É bom saber!

222 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
222
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

É bom saber!

  1. 1. Toda informação inserida no computador passa pelo Microprocessador e é jogada na memória RAM para ser utilizada enquanto seu micro trabalha. Essa informação é armazenada não em sua forma legível (por nós), mas é armazenada na forma de 0 (zero) e 1 (um). Essa linguagem é chamada linguagem binária ou digital.
  2. 2. Cada caractere tem um código binário associado a ele. Vamos supor que a letra A seja01000001, nenhum outro caractere terá o mesmo código. Este código de caracteres é formado pela união de 8 "zeros" e "uns". Cada 0 e 1 é chamado de BIT, e o conjunto de oito deles é chamado BYTE. Um BYTE consegue armazenar apenas um CARACTERE (letras, números, símbolos, pontuação, espaço em branco e outros caracteres especiais).
  3. 3. O megabyte (MB) é uma unidade de medida de informação que equivale a 1 000 000 bytes (segundo SI) ou a 220 = 1 048 576 bytes, dependendo do contexto. De forma a evitar esta ambigüidade, foi
  4. 4. O kilobyte (Simbolo: kB) é um múltiplo de uma unidade byte. Embora o prefixo quilo signifique 1000, o termo quilobyte e o simbolokB (Ou KB) tem historicamente sido usado para se referir a
  5. 5. Gigabyte é uma unidade de medida de informação que equivale a 1 000 000 000 bytes ou 109 bytes e dependendo do contexto, pode representar 230 = 1 073 741 824 bytes ou 1024 megabytes (Mb). Foi recentemente introduzido o múltiplo Gibi que permite a utilização do termo Gibibyte para designar a quantidade de informação correspondente a
  6. 6. Terabyte equivale a 1024 GB (1TB). Analogamente a uma unidade de medida, o byte e seus múltiplos operam como quantificadores de um volume de dados em um computador ou sistema computacional. O tebibyte é o correspondente binário do terabyte, representando a quantidade de 1.073.741.824 bytes ou 1024 gibibytes.
  7. 7. A extensão JPG é, sem dúvida, a mais popular. Ela é gerada por nossas câmeras digitais e pode ser aberta em quase todos os programas para edição de imagens. Além disso, é o formato padrão para enviar fotografias para redes sociais. A grande característica do JPG é a possibilidade de compressão. Enquanto o BMP salva a imagem pixel por pixel, o JPG é capaz de gerar blocos de pixels e, portanto, menos informação para armazenar. O JPG é facilmente enviado por email e mensageiros instantâneos. Além disso, é ideal, também, para armazenamento de arquivos sem ocupar muito espaço na memória do computador.
  8. 8. AVI é a sigla para Audio Video Interleave (algo como “Mistura de Áudio e Vídeo numa única Operação”). Este é um formato para reprodução de vídeo desenvolvido pela Microsoft, capaz de permitir a sincronia em transmissões simultâneas de áudio e vídeo pelo computador. Hoje em dia, o formato AVI já é sonsiderado ultrapassado; mas por outro lado, ele continua sendo o mais popular na internet e o mais distribuído em programas de compartilhamento.
  9. 9. GIF foi um dos primeiros dois formatos de imagem comumente usado em sites da Web, sendo o outro a XBM preto e branco. [Carece de fontes?] JPEG veio mais tarde com o navegador Mosaic. A característica de armazenar múltiplas imagens em um arquivo, acompanhada por dados de controle, é usado extensivamente na Web para produzir animações simples. O recurso de entrelaçamento opcional, que armazena a imagem digitalizar linhas fora de ordem, de tal forma que até mesmo uma imagem parcialmente baixada seja um pouco reconhecível, também ajudou a popularizar o GIF, [carece de fontes], já que um usuário pode cancelar o download caso não era o que era necessário .
  10. 10. Em áudio profissional, mixer, misturador ou mesa de som é um aparelho eletrônico de formato analógico ou digital, usado para combinar (ou "mixar") várias fontes de som, de forma a somá-las em um único sinal de saída. Mesas mais complexas podem "rotear" o sinal, formando várias mixagens simultâneas e independentes, além de alterar parâmetros do som como seu volume, timbre e faixa dinâmica. Um exemplo bastante simples de uso de uma mesa de som seria permitir que sinais originados de dois microfones diferentes (cada um sendo usado por cantores em um dueto, por exemplo) possam ser ouvidos simultaneamente em um único alto-falante.
  11. 11. General MIDI ou GM (Musical Instrument Digital Interface) é uma especificação para sintetizadores que impõe vários requisitos para além da norma MIDI mais geral. Enquanto que a norma MIDI proporciona um protocolo de comunicações que assegura que diferentes instrumentos (ou componentes) possam interagir a um nível básico (por ex., tocando uma nota num teclado MIDI vai fazer com que um módulo de som reproduza uma nota musical), o General MIDI vai mais além de duas maneiras: ele requer que todos os instrumentos compatíveis com o GM tenham um mínimo de especificações (tais como pelo menos 24 notas de polifonia) e associa certas interpretações a vários parâmetros e mensagens de controle que não tinham sido especificadas na norma MIDI (como a definição de sons de instrumentos para cada um dos 128 números dos programas).
  12. 12. Fim Créditos: Lucas Souza da Silva. Fonte de Pesquisa: Extraído da Inte

×