11. o livro dos juízes

12.304 visualizações

Publicada em

Curso Visão Panorâmica da Bíblia, lecionado na Igreja Presbiteriana de Dourados, toda quarta-feira, às 19h30' pelo Rev. Ildemar de Oliveira Berbert.

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
302
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
608
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

11. o livro dos juízes

  1. 1. O Livros dos juízes Palavra-chave: “Deterioração” Escrito por Samuel “Pecado, servidão, arrependimento, salvação” Jz.2:6-23
  2. 2. DIVISÃO HISTÓRICA DA BÍBLIA OS 12 LIVROS HISTÓRICOS Josué Juízes I e II Samuel I e II Reis I e II Crônicas Esdras Neemias Ester
  3. 3. Autor do livro • “Samuel” Embora não temos uma referencia no Livro que confirme esta autoria, temos o testemunho da tradição Judaica que sempre manteve a autoria de Samuel. Este testemunho sempre foi aceito pela igreja.
  4. 4. PROPÓSITO DO LIVRO • Propósito: num contraste marcante e solene com o livro de Josué, onde um povo obediente e fiel conquista vitórias maravilhosas e vive feliz, Juizes apresenta-nos esse mesmo povo corrompendo-se em desobediência e idolatria e, por isso, vivendo constantemente derrotado pelo inimigo.
  5. 5. Versículo-chave do Livro "Sucedia, porém, que, falecendo o juiz, reincidiam e se tornavam piores do que seus pais, seguindo após outros deuses, servindo-os, e adorando-os eles; nada deixavam das suas obras, nem da obstinação dos seus caminhos" (2.19).
  6. 6. Esfera de Ação – 350 anos O Livro dos juízes cobre um período de 350 anos da História de Israel – 1400 a 1050 a.C. Cobre do período da conquista da terra até o início da monarquia
  7. 7. Esboço do Livro 1 - O Período depois de Josué - 1-3:4 2 – As apostasias, cativeiros e libertações de Isarel – 3:5 – 16 3 - A anarquia de Israel – 17 - 21
  8. 8. CONTEXTO HISTÓRICO Depois da morte de Josué, a nova geração de Israelitas fez aliança com as nações que a antiga geração havia deixado na terra (aliança com o inimigo), atitude que resultou em idolatria e imoralidade. Isto trouxe o juízo de Deus sobre eles na forma de servidão àquelas nações, voltaram a ser escravos... Clamaram a Deus e Ele enviou libertadores: Os Juízes de Israel. Através deles Deus dava vitórias temporárias ao seu povo.
  9. 9. O CONTEÚDO DO LIVRO Juizes apresenta-nos sete vezes o "círculo vicioso" que Israel viveu nesse primeiro período após a morte de Josué e de seus auxiliares (Js 24.31) "cada um fazia o que achava mais reto" (21.25) PECADO > DERROTA > SUBJUGADOS > CLAMOR > LIBERTAÇÃO ou APOSTASIA > OPRESSÃO > LIBERTAÇÃO
  10. 10. Mesopotâmios Moabitas, Amonitas e Amalequitas Filisteus Cananeus Midianitas e Amalequitas Amonitas Filisteus Sidônios e Maonitas A Bíblia apresenta-nos 17 juizes nesse período, sendo 13 mencionados neste livro, e 4 em 1 Samuel (Eli, Samuel, Joel e Abias). Eis aqui uma lista de opressores e de juizes libertadores de Israel: OPRESSORES
  11. 11. Otniel, de Quiriate Sefer, Judá Eúde, de Benjamim Sangar Débora, de Efraim; e Baraque, de Neftali Gideão, de Manassés Abimeleque, de Manassés Tola, de Issacar Jair, de Gileade (Manassés) Jefté, de Gileade (Manassés) Ibsã, de Belém, Judá Elom, de Zebulom Abdom, de Efraim Sansão, de Dã A Bíblia apresenta-nos 13 juizes nesse período libertadores de Israel: JUIZES
  12. 12. O livro dos Juízes revela a tragédia na vida de uma pessoa que recusa reconhecer a soberania de Deus; Estes Juízes foram homens que serviram de líderes militares, civis e espirituais; Nestes 350 anos a soberania de Deus e a depravação do homem foram os temas espirituais DEUS, DOADOR DE UMA GRAÇA IMERECIDA
  13. 13. 1. Disciplinando Crentes – Jz.2:14,15 2. Dirigindo Descrentes – Jz.3:12,13 3. Dirigindo o Mal – Jz.9:22,23 1. Trevas espirituais – 2:10 2. Afastamento espiritual – 2:11-13 3. Desobediência Espiritual – 21:25 A SOBERANIA DE DEUS A DEPRAÇÃO HUMANA
  14. 14. Lições que precisamos aprender: 1. o abandono da obediência à vontade de Deus em nossa vida, resulta em: - internamente, corrupção do coração, do viver; - externamente, opressão da parte do inimigo. 2 - o "círculo vicioso" de que fala o livro de juízes, nos ensina duas lições muito preciosas: - nunca devemos confiar em nós mesmos (21.25). Podemos estar fazendo o que é certo aos nossos olhos, mas fazendo o que é errado aos olhos do SENHOR! - nunca devemo-nos desesperar. No meio da maior corrupção e miséria, o SENHOR levanta um libertador, abre uma porta, oferece uma saída. Lembremo- nos de que Jesus é o Libertador, a Porta, a Saída!
  15. 15. 3. - (19,20) - o declínio espiritual na vida de um povo gera a violência e a imoralidade. O fato abominável narrado nestes dois capítulos é prova cabal disso! Olhemos para a situação da nossa Pátria, hoje. Qual a razão da sua condição miserável? Quem é responsável por tudo isso? Sejamos corajosos, e anunciemos a volta ao Caminho! Lições que precisamos aprender:
  16. 16. Cristo no livro dos Juízes cada um dos juizes levantados por Deus para salvar e julgar, aponta para o Senhor Jesus, o Rei-Salvador do Seu povo. Sobretudo, o fato de que este livro nos faz pensar na grande necessidade do surgimento de um Rei justo para Israel! Somente o Senhor Jesus é Rei Justo sobre a terra.

×