Gestão da Cadeia de Suprimentos

130 visualizações

Publicada em

Gestão da cadeia de suprimentos, desafios e problemas.

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão da Cadeia de Suprimentos

  1. 1. Amcham - 19.08.2014
  2. 2. Gestão da Cadeia de Suprimentos Carlos Lobo Amcham - 19.08.2014
  3. 3. Importações em Crescimento Exponencial Importações Brasileiras Bi US$ 0 5 10 15 20 1995 1998 2001 2004 2007 2010 2013
  4. 4. Destino/Origem: Ásia Comércio Exterior - Bi US$ (FOB) - Secex/MDIC 0 20 40 60 80 Ásia A. Latina e Caribe Europa Estados Unidos Merco sul África Oriente Médio Outros Exportações Importações
  5. 5. No Brasil… São Paulo Comércio Exterior - Bi US$ (FOB) - Secex/MDIC 0 22,5 45 67,5 90 SP MG RJ RS PA PR ES MT BA SC GO MS MA AM Demais Exportações Importações
  6. 6. Interesse em Supply… No mundo… No Brasil…
  7. 7. Um Benchmark - Os Marmiteiros de Harvad
  8. 8. O Problema: Efeito Chicote Ordens do VarejistaCompras do Cliente Ordens do Atacadista Ordens da Fábrica para os Fornecedores Variabilidade crescente das ordens ao longo da cadeia Tempo Tempo TempoTempo QuantidadeQuantidade QuantidadeQuantidade
  9. 9. Entendendo Melhor o Problema Causas do Efeito Chicote Ajustes Constantes na Previsão de Demanda Ordens em Lote Flutuação dos Preços Pedidos 0% 35% 70% 1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4 1 2 3 4 Previsão de Demanda Quantidade 100 115 130 145 160 Semana 1 4 7 10 13 16 19 Quebras e Rupturas Preço Médio % 0% 25% 50% 75% 100% Semana 1 4 7 10 13 16 19
  10. 10. Caminhos para Minimizar o Efeito Chicote SINERGIA Compartilhamento de Informação Alinhamento do Canal Eficiência Operacional
  11. 11. Caminhos para Minimizar o Efeito Chicote Compartilhamento de Informação Alinhamento do Canal Eficiência Operacional SINERGIA Quebras e Rupturas Flutuação de Preços Ordens em Lotes Ajustes na Previsão de Demanda
  12. 12. Um Exemplo Flutuação de Preços Alinhamento do Canal Eficiência Operacional Programa de Reabastecimento Continuo Preço baixo todo dia Preço baixo todo dia Total Cost ABC Cost
  13. 13. Pergunta… Como atuar na relação produtiva entre empresas para tornar a cadeia mais competitiva?
  14. 14. Visão de Futuro para a Cadeia Mudar a relação entre empresas e melhorar significativamente o processo de informação na cadeia de valor para gerar mais vendas e lucros. Fonte: Site www.vics.org, Voluntary Interindustry Commerce Standards (VICS) Como? • Colaboração é a palavra chave para otimizar a cadeia de suprimento • CPFR é o método para planejar a demanda para alinhar empresas • Lean é o conceito para eliminar as ineficiências • Elevar vendas e reduzir inventário simultaneamente são as métricas
  15. 15. do Relacionamento a Colaboração Relacionamento É a forma como duas partes se tratam e se comunicam Parceria Ocorre quando as duas parte se relacionam visando um objetivo comum Harmonia de interesses Alguém deve ceder Colaboração Tradicional Colaboração Decisão unilateral por consentimento Violência e truculência ou As duas partes colaboram em benefício do todo
  16. 16. Princípios para Colaboração Entre Empresas 1. Definir o que é valor para a relação 2. Objetivos e métricas comuns 3. Acordo de colaboração 4. Uso de tecnologia padronizada para compartilhar dados 5. Medição e comunicação dos benefícios e resultados conjuntos Fonte: Adaptado de Supply Chain Collaboration: how to implement CPFR and other best collaborative practices (2005), p.51.
  17. 17. Antes da Integração da Cadeia… S&OP
  18. 18. Sales & Operations Planning Processo de planejamento integrado entre as áreas da empresa Vertical Horizontal
  19. 19. Amcham - 19.08.2014

×