Cartazes sobre a violencia infantil

45.826 visualizações

Publicada em

Simone Helen Drumond

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
45.826
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
259
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cartazes sobre a violencia infantil

  1. 1. http://simonehelendrumond.blogspot.comA violência contra a criança é um transtorno grave e crônico no funcionamento familiar, que se transmitem de umageração para a outra, onde cerca de 20 a 30% das crianças maltratadas convertem-se em adultos violentos.
  2. 2. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  3. 3. A violência dos pais para http://simonehelendrumond.blogspot.comcom as crianças, pode adotar distintas formas, algumas mais fáceis de serem detectadas do que outras, mas todas denunciam um latente problema de saúde, que demanda abordagensmultidisciplinares e soluçõesoportunas para cortar o ciclo da dor e resgatar a vítima (CRIANÇA) de seqüelas importantíssimas,que a condicionará ao longo de sua vida.
  4. 4. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  5. 5. Até a alguns anos atrás, pensava-se que o maltrato http://simonehelendrumond.blogspot.com infantil era conseqüência de transtornos psicológicos individuais, alcoolismo, toxicomania, ou de carências financeiras ou educativas. As investigações atuaisdemonstram que, na realidade,é o produto de uma conjunção de fatores relacionados ao modelo familiar e social que valida à violência comoprocedimento aceitável para a solução de conflitos.
  6. 6. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  7. 7. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  8. 8. O abuso infantil envolve a imperícia,imprudência ou a negligência (estes http://simonehelendrumond.blogspot.com elementos constituem a definição legal de "culpa") ou um ato praticado com dolo por parte do adulto contra o bem-estar ou a saúde da criança, como alimentação ou abrigo. Também comumente envolve agressões psicológicas como xingamentos ou palavras que causam danos psicológicos à criança, e/ou agressões de caráter físico como espancamento, queimaduras ou abuso sexual (que também causam danos, psicológicos inclusive).
  9. 9. http://simonehelendrumond.blogspot.com De que lado você está?DISQUE 100 PARA DENUNCIAR
  10. 10. Maltrato físicoÉ o tipo de violência mais evidente e fácil de detectar. http://simonehelendrumond.blogspot.comTrata-se de lesões provocadas por qualquer motivo,incluindo as reações a condutas indesejadas pelospais ou responsáveis pela criança. Podem confundir-se com lesões acidentais, porém o olho treinado deuma educadora, pediatra ou assistente social saberátomar as medidas necessárias para evidenciar eexterminar este fato da vida da criança..Existem diferentes tipos: escoriações, hematomas,luxações, fraturas, queimaduras, feridas por objetoscortantes, desgarros, lesões. As lesões podem serprovocadas por impacto, penetração, calor, uso desubstâncias cáusticas, substâncias químicas oudrogas.
  11. 11. http://simonehelendrumond.blogspot.comA VIOLÊNCIA MATA!
  12. 12. A violência em nosso mundo assumiu proporções assustadoras. Em todos os lugares, emtodas as direções podemossentir sua terrível presença. Assistindo televisão,ouvindo rádio, lendo jornal, tomamos contato diário com notícias de crime, mortes destruições. Diga não a violência para que seus filhos não tornem-se filhos da vida!http://simonehelendrumond.blogspot.com
  13. 13. "Violência só gera mais violência" http://simonehelendrumond.blogspot.com
  14. 14. O caminho que pareceser o mais válido para o combate à violência, http://simonehelendrumond.blogspot.comembora árduo e difícil, é o caminho danão-violência ativa. Este caminho tem comoobjetivo promover uma revolução humana interior, a revolução no coração do revolucionário e, com isso, conseguir a mudança profunda do mundo exterior.
  15. 15. http://simonehelendrumond.blogspot.comCRIANÇA DEVE ESTUDAR E BRINCAR!
  16. 16. http://simonehelendrumond.blogspot.comNuma sociedade dominada pela violência a guerra,em forma de brincadeira, invade o mundo infantil.
  17. 17. A alternativa da não- violência não se resume emhttp://simonehelendrumond.blogspot.com mero repúdio aos métodos violentos. Nossa atitude não pode ficar apenas em palavras ou em discursos de denúncia. Por isso, nós EDUCADORES, estamos conscientizando a comunidade escolar sobre este problema que se expande pelo mundo.
  18. 18. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  19. 19. A violência altera o mundo espalhandohttp://simonehelendrumond.blogspot.com medo e horror. A não-violência age através do poder de comover as pessoas, de despertar a voz da consciência moral muitas vezes abafada em nós.
  20. 20. http://simonehelendrumond.blogspot.com O TRABALHO INFANTIL É UMA VIOLÊNCIA CONTRA ODESENVOLVIMENTO FISICO E INTELECTUAL DE NOSSAS CRIANÇAS!
  21. 21. Não Bata, eduque! Quantas crianças vamos perder até entendermos que violência e educação não combinam? Será que não é o momento de as pessoas perguntarem se realmente educar é bater? Será que é necessário agredir, machucar, tirar sangue de uma criança, para educá-la? Está na hora de mudar essa cultura de que o pai, a mãe ou o responsável têm o direito de bater em uma criança, para educá-la.’http://simonehelendrumond.blogspot.com
  22. 22. Vamos http://simonehelendrumond.blogspot.com incentivar o desarmamento infantil, para que nossas crianças cresçam de forma harmoniosa.ARMA + VIOLENCIA = MORTE
  23. 23. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  24. 24. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  25. 25. A violência é um fenômenomultifatorial, o que se faz necessário um olhar multidimensional para quesua identificação seja cada vez mais perceptível, e que estratégias eficazes sejam desenvolvidas para sua prevenção. Contudo na sociedade moderna a violência contra crianças tem crescidopaulatinamente, o que nos inquieta a refletir sobre tal fenômeno, suasconseqüências na saúde mental das crianças e formas de prevenir, garantindo direitos e, sobretudo, a saúde psicológica e emocional de nossas crianças e adolescentes. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  26. 26. http://simonehelendrumond.blogspot.com Quero ser como criança, te amar pelo que é. Voltar ainocência, e acreditar em ti. Mas às vezes sou levado pela vontade de crescer, torno-me independente e deixo simplesmente de crer.
  27. 27. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  28. 28. AOS SEUS FILHOS!DÊ BONS EXEMPLOS http://simonehelendrumond.blogspot.com
  29. 29. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  30. 30. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  31. 31. http://simonehelendrumond.blogspot.com
  32. 32. http://simonehelendrumond.blogspot.com

×