5.162 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.162
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
247
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

  1. 1. A FÉ QUE TRANSPORTA MONTANHAS<br />CAP. XIX <br />EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO<br /><ul><li>O Poder da Fé.
  2. 2. A Fé Religiosa.
  3. 3. Condições da Fé Inabalável.
  4. 4. Parábola da figueira seca.
  5. 5. Instruções dos Espíritos.
  6. 6. A Fé; Mãe da Esperança e da Caridade.
  7. 7. A Fé divina e a Fé humana. </li></li></ul><li>O CONCEITO DA FÉ<br />Fé (do latimfides, fidelidade e do gregopistia) é a firmeconvicção de quealgosejaverdade, semnenhumaprova de queestealgosejaverdade, pelaabsolutaconfiançaquedepositamosnestealgooualguém.<br />A fé se relaciona de maneira unilateral com osverbosacreditar, confiar e apostar, isto é, se alguém tem féemalgo, entãoacredita, confia e apostanisso, mas se umapessoaacredita, confia e apostaemalgo, nãosignifica, necessariamente, quetenhafé. A diferença entre eles é queterfé é nutrir um sentimento de afeição, ouatémesmoamorpeloqueacredita, confia e aposta.<br />William Sloane Coffin, um liberal cristão e pacifista, falaquefénão é aceitasemprova, masconfiávelsemreserva.<br />
  8. 8. Para encontrar o bem e assimilar-lhe a luz, nãobastaadmitir-lhe a existência. É indispensávelbuscá-lo com perseverança e fervor. <br /><ul><li>Ninguémpodeduvidardaeletricidade, masparaque a lâmpadanosilumine o aposentorecorremos a fioscondutoresquelhetransportem a força, desde a aparelhagemdausinadistanteaté o recesso de nossa casa.
  9. 9. A fotografia é hoje fenômeno corriqueiro; contudo, para que a imagem se fixe, na execução do retrato, é preciso que a emulsão gelatinosa sensibilize a placa que a recebe.
  10. 10. A voz humana, através da radiofonia, é transmitida de um continente a outro, com absoluta fidelidade; todavia, não prescinde do remoinho eletrônico que, devidamente disciplinado, lhe transporta as ondulações. </li></ul>        Não podemos, desse modo, plasmar realização alguma sem atitude positiva de confiança. <br />        Entretanto, como exprimir a fé? --  indaga-se muitas vezes. <br />        A fé não encontra definição no vocabulário vulgar. <br />        É força que nasce com a própria alma, certeza instintiva na Sabedoria de Deus que é a sabedoria da própria vida. Palpita em todos os seres, vibra em todas as coisas.  Mostra-se no cristal fraturado que se recompõe, humilde, e revela-se na árvore decepada que se refaz, gradativamente, entregando-se às leis de renovação que abarcam a Natureza.  (Ver:Alma grupo) <br />
  11. 11.         Todas as operações da existência se desenvolvem, de algum modo, sob a energia dafé. <br /><ul><li>Confia o campo no vigor da primavera e cobre-se de flores.
  12. 12. Fia-se o rio na realidade da fonte, e dela não prescinde para a sua caudal larga e profunda.
  13. 13. A simples refeição é, para o homem, espontâneo ato de fé. Alimentando-se, confia ele nas vísceras abdominais que não vê.
  14. 14. Todo o êxito da experiência social resulta da fé que a comunidade empenhe no respeito às determinações de ordem legal que lhe regem a vida. </li></ul>        Utilizando-nos conscientemente de semelhante energia, é-nos possível suprimir longas curvas em nosso caminho de evolução. <br />        Para isso, seja qual for a nossa interpretação religiosa da idéia de Deus, é imprescindível acentuar em nós a confiança no bem para refletir-lhe a grandeza. <br /><ul><li>Recordemos a lente e o Sol, O astro do dia distribui eqüitativamente os recursos de que dispõe. Convergindo-lhe, porém, os raios com a lente comum, dele auferimos poder mais amplo. </li></ul>        O Bem Eterno é a mesma luz para todos, mas concentrando-lhe a força em nós, por intermédio de positiva segurança íntima, decerto com mais eficiência lhe retrataremos a glória. <br />        Busquemo-lo, pois, infatigavelmente, sem nos determos no mal. <br /><ul><li>O tronco podado oferece frutos iguais àqueles que produzia antes do golpe que o mutilou.
  15. 15. A fonte alcança o rio, desfazendo no próprio seio a lama que lhe atiram. </li></ul>        Sustentemos o coração nas águas vivas do bem inexaurível. <br />        Procuremos a boa partedas criaturas, das coisas e dos sucessos que nos cruzem a lide cotidiana. Teremos, assim, o espelho de nossa mente voltado para o bem, incorporando-lhe os tesouros eternos, e a felicidade que nasce da fé, generosa e operante, libertar-nos-á dos grilhões de todo o mal, de vez que o bem, constante e puro, terá encontrado em nós seguro refletor. <br />EMMANUEL - Psicografado por Francisco Cândido Xavier<br />
  16. 16. O PODER DA FÉ<br />E, no diaseguinte, quandosaíram de Betânia, tevefome.E, vendo de longeumafigueiraquetinhafolhas, foiver se nelaachariaalgumacoisa; e, chegando a ela, nãoachousenãofolhas, porquenão era tempo de figos.E Jesus, falando, disse à figueira: Nuncamais coma alguémfruto de ti. E osseusdiscípulosouviramisto....E eles, passandopelamanhã, viramque a figueira se tinhasecadodesde as raízes.E Pedro, lembrando-se, disse-lhe: Mestre, eisque a figueira, quetuamaldiçoaste, se secou.E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tendeféem Deus.Porqueemverdadevosdigoquequalquerquedisser a estemonte: Ergue-te e lança-te no mar; e nãoduvidaremseucoração, mascrerque se faráaquiloquediz, tudo o quedisserlheseráfeito (Mc 11.12-14, 20-23).<br />
  17. 17. Hoje, ninguémduvida de que a palavrae a fépodem remover montanhas de forma natural. Porexemplo, um governantepodedarordemparaque se removaumamontanha. Para cumprirem a suaordem, milhares de pessoas, com tratores,bombas, explosivos, maquinaria, engenharia, conseguirãotransportar a montanha. <br />Se nãohouvesse a palavra de ordem, a montanhajamaisseriadeslocada. <br />Sejacomo for, ninguémporáemdúvidaqueaquelamontanhafoilançadaao mar peladeterminaçãodapalavra. <br />Atéporessetipo de consideração, o ensinamento de Jesus nãoé tãoimpossívelquantoparece.<br />Se não é o poderque move montanhas, o que é? É a palavradeterminadapara mover montanhas. <br />Deus é o PoderInfinito, mas o mundosófoifeitoquandoeledisse: FAÇA-SE. <br />A palavra é a açãodivinatodo-poderosa. <br />Vejacomocomeça o evangelho de João: <br />«No princípio era a Palavra, e a Palavraestava com Deus, e a Palavra era Deus. A Palavraestava com Deus no princípio. Porelaforamfeitastodas as coisas; e nada do quefoifeito, foifeitosemela.» (Jo. 1, 1-5). <br />
  18. 18.  As montanhas transportadas pela Fé, são as dificuldades, a resistência, a má vontade, tudo enfim que encontramos , de negativo entre os homens. Os preconceitos da rotina, o interesse material, o egoísmo, o fanatismo cego, as paixões orgulhosas, e outras tantas montanhas que barram o caminho dos que trabalham o sua própria evolução.<br />
  19. 19. Andar com féeuvou<br />quefénãocostumafalhar.<br />Mesmo a quemnão tem fé<br />A fécostumaacompanhar<br />Pelosim, pelonão...<br />Andar com féeuvou<br />que a fénãocostumafalhar."<br />(Gilberto Gil<br />
  20. 20. A FÉ X O MEDO<br />O medo é o opostodafé. Como a fé é umacrençapositiva, o medo é a crençanegativa. O medosóacontecequando a fé se ausenta de nossoscorações. Mas a crença continua lá.<br />Vencer o medo é mudar o polo dacrença, sair do negativopara o positivo.<br />Enquantotemosfé, nãosentimosmedo. Pormaisdificuldades e perdasqueenfrentarmosemnossasvidas, aindatemos a forçaquenos fez sobrevivernestemundodifícil, a capacidade de construir, de refletir, de planejar um novo futuro. <br />Semfé, semacreditarquepodemos, sem se apropriardessaenergiapositivaquetrazemosdentro de nós, abrimos um espaçoperigoso, fortalecemos o medo, a dúvida se instalaemnossasmentes e fechamosnossoscorações. <br />
  21. 21. Certa vez, Jesus viajava no Mar da Galileia e levantou-se, de súbito, grande tempestade. As ondas agitadas invadiam o barco, ameaçando-o de naufrágio. Jesus dormia. <br />Os discípulos estavam apavorados e acordaram o Mestre: – Senhor, salvai-nos, porque vamos perecer! <br />Jesus disse-lhes: <br />Por que estais amedrontados, homens de pouca fé? <br />Levantando-se, intimou os ventos e o mar; e logo se fez grande bonança. (Mt. 8, 23-27). <br />Nesta passagem dos evangelhos, vê-se claramente que os discípulos estavam com muito medo do naufrágio. Significava que lhes faltava fé. Portanto, não havia neles poder de acalmar as ondas e os ventos. Jesus repreendeu-lhes o medo e a falta de fé. <br />
  22. 22. Numa outra ocasião, alguns discípulos seguiam de barco pelo Mar da Galileia a altas horas da noite. <br />Jesus aproximou-se deles caminhando sobre as águas. <br />Inicialmente, os discípulos assustaram-se, pensando que fosse um fantasma. <br />– Não temais – disse Jesus –, sou eu. <br />Pedro respondeu-lhe: <br />– Se sois vós, Senhor, mandai que eu vá ao vosso encontro, andando também sobre as águas. <br />– Vem – disse-lhe Jesus. <br />Pedro saltou da barca entusiasmado e caminhou sobre as águas ao encontro de Jesus. Vendo, porém, que o vento era forte e as ondas revoltas, teve medo e começou a afundar-se. <br />Gritouporsocorro: <br />– Senhor, salvai-me! <br />No mesmo instante, Jesus estendeu-lhe a mão e segurou-o, dizendo: <br />– Homem sem fé, por que temeste? <br />Depois que subiram à barca, cessou o vento. (Mt. 14, 22-32). <br />Novamente, neste episódio o medo anulou a fé e esboroou-se o poder. O medo desfaz o poder no momento em que você admite interiormente que a situação de perigo é mais forte do que a força da fé. <br />
  23. 23. Quando Cristo proclamou: «Quantoaopoder, quem tem fétudopode», indiscutivelmenteestava a mencionarque a fé é o processopeloqualumapessoadesencadeia a maiorforçado universo. <br />Nesses momentos, e emoutrossemelhantes, não se reportavaaoconjunto dos seusensinamentos e simaopoderatravés do qual a criaturahumanaexerce o seuatocriador. <br />A Teologiaestabeleceu a fé-doutrina, mas Jesus ensinou a fé-poder. <br />Assimcomonaépoca de Jesus foi o povoquemelhorrecebeu e assimilou a palavra de Cristo, tambémhojeemdia o povo é quemmelhorcaptaessaverdade, tantoqueportoda a parte usa a fécomo a forçacuradoratodo-poderosa, como o poderqueproduzmilagres, como a luzquesoluciona as dificuldades e sofrimentos. <br />Amparadonessafé, fazpromessas, escalamontanhassagradas, realizaperegrinações, emociona-se emconcentraçõesreligiosas, buscalocais de aparições, semprenaexpectativa do milagre. <br />Mesmoquando o médicodá o veredito final damorteiminente, agentesimples acreditaem<br />milagre. <br />E tem razão, porque a fé remove montanhas e tudoalcança. Palavras de Jesus. E dos cientistasdamente.<br />
  24. 24. Jesus nuncadissequesóseriamatendidososquefossemsantos e caridosos<br />Jesus nuncacondicionou o atendimentoaotamanho dos sacrifícios e das penitências.<br />Jesus, no entanto, reagiudizendo: «Tudo é possívelàquelequecrê.» <br />A mentesubconsciente – que é a dimensãomaiordamente – contém o poderinfinito e a sabedoriainfinita – quesão a fonteinesgotável de tudo. <br />Para Jesus – o supremocientista –, o lógico e racionalestãonaafirmação de quetudo é possível. <br />A ciência do PoderdaMente, com osseusinúmeroscientistas e estudiosos, concorda com a afirmação do Mestre. <br />Jesus foiclaro: «Seja o que for quedesejardes, quandoorardescredequetendesalcançado, e alcançareis.» <br />Nãoexistefésemobra e nãoexisteobrasemfé. <br />Toda a obra nada mais é do que a materialização do pensamentoacreditado. <br />Pensamentoacreditadochama-se fé. <br />
  25. 25. O subconsciente – que é a dimensãomaiordamente – contém o poderinfinito e a sabedoriainfinita – quesão a fonteinesgotável de tudo. <br />Para Jesus – o supremocientista –, o lógico e racionalestãonaafirmação de quetudo é possível. <br />A ciência do PoderdaMente, com osseusinúmeroscientistas e estudiosos, concorda com a afirmação do Mestre. <br />Jesus foiclaro: «Seja o que for quedesejardes, quandoorardescredequetendesalcançado, e alcançareis.» <br />Nãoexistefésemobra e nãoexisteobrasemfé. <br />Toda a obra nada mais é do que a materialização do pensamentoacreditado. <br />Pensamentoacreditadochama-se fé. <br />«A fésemobrasestámorta», escreveu o apóstolo Tiago. (2, 17) Semfé, portanto, a obraestámorta, nãoexiste. <br />Para existir a obra, é necessárioquesejaantecedida e formadapelafé. <br />Na mesmacarta, Tiago raciocina: <br />«Nãovês, pois, como a féacompanhava as suasobras e que a féfoiconsumadapelasobras?» (Tg, 2, 22). A fé, disseele, é realizadanaobra. <br />
  26. 26. Todo o pensamentocriadormaterializa-se quandoenergizadopelafé. <br />Porque é quesemfénãoexistematerialização? Simplesmenteporque é a féquedáconsistênciaaopensamento. <br />A quempertence a fé? <br />Única e exclusivamenteaoquepede. <br />O fracassojamaispoderá ser tributadoaodoador e simaoquesolicita. Porque a fé é atributo de quempede. <br />O apóstolo Tiago escreveu: <br />«Pedis e nãorecebeisporquepedis mal.» (4,3) <br />Maisumavez, poressaafirmaçãoconstata-se que a causa do fracassonafésitua-se naquelequepede. <br />Tudo o quevocêpede com fé, mesmoqueseja a remoção de umamontanha, conseguirá. <br />Aosdiscípulosquefracassavamquandotentavamcurarourealizarmilagres. Jesus explicavaque era pelapoucaféoupelafalta de fé<br />
  27. 27. Poroutrolado, o Mestreatribuía a cura à fé do paciente: «Vaiempaz, a tuafétecurou.» <br />O pacientecurou-se? Logo, existiufé. <br />As obrassão a materializaçãodafé. <br />Se existirem as obras, estácomprovadoqueexistiu a fé. Argumentou, certafeita, Jesus:<br />«Se nãoquiserdesterféemmim, tendefénasobras, paraquevejais e conheçaisque o Paiestáemmim e eu no Pai.» (Jo. 10, 38)<br />Háosqueprecisamverparacrer. Essesnãotêmfé. E háosquecrêempara ver. Nestesexistefé.<br />Toda a palavraacreditadatorna-se realidadefísica – conforme Jesus. <br />
  28. 28. A fé é individual, de tal forma quesóvocê, porsimesmo, podepô-la emação. Os outrospoderãoensiná-lo, estimulá-lo à fé, demonstrar-lhe a veracidade, dar-lheexemplos de eficácia, mas, aofim e aocabo, ficarávocêsozinho com a suaféou com a suadescrença. <br />Nãobastadesejar, sonhar, orar, mentalizar — é imprescindívelque a ação mental se transformeemcrença. <br />Toda a crença, chamadafé, impregna o seu ser, torna-se parte de simesmo, realizamodificaçõesvitaisnamente, no corpo, navida. <br />Devidoàscaracterísticasdafé, que se desfazdiante de qualquerresquício de dúvida, a imensamaioria das pessoasconfessaque tem poucafé e muitasoutrasacusamque a fénemsemprefunciona. <br />O melhormétodoparafortalecer a fé é saber que é uma lei científica e nãorespostaarbitrária e imprevisível de Deus. <br />Se é lei, bastaquevocêcoloquecorretamente as premissas, e o resultado, pormaisfantásticoqueseja, é infalível. <br />Premissa é umaverdade, oufato, ouprincípio, que serve de base a um argumento, a umaconclusão. <br />Fé, portanto, não é algoimpreciso, subtil, subjectivo. <br />Todas as leis queregem a vida e o universosãoinevitáveisdesdeque se coloquemcorretamente as premissas. <br />
  29. 29. Agradeça a Deus que o criou à suaimagem e semelhança; agradeça a Cristo que o fez conhecer o seupodercriadordivino.<br />Deus deu-lhe a fé; Jesus revelouque, porela, você remove montanhas, curadoenças, realizamilagres, tudoalcança, tornapossível o impossível. <br />O resto é consigo.<br />Até Jesus, não se tem notícia de quealgumsábiooudescobridortenhafaladodafé. <br />Segundo o grandeMestre, tudo o que a mentepodeimaginar, criar, conceber, a fépoderealizar. <br />A fépermiteao ser humanoexercer, namaisampla plenitude, o seupodercriador. <br />A fédetermina o processopeloqual o poder é desencadeado. A fé é a fórmulainfalível do poderhumano. <br />Semprequeexistirfé, existirá a realização do poder. Nãopodeexistirfésemquesejaacionado o poder. <br />Fé: o caminhomaiscurto entre o pensamento e a realização. «A fé», escreveu o famosoescritorrusso Leon Tolstoi «é a forçamotrizdavida.» <br />Certavez, o Mestreensinouque «Tudo o quepedirdes, emestado de oração, com fé, alcançareis». (Mt 21,22). Porestaafirmação, Jesus fazdiversasrevelaçõesfantásticas. <br />Primeira: O ser humanopodeconseguirtudo o quequiser. Qualquercoisaquelheseja dado criarnamente, poderealizar. Nãohánenhumlimite a não ser o que a própriapessoa se impõe. <br />Jesus usou a palavra «TUDO» semqualquerrestrição. <br />«ESTADO DE ORAÇÃO» compreendemomento de profundidadeespiritual, concentração, nívelalfa, nívelmental emquevocê se tornauno com o seupensamento e com o Deus imanente. <br />Com «FÉ» — é a chave do poder. Aqui reside o segredo. <br />
  30. 30. Perceba que Jesus não colocou limitações, do tipo: «algumas coisas que desejardes»; «se for razoável o que pedirdes»; «se aprouver a Deus o que pedirdes», «se tiverdes merecimento para o que estais a pedir», «se for da vontade do Pai»; «se não estiverdes a pedir de mais». Nada disso faz sentido. <br />Tudo é mesmotudo. <br />Jamais passaria pela cabeça do Mestre exagerar o discurso apenas para impressionar os ouvintes. Empregou o vocábulo TUDO porque expressava perfeitamente o conteúdo da sua verdade. <br />A ciência do Poder da Mente, com todo o seu imenso cortejo de mestres e pensadores, confirma a verdade do Nazareno. <br />Por diversas vezes Jesus usou a palavra TUDO: <br />«Quanto ao poder, quem tem fé TUDO pode.» (Mc. 9, 23). <br />«TUDO que pedirdes com fé, na oração, alcançareis.» (Mt. 21, 22). <br />«Crede firmemente que recebereis TUDO quanto pedirdes na oração — e ser-vos-á dado.» (Mc. 11, 24). <br />«TUDO quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.» (Jo. 14, 13). <br />«Se permanecerdes em mim e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis TUDO quanto quiserdes e vos será dado.» (Jo. 15,7). <br />«Então o Pai vos concederá TUDO o que pedirdes em meu nome .» (Jo. 15,16 <br />
  31. 31.  Para ser proveitosa, deve a Fé ser ativa; Não deve embotar-se.<br />          A ESPERANÇA E A CARIDADE, são conseqüência da Fé. Estas três virtudes, são uma trindade inseparável.<br />          Não é a Fé que dá a Esperança de vermos realizadas as promessas do Senhor?<br />          Porque se não tivermos Fé, que havemos de esperar? Que havemos de amar?<br />          A Fé sincera, arrasta e contagia; comunica-se aos que não a tem e até aos que não quereria ter. Encontra palavras persuasivas, que vão a alma.<br />          Enquanto a Fé aparente tem apenas palavras sonoras, que deixam frios e indiferentes as criaturas.<br />          Pregai, pelo exemplo de vossa Fé. Pregai pelo exemplo de vossas obras. Pregai pela vossa Esperança e Caridade.<br />          Não admitais, a Fé sem controle, filha da cegueira. Ama a Deus, mas sabeis porque o Amais. Crede nas promessas, mas sabeis porque nelas credes. Crede e Esperai, sem jamais desfalecer; Os milagres, são obras da Fé. (JOSÉ)<br />
  32. 32. A Fé é o sentimento inato no homem, de seu destino futuro; é a consciência que tem das imensas faculdades, cujo germe, em si foi depositado em estado latente, a principio, para desabrochar e crescer por ação de sua vontade.<br />          Cristo mostrou o que pode fazer o homem, desde que tenha Fé, isto é, vontade, querer e certeza de que essa vontade, pode realizar-se.<br />          Os Apóstolos a exemplo de Jesus, fizeram milagres. Esses milagres, representaram efeitos naturais, cuja causa era ignorada pelos homens de então, e que hoje são em grande parte, explicáveis e compreensíveis, pelo estudo do Espiritismo e do Magnetismo.<br />          A Fé é humana ou Divina, conforme o homem aplica suas faculdades às necessidades terrenas ou às suas aspirações celestes e futuras.<br />          O homem de gênio, que busca que busca a realização de algum empreendimento de vulto, triunfa se tiver Fé, porque sente em si que pode e deve ai chegar; esta certeza, dá-lhe uma força imensa.<br />          O homem de bem, que acreditando no seu destino Celeste, quer encher sua vida de nobres e belas ações, tira de sua Fé, da certeza da felicidade que o espera, a forras necessária; e ai realiza-se os milagres da Caridade do Devotamento e da Abnegação. Enfim com a Fé, não há más inclinações que não possam ser vencidas.<br />
  33. 33. O milagre não é o rompimento da ordem natural, mas a maneira admirável pela qual a ordem natural se estabelece. Não existe sobrenatural. Todo fenômeno, não passa da aplicação de uma lei da natureza.<br />O milagre é o resultado da fé. <br />Fé e milagre formam uma perfeita simbiose. <br />A fé é a causa, o milagre o efeito. <br />A fé é a ação mental, o milagre é a ação manifestada <br />O Magnetismo é uma das maiores provas do poder da Fé.<br /> Pela Fé o homem cura, e produz fenômenos classificados como milagres. <br /> Passe, é uma doação de saúde física e psíquica para o doente através dos centros de força uma ação magnética.<br />Se todos os encarnados estivessem absolutamente convencidos da força que tem em si mesmos, se quisessem colocar a sua própria vontade ao serviço dessa força, seriam capazes de realizar quilo que até o momento se tem considerado como prodígio, que mais não é que o desenvolvimento de faculdades humanas. (UM ESPÍRITO PROTETOR)<br />
  34. 34. A Fé<br />       Eu sou a irmã mais velha da Esperança e da Caridade, chamo-me a Fé<br />        Sou grande e forte; aquele que me possui não teme nem o ferro e nem o fogo: é a prova de todos os sofrimentos físicos e morais. Irradio sobre vós com um facho cujos jatos faiscantes se refletem no fundo dos vossos corações, e vos comunica a força e a vida.   Diz-se entre vós que ergo as montanhas, e eu vos digo: venho erguer o mundo, porque o Espiritismo é a alavanca que deve me ajudar. Uni-vos, pois, a mim, eu sou a Fé.<br />        Eu sou a Fé! Habito, com a Esperança, a Caridade e o Amor, o mundo dos puros Espíritos; freqüentemente, deixei as regiões etéreas, e vim sobre a Terra para vos regenerar, dando-vos a vida do Espírito; mas, à parte os mártires dos primeiros tempos do Cristianismo, e alguns fervorosos sacrifícios, de longe em longe, ao progresso da ciência, das letras, da indústria e da liberdade, não encontrei, entre os homens, senão indiferença e frieza, e retomei tristemente meu vôo para os céus; vós me crieis em vosso meio, mas vos enganastes, porque a Fé sem as obras é uma aparência de Fé; a verdadeira Fé é a vida e a ação.<br />        Antes da revelação do Espiritismo, a vida era estéril, era uma árvore seca pelos estrondos do raio que não produzia nenhum fruto. Não se me reconhecia pelos meus atos: eu ilumino as inteligências, aqueço e fortaleço os corações; expulso para longe de vós as influências enganadoras e vos conduzo a Deus pela perfeição do espírito e do coração. Vinde vos alinhar sob minha bandeira, sou poderosa e forte: eu sou a Fé.<br />        Eu sou a Fé, e o meu reino começa entre os homens; reino pacífico que vai torná-los felizes para o tempo presente e para a eternidade. A aurora de meu advento entre vós é pura e serena; seu sol será resplandescente, e seu deitar virá docemente embalar a Humanidade nos braços das felicidades eternas. Espiritismo! Derrama sobre os homens o teu batismo regenerador; faço-lhes um apelo supremo: eu sou a Fé.<br /> GEORGES, Bispo de Périgueux.<br />

×