Planejamento maio simone helen drumond

9.497 visualizações

Publicada em

SEMED MANAUS SIMONE HELEN DRUMOND

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.497
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
155
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento maio simone helen drumond

  1. 1. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período deTema: SEMANA DO ENFENTAMENTO CONTRA A VIOLÊNCIA INFANTIL e NOSSO MEIO AMBIENTEObjetivo Geral: Refletir sobre os cuidados que devemos ter com o nosso corpo, com o outro e com o ambiente em que vivemos.FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL HABILIDADES CONTEÚDOS PROCEDIMENTO METODOLÓGICOEIXOS DE TRABALHO Compreender que o respeito ao Respeito ao próximo. 1. Mural com ilustrações relacionadas aos Identidade próximo e as regras de boa convívio conteúdos em estudo. e escolar e social, promovem a paz, a 2. Atividades gráficas (desenho e pintura). Autonomia solidariedade e a harmonia na escola, Regras de bom convívio 3. Jogos e brincadeiras visando a boa em casa e na comunidade e diminui os escolar e social. convivência, regras e limites infantis. índices de violência. 4. Conversa informal, valendo-se de cartazes 5. Uso de fantoches e brinquedos afetivos para que as crianças sintam-se tranqüilas em expor seus anseios sobre os conteúdos em questão. Perceber a necessidade de organização 1. Jogos e brincadeiras com ritmos corporais, individual e coletiva, a partir das A criança e a importância das enfatizando a importância das regras e limites. Movimento regras e limites no contexto do Ensino regras e limites no contexto do 2. Participação em jogos: correr, subir, descer Infantil, no decorrer das atividades que Ensino Infantil nas atividades escorregar, pendurar, rastejar, saltar, rolar e englobam o movimento e a ludicidade. que englobam o movimento e a engatilhar. ludicidade. 3. Trabalhar ritmos corporais com os DVDs infantis. A galinha pintadinha, Coleção da Xuxa, Desenvolver a coordenação motora Coordenação motora ampla por Patati Patatá entre outros DVDs pedagógicos. ampla por meio do movimento.. meio do movimento. 4. Reprodução de movimentos livres e dirigidos, a partir de canções que englobam o repertório infantil. Ampliar o repertório musical infantil, 1. Ouvir e dançar musicas relacionadas às datas por meio das musicas relacionadas ao A música como fator lúdico e comemorativas e ao Meio Ambiente. Música contexto em estudo, favorecendo a pedagógico para o 2. Aprender coreografias de musicas que envolva desinibirão e a boa comunicação. desenvolvimento motor e o esquema corporal. cognitivo no Ensino Infantil. 3. Atividades lúdicas por meio da música e movimento, onde a criança possa expressar seus sentimentos e percepções acerca da violência.
  2. 2. FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL HABILIDADES CONTEÚDOS PROCEDIMENTO METODOLÓGICOEIXOS DE TRABALHO Despertar e ampliar o gosto pelas Coordenação motora fina: 1. Atividades de coordenação motora fina diversas expressões artísticas e formas (grafismo lúdico envolvendo a arte infantil). de expressá-las, para retratar no Modelagem 2. Modelagens livres e dirigidas. contexto do Ensino Infantil como está 3. Pinturas livres e dirigidas relacionadas às Artes Visuais compreendendo os conteúdos em Pinturas livres e dirigidas temáticas das datas comemorativas e demais eixos de estudo. trabalho do ensino infantil contidos neste Recorte e Colagens planejamento. Estimular de confecção das propostas 4. Recorte e colagem para descobrir detalhes no de artes visuais, relacionadas às datas Dramatizações sobre a ambiente da sala de aula e nas atividades em estudo e comemorativas. VIOLENCIA INFANTIL em ilustrações, nomeando assim tudo que percebe. e 5. Dramatizações para que as crianças Ampliar os saberes infantis por meio MEIO AMBIENTE compreendam o que é a Violência Infantil e a das artes visuais no contexto lúdico do importância de cuidarmos do Meio Ambiente. maternal. Dobraduras simples no nível 6. Confeccionar com as crianças dobraduras de do Maternal flores e construir um cartaz enfatizando a importância de cuidarmos do MEIO AMBIENTE. Estimular as crianças a obterem noção Formas Geométricas 1. Por meio da ludicidade, atividades gráficas, cartazes Matemática do contexto matemático em estudo, O CÍRCULO e brinquedos educativos trabalhar as formas por meio das atividades lúdicas e geométricas CIRCULO, QUADRADO, interdisciplinares, estabelecendo Contagem informal de 0 a 10 TRIÂNGULO e RETÃNGULO. relações cognitivas sobre as estruturas 2. Conversa informal sobre os conteúdos em estudo, relacionadas às formas geométricas – Cor: VERMELHO explorando o aprendizado das crianças. com ênfase no circulo, contagem 3. Grafismo envolvendo os conteúdos em estudo. informal de 0 a 10, estudo informal Exploração informal das cores 4. Brincadeiras envolvendo as noções de espaço das cores primarias e secundarias e primarias e secundárias. (dentro e fora), as formas geométricas e a contagem noções de espaço e estudo formal da informal de 0 a 10. Contagem de alunos e de objetos. cor vermelha. Noções de espaço 5. A cor VERMELHA e a relação com VIOLÊNCIA (dentro e fora) INFANTIL e a degradação com o MEIO AMBIENTE Conscientizar a comunidade sobre a MEIO AMBIENTE 1. Histórias sobre as questões ambientais. Natureza importância de cuidarmos do meio Lixo 2. Confecção de cartazes/Mural Ambiental ambiente, revelando aspectos positivos Ambiente escolar 3. Dramatizações e canções. e negativos de nossas ações. 4. Conversas informais e atividades gráficas. Compreender o que é e quais os tipos 1. Confecção de cartazes de conscientização. Sociedade de violência que a criança sofre, para VIOLÊNCIA INFANTIL 2. Conversas informais e atividades gráficas. assim poder relatar fatos e observações 3. Músicas e lembranças. sobre este contexto. É CRIME! 4. Confecção de placas alusivas ao tema.
  3. 3. FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL HABILIDADES CONTEÚDOS PROCEDIMENTO METODOLÓGICOEIXOS DE TRABALHO Narrar histórias conhecidas, onde a Vogal 1. Atividades lúdicas, gráficas, artísticas e musicais vogal Aa esteja presente. envolvendo a letrinha Aa. ABELHA 2. Alunos e professores se dispõem, de preferência, em circulo (rodinha) para facilitar a comunicação. A partir Descrever acontecimento do cotidiano de ilustrações apresentadas, podem ser formuladas (Conhecimento de mundo), sobre a questões que favoreçam a troca de idéias em torno da vogal em estudo. palavra chave e vogal em estudo. Quem já viu uma abelha? Por que a abelha é um inseto? Como nascem as abelhas? Quem sabe uma Linguagem Oral De escrever conhecimentos infantis história que fale sobre abelhas? Que outras figuras e aprendidos no decorrer das atividades podemos encontrar na sala de aula que têm o nome Escrita escolares. iniciado com a vogal Aa? 3. Desenhar a letra Aa e o nome da abelha, bem grande na lousa, explorando informalmente a importância da Interpretar e reproduzir histórias abelha para o MEIO AMBIENTE. Explicar que assim oralmente. como a criança não pode ser vitimada pelos adultos e por outros colegas, a abelha também deve ser respeitada em seu meio ambiente. Contar, recontar e reinventar histórias, a partir de situações vividas ou 4. Dizer: - Comecei a desenhar bem grande o nome da criadas. abelha e você também sabe desenhar? Vamos verificar? (Desenvolva as atividades relacionadas abaixo com os alunos do maternal). Valorizar e empregar o diálogo como Movimentem o corpo e os braços desenhando a letra forma de explicitar conflitos e tomar Aa no ar. decisões coletivas. Vamos imitar a abelha voando e zumbindo! Vamos cantar e dançar. A a a faz a abelhinha, Ai que bom seria se tu fosses minha.
  4. 4. FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL HABILIDADES CONTEÚDOS PROCEDIMENTO METODOLÓGICOEIXOS DE TRABALHO 5. Grafismo da letra Aa: Conhecer diferentes modalidades de Na lousa linguagem: poesia, quadrinha, No papel/atividades gráficas provérbio, narração, piada, brinquedo No chão – andando sobre a letra Aa. cantado, advinhas, trava-línguas e Na folha de cartolina parlendas. No papel colando bolinhas de crepom N papel colando pedaços de EVA Reconhecer e diferenciar as vogais em 6. Atividades de coordenação viso-motora cm a vogal diferentes contextos. Aa. Linguagem Oral e 7. História envolvendo o MAIO AMBIENTE e Escrita VIOLÊNCIA INFANTIL relacionando a vogal Aa. Ampliar seu vocabulário e aprimorar Uso da Linguagem oral para 1. Conversa informal. sua fluência verbal – concordância. conversar, brincar, 2. Trabalhos com crachás. comunicar-se e expressar seus 3. Hora do conto. desejos e opiniões. 4. Uso de fantoches. Contribuir para desenvolver a 5. Trabalhar as noções do conteúdo no dia-a-dia da linguagem oral da criança. criança, explicando-a sempre que ocorrer dúvidas. 6. Músicas para desenvolver a Linguagem oral. Expressão oral com ajuda de Participar de situações de intercambio suporte visual e escrito oral falando e escutando as outras (relatos de experiências). pessoas.
  5. 5. DATAS COMEMORATIVAS DE MAIO DATAS COMEMORATIVAS DE JUNHO OBSERVAÇÕES SOBRE O PLANEJAMENTO09/05 a 18/05 - SEMANA DO ENFRENTAMENTOCONTRA A VIOLÊNCIA INFANTIL 01 • Semana Mundial do Meio Ambiente 1. Dicas para o próximo planejamento10 • Dia da Cozinheira 01 • Primeira transmissão de TV no Brasil11 • Integração do Telégrafo no Brasil ______________________________________________12 • Dia Mundial do Enfermeiro / Dia da Enfermeira 01 • Dia da Imprensa 03 • Pentecostes ______________________________________________13 • Abolição da Escravatura13 • Dia da Fraternidade Brasileira 05 • Dia da Ecologia ______________________________________________13 • Dia da Imprensa Nacional 05 • Dia Mundial do Meio Ambiente ______________________________________________14 • Dia Continental do Seguro ______________________________________________15 • Dia do Assistente Social 07 • Dia da Liberdade de Imprensa15 • Dia de Combate a Infecção Hospitalar 09 • Dia da Imunização ______________________________________________16 • Dia do Gari 10 . LEITURA NA PRAÇA - CIGS ______________________________________________17 • Dia Internacional da Comunicação e das 10 • Dia da Raça ______________________________________________Telecomunicações 11 • Dia do Educador Sanitário17 • Dia da Constituição ______________________________________________18 • Dia Internacional dos Museus 12 • Dia do Correio Aéreo Nacional ______________________________________________20 • Ascensão do Senhor 12 • Dia dos Namorados ______________________________________________20 • Dia do Comissário de Menores 13 • Dia de Santo Antônio21 • Dia da Língua Nacional ______________________________________________ 14 • Dia Universal de Deus22 • Dia do Abraço ______________________________________________22 • Dia do Apicultor (Lembrar o estudo da vogal Aa) 17 • Dia do Funcionário Público Aposentado 21 • Dia do Imigrante ______________________________________________23 • Dia da Juventude Constitucionalista24 • Dia da Infantaria 23 • Corpus Christi ______________________________________________24 • Dia do Detento 24 • Dia das Empresas Gráficas ______________________________________________25 • Dia da Indústria 24 • Dia de São João ______________________________________________25 • Dia do Massagista25 • Dia do Trabalhador Rural 24 • Dia Internacional do Leite25 • Dia da Costureira 26 • Dia do Metrologista 3. Outros aspectos observados27 • Dia do Profissional Liberal 27 • Dia Nacional do Progresso ______________________________________________27 • Dia Mundial dos Meios de Comunicação 28 • Dia da Renovação Espiritual28 • Dia do Educador ______________________________________________30 • Dia das Bandeiras 29 • Dia de São Pedro e São Paulo ______________________________________________31 • Dia do Espírito Santo e Coroação de Nossa Senhora 29 • Dia do Papa ______________________________________________31 • Dia Mundial sem Tabaco 29 • Dia da Telefonista ______________________________________________ 29 • Dia do PescadorAvaliação:( ) Registro das falas dos alunos sobre o que aprenderam sobre ( ) Interesse ( ) Outras formas de avaliar ___________________determinado conteúdo. ( ) Assimilação dos conteúdos __________________________________________( ) Colaboração ( ) Empenho __________________________________________( ) Auto expressão dos saberes, de acordo com sua maturação. ( ) Organização __________________________________________( ) Observação ( ) Progressão __________________________________________( ) Procedimento coeso infantil das atividades ( ) Perguntas e respostas __________________________________________( ) Participação ( ) Co-autoria infantil das atividades __________________________________________( ) Freqüência Professor (a): Gestor (a) / Pedagogo (a):Data: / /
  6. 6. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de"Educar é crescer. E crescer é viver. Educação é, assim, vida no sentido mais autêntico da palavra". (Anísio Teixeira ) ENSINANDO AS VOGAIS COM MÚSICA Letra A Letra E Letra I Letra O Letra U Sobe, desce, uma Esta é a letrinha Subo e faço um O i é uma letrinha, A letra o é redonda, curvinha, que agora vou lacinho, muito fácil de traçar. bem redondinha e sobe, desce outra vez. treinar. escrevo um e Sobe, desce, uma levada. Tra-la-la-la-lá! Subo, desço, faço a enroladinho. (bis) curvinha Parece que tem A letra u já está volta, e depois é só pingar! bonezinho. prontinharedondinha vai ficar Elefante tem rabinho Mas que letrinha e com ela vamos que é um e tão A letra i -i - i engraçada! cantar. A de abelhinha, bonitinho! nas costas do siri a de avião. cantava tão alegre Viva, viva o ô de U de tatu. é a primeira letra, Eu escrevo elefante fá - sol - lá - si - si. vovô! de peru, angu, não esqueço, não! com um e bem Viva, viva o ó de u de Xampu elegante. (bis) (Música - Seu Juca) vovó! da peruca do urubu!(Música - Fui no Itororó) (Música - Peixe vivo) (Música - Samba-Lelê) (Música - Pai Francisco)
  7. 7. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de Professor bom não é aquele que dá uma aula perfeita, explicando a matéria. Professor bom é aquele que transforma a matéria em brinquedo e seduz o aluno a brincar. Depois de seduzido o aluno, não há quem o segure” Rubem Alves TRABALHANDO AS FORMAS GEOMÊTRICAS Uma forma diferente de ensinar as formas geométricas.Eu sou o Eu sou o Eu sou o Eu sou oquadrado retângulo triângulo círculo Bonito Cresci Tenho sou igual demais mais de a lua, 3 biquinhos Tenho um lado sou o de chapéu Para mais 4 lados eu sirvo fazer bonito Todos para os inveja lá da iguais. palhacinhos. ao senhor minha quadrado. rua. MODELO DO CARTAZ
  8. 8. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de O USO DA TESOURA NO ENSINO INFANTIL – ESCRITO POR MINHA AMIGA IVANISE MEYERAs tesouras utilizadas pelas crianças devem ter as pontas arredondadas, pois evitam que a criança produza um furo na pele durante ocorte. Porém, não devemos esquecer que a lâmina da tesoura é capaz de machucar uma criança que esteja utilizandoinadequadamente este instrumento de corte.Antes dos 4 anos, é desaconselhável o uso da tesoura para atividades de recorte. É necessário planejar atividades para desenvolver acoordenação motora fina que antecedem o uso da tesoura. Algumas sugestões para você colocar no seu planejamento diário:♥ Coordenação das Mãos (estimulação da movimentação das mãos, sem que o braço faça omesmo, ficando apenas como em uma postura de "suporte"):DATA ....../....../...... - Apertar e soltar (livremente e usando materiais);DATA ....../....../...... - Bater palmas em diferentes ritmos e intensidades;DATA ....../....../...... - Pintar com as mãos;DATA ....../....../...... - Rasgar e amassar papéis;DATA ....../....../...... - Brincar com bolas de diferentes tamanhos;DATA ....../....../...... - Modelagem: massa de modelar , areia molhada, argila, massa de farinha.DATA ....../....../...... - Tocar instrumentos da bandinha rítmica.
  9. 9. ♥ Conquistada à coordenação das mãos, a criança passa ter um melhor desempenho nas atividadesque exigem movimentos diferenciados dos dedos:DATA ....../....../...... - Brincar com os dedos: estalar, entrelaçar, brincar de "tocar piano";DATA ....../....../...... - Músicas que usem os dedos (nomeando ou movimentando os dedos);DATA ....../....../...... - Rasgar papéis com as pontas dos dedos;DATA ....../....../...... - Enfiar em barbante: macarrão (cru), canudinho (pedaços), rolinhos de papel, contas;DATA ....../....../...... - Dobraduras (origami);DATA ....../....../...... - Alinhavos;DATA ....../....../...... - Recorte usando os dedos. Fases do Recorte e Colagem- Antes dos 4 anos a criança deve recortar os papéis com as mãos e colar à vontade. Conversar com a criança sobre o uso da cola(exemplos: não exagerar na quantidade de cola).Nas produções de recorte e colagem podemos observar as seguintes fases:- Fase celular: recorta e cola de qualquer maneira, sem intenção de formar cenas. Gosta de ter material variado. Nesta fase, asprofessoras do Maternal: Maielly, Ana Maria Teles, Márcia e Simone Helen Drumond deverá intervir quanto ao uso correto datesoura (cuidado para não cortar os dedos) e o uso da cola (controlar a quantidade utilizada). Ainda não nomeia suas produções.- Fase das formas isoladas: não dá forma definida ao recorte, mistura muito o que recorta, mas já está enriquecendo suaexperiência. Oferecer materiais variados para enriquecer a colagem: barbante, lã, canudinho, algodão, paetês, tecido, etc. Às vezes,consegue nomear suas produções.- Fase da cena simples: a criança recorta tirinhas e cola para armar um esboço simples. Deixa quase sempre uma área vazia. É umafase sem proporção. Já consegue nomear sua produção (exemplo: um barco).
  10. 10. - Fase da cena completa: a criança usa as tirinhas, geralmente faz a "linha de base" (o "chão" que aparece também em seudesenho), usa formas variadas para compor sua produção (recorta intencionalmente). Percebe-se uma cena. Nomeia e explica suaprodução (exemplo: É um barco navegando no rio.).Essas "fases" também podem ser observadas no desenho. Cabe ao professor, além do incentivo e de escolher os materiaisnecessários para cada fase, planejar atividades para que as crianças avancem. A criança não aprende sozinha, não cria no "vazio"...Ela precisa da intervenção do adulto, ou de outra criança mais experiente, para avançar em suas hipóteses e experiências.O professor deve observar: como a criança segura à tesoura (o canhoto necessita de tesoura adaptada as suas necessidades), comomanuseia o papel (ou outro material para corte) e como utiliza a cola, para fazer as intervenções necessárias, pois há técnicas quefacilitam o uso dos materiais.Nunca se ausentar do local onde as crianças estejam utilizando tesoura e cola. Ter atenção aos materiais que serão manuseados,exemplo: não oferecer botões e objetos que possam ser engolidos à criança que coloca qualquer coisa na boca. Se necessário, redigirum combinado do que "pode e não pode" fazer no recorte e colagem. Cuidado para que eles não cortem cabelos e roupas deles oudos colegas.Ao utilizar a tesoura, a criança desenvolve o uso bilateral das mãos: mão dominante corta e a outra dá suporte ao papel.Para auxiliar o uso da tesoura, as professoras do Maternal: Maielly, Ana Maria Teles, Márcia e Simone Helen Drumonddeverão planejar atividades de recorte na qual a criança use a tesoura em movimento para frente (linhas retas), direção lateral datesoura (esquerda / direita), corta figuras geométricas simples (quadrado, triângulo e círculo), corta figuras complexas e corta materialque não seja papel (tecidos como o TNT são fáceis de cortar).É difícil para uma criança visualizar o "contorno" de uma imagem colorida impressa (como nas revistas), ela acaba cortando algumpedaço... Para começar, eu contorno com caneta hidrocor (linha grossa) a figura desejada e explico à criança que ela cortará ocontorno. Veja no exemplo:Ao cortar seguindo o contorno, a criança perceberá os detalhes sem se preocupar em cortar o rabo ou as orelhas do cachorro. Aospoucos, a criança não necessitará deste contorno.Outro modelo que gosto de usar é o do "boneco" (a linha grossa facilita o corte para a criança):
  11. 11. Falando em tesoura... Sugiro a história "Clact... Clact... Clact..." de Liliana Lacocca e Michele Lacocca, editora Ática. Será que essatesoura tem um parafuso a menos na cabeça? Doidinha da silva, ela fica picotando os papéis, sem nunca se dar por satisfeita!Outra sugestão: recortar figuras em revistas (não mais utilizadas), colar em papel branco e compor cena usando lápis cera, lápis decor ou caneta hidrocor. Em rostos grandes, separe olhos, boca, nariz, orelhas e componha novos rostos em um papel.Há "papéis de presente" que trazem figuras boas para utilizar no recorte e colagem.Tipos de tesoura: TESOURA DE PONTA AREDONDADA TESOURA PARA CANHOTO INCLUSÃO - TESOURA ADAPTADA Outras sugestões você pode encontrar em: http://simonehelendrumond.blogspot.com ou pesquisa Google
  12. 12. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMEDESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de Professora: Simone Helen Drumond - SEMED http://simonehelendrumond.blogspot.com
  13. 13. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de ATIVIDADES LUDICAS PARA O MATERNAL DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... A música dos nomes Dança da Cadeira AmarelinhaOBJETIVOS: Reconhecer o próprio nome OBJETIVOS: Desenvolver a coordenação e reforçar o vínculo com o educador. OBJETIVOS: Compreender números, ritmos e motora e compreender os números e cores desenvolver a coordenação motora ampla, além da informalmente. Escolha uma música na qual você possa atenção e concentração. incluir o nome das crianças. Desenha-se a amarelinha no chão, (no TNT, na É um tipo de brincadeira "musicada". Precisa-se de folha de 40kg ou otimize uma amarelinha de Alguns exemplos: “Se Eu Fosse um cadeiras/bancos para a acordo com sua criatividade), com 1 pedrinha Peixinho”, “A Canoa Virou”, “Ciranda, brincadeira. Por exemplo, se tiverem 10 vai jogando em cada casa, Cirandinha” e “Fui ao tororó”. participantes, serão necessárias nove cadeiras. tendo que pular com 1 pé só em todas as casas, As cadeiras são postas em círculo (Com a parte de menos na casa em que está a pedra.Reúna a turma em um local agradável para sentar voltada para fora), e os Exemplo: cantar e dançar enquanto se familiarizem participantes ficam girando em volta das cadeiras, 1ª etapa - O primeiro jogador, joga a pedra na com os nomes. ao som de uma música. Quando a primeira casa (1) e com um pé só pula música parar, todos devem sentar rapidamente. esta pisando no 2, depois no 3 e 4 ao mesmo Como há uma cadeira a menos, um tempo, depois no 5 com um pé só, e depois participante ficará em pé, esse é eliminado da no céu ( 6 e 7) com os dois pés ao mesmo rodada. Na rodada seguinte, uma cadeira tempo. Vira e volta, quando chegar no 2 pega deve ser retirada e repete-se o mesmo processo e a pedra no 1 e pula fora. Depois joga no 2. Pula assim sucessivamente, até ter-se no nº 1 com um pé só, salta o 2 e assim apenas dois participantes e uma cadeira, dos dois por diante. Não pode pisar na linha senão é a últimos, o que sentar na cadeira vence! vez do outro.
  14. 14. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de ATIVIDADES LUDICAS PARA O MATERNAL DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... CUIDADO COM A BONECA CHUVINHA DE PAPEL JOGO DAS EXPRESSÕES OBJETIVOS: Brincar de faz-de-conta durante o jogo simbólico; tocar o colega; e ter um bom OBJETIVOS: Relaxar de forma ativa (e OBJETIVOS: Nomear os sentimentos e relacionamento com o grupo. não apenas em posição de repouso) e conversar sobre suas possíveis causas. interagir de maneira lúdica com o educador MATERIAL: Bonecas, roupinhas de boneca, e os colegas. MATERIAL: Cartolina, pincéis atômicos ou retalhos de tecido, mamadeiras e chupetas. tinta. MATERIAL:Revistas e jornais velhos. Esta brincadeira é para meninos e meninas, pois PREPARAÇÃO: Desenhe na cartolina várias tem o objetivo de desenvolver o relacionamento Sente-se com a turma no chão, em torno de carinhas com expressões faciais que interpessoal, promovendo atitudes de cuidado e uma pilha de revistas e jornais velhos. demonstrem sentimentos de tristeza, alegria,carinho com o outro –necessidades que são comuns Deixe que todos manipulem e rasguem as raiva, medo, susto etc. Deixe algumas ema todos, independentemente do sexo. Isso vai se dar páginas livremente. Junte os papéis picados branco para nomear um sentimento que apareça no faz-de-conta, momento que a criança aprende num monte e jogue tudo para o alto. Vai ser no decorrer da brincadeira. sobre as interações sociais. Por isso, é importante uma festa! Depois, o papel picado pode ser Convide a criança a apontar a que mais revela a ter seu espaço garantido e valorizado na rotina. aproveitado em colagens ou modelagem de maneira como ela se sente naquele momento e a Proponha que cada um pegue uma boneca e cuide bonecos. explicar os motivos daquela sensação. Ela pode, dela como se fosse sua filha. Os pequenos devem por exemplo, estar com raiva do colega porque dar banho, trocar fralda e fazer carinho. tirou um brinquedo da sua mão.
  15. 15. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de ATIVIDADES LUDICAS PARA O MATERNAL DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... UM PINCEL MUITOS PAPÉIS Passa anel Seu lobo OBJETIVOS: Atenção e concentração. OBJETIVOS: Compreender os perigos da vida OBJETIVOS: Experimentar diferentes cotidiana por meio desta atividade. suportes gráficos; explorar várias Sentados numa roda o grupo tira a sorte para possibilidades de registro gráfico; perceber ver quem vai passar o anel. Todos Escolhe-se uma criança para ser o lobo que diversas formas de expressão; e desenvolver devem unir as palmas das mãos e erguê-las na deverá se esconder perto. As outrashabilidades motoras (dependendo do material, o sua frente. Quem ganhou na sorte deve crianças deverão ir até onde o lobo está ato de desenhar exige mais ou menos força, segurar o anel entre as palmas das mãos e escondido e então cantam: vamos passear na delicadeza para não rasgar etc.). passar as suas mãos pelas mãos dos floresta enquanto seu lobo não vem, seu lobo componentes do grupo deixando o anel nas está? Então o lobo responde: estou MATERIAL: Lápis de cor, giz de cera grande mãos de alguém que ele escolher, mas tomando banho. As crianças dão outra voltaou pincel grosso e vários tipos de suporte, como deve continuar fazendo de conta que continua cantando novamente até chegar perto da papel espelho, cartolina, papel cartão de cores passando o anel até o último do grupo. casa: vamos passear na floresta enquanto seudiferentes, papel enrugado, papéis com recortes Ao final pergunta a um dos participantes onde lobo não vem, seu lobo está? O loboinusitados (com um furo no meio, por exemplo) está o anel? Se este acertar ele será o responde outra coisa: estou botando meu sapato ou, ainda, madeira, argila etc. próximo a passar o anel. Se errar, quem recebeu e assim por diante cada vez o lobo o anel é que passará, começando dirá algo diferente que está fazendo, até quando Com um mesmo pincel, lápis de cor ou giz de novamente a brincadeira. estiver pronto. O lobo então sai sem cera, as crianças desenham sobre papéis de falar nada atrás das crianças. A que elediferentes cores, formas, tamanhos e texturas (e conseguir agarrar será o próximo lobo. até sobre outros tipos de materiais, como a madeira). Elas vão perceber diferentes efeitos Obs. Após a brincadeira reúna as crianças em circulo para conversas sobre os perigos de confiar ou tonalidades de um lápis, por exemplo, em estranhos, e enfatize os temas do planejamento. quando usado sobre superfícies diversas.
  16. 16. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de ATIVIDADES LUDICAS PARA O MATERNAL DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... Estátua Elefante Colorido Telefone sem Fio OBJETIVOS: Coordenação motora ampla e OBJETIVOS: Reconhecimento das cores OBJETIVOS: Compreender a importância de Atenção e concentração. primarias e secundarias. saber ouvir (atenção / concentração e limites) Essa brincadeira precisa de música. A música Alguém começa gritando a frase: "Elefante Para brincar basta-se formar uma roda com os pode ser cantada ou pode ser usado um som colorido", e o restante do grupo participantes! Um escolhe umamesmo. Uma pessoa é escolhida para distrair as responde: "Que cor???", aí então o primeiro diz frase e fala no ouvido (sem deixar o restante do "estátuas", o participante X. Então todos uma cor, e todos devem pegar em um grupo escutar) do participante que está começam a dançar e quando o participante objeto que possui a cor mencionada, o primeiro ao seu lado, e esse faz o mesmo com o disser "Pára a música", todos devem ficar que conseguir pegar num objeto que participante seguinte até que a "frase" dê uma imóveis na posição em que estão. Daí então o contenha a cor vai "reger" a próxima partida. volta completa no círculo. Ao passar por todos participante X, sai indo de pessoa em pessoa, os participantes será super divertido verfazendo "palhaçadas/macaquices" de forma que a modificação que a frase levou, já que os tente fazer os outros rirem. participantes não podem repetir a frase, eles As estátuas que se mexerem vão saindo da devem repassar aquilo que entendeu mesmo partida. A cada participante que sai, todos que não faça sentido. recomeçam dançando até o participante X mandar parar de novo. Isso até sobrar uma única pessoa que será a vencedora da partida e será o "fiscal das estátuas" na próxima partida.
  17. 17. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período deATIVIDADES LUDICAS – BRINCADEIRAS DE RODA NO MATERNAL DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... A Canoa Virou Alecrim Atirei o pau no gato BorboletinhaOBJETIVOS: Destacar a importância OBJETIVOS: Compreender a OBJETIVOS: Compreender OBJETIVOS: Perceber como édo trabalho em equipe para canoa não importância do Meio ambiente, que não devemos maltratar os agradável receber os amigos com virar. amor e amizade. animais. carinho e afeto como a borboletinha. A canoa virou, Alecrim, alecrim dourado Atirei o pau no gatô-tô Borboletinha, Tá na cozinha, Fui deixar ela virar, Que nasceu no campo sem ser Mas o gatô-tô Fazendo chocolate, Para a madrinha. Foi por causa de fulano (nome da semeado Não morreu-reu-reu Poti, poti, Perna de pau, criança) Alecrim, alecrim dourado que Dona Chicá-cá Olho de vidro, Nariz de pica-pau, Que não soube remar. nasceu no campo Admirou-sê-sê pau, pau. Se eu fosse um peixinho Sem ser semeado foi meu amor Do berrô, do berrô que o gato Borboletinha, Tá no jardim, E soubesse nadar, Que me disse assim que a flor do deu: Fazendo cambalhotas, Eu tirava fulano (nome da criança) campo Miauuu! Só para mim. Do fundo do mar. É o alecrim foi meu amor Poti, poti, Perna de pau, Que me disse assim que a flor do Olho de vidro, Nariz de pica-pau, campo é o alecrim pau, pau.
  18. 18. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de ATIVIDADES LUDICAS – BRINCADEIRAS DE RODA NO MATERNALDATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... Cai, Cai, Balão Chapeuzinho vermelho Ciranda, Cirandinha Dona aranhaOBJETIVOS: Compreender OBJETIVOS: Compreender os perigos de OBJETIVOS: Desenvolver a OBJETIVOS: Compreender os riscos dos balões para o confiar em pessoas estranhas. coordenação motora ampla. que devemos ser persistente, meio ambiente. mas não teimosos. Pela estrada afora, eu vou tão sozinha Ciranda, Cirandinha, Cai, cai, balão! Cai, cai, Levar estes doces para a vovozinha vamos todos cirandar, vamos dar Dona aranha balão! Ela mora longe, o caminho é deserto a meia volta, volta e meia vamos Subiu pela parede Na rua do sabão. E o lobo mal passeia aqui por perto dar. Veio a chuva forteNão cai, não! Não cai, não! Eu sou o lobo mau, lobo mau, mau, mau, O anel que tu me destes, era E a derrubou Não cai, não! Pego as criancinhas pra fazer mingau vidro e se quebrou, o amor que Já passou a chuva Hoje estou contente, vai haver festança tu me tinhas, era pouco e se E o sol já vem surgindo Cai aqui na minha mão! Quero um bom petisco, para encher a minha acabou. E a dona aranha pança. Eu sou o lobo mau, lobo mau, mau, Por isso menina entre dentro Na parede vai subindo mau, pego as criancinhas pra fazer mingau desta roda, diga um verso bem Ela é teimosa Hoje estou contente, vai haver festança bonito, E desobediente Quero um bom petisco, para encher a minha Diga adeus e vá-se embora. Sobe, sobe, sobe pança. Todo mundo se admira de Nunca está contente. macaca fazer renda, eu já vi uma perua, ser caixeira de uma venda.
  19. 19. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL FICHA DE PLANEJAMENTO – AUTORA SIMONE HELEN DRUMOND – SEMED ESCOLA/CMEI........................................................................... Professora: ..................................................................................................................................................... Série: Turma: Turno: Período de ATIVIDADES LUDICAS – BRINCADEIRAS DE RODA NO MATERNAL DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... DATA ........../........../.......... Era uma casa Esta rua O cravo e a rosa O sapo não lava o pé OBJETIVOS: Perceber como é OBJETIVOS: Compreender a OBJETIVOS: Compreender a OBJETIVOS: Compreender a importante ter um lar e uma família. importância de cuidar do meio ambiente. importância de conviver bem importância da higiene. com os outros. Era uma casa muito engraçada, Esta rua, esta rua tem um bosque, O sapo não lava o pé não tinha teto, não tinha nada. que se chama, que se chama Solidão. O cravo brigou com a rosa Não lava porque não quer Ninguém podia, entrar nela não, Dentro dele, dentro dele mora um Debaixo de uma sacada Ele mora lá na lagoa porque na casa, não tinha chão. anjo, O cravo saiu ferido Não lava o pé Ninguém podia dormir na rede, que roubou, que roubou meu A rosa, despetalada. Porque não quer porque na casa, não tinha parede. coração. O cravo ficou doente Mais que chulé! Ninguém podia fazer pipi Se roubei, se roubei teu coração, A rosa foi visitar porque penico, não tinha ali. é porque tu roubaste o meu também. O cravo teve um desmaio Mas era feita com muito esmero, Se roubei, se roubei teu coração, A rosa pôs-se a chorar na Rua dos Bobos, número zero. é porque, é porque te quero bem. O cravo tem vinte anos Se esta rua, se esta rua fosse minha, A rosa tem vinte e um OBS. Trabalhe como as crianças vivem, Eu mandava, eu mandava ladrilhar, A diferença que existe como é sua família, como são tratados, se Com pedrinhas, com pedrinhas de É que a rosa tem mais um comem e o que costumam comer, entre brilhante,outros aspectos que permeiam os conteúdos Para o meu, para o meu amor passar. do planejamento.
  20. 20. Toda criança é a inocência embusca de respostas e compete aos pais e educadores mediarem os saberes necessários ao seu desenvolvimento.Simone Helen Drumond (2011)
  21. 21. OBS. ENCONTRE TODOS OSCARTAZES DESTE PROJETO NO SITEhttp://simonehelendrumond.blogspot.com ou Google Simone Helen Drumond SIMONE 8813-9525 / 8808-2372

×