Capoeira
Prof. Saulo Bezerra
História
 A história da capoeira está intimamente ligada à história
dos negros no Brasil;
 Negros submetidos a regime de...
História
 Não lhes eram permitido o uso de armas ou práticas de
meio de defesa pessoal;
 Como poderiam se defender estan...
História
 como os escravos africanos não possuíam armas para se
defender dos inimigos, movidos pelo instinto natural de
p...
História
 A capoeira passou a ser praticada escondida;
 Os senhores submetiam a torturas terríveis quem era
pegue pratic...
História
 Com o passar do tempo os colonizadores passaram a
perceber o poder da capoeira;
 A qualquer sinal de rebeldia ...
História
 em 1888 foi abolida a escravidão e muitos escravos
foram largados nas ruas sem emprego e a capoeira foi
um dos ...
História

 Em 1890 a capoeira foi considerada “fora da lei” pelo
antigo Código Penal da República.
 2 a 6 meses de prisã...
História
 Na década de 30, Getúlio Vargas:

 “permitiu a prática (vigiada) da capoeira: somente em
recintos fechados e c...
Estilos de Capoeira

Capoeira
Angola

Capoeira
Regional
Capoeira Angola

 Tradicional
 A Capoeira Angola se assemelha a uma graciosa dança
onde a „ginga‟ maliciosa mostra a ext...
Capoeira Regional
 Mestre Bimba aproveitou-se de uma antiga luta baiana
(Batuque), da capoeira, e de sua criatividade par...
Elementos Rítmicos

 Luta ritmada pelos instrumentos e pelas palmas;
Elementos Rítmicos
 Berimbau:
 Um dos instrumentos mais antigos do mundo (originou-se
por volta de 15000 A. C. no contin...
Berimbau
Pandeiro
Reco-Reco
Agogô
Atabaque
Caxixi
Ginga
Au Regional
Au Angola
Rolê
Benção
Ponteira
Meia Lua de Frente
Chapa de Costas
Meia Lua de Compasso
Armada
Martelo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A História da Capoeira

8.904 visualizações

Publicada em

A história da Capoeira

Publicada em: Educação

A História da Capoeira

  1. 1. Capoeira Prof. Saulo Bezerra
  2. 2. História  A história da capoeira está intimamente ligada à história dos negros no Brasil;  Negros submetidos a regime de trabalho de sol a sol comandados pelo chicote;  para que o regime escravocrata não entrasse em colapso, mais castigos e torturas eram aplicados aos escravos;
  3. 3. História  Não lhes eram permitido o uso de armas ou práticas de meio de defesa pessoal;  Como poderiam se defender estando em tal inferioridade?
  4. 4. História  como os escravos africanos não possuíam armas para se defender dos inimigos, movidos pelo instinto natural de preservação da vida, descobriram em si mesmos a sua arma, a arte de bater com o corpo, à semelhança das brigas dos animais, suas marradas, coices, saltos e botes;  Dessa forma nasceu o que hoje chamamos de capoeira;
  5. 5. História  A capoeira passou a ser praticada escondida;  Os senhores submetiam a torturas terríveis quem era pegue praticando capoeira.  A capoeira passou a ser praticada, na presença de senhores, como brincadeira ou dança;  O berimbau servia para dar o ritmo e avisar quando transformar a luta em dança (na chegada de algum senhor);
  6. 6. História  Com o passar do tempo os colonizadores passaram a perceber o poder da capoeira;  A qualquer sinal de rebeldia era punido. Depois de chicoteados, os fujões recebiam um coquetel de sal, limão e urina nas feridas.
  7. 7. História  em 1888 foi abolida a escravidão e muitos escravos foram largados nas ruas sem emprego e a capoeira foi um dos meios utilizados para a sobrevivência deles.  mesmo depois de abolida a escravidão, os capoeiristas continuaram a sofrer perseguições da polícia e eram mal vistos pela sociedade.  na sua maioria passam a integrar as já famosas maltas de capoeira e a criar outras
  8. 8. História  Em 1890 a capoeira foi considerada “fora da lei” pelo antigo Código Penal da República.  2 a 6 meses de prisão a quem ousasse:  Fazer nas ruas e praças públicas exercício de agilidade e destreza corporal conhecida pela denominação capoeiragem: andar em carreiras, com armas ou instrumentos capazes de produzir lesão corporal, promovendo tumulto ou desordens, ameaçando pessoa certa ou incerta, ou incutindo temor de algum mal
  9. 9. História  Na década de 30, Getúlio Vargas:  “permitiu a prática (vigiada) da capoeira: somente em recintos fechados e com alvará da polícia”.
  10. 10. Estilos de Capoeira Capoeira Angola Capoeira Regional
  11. 11. Capoeira Angola  Tradicional  A Capoeira Angola se assemelha a uma graciosa dança onde a „ginga‟ maliciosa mostra a extraordinária flexibilidade dos capoeiristas
  12. 12. Capoeira Regional  Mestre Bimba aproveitou-se de uma antiga luta baiana (Batuque), da capoeira, e de sua criatividade para criar o novo estilo que chamou de capoeira regional;  Com a academia de Bimba começa uma nova época: a capoeira vai atrair a classe média e a burguesia de Salvador
  13. 13. Elementos Rítmicos  Luta ritmada pelos instrumentos e pelas palmas;
  14. 14. Elementos Rítmicos  Berimbau:  Um dos instrumentos mais antigos do mundo (originou-se por volta de 15000 A. C. no continente africano);  Era utilizado em suas festas  Pandeiro;  Reco-Reco;  Agogô;  Atabaque;  Caxixi.
  15. 15. Berimbau
  16. 16. Pandeiro
  17. 17. Reco-Reco
  18. 18. Agogô
  19. 19. Atabaque
  20. 20. Caxixi
  21. 21. Ginga
  22. 22. Au Regional
  23. 23. Au Angola
  24. 24. Rolê
  25. 25. Benção
  26. 26. Ponteira
  27. 27. Meia Lua de Frente
  28. 28. Chapa de Costas
  29. 29. Meia Lua de Compasso
  30. 30. Armada
  31. 31. Martelo

×