificar e Alocar Custos DS7 Educar e Treinar Usuários DS8 Assistir e Aconselhar Usuários DS9 Gerenciar a Configuração DS10 Gerenciar Problemas e Incidentes DS11 Gerenciar Dados DS12 Gerenciar Instalações DS13 Gerenciar Operações Monitoramento Entrega & Suporte Aquisição & Implementação RECURSOS DE TI <ul><li>Pessoas </li></ul><ul><li>Sistemas Aplicativos </li></ul><ul><li>Tecnologia </li></ul><ul><li>Instalações </li></ul><ul><li>Dados </li></ul>INFORMAÇÃO <ul><li>Eficiência </li></ul><ul><li>Eficácia </li></ul><ul><li>Confidencialidade </li></ul><ul><li>Integridade </li></ul><ul><li>Disponibilidade </li></ul><ul><li>Conformidade </li></ul><ul><li>Confiabilidade </li></ul>Governança TI OBJETIVOS DE NEGÓCIO M1 Monitorar os Processos M2 Avaliar Adequação dos Controles Internos M3 Obter Garantia Independente M4 Obter Auditoria Independente AI1 Identificar Soluções Automatizadas AI2 Adquirir e Manter Software Aplicativo AI3 Adquirir e Manter Infra-estrutura Tecnológica AI4 Desenvolver e Manter Procedimentos AI5 Instalar e Homologar Sistemas AI6 Gerenciar Mudanças AI7 Certifica Soluções Mudanças PO1 Definir Plano Estratégico de TI PO2 Definir a Arquitetura da Informação PO3 Determinar o Direção Tecnológica PO4 Definir a Organização de TI e Seus Relacionamentos PO5 Gerenciar os Investimentos em TI PO6 Comunicar Metas e Direção PO7 Gerenciar Recursos Humanos PO8 Gerenciar Qualidade PO9 Avaliar Riscos PO10 Gerenciar Projetos COBIT Processos Planejamento & Organização
  36. 39. Clientes Processos Internos Aprendizado e crescimento Visão: Ser reconhecida globalmente como fornecedora de “Coisas” e liderar o mercado Latino Americano. Otimizar despesas Aumentar a rentabilidade Ampliar a receita Expandir as oportunidades de receita Reduzir os custos de transformação Aumentar a velocidade dos serviços de atendi- mento ao cliente Focar suporte técnico nos clientes alvo Incorporar Tecnologia no processamento Adequar capacidade de produção Melhorar o processo Planejamento da produção Melhorar o processo de P&D Aumentar o volume de vendas Aumentar a participação no mercado de “Coisas” de valor agregado Aumentar satisfação dos clientes Aumentar a participação no mix dos clientes de “Coisas” Fortalecer o relacionamento com os clientes Desenvolver e disseminar competências alinhadas a estratégia Desenvolver uma cultura de resultados com base nos valores Melhorar a satisfação da força de trabalho Aumentar a produtividade da força de trabalho ORIENTAÇÃO PARA O CLIENTE EXCELÊNCIA OPERACIONAL INOVAÇÃO FOCO NO MERCADO “ EMPRESA DO CORAÇÃO” Assegurar a tecnologia da informação adequada Financeira
  37. 40. Clientes Processos Internos Aprendizado e crescimento Visão: Ser reconhecida globalmente como fornecedora de “Coisas” e liderar o mercado Latino Americano. Otimizar despesas Aumentar a rentabilidade Ampliar a receita Expandir as oportunidades de receita Reduzir os custos de transformação Aumentar a velocidade dos serviços de atendi- mento ao cliente Focar suporte técnico nos clientes alvo Incorporar Tecnologia no processamento Adequar capacidade de produção Melhorar o processo Planejamento da produção Melhorar o processo de P&D Aumentar o volume de vendas Aumentar a participação no mercado de “Coisas” de valor agregado Aumentar satisfação dos clientes Aumentar a participação no mix dos clientes de “Coisas” Fortalecer o relacionamento com os clientes Desenvolver e disseminar competências alinhadas a estratégia Desenvolver uma cultura de resultados com base nos valores Melhorar a satisfação da força de trabalho Aumentar a produtividade da força de trabalho ORIENTAÇÃO PARA O CLIENTE EXCELÊNCIA OPERACIONAL INOVAÇÃO FOCO NO MERCADO “ EMPRESA DO CORAÇÃO” Assegurar a tecnologia da informação adequada Financeira
  38. 41. Clientes Processos Internos Aprendizado e crescimento Missão: Assegurar a Tecnologia da Informação adequada Melhorar a eficiência dos custos de TI e a sua contribuição para o lucratividade do negócio Entrega projetos no prazo, no orçamento e nos padrões de qualidade Assegura que a TI demonstre a eficiência de custo na qualidade dos serviços ,melhoria contínua e prontidão para mudanças futuro PRODUTIVIDADE CRESCIMENTO Adquire e manter Infra-estrutura de TI integrada e padronizada Define como as solicitação de funcionalidades do negócio são transformadas em soluções automatizadas eficientes e efetivas Assegura uso apropriado e desempenho das aplicações e tecnologia Integra soluções de tecnologia e aplicativos dentro dos processos de negócio Adquire e mantêm sistemas aplicativos integrados e padronizados Assegura a satisfação do usuário final através de serviços ofertados e níveis de serviço Cria agilidade em TI Assegura a aderência de TI com políticas e regulamentações ORIENTAÇÃO PARA O CLIENTE EXCELÊNCIA OPERACIONAL INOVAÇÃO “ EMPRESA DO CORAÇÃO” Gestão de Conhecimento e integração das áreas de TI Otimiza a Infra-estrutura , recursos e capacidade de TI Identificar as necessidades de informa ç ões operacionais e estrat é gicas, selecionando e disponibilizando a solu ç ão mais adequada, considerando a rela ç ão custo x benef í cio. Desenvolvimento técnico e profissional das equipes Financeira
  39. 42. Clientes Processos Internos Aprendizado e crescimento Missão: Assegurar a Tecnologia da Informação adequada Melhorar a eficiência dos custos de TI e a sua contribuição para o lucratividade do negócio Entrega projetos no prazo, no orçamento e nos padrões de qualidade Assegura que a TI demonstre a eficiência de custo na qualidade dos serviços ,melhoria contínua e prontidão para mudanças futuro PRODUTIVIDADE CRESCIMENTO Adquire e manter Infra-estrutura de TI integrada e padronizada Define como as solicitação de funcionalidades do negócio são transformadas em soluções automatizadas eficientes e efetivas Assegura uso apropriado e desempenho das aplicações e tecnologia Integra soluções de tecnologia e aplicativos dentro dos processos de negócio Adquire e mantêm sistemas aplicativos integrados e padronizados Assegura a satisfação do usuário final através de serviços ofertados e níveis de serviço Cria agilidade em TI Assegura a aderência de TI com políticas e regulamentações ORIENTAÇÃO PARA O CLIENTE EXCELÊNCIA OPERACIONAL INOVAÇÃO “ EMPRESA DO CORAÇÃO” Gestão de Conhecimento e integração das áreas de TI Otimiza a Infra-estrutura , recursos e capacidade de TI Identificar as necessidades de informa ç ões operacionais e estrat é gicas, selecionando e disponibilizando a solu ç ão mais adequada, considerando a rela ç ão custo x benef í cio. Desenvolvimento técnico e profissional das equipes Financeira
  40. 44. LEGENDA PARA SÍMBOLOS USADOS LEGENDA PARA POSIÇÕES OCUPADAS 0 – Os processos de administração não são aplicados em nada. 1 – Os processos são ad hoc e desorganizados. 2 – Os processos seguem um padrão regular 3 – Os processos são documentadas e comunicados. 4 – Os processos são monitorados e mediddos 5 - As melhores práticas são seguidas e automatizadas Nível Atual Nível de Empresas Similares Nível Alvo para 2008 Avaliação de Maturidade PO10 – Gestão de Projetos Gerenciamento da Governança 0 1 2 3 4 5 Inexistente Inicial Repetível Definido Administrado Otimizado
  41. 45. Desempenho da Governança
  42. 46. Indicadores de Gestão
  43. 47. Riscos e Alertas na Implementação da Governança -Os controles devem estar alinhados com objetivos de negócio -A instituição da governança é uma mudança cultural -O envolvimento e comprometimento da alta gestão é fator crítico de sucesso -A mudança cultural não ocorre em grandes saltos, mas sim, em pequenos avanços na maturidade dos processos e das pessoas -O foco deve ser em processos de grande impacto para o cliente -O grupo deve ser incentivado na absorção da nova cultura -Só deve ser medido o que é importante -Os indicadores devem manter uma relação de causa e efeito Indicador só indica!! -Governança só tem sentido inserido em um contexto de melhoria no processo de tomada de decisão Macro Roteiro de Implantação
  44. 48. Mensagem do IBM
  45. 49. Mensagem do IBM
  46. 50. Mensagem do IBM
  47. 51. Perguntas e Comentários ?

×