Engº Gilberto Valverde Carneiro
Engenheiro Civil
Engenheiro Industrial
Engenheiro de Segurança
Mestrando em Gestão e Audit...
Nunca
Desista
Qual de nós será o novo visionário?
Quem de nós será lembrado por um legado deixado?
Quem vai dar o primeiro passo?
Quem c...
Todos dizem que no lixo tem dinheiro.
Mais quanto e como tirá-lo
Quem discorda?
Para que se consiga avançar no tratamento do
Resíduo e encontrar dinheiro no lixo é preciso ter :
Vontade politica;
Corage...
Qual a melhor opção?
Quem nasceu primeiro ?
Quem tem que dar o primeiro passo ?
Lei 12.305/2010
Até quando pessoas vão disputar comida com corvos nos lixões ?
Até quando o entulho vai ficar espalhado pela cidade ?
Mais, quem é o responsável pelo descarte irregular do entulho ?
Município População Receita de IPTU
IPTU por
habitante
Jundiaí 393.920 89.340.653,63 226,80
Santo André 704.942 182.885.85...
O custeio da coleta e destinação dos resíduos esta se
tornando a cada ano mais caro.
PANORAMA de VALOR e VOLUME para COLET...
Material britado e classificado
Concorrencia para compra de serviços de reciclagem
DATA BASE: MAIO / 2015
ITEM SERVIÇOS UN...
No inicio de 2013 tínhamos 1270 pontos de descarte irregular
Apenas 20 caçambas por
dia chegavam no GERESOL
Gerenciamento de Resíduos de JUNDIAÍ - 2013
Resíduo jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez TOTAL MÉDIA
Lixo Orgân...
RCC
49,12%
RSD
40,05%
Reciclável e
Treco
3,78%
RSU
4,54%
RSS
0,23%
Outros
2,27%
PERCENTUAL
Todos dizem que no lixo tem dinheiro.
Mais quanto e como tirá-lo ?
Quanto tem de dinheiro nessas caçambas?
Coletas
Online
Para que isso acontecesse foi preciso:
Lei 7.189/2008 – Resíduos
Lei 5.592/2001 – Caçamba
Decreto 18.264/001 – Disposição ...
CTR
Controle de
Transporte
de Resíduo
Boleto de
cobrança
de
resíduo
para o
GERADOR
R$12,00
p/ ton
Controle de pagamentos
Valor das multas
Multa por falta de nota R$ 1.243,20
Multa por não recolhimento do ISS 30% sobre o ISS
Valor das multas co...
Desde a implantação
Recebemos mais de 100.000 caçambas em 20 meses
Recebemos 500.000 m³ de RCC
Equivale a
Processamos 300....
Economizamos
R$ 12milhões
em material
reciclado
Gerenciamento de RCC - 2013
Resíduo TOTAL ton Preço Valor
Entulho - o que ...
Balanço do material reciclado Jundiai
Rentabilidade das Caçambas JUNDIAÍ
Material extraido das caçambas
Gravi-
metria
RCC
...
Santo André
poderia
Economizar
R$ 22 milhões
em material
reciclado
Santo André 704.942 Jundiaí 393.920
Gerenciamento de RC...
Balanço do material reciclado Santo André
Rentabilidade das Caçambas SANTO ANDRÉ
Santo andré
Gravi-
metria
RCC
Toneladas
r...
Material britado e classificado
Areia
Pedra nº2
Pedrisco
Pedra nº1
Bica terra
US-Unidade de Serviço utilizando material reciclado
Material reciclado utilizado em estradas vicinais
Ensaios
Tecnológicos
dos
agregados
reciclados
Piso Drenante – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
Calçada – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
Bancos e mesa – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
Muro e reboque – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
Todos dizem que no lixo tem dinheiro.
Mais quanto e como tirá-lo
Planilha do RSD - JUNDIAÍ
Materiais encontrados
na coleta diária
do residuo domiciliar
Gravi-
metria
Toneladas
coletadas
G...
Planilha do RSD- SANTO ANDRÉ
Materiais encontrados
na coleta diária
do residuo domiciliar
Gravi-
metria
Toneladas
coletada...
Planilha do RECICLADO de JUNDIAÍ
Materiais encontrados
na coleta diária
Gravi-
metria
Toneladas
coletadas
Gasto para
colet...
Planilha do RECICLADO - SANTO ANDRÉ
Materiais encontrados
na coleta diária
Gravi-
metria
Toneladas
coletadas
Gasto para
co...
Rentabilidade do RCC - Jundiaí
Material extraido das caçambas
Gravi-
metria
RCC
Toneladas
recebidas
e triadas
Valor de
mer...
Rentabilidade do RCC – Santo André
Material extraido das caçambas
Gravi-
metria
RCC
Toneladas
recebidas
e triadas
Valor de...
Esquema de Tratamento
e valorização de resíduo RSD
Tratamento ADB
Reduz até 75% da matéria
orgânica do RSD
RSD
Reciclado
C...
Nosso sistema foi apresentado nas seguintes cidades:
São Paulo - AMLURB
Consorcio ABCD (São Bernardo, São Caetano, Diadema...
O poder
Da visão
Engº Gilberto Valverde Carneiro
g.valverde@uol.com.br
11-99939.2929
11-99706.4250
55*14*587587
Obrigado
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Const...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Construção e Demolição

259 visualizações

Publicada em

Apresentação do palestrante Gilberto Carneiro sobre o tema: Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Construção e Demolição

Palestra realizada durante o Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos, promovido pelo Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) como parte das comemorações do Mês do Meio Ambiente 2015.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
259
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário Desafios Ambientais Contemporâneos - Mesa 3 Gilberto Carneiro - Sustentabilidade na Gestão dos Resíduos da Construção e Demolição

  1. 1. Engº Gilberto Valverde Carneiro Engenheiro Civil Engenheiro Industrial Engenheiro de Segurança Mestrando em Gestão e Auditorias Ambientais em Engenharia e Tecnologia Ambiental na Fundação Universitária Iberoamericana Especialização em Gestão de Resíduos Sólidos pela Fundação Universitária Iberoamericana Pós Graduação em Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos na UNIARA Coordenador INOPA na Técnica e Operacional em Jundiaí Apresentação Santo André
  2. 2. Nunca Desista
  3. 3. Qual de nós será o novo visionário? Quem de nós será lembrado por um legado deixado? Quem vai dar o primeiro passo? Quem consegue enxergar dinheiro no lixo?
  4. 4. Todos dizem que no lixo tem dinheiro. Mais quanto e como tirá-lo Quem discorda?
  5. 5. Para que se consiga avançar no tratamento do Resíduo e encontrar dinheiro no lixo é preciso ter : Vontade politica; Coragem dos governantes; Determinação dos gestores; Legislação; Monitoramento do sistema; Estratégia de convencimento das empresas e usuários; Oportunidade do descarte Legal; Fiscalização; Punição;
  6. 6. Qual a melhor opção?
  7. 7. Quem nasceu primeiro ?
  8. 8. Quem tem que dar o primeiro passo ? Lei 12.305/2010
  9. 9. Até quando pessoas vão disputar comida com corvos nos lixões ?
  10. 10. Até quando o entulho vai ficar espalhado pela cidade ? Mais, quem é o responsável pelo descarte irregular do entulho ?
  11. 11. Município População Receita de IPTU IPTU por habitante Jundiaí 393.920 89.340.653,63 226,80 Santo André 704.942 182.885.856,62 259,43
  12. 12. O custeio da coleta e destinação dos resíduos esta se tornando a cada ano mais caro. PANORAMA de VALOR e VOLUME para COLETA e ATERRO para RSD e RECICLADO Valores arrecadados do IPTU e da Taxa de Coleta de Lixo Coleta RSD Volume RSD RSD Aterro RSD Aterro Coleta Volume Triagem Reciclados Gasto Percentua l Percentual valor/ano Ton/ANO Valor gasto valor Valor gasto Reciclado Reciclado Reciclado Valor gasto TOTAL sobre sobre Exercício IPTU Taxa Coleta de Lixo ANUAL p/ton ANUAL valor/ano Ton/ANO valor/ano ANUAL Anual IPTU Taxa de Lixo 2005 42.483.985,25 9.748.037,33 48,72 95.214 4.638.826,08 28,69 2.731.689,66 - 7.370.515,74 17% 76% 2006 45.330.306,62 10.246.701,55 51,18 100.224 5.129.464,32 81,95 8.213.356,80 - 13.342.821,12 29% 130% 2007 47.624.607,54 13.582.259,82 52,88 104.400 5.520.672,00 84,05 8.774.820,00 - 14.295.492,00 30% 105% 2008 51.587.892,20 15.260.496,03 54,63 108.420 5.922.984,60 85,26 9.243.889,20 - 15.166.873,80 29% 99% 2009 62.159.037,39 16.247.308,05 58,82 112.320 6.606.662,40 93,63 10.516.521,60 161.377,00 1.600 48.413,20 2.517.482,40 19.640.666,40 32% 121% 2010 68.458.075,82 17.619.328,19 61,40 112.800 6.925.920,00 95,22 10.740.816,00 267.349,74 1.800 61.490,44 3.946.082,16 21.612.818,16 32% 123% 2011 73.838.103,97 18.229.475,77 64,90 116.400 7.554.360,00 100,59 11.708.676,00 268.861,99 2.200 65.978,26 4.018.083,00 23.281.119,00 32% 128% 2012 80.623.639,16 19.543.537,18 71,50 130.800 9.352.200,00 104,48 13.665.984,00 320.057,83 4.300 190.518,75 6.126.918,96 29.145.102,96 36% 149% 2013 89.340.653,63 25.640.469,14 93,50 133.982 12.527.317,00 129,80 17.390.863,60 352.350,00 7.000 241.000,00 7.120.200,00 37.038.380,60 41% 144% 2014 92.570.399,54 25.404.001,83 100,58 125.700 12.642.906,00 138,15 17.365.455,00 369.030,29 7.200 260.000,00 7.548.363,48 37.556.724,48 41% 148% Os valores arrecadados em 2014 estão acumulados até 31/10/2014 AUME NTO 118% 161% 106% 32% 173% 382% 536% 129% 437% 200%
  13. 13. Material britado e classificado Concorrencia para compra de serviços de reciclagem DATA BASE: MAIO / 2015 ITEM SERVIÇOS UNID. QUANTIDADE MÁXIMA ANUAL PREÇO UNITÁRIO PREÇO TOTAL PREÇO MENSAL 1 Ecopontos unid. 7.200 R$ 179,50 R$ 1.292.400,00 R$ 107.700,00 2 Reciclagem de resíduos da Construção Civil ton. 240.000 R$ 64,30 R$ 15.432.000,00 R$ 1.286.000,00 3 Central dosadora de concreto m 6.600 R$ 149,80 R$ 988.680,00 R$ 82.390,00 VALOR GLOBAL R$ 17.713.080,00 R$ 1.476.090,00 Ata para compra de materiais reciclados Material Quantidade Unidade Vr Unit. Valor anual Areia Grossa Reciclada 6.000 Tonelada 41,00 246.000,00 Pedra mista nº1 reciclada 12.000 Tonelada 41,00 492.000,00 Pedra mista nº2 reciclada 9.000 Tonelada 42,50 382.500,00 Pedra mista nº3 reciclada 6.000 Tonelada 42,50 255.000,00 Pedrisco reciclado 3.000 Tonelada 46,50 139.500,00 Bica corrida reciclada 72.000 Tonelada 32,00 2.304.000,00 TOTAL3.819.000,00
  14. 14. No inicio de 2013 tínhamos 1270 pontos de descarte irregular Apenas 20 caçambas por dia chegavam no GERESOL
  15. 15. Gerenciamento de Resíduos de JUNDIAÍ - 2013 Resíduo jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez TOTAL MÉDIA Lixo Orgânico 11.082,31 9.328,05 10.041,52 10.039,38 9.017,04 9.377,18 9.535,08 9.381,56 9.333,41 9.020,04 9.750,53 10.696,87 116.602,97 9.716,91 44% Entulho 4.572,83 5.795,49 7.024,25 8.987,13 9.482,85 9.275,94 16.248,88 18.576,88 17.894,47 18.391,66 13.753,83 17.014,30 147.018,51 12.251,54 56% 21.968,46 Gerenciamento de Resíduos de JUNDIAÍ - 2014 Resíduo jan fev mar abr maio junho julho agosto setembro outubro novembro dezembro TOTAL LIXO ORGÂNICO 10.524,16 8.395,95 9.776,52 9.342,26 8.680,11 9.141,59 9.480,18 9.223,89 9.388,61 9.906,64 9.093,53 11.065,91 114.019,35 9.501,61 39% ENTULHO 16.755,96 11.491,76 13.024,12 14.230,58 15.451,60 13.415,02 13.073,69 14.817,02 18.512,11 16.483,29 12.185,93 16.736,76 176.177,84 14.681,49 61% 24.183,10 Gerenciamento de Resíduos de JUNDIAÍ - 2015 Resíduo janeiro fevereiro março abril maio junho julho agosto setembro outubro novembro dezembro TOTAL LIXO ORGÂNICO 10.937,07 9.447,91 10.353,88 8.861,77 9.568,28 49.168,91 9.833,78 39% ENTULHO 14.874,96 13.203,79 15.032,75 17.812,19 15.521,98 76.445,6715.289,13 61% 6.154,20 39% RSD e 61% ENTULHO
  16. 16. RCC 49,12% RSD 40,05% Reciclável e Treco 3,78% RSU 4,54% RSS 0,23% Outros 2,27% PERCENTUAL
  17. 17. Todos dizem que no lixo tem dinheiro. Mais quanto e como tirá-lo ?
  18. 18. Quanto tem de dinheiro nessas caçambas?
  19. 19. Coletas Online
  20. 20. Para que isso acontecesse foi preciso: Lei 7.189/2008 – Resíduos Lei 5.592/2001 – Caçamba Decreto 18.264/001 – Disposição das caçambas na rua Decreto 16.535/2002 – Formato das caçambas Decreto 25.280/2014 – Sistema do CTR eletrônico Decreto 25.648/2015 – Preço público Decreto 25.649/2015 – Cobrança eletrônica
  21. 21. CTR Controle de Transporte de Resíduo
  22. 22. Boleto de cobrança de resíduo para o GERADOR R$12,00 p/ ton
  23. 23. Controle de pagamentos
  24. 24. Valor das multas Multa por falta de nota R$ 1.243,20 Multa por não recolhimento do ISS 30% sobre o ISS Valor das multas conforme Anexo I da Lei nº 7.186, de 03 de novembro de 2008 e ratificada pelo DECRETO nº 25.280/2014 REFER ÊNCIA ARTIGO NATUREZA DA INFRAÇÃO VALOR DAS MULTAS em UFESP conforme LEI UFESP VALOR UFESP VALOR DAS MULTAS I Art. 2°, § 1° Deposição de resíduos em locais proibidos 352 UFESP 352 21,25 7.480,00 II Art.14, § 3°, I Deposição de resíduos proibidos em caçambas metálicas estacionárias 352 UFESP 352 21,25 7.480,00 III Art.14, § 3°, I Desrespeito do limite de volume de caçamba estacionária por parte dos geradores 50 UFESP 50 21,25 1.062,50 IV Art. 14, § 4° Uso de transportadores não licenciados 352 UFESP 352 21,25 7.480,00 V Art. 15 Transportar resíduos sem cadastramento 352 UFESP 352 21,25 7.480,00 VI Art.15, § 1° Transporte de resíduos proibidos 352 UFESP 352 21,25 7.480,00 VII Art.15, § 2°,I Desrespeito do limite de volume de caçamba estacionária por parte dos transportadores 50 UFESP 50 21,25 1.062,50 VIII Art.15, § 2°, II Despejo de resíduos na via pública durante a carga ou transporte 176 UFESP 176 21,25 3.740,00 IX Art. 15, § 2°, III Ausência de documento de Controle de Transporte de Resíduo ( CTR) 50 UFESP 50 21,25 1.062,50 X Art.15, § 2º, IV Estacionamento na via pública de caçamba não utilizada para coleta de resíduos 176 UFESP 176 21,25 3.740,00 XI Art. 15, § 3º, I Estacionamento irregular de caçamba 176 UFESP 176 21,25 3.740,00 XII Art.15, § 3º, II Ausência de dispositivo de cobertura de carga 176 UFESP 176 21,25 3.740,00 XIII Art. 15, § 3º, II I Não fornecer comprovação da correta destinação e documento com orientação aos usuários 176 UFESP 176 21,25 3.740,00 XIV Art. 15, § 4º Uso de equipamentos em situação irregular (conservação, identificação) 50 UFESP 50 21,25 1.062,50 XV Art. 16, § 5°, I Recepção de resíduos de transportadores sem licença atualizada 352 UFESP 352 21,25 7.480,00 XVI Art. 16, § 5°, II Recepção de resíduos não autorizados 352 UFESP 352 21,25 7.480,00 XVII Art.18, § 1°, I Utilização de resíduos não triados em aterros 175 UFESP até 1m³ e 50 UFESP a cada m³ acrescido 175 21,25 3.718,75 XVIII Art. 18, § 1°, II Aceitação de resíduos proveniente de outros municipios 50 UFESP 50 21,25 1.062,50 XIX Art. 18, § 2° Realização de movimento de terra sem alvará 50 UFESP 50 21,25 1.062,50
  25. 25. Desde a implantação Recebemos mais de 100.000 caçambas em 20 meses Recebemos 500.000 m³ de RCC Equivale a Processamos 300.000 toneladas de RCC Extraímos 150.000 toneladas de material reciclado Economizamos R$ 12 milhões em produtos derivados dos reciclados e usamos no concreto, guia, sarjeta, pavimento, tubulação, bloco e estradas.
  26. 26. Economizamos R$ 12milhões em material reciclado Gerenciamento de RCC - 2013 Resíduo TOTAL ton Preço Valor Entulho - o que entra 147.018,51 Densidade Metro Mercado Ano Tonelada Cubico M3 Economizado Areia Reciclada 3.042,50 1,377 4.189,52 78,49 328.835,62 Pedra 1 Reciclada 1.018,33 1,48 1.507,13 69,36 104.534,43 Pedra 2 Reciclada 5.836,29 1,58 9.221,34 69,36 639.592,02 Pedra 3 Reciclada 10.016,79 1,58 15.826,53 69,36 1.097.728,00 Pedrisco Reciclado 950,59 1,41 1.340,33 79,80 106.958,49 Bica Corrida reciclada 33.655,91 1,429 48.094,30 60,00 2.885.657,72 TOTAL 54.520,41 TOTAL 5.163.306,27 Gerenciamento de RCC - 2014 Resíduo TOTAL ton Preço Valor ENTULHO 176.177,84 Densidade Metro Mercado Ano Tonelada Cubico M3 Economizado AREIA RECICLADA 1.950,91 1,377 2.686,40 78,49 210.855,78 PEDRA 1 - RECICLADA 2.229,89 1,48 3.300,24 69,36 228.904,45 PEDRA 2 - RECICLADA 5.732,07 1,58 9.056,67 69,36 628.170,67 PEDRA 3 - RECICLADA 12.407,53 1,58 19.603,90 69,36 1.359.726,32 PEDRISCO RECICLADO 1.329,95 1,41 1.875,23 79,80 149.643,31 BICA CORRIDA RECICLADA 31.639,89 1,429 45.213,40 60,00 2.712.804,17 Total 55.290,24 TOTAL 5.290.104,71 Gerenciamento de RCC - 2015 Resíduo TOTAL ton Preço Valor ENTULHO 28.078,75 Densidade Metro Mercado Ano Tonelada Cubico 78,49 Economizado AREIA RECICLADA 458,84 1,377 631,82 69,36 43.823,22 PEDRA 1 - RECICLADA 763,23 1,48 1.129,58 69,36 78.347,70 PEDRA 2 - RECICLADA 5.545,39 1,58 8.761,72 69,36 607.712,64 PEDRA 3 - RECICLADA 2.081,39 1,58 3.288,60 79,80 262.429,98 PEDRISCO RECICLADO 461,70 1,41 651,00 60,00 39.059,82 BICA CORRIDA RECICLADA 14.617,63 1,429 20.888,59 32,00 668.434,98 Total 23.928,18 TOTAL 1.699.808,33 Valor economizado na Secretaria 12.153.219,31
  27. 27. Balanço do material reciclado Jundiai Rentabilidade das Caçambas JUNDIAÍ Material extraido das caçambas Gravi- metria RCC Toneladas recebidas e triadas Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldo196.960,00 Preço da Areia Reciclada 5,00% 9.848,00 78,49 772.969,52 Preço da Pedra nº 1 Reciclada 6,00% 11.817,60 69,36 819.668,74 Preço da Pedra nº 2 Reciclada 7,00% 13.787,20 69,36 956.280,19 Preço da Pedra nº 3 Reciclada 9,00% 17.726,40 69,36 1.229.503,10 Preço do Pedrisco Reciclada 4,00% 7.878,40 79,80 628.696,32 Preço da Bica corrida Reciclada 28,00% 55.148,80 60,00 3.308.928,00 Reciclados das caçambas 1,00% 1.969,60 100,00 196.960,00 Rejeito 40,00% 78.784,00 - 100,00% 196.960,00 RECEITA 7.913.005,87 Receita do preço publico 393.920 12,00 4.727.040,00 TOTAL da receita 12.640.045,87 Custo da triagem e beneficiamento 196.960,00 64,30 12.664.528,00
  28. 28. Santo André poderia Economizar R$ 22 milhões em material reciclado Santo André 704.942 Jundiaí 393.920 Gerenciamento de RCC - 2013 Resíduo TOTAL ton Preço Valor Entulho 263.097,89 Densidade Metro Mercado Ano Tonelada Cubico M3 Economizado Areia Reciclada 5.444,72 1,377 7.497,38 78,49 588.469,31 Pedra 1 Reciclada 1.822,36 1,48 2.697,09 69,36 187.070,36 Pedra 2 Reciclada 10.444,37 1,58 16.502,10 69,36 1.144.585,98 Pedra 3 Reciclada 17.925,61 1,58 28.322,46 69,36 1.964.446,09 Pedrisco Reciclado 1.701,13 1,41 2.398,59 79,80 191.407,75 Bica Corrida reciclada 60.229,14 1,429 86.067,44 60,00 5.164.046,46 TOTAL 97.567,33 TOTAL 9.240.025,94 Gerenciamento de RCC - 2014 Resíduo TOTAL ton Preço Valor ENTULHO 315.280,16 Densidade Metro Mercado Ano Tonelada Cubico M3 Economizado AREIA RECICLADA 3.491,26 1,377 4.807,47 78,49 377.337,93 PEDRA 1 - RECICLADA 3.990,51 1,48 5.905,95 69,36 409.637,02 PEDRA 2 - RECICLADA 10.257,86 1,58 16.207,42 69,36 1.124.146,57 PEDRA 3 - RECICLADA 22.203,97 1,58 35.082,27 69,36 2.433.306,43 PEDRISCO RECICLADO 2.380,02 1,41 3.355,83 79,80 267.795,09 BICA CORRIDA RECICLADA 56.621,36 1,429 80.911,92 60,00 4.854.715,41 Total 98.944,98 TOTAL 9.466.938,45 Gerenciamento de RCC - 2015 Resíduo TOTAL ton Preço Valor ENTULHO 50.248,50 Densidade Metro Mercado Ano Tonelada Cubico 78,49 Economizado AREIA RECICLADA 821,12 1,377 1.130,68 69,36 78.424,12 PEDRA 1 - RECICLADA 1.365,84 1,48 2.021,44 69,36 140.207,30 PEDRA 2 - RECICLADA 9.923,79 1,58 15.679,59 69,36 1.087.536,24 PEDRA 3 - RECICLADA 3.724,76 1,58 5.885,12 79,80 469.632,64 PEDRISCO RECICLADO 826,24 1,41 1.165,00 60,00 69.899,90 BICA CORRIDA RECICLADA 26.159,07 1,429 37.381,31 32,00 1.196.201,95 Total 42.820,82 TOTAL 3.041.902,15 Valor economizado na Secretaria 21.748.866,54
  29. 29. Balanço do material reciclado Santo André Rentabilidade das Caçambas SANTO ANDRÉ Santo andré Gravi- metria RCC Toneladas recebidas e triadas Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldo352.471,00 Preço da Areia Reciclada 5,00% 17.623,55 78,49 1.383.272,44 Preço da Pedra nº 1 Reciclada 6,00% 21.148,26 69,36 1.466.843,31 Preço da Pedra nº 2 Reciclada 7,00% 24.672,97 69,36 1.711.317,20 Preço da Pedra nº 3 Reciclada 9,00% 31.722,39 69,36 2.200.264,97 Preço do Pedrisco Reciclada 4,00% 14.098,84 79,80 1.125.087,43 Preço da Bica corrida Reciclada 28,00% 98.691,88 60,00 5.921.512,80 Reciclados das caçambas 1,00% 3.524,71 100,00 352.471,00 Rejeito 40,00% 140.988,40 - 100,00% 352.471,00 RECEITA 14.160.769,15 Receita do preço publico 704.942 12,00 8.459.304,00 TOTAL da receita 22.620.073,15 Custo da triagem e beneficiamento 352.471,00 64,30 22.663.885,30
  30. 30. Material britado e classificado
  31. 31. Areia Pedra nº2 Pedrisco Pedra nº1 Bica terra
  32. 32. US-Unidade de Serviço utilizando material reciclado
  33. 33. Material reciclado utilizado em estradas vicinais
  34. 34. Ensaios Tecnológicos dos agregados reciclados
  35. 35. Piso Drenante – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
  36. 36. Calçada – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
  37. 37. Bancos e mesa – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
  38. 38. Muro e reboque – RCC reciclado utilizado em obras da prefeitura
  39. 39. Todos dizem que no lixo tem dinheiro. Mais quanto e como tirá-lo
  40. 40. Planilha do RSD - JUNDIAÍ Materiais encontrados na coleta diária do residuo domiciliar Gravi- metria Toneladas coletadas Gasto para coletar o lixo Gasto para aterrar o lixo Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldoRSD 11.817,60 100,58 138,15 Logística reversa orgânico Material Orgânico 34,77% 4.108,98 413.281,16 567.655,52 60,00 246.538,77 Fraldas 0,08% 9,45 950,89 1.306,08 - - Higiênicos 11,64% 1.375,57 138.354,69 190.034,81 - - Logística reversa PAPEL Papelão 5,54% 654,70 65.849,23 90.446,12 420,00 274.971,92 Papel 4,21% 497,52 50.040,66 68.732,52 320,00 159.206,71 Tetra 1,31% 154,81 15.570,85 21.387,08 300,00 46.443,17 Logística reversa vidro Vidro Incolor 0,63% 74,45 7.488,27 10.285,39 150,00 11.167,63 Vidro Verde 0,84% 99,27 9.984,36 13.713,85 150,00 14.890,18 Vidro Marrom 0,44% 52,00 5.229,90 7.183,45 150,00 7.799,62 Logística reversa plásticos sacolas 4,64% 548,34 55.151,70 75.752,71 850,00 466.086,14 PP 3,19% 376,98 37.916,79 52.079,99 700,00 263.887,01 PET 3,44% 406,53 40.888,33 56.161,49 1.900,00 772.398,34 PEAD 1,77% 209,17 21.038,47 28.897,05 1.800,00 376.508,74 PVC 0,23% 27,18 2.733,81 3.754,98 700,00 19.026,34 PS 0,63% 74,45 7.488,27 10.285,39 300,00 22.335,26 Outros plásticos 2,48% 293,08 29.477,63 40.488,52 - - Isopor 0,83% 98,09 9.865,50 13.550,59 500,00 49.043,04 Logística reversa metal Cobre 0,09% 10,64 1.069,75 1.469,34 13.000,00 138.265,92 Ferro 0,62% 73,27 7.369,41 10.122,13 350,00 25.644,19 Aluminio /lata 0,72% 85,09 8.558,02 11.754,73 3.000,00 255.260,16 Log. rev. Madeira Madeira seca 0,55% 65,00 6.537,38 8.979,31 60,00 3.899,81 Madeira verde 2,19% 258,81 26.030,65 35.753,97 60,00 15.528,33 Log. rev. Tecido Pano e estopa 3,80% 449,07 45.167,34 62.038,85 - Couro e borracha 0,98% 115,81 11.648,42 15.999,49 - Log. rev. RCC Agregado fino 3,00% 354,53 35.658,43 48.978,04 - Minerais 0,27% 31,91 3.209,26 4.408,02 - Log. rev. Eletrônico Eletrônicos 0,05% 5,91 594,31 816,30 - Baterias 0,02% 2,36 237,72 326,52 - Outros Contaminantes 11,04% 1.304,66 131.223,01 180.239,20 -
  41. 41. Planilha do RSD- SANTO ANDRÉ Materiais encontrados na coleta diária do residuo domiciliar Gravi- metria Toneladas coletadas Gasto para coletar o lixo Gasto para aterrar o lixo Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldoRSD 18.508,80 92,88 29,66 Logística reversa orgânico Material Orgânico 34,77% 6.435,51 597.730,17 190.877,23 60,00 386.130,60 Fraldas 0,08% 14,81 1.375,28 439,18 - - Higiênicos 11,64% 2.154,42 200.102,94 63.900,23 - - Logística reversa PAPEL Papelão 5,54% 1.025,39 95.238,00 30.413,00 420,00 430.662,78 Papel 4,21% 779,22 72.374,00 23.111,68 320,00 249.350,56 Tetra 1,31% 242,47 22.520,18 7.191,52 300,00 72.739,59 Logística reversa vidro Vidro Incolor 0,63% 116,61 10.830,31 3.458,52 150,00 17.490,82 Vidro Verde 0,84% 155,47 14.440,42 4.611,36 150,00 23.321,09 Vidro Marrom 0,44% 81,44 7.564,03 2.415,47 150,00 12.215,81 Logística reversa plásticos sacolas 4,64% 858,81 79.766,12 25.472,26 850,00 729.987,10 PP 3,19% 590,43 54.839,21 17.512,18 700,00 413.301,52 PET 3,44% 636,70 59.136,95 18.884,60 1.900,00 1.209.735,22 PEAD 1,77% 327,61 30.428,02 9.716,79 1.800,00 589.690,39 PVC 0,23% 42,57 3.953,92 1.262,63 700,00 29.799,17 PS 0,63% 116,61 10.830,31 3.458,52 300,00 34.981,63 Outros plásticos 2,48% 459,02 42.633,62 13.614,48 - - Isopor 0,83% 153,62 14.268,51 4.556,46 500,00 76.811,52 Logística reversa metal Cobre 0,09% 16,66 1.547,19 494,07 13.000,00 216.552,97 Ferro 0,62% 114,75 10.658,40 3.403,62 350,00 40.164,10 Aluminio /lata 0,72% 133,26 12.377,50 3.952,59 3.000,00 399.790,10 Log. rev. Madeira Madeira seca 0,55% 101,80 9.455,04 3.019,34 60,00 6.107,90 Madeira verde 2,19% 405,34 37.648,23 12.022,47 60,00 24.320,56 Log. rev. Tecido Pano e estopa 3,80% 703,33 65.325,70 20.860,90 - Couro e borracha 0,98% 181,39 16.847,15 5.379,92 - Log. rev. RCC Agregado fino 3,00% 555,26 51.572,92 16.469,13 - Minerais 0,27% 49,97 4.641,56 1.482,22 - Log. rev. Eletrônico Eletrônicos 0,05% 9,25 859,55 274,49 - Baterias 0,02% 3,70 343,82 109,79 - Outros Contaminantes 11,04% 2.043,37 189.788,36 60.606,40 - TOTAIS 100,00% 18.508,80 1.719.097,42 548.971,03 RECEITA 4.963.153,45
  42. 42. Planilha do RECICLADO de JUNDIAÍ Materiais encontrados na coleta diária Gravi- metria Toneladas coletadas Gasto para coletar reciclado Gasto para coletar reciclado Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldoReciclado 827,23 372.254,40 289.531,20 Logística reversa orgânico Material Orgânico - - - - - Fraldas - - - - - Higiênicos - - - - - Logística reversa PAPEL Papelão 24,22% 200,33 90.148,33 70.115,37 420,00 84.138,44 Papel 15,84% 131,05 58.971,13 45.866,43 320,00 41.935,02 Tetra 5,67% 46,90 21.104,22 16.414,39 300,00 14.069,48 Logística reversa vidro Vidro Incolor 5,52% 45,66 20.548,44 15.982,12 150,00 6.849,48 Vidro Verde 4,00% 33,09 14.890,18 11.581,25 150,00 4.963,39 Vidro Marrom 5,56% 45,99 20.697,34 16.097,93 150,00 6.899,11 Logística reversa plásticos sacolas 2,23% 18,41 8.285,29 6.444,12 850,00 15.650,00 PP 2,97% 24,59 11.064,52 8.605,74 700,00 17.211,48 PET 4,40% 36,40 16.379,19 12.739,37 1.900,00 69.156,60 PEAD 1,35% 11,17 5.024,56 3.907,99 1.800,00 20.098,26 PVC 1,89% 15,64 7.037,88 5.473,91 700,00 10.947,82 PS - - - 300,00 - Outros plásticos 0,27% 2,23 1.005,09 781,73 - Isopor 0,92% 7,62 3.427,88 2.666,13 500,00 3.808,76 Logística reversa metal Cobre 0,69% 5,73 2.579,64 2.006,39 13.000,00 74.523,01 Ferro - - - 300,00 - Aluminio /lata 0,76% 6,27 2.821,64 2.194,61 3.100,00 19.437,96 Log. rev. Madeira Madeira seca 1,97% 16,27 7.322,29 5.695,12 60,00 976,31 Madeira verde - - - 60,00 - Log. rev. Tecido Pano e estopa 3,04% 25,14 11.311,51 8.797,84 - Couro e borracha - - - - Log. rev. RCC Agregado fino 0,49% 4,06 1.826,21 1.420,38 - Minerais - - - - Log. rev. Eletrônico Eletrônicos - - - - Baterias - - - - Outros Contaminantes 18,22% 150,69 67.809,17 52.740,47 Aterro (20.817,42)
  43. 43. Planilha do RECICLADO - SANTO ANDRÉ Materiais encontrados na coleta diária Gravi- metria Toneladas coletadas Gasto para coletar reciclado Gasto para triar reciclado Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldoReciclado 1.008,64 425.969,55 353.024,58 Logística reversa orgânico Material Orgânico - - - - - Fraldas - - - - - Higiênicos - - - - - Logística reversa PAPEL Papelão 24,22% 244,26 103.156,45 85.491,47 420,00 102.589,77 Papel 15,84% 159,79 67.480,48 55.924,81 320,00 51.131,26 Tetra 5,67% 57,18 24.149,49 20.014,02 300,00 17.154,88 Logística reversa vidro Vidro Incolor 5,52% 55,68 23.513,52 19.486,96 150,00 8.351,55 Vidro Verde 4,00% 40,35 17.038,78 14.120,98 150,00 6.051,85 Vidro Marrom 5,56% 56,08 23.683,91 19.628,17 150,00 8.412,07 Logística reversa plásticos sacolas 2,23% 22,45 9.480,83 7.857,29 850,00 19.082,00 PP 2,97% 29,98 12.661,10 10.492,95 700,00 20.985,91 PET 4,40% 44,38 18.742,66 15.533,08 1.900,00 84.322,44 PEAD 1,35% 13,61 5.749,59 4.765,01 1.800,00 24.505,75 PVC 1,89% 19,07 8.053,43 6.674,32 700,00 13.348,65 PS - - - 300,00 - Outros plásticos 0,27% 2,72 1.150,12 953,17 - Isopor 0,92% 9,29 3.922,51 3.250,80 500,00 4.644,01 Logística reversa metal Cobre 0,69% 6,99 2.951,88 2.446,38 13.000,00 90.865,70 Ferro - - - 300,00 - Aluminio /lata 0,76% 7,65 3.228,79 2.675,88 3.100,00 23.700,66 Log. rev. Madeira Madeira seca 1,97% 19,84 8.378,88 6.944,04 60,00 1.190,41 Madeira verde - - - 60,00 - Log. rev. Tecido Pano e estopa 3,04% 30,65 12.943,72 10.727,18 - Couro e borracha - - - - Log. rev. RCC Agregado fino 0,49% 4,95 2.089,72 1.731,87 - Minerais - - - - Log. rev. Eletrônico Eletrônicos - - - - Baterias - - - - Outros Contaminantes 18,22% 183,73 77.593,83 64.306,31 TOTAIS 100,00% 1.008,64 425.969,70 353.024,71 RECEITA 476.336,89
  44. 44. Rentabilidade do RCC - Jundiaí Material extraido das caçambas Gravi- metria RCC Toneladas recebidas e triadas Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldo196.960,00 Preço da Areia Reciclada 5,00% 9.848,00 78,49 772.969,52 Preço da Pedra nº 1 Reciclada 6,00% 11.817,60 69,36 819.668,74 Preço da Pedra nº 2 Reciclada 7,00% 13.787,20 69,36 956.280,19 Preço da Pedra nº 3 Reciclada 9,00% 17.726,40 69,36 1.229.503,10 Preço do Pedrisco Reciclada 4,00% 7.878,40 79,80 628.696,32 Preço da Bica corrida Reciclada 28,00% 55.148,80 60,00 3.308.928,00 Reciclados das caçambas 1,00% 1.969,60 100,00 196.960,00 Rejeito 40,00% 78.784,00 - 100,00% 196.960,00 RECEITA 7.913.005,87 Receita do preço publico 393.920 12,00 4.727.040,00 TOTAL da receita 12.640.045,87 Custo da triagem e beneficiamento 196.960,00 64,30 12.664.528,00
  45. 45. Rentabilidade do RCC – Santo André Material extraido das caçambas Gravi- metria RCC Toneladas recebidas e triadas Valor de mercado do reciclado por tonelada Receita com a venda do recicaldo352.471,00 Preço da Areia Reciclada 5,00% 17.623,55 78,49 1.383.272,44 Preço da Pedra nº 1 Reciclada 6,00% 21.148,26 69,36 1.466.843,31 Preço da Pedra nº 2 Reciclada 7,00% 24.672,97 69,36 1.711.317,20 Preço da Pedra nº 3 Reciclada 9,00% 31.722,39 69,36 2.200.264,97 Preço do Pedrisco Reciclada 4,00% 14.098,84 79,80 1.125.087,43 Preço da Bica corrida Reciclada 28,00% 98.691,88 60,00 5.921.512,80 Reciclados das caçambas 1,00% 3.524,71 100,00 352.471,00 Rejeito 40,00% 140.988,40 - 100,00% 352.471,00 RECEITA 14.160.769,15 Receita do preço publico 704.942 12,00 8.459.304,00 TOTAL da receita 22.620.073,15 Custo da triagem e beneficiamento 352.471,00 64,30 22.663.885,30
  46. 46. Esquema de Tratamento e valorização de resíduo RSD Tratamento ADB Reduz até 75% da matéria orgânica do RSD RSD Reciclado Cooperativa
  47. 47. Nosso sistema foi apresentado nas seguintes cidades: São Paulo - AMLURB Consorcio ABCD (São Bernardo, São Caetano, Diadema, Santo Andre, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra) Aparecida de Goiânia Florianópolis Fortaleza Contagem - MG Belo Horizonte Várzea Paulista Jacareí Assis Pindamonhangaba Guarulhos Chapecó Sertãozinho Curitiba Atibaia Campinas Cariacica - ES
  48. 48. O poder Da visão
  49. 49. Engº Gilberto Valverde Carneiro g.valverde@uol.com.br 11-99939.2929 11-99706.4250 55*14*587587 Obrigado

×