Os Princípios da Musculação

3.935 visualizações

Publicada em

Os Princípios da Musculação

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.935
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
184
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os Princípios da Musculação

  1. 1. Prof. Saulo Bezerra
  2. 2.  A prática de musculação consiste em exercícios que objetivam desenvolver os músculos esqueléticos expondo os mesmos à uma determinada carga/resistência.
  3. 3.  Para treinar determinado músculo basta lembrar qual movimento esse músculo realiza e realizar esse movimento com uma sobrecarga (a carga deve estar forçando a articulação no sentido contrário ao que o músculo realiza movimento)  Ex: Bíceps realiza flexão de cotovelo, logo, para treinar bíceps colocaremos uma sobrecarga, de maneira que a carga esteja forçando o cotovelo a se estender, e realizaremos a flexão de cotovelo
  4. 4.  Princípio da Adaptação  Princípio da Sobrecarga  Volume - Intensidade
  5. 5.  O corpo busca sempre uma homeostase  Quando a homeostase é quebrada o corpo irá se readaptar buscando restabelecê-la
  6. 6.  Para que o músculo se adapte atingindo o objetivo do indivíduo é preciso aplicar uma sobrecarga nele  Um estímulo fraco não acarreta alteração  Um estímulo forte acarreta adaptação  Um estímulo muito forte causa danos ao corpo
  7. 7.  Descanso / Curva de Super-compensação
  8. 8.  Curva de Super-compensação  Estímulo Forte
  9. 9.  Curva de Super-compensação  Estímulo Fraco
  10. 10.  Curva de Super-compensação  Estímulo Muito Forte
  11. 11.  Curva de Super-compensação  Descanso Ótimo
  12. 12.  Curva de Super-compensação  Descanso Longo
  13. 13.  Curva de Super-compensação  Descanso Curto
  14. 14.  O treino pode ser alterado aumentando seu volume ou sua intensidade Volume = Quantidade Intensidade = Qualidade
  15. 15.  Objetivo Hipertrofia Intensidade Volume  Objetivo Resistência Intensidade Volume  Objetivo Emagrecer Intensi dade Volume
  16. 16.  Não podemos medir pelo peso, pois, uma carga de 10kg, por exemplo, pode ser uma carga de alta intensidade para uma pessoa, mas, não ser intensa para outra  Como então medir a intensidade ou volume?  Através do RM
  17. 17. Objetivo Força Hipertrofia Resistência Emagrecer RM 4 a 6 RM 6 a 12 RM 12 a 15 RM 12 a 20 RM
  18. 18.  Emagrecer = Mais de 30 minutos (preferência após a musculação)  Hipertrofia = No mínimo 5 minutos para aquecer
  19. 19.  Abdominal:
  20. 20.  Não é Abdominal: O abdômen realiza flexão de tronco e não flexão de quadril
  21. 21.  Agachamento:
  22. 22.  Desequilíbrio de força: Treinar agonista / antagonista  Você não pode fortalecer muito um músculo e não fortalecer o músculo oposto a ele  Costumamos ver nas academias homens que treinam muito peito sem treinar tanto as costas o que faz com que a pessoa fique com uma postura cifótica. O problema não é apenas estético mas também prejudicial à coluna  Costumamos ver também mulheres que fortalecem muito a parte da frente da coxa esquecendo da parte de trás, o que pode acarretar problemas no joelho.
  23. 23.  Desequilíbrio de força: Treinar agonista / antagonista  Porém, falando desse tema, os casos mais comuns são: não treinar tibial anterior e não treinar paravertebrais.
  24. 24.  Desequilíbrio de força:  Treinar Tibial Anterior
  25. 25.  Desequilíbrio de força:  Treinar Paravertebrais

×