LEVÍTICO
Palavra-chave: “SANTIDADE”
3º. Livro da lei
Escrito por Moisés
No Monte Sinai (peregrinação)
Ano 1.406 a.C
O Monte Sinai - Levítico
Título do livro
• Chama-se “Levítico” pelo fato de ser um
registro de leis referentes aos levitas e seu
serviço sacerdotal...
O TABERNÁCULO
PROPÓSITO DE LEVÍTICO
• Se em Gênesis vemos o SENHOR elegendo um
povo,
• e em Êxodo vemos esse povo sendo redimido,
• no l...
Versículo-Chave do Livro
"Fala a toda a congregação dos
filhos de Israel, e dize-lhes: Santos
sereis, porque eu, o SENHOR ...
Características e tema
Os rituais do Livro:
1. Expressam os valores mais caros
de uma sociedade (o que era mais
importante...
Esboço do Livro
1 - Leis referentes às ofertas - caps. 1-7
2 - Leis referentes ao sacerdócio - caps. 8,9
3 - Nadabe e Abiú...
O CONTEÚDO DO LIVRO
Mensagem Messiânica: como não poderia
deixar de ser, Levítico está repleto de tipos e
alusões à Pessoa...
1.1 - o holocausto, (6:8-13) que significava inteira
consagração ao SENHOR. Esta oferta aponta para a
entrega total do Sen...
1.3 - a oferta pelo pecado, (6:24-30) que significava a tristeza e
o arrependimento pelo pecado cometido, e a busca do per...
1.5 - a oferta pacífica, (7:11-210 que era comida em
parte pelo sacerdote e em parte pelo ofertante,
significava a comunhã...
O SACERDÁCIO
• 2 - O sacerdócio: Hb 4.14 nos ensina que temos "...Jesus, o Filho de Deus, como
grande sumo sacerdote que p...
3 - As festas:
3.1 - o sábado - este é o dia da festa semanal do povo eleito, no qual todos
devem descansar de todos os se...
3 - As festas:
• 3.4 - o Pentecoste - cinqüenta dias depois da Festa das
Primícias, realizava-se a Festa de Pentecoste, oc...
3 - As festas:
• 3.6 - o Dia da Expiação ("Yom Kippur") - um dia de jejum, em que o
sacerdote entrava no Santo dos Santos,...
conclusão
• medite nas bênçãos decorrentes de uma vida de
obediência, conforme 26.3-13. v.6, o SENHOR chega
a comentar det...
7. O Livro de Levítico
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

7. O Livro de Levítico

7.193 visualizações

Publicada em

Curso Visão Panorâmica da Bíblia, lecionado na Igreja Presbiteriana de Dourados, toda quarta-feira, às 19h30' pelo Rev. Ildemar de Oliveira Berbert.

7. O Livro de Levítico

  1. 1. LEVÍTICO Palavra-chave: “SANTIDADE” 3º. Livro da lei Escrito por Moisés No Monte Sinai (peregrinação) Ano 1.406 a.C
  2. 2. O Monte Sinai - Levítico
  3. 3. Título do livro • Chama-se “Levítico” pelo fato de ser um registro de leis referentes aos levitas e seu serviço sacerdotal no tabernáculo; • Refere-se à tribo de Levi, da qual Arão e seus descendentes foram escolhidos como sacerdotes, os demais Levitas serviam no tabernáculo, oferecendo o sacrifício pelos pecados do povo.
  4. 4. O TABERNÁCULO
  5. 5. PROPÓSITO DE LEVÍTICO • Se em Gênesis vemos o SENHOR elegendo um povo, • e em Êxodo vemos esse povo sendo redimido, • no livro de Levítico aprendemos como o povo eleito e redimido pode aproximar-se do SENHOR - pela adoração; • e como esse mesmo povo pode manter-se em comunhão com Ele. • Tanto o acesso a Deus, como a manutenção da comunhão com Ele têm que ser pelo sangue. • Isso tudo leva-nos a descobrir que a vida do povo eleito e redimido tem que ser santa!
  6. 6. Versículo-Chave do Livro "Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o SENHOR vosso Deus, sou santo" (19.2).
  7. 7. Características e tema Os rituais do Livro: 1. Expressam os valores mais caros de uma sociedade (o que era mais importante para Israel) 2. Expressam o valor do sacrifício (Aponta para Cristo na Cruz) 3. Mostram os conceitos de pecado, sacrifício e expiação
  8. 8. Esboço do Livro 1 - Leis referentes às ofertas - caps. 1-7 2 - Leis referentes ao sacerdócio - caps. 8,9 3 - Nadabe e Abiú - cap. 10 4 - Leis referentes à pureza de vida – (11-22) 5 - Leis referentes às festas - caps. 23,24 6 - Leis referentes à terra: (25 – 27) - O ano de descanso - (25) - Recompensa e castigo – (26) - Votos - (27)
  9. 9. O CONTEÚDO DO LIVRO Mensagem Messiânica: como não poderia deixar de ser, Levítico está repleto de tipos e alusões à Pessoa e obra do Senhor Jesus Cristo. Vamos destacar apenas algumas delas: 1 - Os cinco tipos de ofertas. Enquanto Êxodo oferece-nos o relato de uma oferenda única que redimiu da escravidão, de uma vez para sempre, o povo eleito ( A Páscoa), Levítico oferece-nos as diversas facetas dessa oferenda, mostrando-nos os diferentes aspectos da obra redentora do Senhor Jesus.
  10. 10. 1.1 - o holocausto, (6:8-13) que significava inteira consagração ao SENHOR. Esta oferta aponta para a entrega total do Senhor Jesus, em completa submissão à vontade do Pai. Veja: Jo 4.34; Mt 26.42 1.2 - a oferta de manjares, (6:14-18) constituída de farinha, pães ou grãos, representava o reconhecimento da bondade de Deus para com o Seu povo, dando-lhe o sustento necessário para viver. Esta oferta aponta para o fato de que o Senhor Jesus é o Pão da Vida, em Quem, pela bondade do Pai, vivemos e somos sustentados. Veja: Jo 6.48-51. 1. AS LEIS PELAS OFERTAS
  11. 11. 1.3 - a oferta pelo pecado, (6:24-30) que significava a tristeza e o arrependimento pelo pecado cometido, e a busca do perdão e reconciliação. Esta oferta aponta para o Senhor Jesus como Aquele que carregou sobre Si o nosso pecado, comprando com o Seu sangue precioso o nosso perdão, e nos reconciliando com Deus. Veja: 1 Pe 2.24; 2 Co 5.21; Hb 10.1-18. 1.4 - a oferta pela culpa, (7:1-10) que era oferecida no caso de ofensas que exigissem restituição. Esta oferta aponta para o fato de o Senhor Jesus ter pago o preço exigido em função dos danos que o nosso pecado causou. Veja: Cl 2.14.
  12. 12. 1.5 - a oferta pacífica, (7:11-210 que era comida em parte pelo sacerdote e em parte pelo ofertante, significava a comunhão do povo com o SENHOR. Esta oferta aponta para a paz que o Senhor Jesus veio estabelecer entre Deus e os homens. Veja: Mq 5.5; Ef 2.17,18.
  13. 13. O SACERDÁCIO • 2 - O sacerdócio: Hb 4.14 nos ensina que temos "...Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus...". • 2.1 - no capítulo 8 de Levítico lemos sobre o cerimonial da consagração dos sacerdotes. Esta cerimônia incluía: • 2.1.1 - a lavagem com água • 2.1.2 - o vestir-se com roupas sacerdotais • 2.1.3 - a unção com óleo • 2.1.4 - a aspersão do sangue • 2.2 - O sumo sacerdote Arão atuou tão somente em favor do povo de Israel, e isto após o derramamento do sangue, efetuado na Páscoa celebrada à saída do Egito. Neste sentido, ele é um tipo do Senhor Jesus, que é sumo sacerdote atuando em favor dos redimidos, Sua igreja.
  14. 14. 3 - As festas: 3.1 - o sábado - este é o dia da festa semanal do povo eleito, no qual todos devem descansar de todos os seus trabalhos e adorar ao SENHOR. O sábado aponta para o fato de que é no Senhor Jesus Cristo que encontramos o verdadeiro descanso (Mt 11.28,29; Jo 14.1-3 3.2 - a Páscoa e a Festa dos Pães Asmos - A Páscoa, com duração de um dia (14º dia do primeiro mês do ano judaico, Nisã), É bom lembrarmos que o Senhor Jesus morreu por ocasião da Festa da Páscoa (Mt 26.19; 27.15). Já a Festa dos Pães Asmos, cujo início se dá no 15º dia de Nisã e que tem duração de sete dias, comemora a partida do povo redimido do Egito (Ex 13.3-10; Lv 23.4-8; Dt 16.1-8). 3.3 - a Festa das Primícias - pouco depois, era realizada a Festa das Primícias, ocasião em que um feixe da colheita recentemente iniciada era movido na presença do SENHOR. Esta festa aponta para a ressurreição do Senhor Jesus, que é a primícia da ressurreição de todos os crentes. Veja: 1 Co 15.20-23.
  15. 15. 3 - As festas: • 3.4 - o Pentecoste - cinqüenta dias depois da Festa das Primícias, realizava-se a Festa de Pentecoste, ocasião em que dois pães eram movidos perante o SENHOR (Dt 16.9-11). Esta festa aponta para a descida do Espírito Santo, após a ressurreição do Senhor Jesus. Veja: At 2 • 3.5 - a Festa das Trombetas - vejam as seguintes passagens: Is 27.13; 1 Co 15.52; Mt 24.31; Ap 11.15. Esta festa está associada aos eventos que ocorrerão à época da segunda vinda do Senhor Jesus.
  16. 16. 3 - As festas: • 3.6 - o Dia da Expiação ("Yom Kippur") - um dia de jejum, em que o sacerdote entrava no Santo dos Santos, com sangue, para fazer expiação pelos pecados do povo. Isto acontecia somente uma vez ao ano. • Nesta festa vemos: • - o Senhor Jesus como nosso grande Sumo Sacerdote penetrando o céu com o Seu próprio sangue para fazer expiação eterna pelos nossos pecados (Hb 9.24-28; 10.12-14). • 3.7 - a Festa dos Tabernáculos - realizada para ajudar o povo a lembrar-se do período em que habitou em tendas, após a saída do Egito. Como acontecia depois de realizada a colheita (23.29), deduzimos que esta festa aponte para a nossa morada eterna (Jo 14.1-3), na presença do SENHOR, e para a alegria do povo eleito depois da ressurreição. Veja: Ap 7.9 (referência a palmas; as tendas eram feitas com ramos); 15.2-4.
  17. 17. conclusão • medite nas bênçãos decorrentes de uma vida de obediência, conforme 26.3-13. v.6, o SENHOR chega a comentar detalhes incríveis que seguem uma vida de submissão a Ele - "...farei cessar os animais nocivos da terra...". • Quão longe estamos dessa vida de obediência que Ele espera (e requer) de cada um de nós!... • Todavia, o desafio permanece! Sua Palavra continua sendo: "Fala a TODA a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: SANTOS SEREIS, porque eu, o SENHOR vosso Deus, sou santo" (19.2).

×