DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS
BRASILEIROS
Condições Ambientais
Professora: Carolina Corrêa
Amazônia
Nos dias atuais é
grande a devastação
ambiental na Amazônia
(queimadas,desmatame
ntos, extinção de
espécies, etc....
Ecologicamente a Amazônia está
correndo muito perigo, devido ao grande
atrativo econômico natural que é
encontrado nesta r...
As minas ocupam hoje em toda a
Amazônia um total de 15% das áreas
naturais protegidas (ANPs) e 19% dos TIs.
As áreas de in...
Carajás, a maior mina do mundo a céu
aberto está localizada no estado do Pará
(Paulo Santos/1999/Atlas Amazônia Sob Pressã...
Grupo canadense quer extrair ouro
no Xingu.
Fonte:
http://outrapolitica.wordpress.com/ta
g/extrativismo/
Belo Monte é a forma de viabilizar
definitivamente a mineração em
terras indígenas.
Fonte:
http://outrapolitica.wordpress....
A agricultura torna áreas de vegetação
em solos de fácil erosividade e em resposta
a tudo isso, gera-se um efeito “dominó”...
O desmatamento, as queimadas e o
avanço da fronteira agrícola têm levado ao
desaparecimento de florestas tropicais,
acompa...
O cerrado atraiu muita atenção para a
agricultura, o que lhe tornou uma região de
grande produção de grãos como a soja e
a...
O solo nativo foi retirado e alterado por
outra vegetação, condizendo a uma maior
facilidade aos processos erosivos, devid...
Outra exploração ativa é a mineral,
como o ouro e o diamante, decorrendo uma
grande devastação à natureza.
Extração de our...
O ambiente natural
da caatinga encontra-se
pouco devastado. Sua
região poderia ser
ocupada mais a nível
agrícola, em virtu...
A caatinga tem condições de
desenvolver-se economicamente com a
agricultura, que seria de suma importância
para acabar com...
Percebe-se
atualmente que esta
composição arbórea
quase desapareceu
dessa região, devido
à descontrolada
exploração da
ara...
Felizmente, medidas foram tomadas e
hoje a araucária é protegida por lei estadual
no Paraná. O domínio morfoclimático das
...
O domínio morfoclimático das
Pradarias detém importantes reservas
biológicas, como a do Parque Estadual do
Espinilho (Urug...
As condições ambientais atuais fora
desses parques, são muito preocupantes.
Com o início da formação de um deserto
que ten...
Devido ao mau uso da terra pelo
homem, como a monocultura e as
queimadas, surgem as ravinas, que por sua
vez dão origem às...
Em virtude a tudo isso, poucas
medidas estão sendo tomadas, exceto os
estudos feitos. Assim, as autoridades locais
deverão...
Cabe a todos nós, estudar,
aprender e compreender os
processos naturais e
antrópicos para criar
prevenções e soluções que ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais

484 visualizações

Publicada em

educação

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
484
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • ainda no Estudo de Impacto Ambiental/Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) de Belo Monte consta que há 18 empresas, entre elas a Companhia Vale do Rio Doce (requerimento para mineração de ouro), com requerimento para pesquisa, 7 empresas com autorização de pesquisa e uma empresa com concessão de lavra (CVRD, concessão para extração de estanho) na região onde estão construindo Belo Monte.
  • Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais

    1. 1. DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS BRASILEIROS Condições Ambientais Professora: Carolina Corrêa
    2. 2. Amazônia Nos dias atuais é grande a devastação ambiental na Amazônia (queimadas,desmatame ntos, extinção de espécies, etc.) fazem com que a região e o mundo preocupe-se com seu futuro, pois se trata da maior reserva florestal do globo. Fonte: greenpeace.org
    3. 3. Ecologicamente a Amazônia está correndo muito perigo, devido ao grande atrativo econômico natural que é encontrado nesta região, o equilíbrio é colocado muitas vezes em risco. As indústrias mineradoras geram consequências incalculáveis ao ambiente e nos rios são despejados muitos produtos químicos para esta exploração.
    4. 4. As minas ocupam hoje em toda a Amazônia um total de 15% das áreas naturais protegidas (ANPs) e 19% dos TIs. As áreas de interesse pelo setor somam 1,6 milhões de km² - ou 21% do território amazônico. A maioria dessas zonas está sob solicitação (50,8%) ou exploração (30,8%), sendo a Guiana o país com maior parte do território amazônico ocupada pela atividade.
    5. 5. Carajás, a maior mina do mundo a céu aberto está localizada no estado do Pará (Paulo Santos/1999/Atlas Amazônia Sob Pressão) Fonte: www.ebc.com.br
    6. 6. Grupo canadense quer extrair ouro no Xingu. Fonte: http://outrapolitica.wordpress.com/ta g/extrativismo/
    7. 7. Belo Monte é a forma de viabilizar definitivamente a mineração em terras indígenas. Fonte: http://outrapolitica.wordpress.com/tag/extrativismo/
    8. 8. A agricultura torna áreas de vegetação em solos de fácil erosividade e em resposta a tudo isso, gera-se um efeito “dominó” no meio ambiente, onde um é responsável e necessário para o outro. São poucas as atividades econômicas que não agridem a natureza. Fonte: http://www.ciflorestas.com.br/conteudo.php?id=1679
    9. 9. O desmatamento, as queimadas e o avanço da fronteira agrícola têm levado ao desaparecimento de florestas tropicais, acompanhado de acelerados processos de perda de solo e de matéria orgânica. Fonte: http://www.ecodebate.com.br/2008/10/06/solo-da-amazonia-nao-suporta-modelo-de- agricultura-adotado-na-regiao/
    10. 10. O cerrado atraiu muita atenção para a agricultura, o que lhe tornou uma região de grande produção de grãos como a soja e agropastoril, com a ótima adaptação dos gados zebu, nelore e ibagé. Cerrado
    11. 11. O solo nativo foi retirado e alterado por outra vegetação, condizendo a uma maior facilidade aos processos erosivos, devido à falta de cobertura vegetal, seja ela gramínea ou herbácea. Nesse sentido, faz-se muito pouco pela preservação e conservação das matas nativas – a não ser nas áreas demarcadas como reservas bio-ecológicas.
    12. 12. Outra exploração ativa é a mineral, como o ouro e o diamante, decorrendo uma grande devastação à natureza. Extração de ouro no norte do mato grosso. Fonte: http://nortaonoticias.com.br/regional/51483/A_retomada_da_extracao_mineral_na_regiao_norte_de_Mat o_Grosso_esta_impulsionando_a_economia_dos_municipios_
    13. 13. O ambiente natural da caatinga encontra-se pouco devastado. Sua região poderia ser ocupada mais a nível agrícola, em virtude do seu solo possuir boas condições de manejo, só necessitando de irrigação artificial. Caatinga
    14. 14. A caatinga tem condições de desenvolver-se economicamente com a agricultura, que seria de suma importância para acabar com a miséria existente. Mas sem esquecer de utilizar os recursos naturais com equilíbrio, sendo feito de modo organizado e pré-estabelecido à não causar desastres e consequências ambientais futuros.
    15. 15. Percebe-se atualmente que esta composição arbórea quase desapareceu dessa região, devido à descontrolada exploração da araucária para produção de celulose. Araucárias
    16. 16. Felizmente, medidas foram tomadas e hoje a araucária é protegida por lei estadual no Paraná. O domínio morfoclimático das araucárias, que compreende uma importante área no sul brasileiro, detém um nível de conservação e reestruturação vegetal considerável. Mas não se deve estagnar esse processo positivo, pois necessitamos muito dessas terras férteis que mantém as economias locais.
    17. 17. O domínio morfoclimático das Pradarias detém importantes reservas biológicas, como a do Parque Estadual do Espinilho (Uruguaiana e Barra do Quarai) e a Reserva Biológica de Donato (São Borja). Pradarias
    18. 18. As condições ambientais atuais fora desses parques, são muito preocupantes. Com o início da formação de um deserto que tende a crescer anualmente, essa região está sendo foco de muitos estudos e projetos para estagnar esse processo.
    19. 19. Devido ao mau uso da terra pelo homem, como a monocultura e as queimadas, surgem as ravinas, que por sua vez dão origem às voçorocas. Como o solo é muito arenoso e a morfologia do relevo é levemente ondulado, rapidamente os montantes de areia espalham-se na região ocasionados pela ação eólica.
    20. 20. Em virtude a tudo isso, poucas medidas estão sendo tomadas, exceto os estudos feitos. Assim, as autoridades locais deverão estar alerta, para que esse processo erosivo tenha um fim antes que torne toda as pradarias num imenso deserto.
    21. 21. Cabe a todos nós, estudar, aprender e compreender os processos naturais e antrópicos para criar prevenções e soluções que proporcionem a sustentação e manutenção dos diferentes domínios morfoclimáticos.

    ×