Arte na mesopotamia e Egito

11.285 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
15 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
486
Comentários
0
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte na mesopotamia e Egito

  1. 1. Arte na Mesopotâmia
  2. 2. A antiga Mesopotâmia (Terra entre rios) situava-se na região do Crescente Fértil, entre os rios Tigre e Eufrates.
  3. 3. A produção artística da mesopotâmia foi o resultado da mistura das culturas que se sucederam naqueles territórios. O sedentarismo que ocorreu após a Revolução Neolítica trouxe consigo um processo de concentração de poder, gerando o surgimento dos primeiros Estados (Cidades).
  4. 4. *A arte da Mesopotâmia desenvolveu-se ao longo de muitos séculos, perpassando por diferentes civilizações, não sendo, portanto, muito coesa em suas manifestações. No geral, as produções se concentravam em objetos feitos por elementos naturais como o barro, tijolos, cerâmica e fibras de tecidos. *Os povos mesopotâmicos são diferentes civilizações: entre eles estão os sumérios- babilônicos e os assírios.
  5. 5. * A arquitetura foi a área da arte mais desenvolvida. * Caracterizou-se pelo exibicionismo e pelo luxo. * Construíram templos e palácios, que eram considerados cópias dos existentes nos céus. * Material utilizado era o tijolo, por ser escassa a pedra na região. O zigurate, torre de vários andares, foi a construção característica das cidades-estados sumérias. Nas construções, empregavam argila, ladrilhos e tijolos. SUMÉRIOS - BABILÔNIOSSUMÉRIOS - BABILÔNIOS
  6. 6. Zigurate de Ur, atualmente a área pertence ao Iraque. Sua base é um quadrado de 90 metros.
  7. 7. Portal de Ishtar - Oitavo portal da cidade mesopotâmica da Babilônia. Foi construído por volta de 575 a.C. por ordem do rei Nabucodonosor II no lado norte da cidade.
  8. 8. A escultura desse período é o que podemos chamar hierática. *Não há preocupação descritiva, salvo pelo rosto. Touro Alado com cabeça humana, Assíria, calcário, do século 8 a.C., Museu do Louvre.
  9. 9. • As figuras esculpidas em baixo-relevo caracterizam-se por um grande realismo.
  10. 10. Após algumas revoluções entre os povos da mesopotâmia, acádios e babilônicos realizaram uma grande renovação artística. •A ourivesaria ganhou força e as estelas tornaram-se importantes formas de expressão artística. Estelas Acádias
  11. 11. A escrita cuneiforme, utilizada pelos mesopotâmicos, foi criação dos antigos sumérios. Contrato de venda de terras e uma casa, 2600 a.C.
  12. 12. Entre os mais importantes legados, destaca-se o Código de Hamurabi, que se tornou, posteriormente, a base do Direito de quase todos os povos.
  13. 13. Histórico: Babel era um grande centro comercial que recebia vendedores e compradores de todos os lugares do mundo, onde falavam diferentes línguas. Bíblico: Construída pelos descendentes de Noé em busca de uma eternização e busca aos céus em que sua atitude provocou a ira de Deus que fez com que cada pessoa falasse uma língua diferente dificultando a comunicação.
  14. 14. Viviam da agricultura e da caça, mas seu destaque ficava para a guerra. Tornaram-se uma sociedade poderosa militarmente e expansionista, conquistando terras e dominando outros povos. Sua violência era tão marcante que ao dominarem um povo, destruíam suas manifestações artísticas impondo a sua cultura.
  15. 15. A principal contribuição dos assírios para a arte da mesopotâmia foram separar a escultura das construções, transformando-as em obras singulares. Os temas sempre envolviam guerras e disputas. Realistas e agressivas os baixo-relevos eram muito descritivos.
  16. 16. Poucos exemplares restaram das pinturas mesopotâmicas. Pinturas simples com poucas cores, uso da frontalidade e serviam de adorno das construções. Cena de sacrifício ritual. Pintura mural em Mari (ex cidade mesopotâmica, atualmente localizada na Síria)
  17. 17. Os egípcios tinham uma das sociedades mais complexas que já existiu na antiguidade. Sua cultura e organização social eram invejáveis. A estrutura da sociedade egípcia pode progredir devido a sua localização próxima ao Rio Nilo, que ajudou muito na estabilidade social.
  18. 18. RELIGIÃO Sem dúvidas, a religião é o aspecto mais importante da sociedade egípcia. Este povo seguia sua vida a base de orientações divinas. Em todas as áreas da sociedade, a religião era detentora do saber e do poder. Tudo dependia das suas crenças: colheita, seca, chuva, felicidade e inclusive as artes dependiam das vontades divinas. OS EGIPÍCIOS ERAM POLITEÍSTAS, OU SEJA, ACREDITAVAM EM VÁRIOS DEUSES. ALGUNS DEUSES EGÍPCIOS:
  19. 19. Os faraós eram os reis do Antigo Egito. Eram reis que possuíam poderes divinos, como verdadeiros representantes dos deuses na Terra. Também eram administradores, chefes de exércitos e supremos sacerdotes.
  20. 20. O Faraó nunca mostrava seus cabelos. Sempre utilizava toucados para cobri- los: os nemes. Um dos mais famosos nemes, o do Faraó Tutancâmon
  21. 21. Faraó Tutmés I Outros Faraós e seus diferentes nemes: Faraó Ramsés II
  22. 22. Quando se fala em Egito é impossível não fazer associação a arquitetura majestosa das pirâmides. Por mais incrível que sejam estas construções, os egípcios não eram preocupados apenas com as pirâmides. A arquitetura egípcia também se remete aos palácios, templos, obeliscos e esfinges.
  23. 23. Como foram construídas as pirâmides? Por cidadãos assalariados: pão e cerveja Interior das pirâmides de Gizé
  24. 24. Esfinge = Corpo de Leão com cabeça humana 57 metros x 6 metros x 20 metros Esculpida em uma única pedra Significa PODER e SABEDORIA
  25. 25. MASTABAS: Monumento Funerário para os nobres
  26. 26. Templo de Abu Simbel, Núbia, Baixo-Egito.
  27. 27. Templo de Amon-rá
  28. 28. Monumentos Comemorativos decorados com hieróglifos
  29. 29. Urna Funerária dedicada as pessoas nobres como sacerdotes, rainhas e faraós. Os faraós eram mumificados e depois depositados nos sarcófagos e enterrados com todos os seus tesouros e pertences no interior das pirâmides.
  30. 30. A pintura egípcia era bastante detalhista e repleta de regras. Lei da Frontalidade: As figuras eram desenhadas de forma que o tronco e olhos são vistos de frente enquanto membros e cabeça são vistos de perfil.
  31. 31. A pintura era policromática e cada cor possuía um significado especial. Era uma pintura hierárquica, onde as pessoas mais importantes eram desenhadas maiores do que as outras..
  32. 32. As pinturas se mesclavam com a escrita egípcia: os hieróglifos.
  33. 33. A Pedra de Roseta A Pedra de Roseta é um fragmento de uma estela de granito do Antigo Egito. O texto inscrito na pedra está metade em grego e a outra metade em hieróglifos. Sua descoberta permitiu uma melhor compreensão das escrituras egípcias. Pedra de Roseta - Museu Britânico
  34. 34. As esculturas tinham o objetivo de representar a imortalidade. Eram rígidas e de aspecto imóvel. Como matéria prima usavam rochas e os metais. Escribas, rocha.
  35. 35. Busto da Rainha Nerfetiti – Esponha de Amenófis IV – Considerada uma das mais belas mulheres da história.
  36. 36. Devido a Deusa Bastet ser apresentada em forma de um gato, estes animais eram considerados sagrados pelos egípcios e quaisquer maus tratos eram severamente punidos.
  37. 37. • O faraó Pepi II, o último faraó de destaque, odiava que moscas pousassem sobre ele, então deixava escravos nus cobertos de mel a sua volta. • Homens e mulheres egípcios usavam maquiagem. A pintura dos olhos era verde (com tinta feita de cobre ) ou preta ( com tinta feita de chumbo ). Os egípcios acreditavam que a maquiagem tinha poder de cura e originalmente, era usada como proteção contra o sol, não como adorno
  38. 38. • Piolhos eram um problema sério no Antigo Egito. Muitos, principalmente os da classe rica, resolviam o problema raspando o cabelo. Os meninos egípcios, até aos doze anos, tinham a cabeça raspada, com exceção apenas de um pequeno tufo deixado no centro da cabeça. A medida também visava combater a infestação de piolhos.
  39. 39. • A rainha Cleópatra testava e eficiência de seus venenos dando-os aos escravos. • Os egípcios bebiam muita cerveja. Havia pelo menos 15 tipos, tão espessos que precisavam ser coados para beber.

×