HISTORIA DO COMERCIO EM
PORTUGAL
A história comercio de Portugal abrange o desenvolvimento da economia ao longo da históri...
DESVANTAGENS E
VANTAGENS DO COMERCIO
 Numa economia global, todos os países competem entre si para aumentar as exportaçõe...
ALGUNS DOS PRODUTOS
DO COMERCIO EM
PORTUGAL
O comércio intra-industrial pode ser definido como a existência simultânea de ...
INDUSTRIAS DO COMERCIO
EM PORTUGAL
A Revolução Industrial, por sua vez, surgiu da transição do capitalismo comercial para ...
COMERCIO ANTIGAMENTE
Uma modalidade de venda e compra de diversos produtos era a permuta ou escambo. A
cada produto, por e...
COMERCIO DE HOJE EM
DIA
Os comerciantes modernos costumam negociar com o uso de um meio de troca indirecta, o
dinheiro. É ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Comercio em portugal

267 visualizações

Publicada em

Trabalho de comercio

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
267
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
27
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comercio em portugal

  1. 1. HISTORIA DO COMERCIO EM PORTUGAL A história comercio de Portugal abrange o desenvolvimento da economia ao longo da história Portuguesa. Suas raízes estendem-se até o período de ocupação romana, durante o qual as províncias de Lusitânia e Galécia (Galiza) actuavam na próspera economia da Hispânia como produtores e exportadores do Império Romano. Isto continuou sob os Visigodos e depois do domínio dos mouros Al-Andalus, até a criação do Reino de Portugal
  2. 2. DESVANTAGENS E VANTAGENS DO COMERCIO  Numa economia global, todos os países competem entre si para aumentar as exportações, atrair mais turistas e captar investimento estrangeiro. Neste contexto, a variante reputação/imagem país tem um importante impacto económico e é uma vantagem ou uma desvantagem competitiva que merece um programa de gestão e de acção focalizada. No caso de países como Portugal, onde ocorreram mudanças ou evoluções drásticas e rápidas, o desfasamento entre percepção e realidade torna ainda mais necessária a existência de um programa de marca país.
  3. 3. ALGUNS DOS PRODUTOS DO COMERCIO EM PORTUGAL O comércio intra-industrial pode ser definido como a existência simultânea de exportações e importações de bens que pertencem a uma mesma indústria1. Estes fluxos comerciais simultâneos podem ser associados à especialização em diferentes gamas de qualidade (comércio intra-industrial em produtos verticalmente diferenciados) ou associados à especialização em variedades (comércio intra-industrial em produtos semelhantes e horizontalmente diferenciados.
  4. 4. INDUSTRIAS DO COMERCIO EM PORTUGAL A Revolução Industrial, por sua vez, surgiu da transição do capitalismo comercial para o capitalismo industrial da segunda metade do século XVIII .Esta Primeira foi baseada em vapor, carvão e ferro, mas a partir de 1860 surge a Segunda Revolução Industrial, empregando aço, energia eléctrica e produtos químicos, e simultaneamente o capitalismo industrial se tornou capitalismo financeiro. A partir de 1970 ocorre a Terceira Revolução Industrial, com o desenvolvimento da informática.
  5. 5. COMERCIO ANTIGAMENTE Uma modalidade de venda e compra de diversos produtos era a permuta ou escambo. A cada produto, por exemplo, um tecido, era atribuído um valor. Em troca recebia-se outro produto ou vários que tivessem o mesmo valor do tecido. Essa modalidade de transacção, muito comum no início da Idade Média, foi desaparecendo com a introdução da moeda.
  6. 6. COMERCIO DE HOJE EM DIA Os comerciantes modernos costumam negociar com o uso de um meio de troca indirecta, o dinheiro. É raro fazer-se troca directa hoje em dia, principalmente nos países industrializados. Como consequência, hoje podemos separar a compra da venda. A invenção do dinheiro (e subsequentemente do crédito, papel-moeda e dinheiro não-físico) contribuiu grandemente para a simplificação e promoção do desenvolvimento do comércio.

×