Cp 4 Assedio

1.020 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.020
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
279
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cp 4 Assedio

  1. 1. QUANDO O TRABALHADOR DEIXA DE SER PESSOA E PASSA A SER “COISA”<br />
  2. 2. TIPOLOGIA DO ASSÉDIO<br />Assédio sexual<br />Assédio moral ou psicológico ou mobbing*<br />*« relacionamento hostil e imoral praticado directamente de forma sistemática por um ou mais indivíduos contra outro indivíduo que acaba por se encontrar numa posição indefesa.»<br />
  3. 3. Entidades a que pode e deverecorrer em casos de assédio<br />• ACT - Autoridade para as Condições de Trabalho<br />CITE – Comissão para a Igualdade no trabalho e no Emprego<br />CIG – Comissão para a Igualdade e Cidadania<br /> de Género<br />• SOS Mulheres<br />APAV<br />SINDICATOS<br />
  4. 4. ACT-Autoridade para as condições de trabalhoCITE-Comissão para a igualdade no trabalho e emprego<br />A ACT é o novo organismo da Administração Central do Estado responsável pela promoção da melhoria das condições de trabalho e das políticas de prevenção dos riscos profissionais e pelo controlo do cumprimento da legislação relativa à segurança e saúde no trabalho.<br />A CITE é uma entidade que tem como principais atribuições:<br /> A igualdade e a não discriminação entre mulheres e homens no trabalho, no emprego e na formação profissional; a protecção da maternidade e da paternidade; a conciliação da actividade profissional com a vida familiar, através da resposta às consultas e comunicações promovidas pelas entidades públicas e privadas e do acompanhamento e registo de acções inspectivas e de decisões judiciais relativas a práticas laborais discriminatórias.<br />
  5. 5. CIG-Comissão para a igualdade e cidadania de géneroSOS MulheresAPAV-Associação Portuguesa de apoio à vítima<br />A CIG, criada pelo Decreto-Lei nº 164/2007, de 3 de Maio, sucede nas atribuições da Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres (CIDM) e da Estrutura de Missão contra a Violência Doméstica e integra as atribuições relativas à promoção da igualdade da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego.<br /> A CIG tem a missão de garantir a execução das políticas públicas no âmbito da cidadania e da promoção e defesa da igualdade de género.<br />SOS Mulheres - Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres<br />APAV é uma instituição particular de solidariedade social, sem fins lucrativos, e pessoa colectiva de utilidade pública reconhecida que tem como objectivo estatutário e missão social a prestação de serviços gratuitos às vítimas de crime, prestando-lhes informação, aconselhamento e apoio emocional, jurídico, psicológico e social.<br />Sindicatos<br />
  6. 6. .<br />sindicaliza-te<br />Trabalho realizado por: Fernanda Andrade, José Rios e Manuel Sousa<br />

×