Tétano
INTRODUÇÃOO tétano é uma doença infecciosa grave causada pelo baciloClostridium tetani, que pode levar à morte.
CAUSAS• O tétano não é transmissível.• A infecção se dá pela entrada de esporos por qualquer tipo deferimento na pele, con...
rigidez de pescoçoe costasrisus sardonicus(riso causado peloespasmo dosmúsculos em voltada boca)dificuldade dedeglutiçãoO ...
SINTOMAS• Outros sinais típicos do tétano incluem:Febre;Suor excessivo;Aumento da pressão arterial;Taquicardia.• Os espasm...
DIAGNÓSTICOO diagnóstico do tétano é essencialmente clínico, não havendoexames laboratoriais que confirmem o diagnóstico.
TRATAMENTO• Procurar um médico aos primeiros sinais da doença éfundamental para a indicação do melhor tratamento para cada...
• O paciente deve ser internado sempre.• Os princípios básicos do tratamento incluem:TRATAMENTOSedaçãoNeutralização da tox...
PREVENÇÃO• A melhor forma de prevenção contra o tétano é a vacinação.• Além da vacinação de rotina, de acordo com os calen...
PREVENÇÃO• A população também deve ser esclarecida quanto à necessidadeda limpeza de todos os ferimentos sujos.• Fraturas ...
Procure sempre o seu médico.Fontes:www.cva.ufrj.br/informacao/vacinas/dT-pr.htmportal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/tet...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação tétano

456 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
456
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação tétano

  1. 1. Tétano
  2. 2. INTRODUÇÃOO tétano é uma doença infecciosa grave causada pelo baciloClostridium tetani, que pode levar à morte.
  3. 3. CAUSAS• O tétano não é transmissível.• A infecção se dá pela entrada de esporos por qualquer tipo deferimento na pele, contaminado com areia ou terra que foi objeto dedepósito de fezes animais ou humanas contendo a bactéria.• Queimaduras e tecidos necrosados também são porta de entradapara a bactéria.
  4. 4. rigidez de pescoçoe costasrisus sardonicus(riso causado peloespasmo dosmúsculos em voltada boca)dificuldade dedeglutiçãoO primeiro sinal é o trismus, ou seja, a contração dos músculosmandibulares, não permitindo a abertura da boca. Este sintoma éseguido por :rigidez muscular do abdômenopistótono (uma forma deespasmo tetânico em que serecurvam para trás a cabeça eos calcanhares, arqueando-separa diante o resto do corpo)SINTOMAS
  5. 5. SINTOMAS• Outros sinais típicos do tétano incluem:Febre;Suor excessivo;Aumento da pressão arterial;Taquicardia.• Os espasmos duram de três a quatro semanas e a recuperaçãopode levar meses.• Cerca de 30% dos casos são fatais.
  6. 6. DIAGNÓSTICOO diagnóstico do tétano é essencialmente clínico, não havendoexames laboratoriais que confirmem o diagnóstico.
  7. 7. TRATAMENTO• Procurar um médico aos primeiros sinais da doença éfundamental para a indicação do melhor tratamento para cadacaso.• Somente o especialista poderá orientar o paciente em relaçãoaos procedimentos adequados e ao uso de remédios.
  8. 8. • O paciente deve ser internado sempre.• Os princípios básicos do tratamento incluem:TRATAMENTOSedaçãoNeutralização da toxina tetânica com aadministração do soro antitetânico (SAT)Limpeza e debridamento da lesão, se ela foridentificada.
  9. 9. PREVENÇÃO• A melhor forma de prevenção contra o tétano é a vacinação.• Além da vacinação de rotina, de acordo com os calendários devacinação, é fundamental identificar e vacinar os grupos derisco, como trabalhadores da construção civil, catadores de lixo eagricultores, entre outros.
  10. 10. PREVENÇÃO• A população também deve ser esclarecida quanto à necessidadeda limpeza de todos os ferimentos sujos.• Fraturas expostas, mordidas de animais e queimaduras devemser bem limpas e tratadas adequadamente para evitar aproliferação da bactéria pelo organismo.
  11. 11. Procure sempre o seu médico.Fontes:www.cva.ufrj.br/informacao/vacinas/dT-pr.htmportal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/tetano_acidental_gve.pdfwww.drauziovarella.com.br/Sintomas/336/tetanoEditora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)

×