CRIANÇAS ESTRESSADASAutora da Apostila: Simone Helen Drumond    http://simonehelendrumond.blogspot.com         simone_drum...
CRIANÇAS ESTRESSADASAutora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
CRIANÇAS ESTRESSADAS                 O estresse infantil não é levado em consideração por                 muitos pais e ed...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                 A síndrome do estresse se define como a combinação de três                 elementos:...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                 O desenvolvimento de tecnologia alterou radicalmente os hábitos e                 as ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                  As crianças em razão do estresse                       que vivem os adultos por     ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS              As doenças, hospitalização, a perda de parentes queridos, a troca constante             ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                 A clássica Paidéia, isto é, o valor de transmitir uma herança                 cultura...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                     Aos pais, educadores, e jovens que ao terminarem a                  leitura de "c...
A PERCEPÇÃO DAS CRIANÇAS E OS ESTRESSORES.    Os itens que citaremos a seguir devem ser considerados pontos chaves para a ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                  O estresse como estímulo:                         SINTOMAS         SIM    NÃO       ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                   A criança exibe comportamentos                    como resposta que procuram       ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                     Esta condição prolongada de estresse                  provoca danos ao organismo ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                 As atividades de reparação e criação dos tecidos paralisam e o                 organi...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                 O estresse como ameaça percebida: conclui-se que provem                 da percepção ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                 A disparidade entre a ameaça que a pessoa experimenta e a                 crença que ...
CRIANÇAS ESTRESSADAS                  Pais que são professores, executivos, donas                     de casa, enfermeiras...
Outras dicas para ajudar seus filhos em diversosaspectos do seu cotidiano     social e escolar,você pode encontrar em...ht...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Crianças estressadas

2.035 visualizações

Publicada em

http://simonehelendrumond.blogspot.com

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.035
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crianças estressadas

  1. 1. CRIANÇAS ESTRESSADASAutora da Apostila: Simone Helen Drumond http://simonehelendrumond.blogspot.com simone_drumond@hotmail.com (92) 8808-2372 / 8813-9525
  2. 2. CRIANÇAS ESTRESSADASAutora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  3. 3. CRIANÇAS ESTRESSADAS O estresse infantil não é levado em consideração por muitos pais e educadores, julgam tratar-se de algo fantasioso, porque consideram que o estresse é um "privilégio" apenas dos adultos. O estresse é conceitualmente a conseqüência da adaptação do corpo e mente às mudanças culturais e sociais seja criança ou adulto. Existem dois tipos de estresses, embora todos os indivíduos devam ter uma certa dose de estresse indispensável para a vida que é denominado de eutresse. Quando ultrapassa os limites de tolerância do corpo e da mente a saúde começa a apresentar sinais com a queda de rendimento e esse é o que se denomina distresse.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  4. 4. CRIANÇAS ESTRESSADAS A síndrome do estresse se define como a combinação de três elementos: 1. o ambiente 2. os pensamentos negativos 3. as respostas físicas, que interagem de tal forma que provocam na pessoa estados de ansiedade, agressividade e depressão Cientificamente é a reação fisiológica e psicológica de uma pessoa que se empenha para se adaptar ás pressões internas e externas. O estresse não é um fenômeno recente e não se limita somente ao mundo ocidental. Levando-se em conta que tanto o ocidente como o oriente vivem sob uma constante tensão gerada pela tecnologia gerando por sua vez a industria maligna da guerra, do terrorismo e do uso de drogas quer as ilícitas quer as farmacológicas, na forma de tranqüilizantes ou de estimulantes, vivendo assim a humanidade momentos de grande apreensão.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  5. 5. CRIANÇAS ESTRESSADAS O desenvolvimento de tecnologia alterou radicalmente os hábitos e as atitudes das pessoas, daí ser necessário ter o conhecimento das engrenagens que causam o estresse e as ameaças com que nos deparamos. O "boom" dos meios de comunicação criou uma "aldeia global", pois o que acontece nesse minuto aqui no outro segundo já se sabe acolá, portanto a humanidade vive as 24 horas ligada com o mundo e os noticiários quase sempre alarmantes com descrições de quadros que geram inquietude tais como: seqüestros, chacinas, desastres violentos etc. Criando como resultado a tensão em nosso sistema psico-físico que se reverte em eutresse e posteriormente em distresse.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  6. 6. CRIANÇAS ESTRESSADAS As crianças em razão do estresse que vivem os adultos por contaminação criam na sua mente cheia de fantasias um verdadeiro mar povoado de monstros ciclópicos. Por outro lado a aceleração provocada pela tecnologia provoca os adultos que projetam nas crianças tratamentos com exigências absurdas transformadas em "pequenos executivos robotizados", dividindo o seu tempo com cursos de idiomas, de artes, esportes, tarefas da escola, e acabam esquecendo pelas grandes "responsabilidades" que lhe são impostas que também devem brincar.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  7. 7. CRIANÇAS ESTRESSADAS As doenças, hospitalização, a perda de parentes queridos, a troca constante de escola e de professores, etc., sem contar os fatores genéticos, que podem, transformar uma criança estressada num adulto distressado. Os adultos e particularmente os pais que vivem emaranhados por quadros de distresse com as frustrações que sofrem ocasionando vetores da depressão, da agressividade, e da instabilidade nos relacionamentos sociais. As dificuldades na aprendizagem, entre outras, e a pior das conseqüências que o estresse infantil pode acarretar transformando a criança em um ser fragilizado pelas constantes frustrações a que é submetida. O estresse físico ou psíquico assume uma característica de contágio, principalmente quando os adultos se apavoram diante dos acontecimentos da vida, influenciando enormemente na homeostásia da criança. Rousseau foi um dos primeiros a criticar os métodos educacionais de apresentar as matérias exclusivamente sob uma perspectiva adulta, refletindo valores e interesses adultos.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  8. 8. CRIANÇAS ESTRESSADAS A clássica Paidéia, isto é, o valor de transmitir uma herança cultural-social é boa, mas o processo de aprendizagem precisa levar em conta as percepções e o estágio de desenvolvimento da criança. "A infância tem seu próprio modo de ver, pensar e sentir, e nada é mais tolo do que tentar substituir o que é deles pelo que é nosso.“ (Emile Rousseau). Mais especificamente, observou que as crianças amadureciam em quatro estágios, e que, assim como cada estágio tem suas características, deveria também ter um conjunto apropriado de objetivos educacionais. Este conceito de infância como uma fase distinta que precede a vida adulta, acha-se enredado, entrelaçado com os conceitos modernos de educação universal e pequena família nuclear (mãe, pai, filhos, não a família extensa de épocas anteriores do final do século XVIII e início do XIX, apogeu da Revolução Industrial original).Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  9. 9. CRIANÇAS ESTRESSADAS Aos pais, educadores, e jovens que ao terminarem a leitura de "crianças estressadas" terão alguns subsídios para corrigirem as suas falhas que são agentes estressores, e propiciarão aos seus filhos condições para que não se tornem adultos infelizes e sobrecarregados pelo grande mal do século que é o distresse. É uma opção a crença em que temos o nosso livre arbítrio com o direito de sermos exatamente como somos. É daí é certo dizer: - "Errar é humano mas perdurar no erro é diabólico" Parem e pensem! As crianças e adultos podem mostrar diferentes modos de reagir, sendo que o estresse desempenha um papel importante nas causas e na prevalência de problemas emocionais, o que é também certo nas crianças.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  10. 10. A PERCEPÇÃO DAS CRIANÇAS E OS ESTRESSORES. Os itens que citaremos a seguir devem ser considerados pontos chaves para a investigação , na intervenção terapêutica e prevenção. A observação da criança, seja por um especialista, professor, pais, deve estar orientada por estes pontos de referencia: SINTOMAS SIM NÃO Observações sobre este aspectoA criança acredita que não poderá fazerface aos agentes estressores?A criança pensa sobre a possibilidade decontrolar o que lhe acontece?A criança diante do impacto do estresseé afetada nas áreas de atuação dacriança tais como desempenho escolar,relações sociais e familiares, saúdefísica, e quais são os mecanismos que acriança usa para ajustar-se ao estresse?A criança estressada reage comcomportamentos aleatórios?A criança está adotando que tipo depadrão de conduta? Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  11. 11. CRIANÇAS ESTRESSADAS O estresse como estímulo: SINTOMAS SIM NÃO Observações sobre este aspecto A monotonia O isolamento O trabalho continuado Sob pressão de tempo Frio e calor Troca abrupta de ambiente São vetores estressantes cujos efeitos geralmente provocam na criança reações de adaptação; embora estas reações podem, não ser de fácil adaptação. Sob este ponto de vista, se considera o estresse como agente estressor e as características do ambiente exigem condutas de adaptação, e. podem se identificar tanto estressores externos conforme vimos acima ou como estressores internos (impulsos, desejos, etc.).Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  12. 12. CRIANÇAS ESTRESSADAS A criança exibe comportamentos como resposta que procuram adaptá-lo ao estressor. As crianças podem mostrar, diferentes estilos de resposta diante do estresse, reações que significam o uso de determinados mecanismos defensivos, inclusive desde a idade pré escolar. Considerando o aspecto fisiológico, Selye (1974) denominou Síndrome de Adaptação Geral nas reação fisiológica generalizada na experiência de estresse. Efeitos do estresse quando ocorre estados de estresse prolongados denominado estado de emergência produz uma resposta complexa denominou Síndrome de Adaptação Geral.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  13. 13. CRIANÇAS ESTRESSADAS Esta condição prolongada de estresse provoca danos ao organismo principalmente por causa da secreção maior dos níveis de adrenalina e hormônios corticosteroides secretados pelas glândulas adrenais também denominadas de supra renais. Normalmente as células de nosso organismo utilizam 90% de sua energia em atividades metabólicas para a renovação, reparação e elaboração de novos tecidos, conhecido como metabolismo anabólico. Sob estresse esta operação muda radicalmente isto é através de atividades dirigidas a renovação, reparação e elaboração de tecidos o organismo passa a enviar quantidades enormes de energia aos músculos. Tal mudança é conhecida como metabolismo catabólico.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  14. 14. CRIANÇAS ESTRESSADAS As atividades de reparação e criação dos tecidos paralisam e o organismo começa a desorganizar os tecidos em busca da energia que tão urgentemente necessita. Na antigüidade o homem sofria estresse para se defender contra as hostilidades de animais selvagens, e responder a estados de emergência que o ameaçavam fisicamente. Na sociedade atual em lugar dos animais selvagens que habitavam as selvas as organizações urbanas se transformaram em selvas de pedra, enfrentando situações de outro tipo tais como guerras operadas com alta tecnologia, problemas econômicos, nas relações sociais, etc. e os mecanismos de desgaste são os mesmos que os nossos antepassados se deparavam com os animais selvagens. O problema permanece porque as mudanças são tão rápidas que não permitiram uma adaptação ao homem aos mesmos.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  15. 15. CRIANÇAS ESTRESSADAS O estresse como ameaça percebida: conclui-se que provem da percepção e avaliação que a pessoa faz da situação, identificando-a como evento ameaçador para a própria segurança. A pessoa avalia e compara suas próprias capacidades para fazer frente ao estresse e a intensidade do estressor, experimentando reações conseqüentes dessa avaliação.Autora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  16. 16. CRIANÇAS ESTRESSADAS A disparidade entre a ameaça que a pessoa experimenta e a crença que tem sobre sua capacidade para enfrentá-los, determina a experiência do estresse. Crianças que vivem acordando no meio da noite, que estão sempre irritadas e nervosas, reclamam de dores musculares, querem faltar as aulas, não conseguem aprender apresentando dificuldades na escola podem ser sinais de uma criança estressada. Uma lista enorme de situações e fatos podem ser fatores estressores das crianças. Esta lista inclui mudanças constantes, responsabilidades em excesso, muitas atividades, brigas ou separação de pais, problemas na escola, morte na família, exigência ou rejeição por parte dos colegas, disciplina confusa por parte dos pais, doenças, hospitalização, troca de professores ou de escola, mudança de babá, nascimento de irmão, entre outrasAutora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  17. 17. CRIANÇAS ESTRESSADAS Pais que são professores, executivos, donas de casa, enfermeiras, médicos, e outras profissões estressantes que permanecem saudáveis no relacionamento com seus filhos, são aquelas que adquirem uma filosofia do bem viver manejando as situações estressantes com realidade e dando uma solução pronta ao caso com uma atitude mais racional e menos emocional ao caso e não ficando a remoer os prós e contras que não levam a resultados positivos e acabam criando acumulações estressantes que acabam lavando a pessoa ao distresse (estresse maligno). Simone Helen DrumondAutora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com
  18. 18. Outras dicas para ajudar seus filhos em diversosaspectos do seu cotidiano social e escolar,você pode encontrar em...http://simonehelendrumond.blogspot.comAutora da Apostila: Simone Helen Drumond - simone_drumond@hotmail.com

×