Fordismo

83.051 visualizações

Publicada em

ajdlsajldjaldjsaljdlsajdl

Publicada em: Educação, Esportes, Tecnologia
0 comentários
24 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
83.051
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
705
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1.381
Comentários
0
Gostaram
24
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fordismo

  1. 1. Fordismo Henry Ford foi o primeiro a pôr em prática, na sua empresa “Ford Motor Company”, o taylorismo. Posteriormente, ele inovou com o processo do fordismo, que, absorveu aspectos do taylorismo. Consistia em organizar a linha de montagem de cada fábrica para produzir mais, controlando melhor as fontes de matérias-primas e de energia, os transportes, a formação da mão-de-obra. *1863, Michigand +1947, Michigan
  2. 2. Princípios do Fordismo <ul><li>1) de Intensificação : Diminuir o tempo de duração com o emprego imediato dos equipamentos e da matéria-prima e a rápida colocação do produto no mercado. </li></ul><ul><li>2) de Economia: Consiste em reduzir ao mínimo o volume do estoque da matéria-prima em transformação. </li></ul><ul><li>3) de Produtividade: Aumentar a capacidade de produção do homem no mesmo período (produtividade) por meio da especialização e da linha de montagem. O operário ganha mais e o empresário tem maior produção. </li></ul>
  3. 3. Sistema Fordismo <ul><li>É o Sistema de organização industrial criado por Henry Ford, em que a matéria prima é ininterruptamente trabalhada, desde as operações elementares até o completo acabamento do produto. </li></ul><ul><li>As características do Fordismo são: </li></ul><ul><li>- o trabalho dividido; </li></ul><ul><li>- o trabalho repetido; </li></ul><ul><li>- o trabalho em cadeia; </li></ul><ul><li>- o trabalho contínuo. </li></ul><ul><li>Ford resolve aplicar a organização científica do trabalho, produzindo muito, intensamente e economicamente </li></ul>
  4. 4. Linha de produção <ul><li>Para ter um produto mais barato, Ford inventou a linha de montagem. As várias etapas de fabricação foram distribuídas ao longo de uma esteira rolante e cada empregado deveria acoplar um componente padronizado. </li></ul><ul><li>A idéia era evitar hesitações e perda de tempo. Gente de todos os Estados Unidos foi atraída pelo trabalho que era repetitivo e cansativo, mas bem pago: </li></ul><ul><li>U$ 5,00 por jornada de oito horas de trabalho - o dobro do que se pagava na época por 12 horas. </li></ul><ul><li>Além da criação de uma classe média, essas mudanças provocaram grandes transformações econômicas e sociais, conhecidas como fordismo. </li></ul>
  5. 5. Linha de produção O Fordismo é um sistema racional de produção em massa, que transformou radicalmente a indústria automobilística na primeira metade do século XX. 
  6. 6. <ul><li>Em 1903, o empreendedor fundou a Ford Motor Company. </li></ul><ul><li>Em 1908, apresentou o famoso Modelo T – “The Universal Automobile”. O sucesso desse automóvel foi tão grande que, num prazo de 12 meses aproximadamente, foram vendidas 10 mil unidades. Com certas inovações, frente às demais marcas, foi o primeiro automóvel com volante à esquerda. </li></ul>
  7. 7. O Ford Bigode <ul><li>A partir de 1913, a produção Fordista fez com que cada automóvel fosse montado em 93 min. </li></ul><ul><li>Neste contexto, em 1914, Ford lançou sua mais famosa frase: “ Quanto ao meu automóvel, às pessoas podem tê-lo em qualquer cor, desde que seja preta!”. </li></ul><ul><li>Acontece que, para a Linha de Produção Fordista, a cor preta é o que secava mais rápido.  </li></ul><ul><li>Ford é o melhor automóvel, não porque é mais barato, mas porque vale mais”. </li></ul>
  8. 8. Modelo Ford T Henry Ford, pela busca de resultados, literalmente, colocou o mundo sobre rodas, quando uniu pessoas de todos os modos de vida, numa gigantesca inter-relação social em torno do automóvel.
  9. 9. Conseqüência do Fordismo <ul><li>o principal produto, o Ford Modelo T, a partir de 1915, passou do custo de US$ 850,00 para US$ 490,00 e com isto passou a produzir 300 mil unidades/ano. </li></ul><ul><li>No entanto, a Linha de Produção Fordista era entendiante. </li></ul>
  10. 10. Centralização e Integralização Vertical <ul><li>“Ter de comprar de fornecedores e depender do mercado - pensava ele - traria inúmeras dificuldades. ” </li></ul>
  11. 11. Prêmios & Bonificações <ul><li>Segundo Ford, “A empresa bem dirigida não pode deixar de ter lucros, mas o lucro deve acontecer, e inevitavelmente acontecerá mas, como prêmio pelo bom serviço.” </li></ul><ul><li>“ O trabalho deveria ir ao homem e não o homem ir ao trabalho...” (esteiras, máquinas) </li></ul>
  12. 12. Modelo T <ul><li>Modelos bons e baratos consequentemente, evita ELITIZAR... </li></ul><ul><li>Custo de Produção = Função do Tempo de Produção - Cp=f(tp) </li></ul><ul><li>Muitas empresas aderiram ao Fordismo e promovem o crescimento e desenvolvimento empresarial. </li></ul>
  13. 13. Contribuições de Ford <ul><li>1. Criação da Linha de Montagem </li></ul><ul><li>Sistema de produção reduziu de 750min (1913) para 93min (1914) – redução de 88% do esforço </li></ul><ul><li>Produção de um carro – 12h28min para Fabrica de Ford – 1h33min </li></ul><ul><li>2. Intercâmbio das peças e padronização do produto </li></ul><ul><li>Produção em massa </li></ul><ul><li>Padronização de produto e ferramentas </li></ul><ul><li>Redução em 2/3 do valor de produção </li></ul>
  14. 14. 3. Relações trabalhistas <ul><li>Implantou a carga horária 8h/dia e U$5,00 (1914) </li></ul><ul><li>Estabeleceu programa de educação e bem-estar para os operários </li></ul><ul><li>Ofereceu T&D em educação moral e Inglês </li></ul><ul><li>Estilo de vida americana </li></ul>
  15. 15. Resultados <ul><li>Melhor qualidade dos produtos </li></ul><ul><li>Menor nível de absenteísmo </li></ul><ul><li>10% - 0,5% </li></ul><ul><li>Menor taxa de rotatividade (tunorver) </li></ul><ul><li>400% - 15% </li></ul>
  16. 16. Considerações Finais <ul><li>O Fordismo proporcionou grandes vantagens competitivas aos países e organizações que o adotaram. Através desse sistema de produção, foi possível expandir rapidamente a produção, reduzindo os custos unitários de fabricação, de modo a atender a grande demanda reprimida existente nos países em desenvolvimento. </li></ul><ul><li>Diversas nações, lideradas pelos Estados Unidos, consolidaram sua posição enquanto líderes econômicas no planeta, graças aos aumentos de produtividade obtidos com o método fordista de produção - Inglaterra, Alemanha e França em especial -, tendo seu produto interno bruto aumentado significativamente durante os anos de apogeu do Fordismo. </li></ul>
  17. 17. REFERÊNCIAS <ul><li>CHIAVENATO, Idalberto. Administração – Teoria, Processo e Prática. 3 ed. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2000. </li></ul><ul><li>MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Introdução à administração .6.ed. São Paulo: Atlas.2004. </li></ul><ul><li>RIBEIRO, Antonio de Lima. Teorias da Administração .São Paulo: Saraiva, 2003. </li></ul><ul><li>SILVA, Reinaldo Oliveira da. Teoria da Administração .São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002. </li></ul><ul><li>MUNIZ, Adir Jaime de Oliveira. Teoria Geral da Administração: noções básicas .4.ed. São Paulo: Atlas.2001. </li></ul>

×