Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski

1.054 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.054
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Design Research - Slides - Prof. Kleber Puchaski

  1. 1. d e sig n re s earch outubro 2011 © Feel the Future 2011
  2. 2. 00. inov ação 2/66 © Feel the Future 2011
  3. 3. inov ação... 3/66 © Feel the Future 2011
  4. 4. o qu e é (realme nte) inov ação ? INOVAÇÃO = CRIATIVIDADE + IMPLEMENTAÇÃO C R I A T I V I D A D E = autonomia de pensamento + recurso (ou falta dele) I M P L E M E N T A Ç Ã O = seleção de idéias + desenvolvimento + comercialização 4/66 © Feel the Future 2011
  5. 5. o qu e é (realme nte) inov ação ? U m a i n o v a ç ão é a implementação de um produ to ( b e m o u s e rviço) novo ou significativament e m e l h o r a d o , ou um processo, ou um novo méto do d e m a r k e t i ng, ou um novo método organizaci onal n a s p r á t i c as de negócios, na organização d o l o c a l d e t rabalho ou nas relações externas . O s c a m i n h o s d a i n o v a ç ã o F I N E P - M a n u a l de Oslo h t t p : / /w w w . f i n e p . g o v . b r / d c o m / b r a s i l _ i n o v a d o r / c apa.html 5/66 © Feel the Future 2011
  6. 6. o qu e é (realme nte) inov ação ? I n o v a ção se refere a uma nova forma d e f a z e r algo. Ela pode ser INCREMENTAL , E M E R G ENTE, RADICAL ou REVOLUCIONÁRIA m u d a n do pensamentos, produtos, proces so o u o r ganizações. [Wikipedia] 6/66 © Feel the Future 2011
  7. 7. o qu e é (realme nte) inov ação ? É o i mpulso fundamental que coloca e m a n t é m em movimento a engrenagem da e c o n o mia. [Joseph Schumpeter, 1934] I n o v a ção é um imperativo de s o b r e vivência. 7/66 © Feel the Future 2011
  8. 8. o qu e é (realme nte) inov ação ? I n o v a ção não é somente uma forma de e star a f r e nte de seus competitores, é mais u m c r itério para o sucesso da marca: d i f e r enciação. [Betinna von Stamm] 8/66 © Feel the Future 2011
  9. 9. o qu e é (realme nte) inov ação ? O m a n t r a d a inovação: q u a n d o t o d os ZIG, ZAG. [Marty Neumeier] 9/66 © Feel the Future 2011
  10. 10. o qu e é (realme nte) inov ação ? Agência de Inovação UFPR propr i ed ad e intel ec tu al Proteger para transferir tran s fe rê nc i a d e tec nol og i a Broker para os pesquisadores e mpree nd ed or i smo e inc ubação Identificar e desenvolver talentos e idéias 10/66 © Feel the Future 2011
  11. 11. o qu e é (realme nte) inov ação ? Agência de Inovação UFPR inv eção > inov ação i d e i a > produto Dep Design // Proj Produto III 2009 11/66 © Feel the Future 2011
  12. 12. Agência de Inovação UFPR 12/66 © Feel the Future 2011
  13. 13. Agência de Inovação UFPR 13/66 © Feel the Future 2011
  14. 14. “Não podemos r e s ol v e r p r o b l e m a s u s a nd o o m e s m o m o d el o d e p e n s a m e n t o que usamos quando os c r i am o s . ” Albert Einstein (1879 – 1955) 14/66 © Feel the Future 2011
  15. 15. 01. d e f ini çõe s 15/66 © Feel the Future 2011
  16. 16. o qu e é d e sig n? todos os produtos ou sistemas feitos pelo homem são desenhados. Período Ubaid 5.000 AC Escrita cuneiforme Mesopotâmia 4.000 AC 16/66 © Feel the Future 2011
  17. 17. o qu e é d e sig n? todos os produtos ou sistemas feitos pelo homem são desenhados. Exposição Universal 1851 17/66 © Feel the Future 2011
  18. 18. o qu e é d e sig n? todos os produtos ou sistemas feitos pelo homem são desenhados. Bauhaus Alemanha 1919 – 1933 18/66 © Feel the Future 2011
  19. 19. o qu e é d e sig n? todos os produtos ou sistemas feitos pelo homem são desenhados. Braun Alemanha 19/66 © Feel the Future 2011
  20. 20. o qu e é d e sig n? Bom design Bom design Bom design Bom design intuitivo. Bom design Bom design Bom design Bom design detalhe. Bom design amigável. Bom design é inovador. torna o produto útil. é estético. torna o produto é discreto. é honesto. possui longa duração. é completo até o último é ambientalmente é minimalista. Dieter Rams, 1969 20/66 © Feel the Future 2011
  21. 21. o qu e é d e sig n? todos os produtos ou sistemas feitos pelo homem são desenhados. Philippe Stark 21/66 © Feel the Future 2011
  22. 22. o qu e é d e sig n? Design de produtos: 22/66 © Feel the Future 2011
  23. 23. o qu e é d e sig n? Design gráfico: 23/66 © Feel the Future 2011
  24. 24. o qu e é d e sig n? Design de Serviços: São Paulo // Guarulhos Londres // Heathrow 24/66 © Feel the Future 2011
  25. 25. o qu e é d e sig n? Identidade Visual: 25/66 © Feel the Future 2011
  26. 26. o qu e é d e sig n? Design de Ambiente/Experiência: 26/66 © Feel the Future 2011
  27. 27. o qu e é d e sig n? Design de Interação/Mídia interativa 27/66 © Feel the Future 2011
  28. 28. (re) d e f inind o o qu e é d e sig n: D E S I G N = FORMA + FUNÇÃO D E S I G N THINKING = É A ESSÊNCIA DA INOVAÇÃO INO VAÇÃO / / COLABORATIVO / / EXPERIMENTAL / / INTEGRATIVO / / INTERPRETATIVO 28/66 © Feel the Future 2011
  29. 29. o qu e é d . thinking? É u m m o d e l o de pensamento para explorar n ovos d e s a f i o s u sando criatividade e estratégia como e l e m e n t o h olístico na solução de problema s e b u s c a d e o portunidades. Kleber Puchaski 29/66 © Feel the Future 2011
  30. 30. 02. d e sig n re s earch 30/66 © Feel the Future 2011
  31. 31. o qu e é pe s qui s a? si ste máti co > pesquisa precisa ser sistemática... organiz ad o > pesquisa precisa ser organizada... pe rg unta s > re spo sta > pesquisa é focada em perguntas relevantes, úteis e importantes... seja a resposta para uma hipótese ou apenas para uma simples pergunta, uma pesquisa é bem sucedida quando encontramos respostas. 31/66 © Feel the Future 2011
  32. 32. o qu e é pe s qui s a? Componentes de um projeto de pesquisa: CONTEXTO REFLEXÃO CRÍTICA NA TEORIA AUTO REFLEXÃO CRÍTICA CRÍTICA adaptado de Hilary Collins // Creative Research REFLEXÃO NA PRÁTICA ANÁLISE 32/66 © Feel the Future 2011
  33. 33. o qu e é pe s qui s a? Quanti × quali pe s qui s a qu antitativ a pe s qui s a qu alitativ a //ele te 2 metros de altura. //ele é alto. //ele faz 6 refeições por dia. //ele come o tempo todo //a taxa de aprovação do presidente é de 73%. //o presidente é bem aceito. //ela economiza $2000 por mês. //ela é boa com dinheiro. //o navio comporta 3000 passageiros. // o navio é grande. //o gato pesa 10 kg. // o gato é gordo. adaptado de Jenn + Ken O’Grady // A Designer’s Research Manual 33/66 © Feel the Future 2011
  34. 34. o qu e é pe s qui s a? Dados primários & secundários d ad o s pr imár i o s d ad o s s ec und ár i o s //organizar um focus group com esqueitistas de 12 a 18 anos. //ler revistas sobre skate para se familiarizar com subculturas da juventude. //contratar uma pesquisa de marketing para levantar dados sobre a renda média de proprietários de veículos Aston Martin. //levantar previamente pesquisas demográficas publicadas sobre o mercado de carros de luxo. //envolver octagenários em um estudo etnográfico sobre instalações de cuidados de enfermagem. //buscar em bancos de imagem fotos que retratem idosos em instalações de enfermagem. adaptado de Jenn + Ken O’Grady // A Designer’s Research Manual 34/66 © Feel the Future 2011
  35. 35. o qu e é pe s qui s a? Formativa & sumativa ETNOGRAFIA ANÁLISE DOS COMPETIDORES PROTÓTIPO TESTE COM USUÁRIO VALIDAÇÃO QUANTITATIVA IDEIA SOLUÇÃO pe s qui s a for mativ a pe s qui s a sumativ a adaptado de Jenn + Ken O’Grady // A Designer’s Research Manual 35/66 © Feel the Future 2011
  36. 36. o qu e é pe s qui s a? e stratég i a s d e pe s qui s a táti ca s d e pe s qui s a //análise de concorrência //revisão de literatura //levantamento + questionários //focus group //pesquisa etnográfica //photo ethnography //antropologia visual //pesquisa de obervação //revisão de literatura //levantamento + questionários //focus group //pesquisa de marketing //demografia //focus group //psicografia //levantamento + questionários //web analytics //teoria das cores + previsões //revisão de literatura //personas //teste com usuário //design iterativo //personas //focus group //pesquisa observacional //levantamento + questionários //web analytics //exploração visual //visualização //teoria das cores + previsões adaptado de Jenn + Ken O’Grady // A Designer’s Research Manual 36/66 © Feel the Future 2011
  37. 37. 03. tool box 37/66 © Feel the Future 2011
  38. 38. tool box Conjunto de ferramentas criativas utilizadas como apoio ao design thinking. A capacitação de equipes com este set de ferramentas permite que a cada situação seja discutida e definidos caminhos possíveis para a solução de problemas ou obtenção de informações, sem restringir a experimentação e descobertas. 38/66 © Feel the Future 2011
  39. 39. br i e f ing Ficha contendo todas as informações referentes ao projeto. Esta ferramenta permite que todos os envolvidos no projeto tenham acesso às informações de modo similar. A ficha é adaptada ao projeto, mas costuma conter: objetivos, requisitos, restrições, verba, dados gerais. Peter Phillips 39/66 © Feel the Future 2011
  40. 40. f rame w ork Ferramenta de visualização, utilizada para entendimento rápido e simplificado de um processo em sua totalidade. Feel the Future 40/66 © Feel the Future 2011
  41. 41. timeline Linha do tempo contendo interações necessárias para completar uma demanda, é utilizado para facilitar a visualização e condução das tarefas em um determinado processo. Feel the Future 41/66 © Feel the Future 2011
  42. 42. brain stor ming Atividade colaborativa, utilizada para coleta de idéias. Consiste em uma discussão em grupo, onde uma ou mais pessoas são responsáveis por passar todas as idéias, sem filtro algum, para o papel. Além da grande quantidade de informação, novas idéias surgem do trabalho colaborativo e também de associações inusitadas. Feel the Future 42/66 © Feel the Future 2011
  43. 43. mindmap Diagrama feito de maneira rápida e intuitiva. Mostrando a conexão de idéias à um tema central. Esta ferramenta pode ser utilizada durante o brainstorming para registro da idéias. Tim Brown, IDEO 43/66 © Feel the Future 2011
  44. 44. jour ne y map Representação gráfica sequencial utilizada para identificar e compreender uma situação do início ao fim. Pode identificar a interação dos usuários com um serviço, produto, empresa ou problema. Feel the Future 44/66 © Feel the Future 2011
  45. 45. rol e pl ay Ferramenta utilizada para entendimento de um determinado cenário. Os participantes encenam a situação, analisando possibilidades de ação, reações e oportunidades. A atitude de se colocar em cena permite rever o mesmo cenário sob uma nova perspectiva, gerando novos insigths. www.servicedesigntools.org 45/66 © Feel the Future 2011
  46. 46. conv e rgê nc i a s & div e rgê nc i a s Ferramenta que consiste em explorar em profundidade um tema, até a saturação do mesmo, convergindo até uma grande pergunta que irá nortear a segunda parte da discussão. Onde serão geradas novas perguntas para o aprofundamento do tema. E nova convergência até definição dos pontos chaves da pesquisa. 46/66 © Feel the Future 2011
  47. 47. s e r v i ce s afar i Consiste em vivenciar um serviço a fim de explorar experiências boas e ruins. O Safari é registrado por meio de vídeo ou notas. Ao colocar-se na posição de consumidor, é possível observar oportunidades de inovação e melhorias. Fuelfor, Barcelona 47/66 © Feel the Future 2011
  48. 48. shad ow ing Acompanhamento e registro do percurso de um consumidor, vendedor, fornecedor, etc. Ao presenciar processos é possível documentar problemas, comportamentos, reações e, enfim, compreender sistemas de modo holístico. Apogee, Hong Kong 48/66 © Feel the Future 2011
  49. 49. c ultural probe s Consiste no registro (texto, vídeo, fotos) de informação pelo usuário por um determinado período. Podendo ser direcionado pelo pesquisador, o Cultural Probes levanta insights, desejos e carências, identificando possibilidades de inovação e solução. STBY, Londres 49/66 © Feel the Future 2011
  50. 50. stakehol d e rs map Representação visual ou física dos envolvidos em um processo de produto/serviço. A partir do levantamento dos stakeholders envolvidos, são mapeadas suas relações de interação. Com a ampla visualização pode-se otimizar processos e identificar áreas de oportunidade em potencial. the Story of Stuff 50/66 © Feel the Future 2011
  51. 51. “ P a ra t e r u m a b o a i d e a, v o c ê p r e c i s a p r i me i r o t e r m u i t a s i d e ia s . ” Linus Pauling (1901 – 1994) 51/66 © Feel the Future 2011
  52. 52. + Como seriam as experiências de convergência no mercado de celulares de massa no Brasil? Design Research / Research Tools / Data Evaluation / Innovation Process / Workshop / 52/66 © Feel the Future 2011
  53. 53. + Como seriam as experiências de convergência no mercado de celulares de massa no Brasil? Discovery Connect Construct Workshop Nokia + INDT + FtF Imertions SP / RJ / PE Outputs Benchmark Outputs Session 1 / Download Session 2 / Observation into insights In depth interview Customer Journey Friends gathering Mapping Stakeholders / Players 53/66 © Feel the Future 2011
  54. 54. + Como seriam as experiências de convergência no mercado de celulares de massa no Brasil? 54/66 © Feel the Future 2011
  55. 55. + Como os usuários interagem com o equipamento portátil de oxigênio? 55/66 © Feel the Future 2011
  56. 56. + Como os usuários interagem com o equipamento portátil de oxigênio? Entrevistas Curitiba São Paulo Hospital + Home Care + First Responder + Interview Analisys User’s Insights 56/66 © Feel the Future 2011
  57. 57. + How can Feel the Future help Electrolux personal to find a new design strategy focused on design thinking? 57/66 © Feel the Future 2011
  58. 58. + SIX MONTHS TREND BOARDS BY SEASON PROTOTYPE COLLECTION TRAVELS How can Feel the DESIGN patterns colors pictures (…) head designer // briefing to the design team RESEARCH // ANALISYS STRATEGY DEFINITION STRATEGY × PRODUCT RESEARCH FILTER PERSONIFICATION FLAGSHIP STORE Future help Electrolux personal ANALISYS PRODUCT DEVELOPMENT to find a new design strategy focused on design thinking? DEVELOPMENT users BRIEFING DESIGN CONCEPTS ANALISYS // CONCEPT AJUSTMENT FINAL CONCEPT PROTOTYPE + 58/66 © Feel the Future 2011
  59. 59. + day 2 & 3 / @ Paço da Liberdade 59/66 © Feel the Future 2011
  60. 60. + day 1 / @ Feel the Future 60/66 © Feel the Future 2011
  61. 61. + !"#$%&'()( *%+,'+%"-,'.& /&&0( 3.4%5,# / Elevador Unifamiliar /0"##%+() 1%'."2, 3%6.%,# 61/66 © Feel the Future 2011
  62. 62. 04. w orkshop 62/66 © Feel the Future 2011
  63. 63. pre parad o para o f uturo? QUAL O SEU REPERTÓRIO? 63/66 © Feel the Future 2011
  64. 64. pre parad o para o f uturo? po si c i oname nto > Sua visão e o seu papel no mundo; fe r rame nta s > Modelos que você usa para entender o mundo onde vive; e xpe r i ê nc i a > O que e como você constrói suas habilidades; [Roger Martin, 2007] 64/66 © Feel the Future 2011
  65. 65. pe s qui s and o o f uturo Um dia em 2030 I m a g i n e q u e v o c ê pudesse passar 24h em 2030 / / C o m o é o m u n d o ao seu redor? Fale sobre: > Trabalho > Sociedade > Líderes 65/66 © Feel the Future 2011
  66. 66. thanks riachuelo, 427 // curitiba, brazil feel-the-future.com © Feel the Future 2011

×